História Destino - Capítulo 6


Escrita por:

Postado
Categorias Malhação
Tags Benê, Gadizaski, Gune, Guto, Malhação, Malhação Viva A Diferença
Visualizações 54
Palavras 371
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Romance e Novela
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Ta aí como o prometido!

Capítulo 6 - Juca


Benê 

Depois da conversa com minhas amigas,  decidir sair.Não para algum parque ou praça,  mas para o lugar de maior importância para mim desde o nascimento do Tonico :o galpão. Embora um pouco fraca em razão das noites maldormidas chorando não demorei pra chegar.Ainda sou boa em corridas.Chegando a lanchonete e mais precisamente o galpão,  pude ouvir uma conversa e pelo tom das vozes parecia uma discussão .Era o Roney e minha mãe. 

Roney :-Seja racional Josefina!Será que você não pensa nos seus filhos!

Josefina :-Não faço nada além de pensar nos meus filhos!

Eu fiquei curiosa, o que será que Minha mãe está escondendo de mim?Não me contive e entrei na conversa.

Benê :-Mãe, porque o Roney disse que você não pensa na gente.

Josefina:Benê? A quanto tempo você está aqui?

Benê :-Cheguei agora!Não respondeu a minha pergunta.

Josefina:-Na,nada filha!Que isso.É...O Roney!Ele quer fazer um show nessa pequena lanchonete e queria sua participação como pianista!Mas eu disse a ele que você não  está preparada para o público. 

Roney :-Mas eu sei que você ta preparada, só que sua mãe insiste em te preservar!Eu vou indo, o Tato pode esta me esperando sabe? A lanchonete é super lotada!Tchau! 

Josefina:-Tchau 

Benê :Tchau 

Josefina :-Também  ja vou ,O trabalho me espera, tchau filha.

*************

Depois que ela saiu, eu fiquei tocando um pouco, a música nos ajuda a amenizar um pouco certas angústias. Depois de alguns minutos não pude reparar a presença de alguém em minhas costas.

Juca :-Benê! 

Benê :-Oi Juca! 

Juca :-Bela canção, minha avó tocava ela!

Benê :-Sua avó tocava piano! 

Juca:-É, ela era ótima! 

Benê :-Você toca?

Juca :-Não tão bom quanto você! 

Benê :-Mas tenta!Gostaria de ouvi-lo.

E o Juca tocou nos teclados. Ele tinha razão, não era tão bom. Errava constantemente várias notas, mas sempre contava piadas com seus erros.No qual me fazia rir, ele era muito engraçado! Depois de horas tocando,ficamos conversando!Foi divertido, temos muitas coisas em comum!Estávamos conversando bastante, ele iria começar a falar de um canal de YouTuber que ele tinha.Mas seu semblante de divertido passou a sério depois de olhar para algo atrás de mim.Curiosa, me virei e deparei com um par de olhos castanhos a me encarar.

-Será que podemos conversar Benê? 

 

 

 


Notas Finais


E aí? O que acharam?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...