História Destino? - Capítulo 17


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jungkook (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais
Tags Bangtan Boys (BTS), Suga, Yoongi
Visualizações 15
Palavras 1.883
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Ficção Adolescente, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Capítulo +18 (climinha nada romântico)

Boa leitura!

Capítulo 17 - Vamos fazer isso... Ou não?


Fanfic / Fanfiction Destino? - Capítulo 17 - Vamos fazer isso... Ou não?

Yoongi passou a maior parte da manhã sentado ao piano. Tocou várias músicas diferentes, com medo de que a Compositora tivesse outra crise. Almoçaram juntos no estúdio, depois sentaram-se no sofá, tomando um café. O ar estava gelado, apesar do horário, anunciando que o inverno havia, enfim, chegado.

Ele não conseguia parar de pensar na noite anterior. Assim que chegou em casa, mal conseguiu dormir e quando o fez, sonhou com o que ele quase deixou acontecer. "Eu não posso fazer isso com ela..." Ele a observava, tentando fazer com que ela não notasse. "Ah Compositora... Se eu pudesse iria com você para a cama agora..."

_Ei, senhor Anônimo... - Ela sorria. - Hora de ir comigo...

_Ir ? - Yoongi engoliu em seco, nervoso sem saber porque. - Onde?

_Bom... - ela estranhou a pergunta. - Pra sala do piano. Onde mais? - riu, enquanto se levantava.

"Poderíamos ir trancar essa porta e... Eu tenho que parar com isso". Yoongi foi seguindo a Compositora até a sala no fim do corredor. Sentaram juntos no piano, porém quando Yoongi finalmente foi colocar sua não sobre a dela, notou que era ele que estava tremendo, mesmo que um pouco. A Compositora olhou para ele, que fitava o piano sem conseguir retribuir o olhar.

_ Está tudo... Bem?

_ É que... Eu... - A voz de Yoongi ficou baixa, ele levemente corado. "É que eu só consigo ser egoísta e pensar em te foder, e não consigo te ajudar". - Eu ainda estou preocupado com você.

A Compositora refletiu um pouco. Ele não sabia se ela havia acreditado nisso, ou se mais uma vez ela estava, magicamente, adivinhando seus pensamentos. Só essa ideia o deixou ainda mais envergonhado, deixando seu rosto mais corado. Ele desviou o rosto e levantou, indo até a janela, para evitar que ela o visse assim. Sentiu um leve incômodo nas roupas íntimas. "Mais essa agora..." Ficou parado, de costas para ela, tentando se acalmar. Estava no limite e sabia disso. Estava sempre ocupado, trabalhando, não tinha tempo para sair com alguém. Não se lembrava da última vez que passara a noite com alguém. Agora que estava perto dela, apaixonado por ela, o desejo vinha rápido e forte, e era quase impossível de controlar.

_ Se é esse o caso, senhor Anônimo... - Ela pensou um pouco. - Podemos dar um tempo nisso...

_ Não! - a resposta saiu um pouco mais alta do que ele pretendia, deixando a Compositora um pouco confusa. - Não podemos parar... Mas é que eu acho que preciso me acalmar um pouco...

_ Bom, nesse caso, podemos dar outra volta de moto. 

_  Eu acho que podemos tentar mudar de lugar. - Ele queria sair daquela sala, queria estar em outro lugar, para que seus pensamentos também estivessem.  

_ Tudo bem... Eu acho... - ela estava visivelmente confusa. - Algum lugar em mente?

Ele mesmo não sabia. Onde haveria outro lugar? Outro piano? Nesse instante, lembrou do seu estúdio. Olhou no relógio. "Os meninos vão estar trabalhando, talvez possamos..." Balançou a cabeça, negativamente, afastando a ideia. 

_ Não sei... Sem ser na árvore, onde você vai quando quer dar um tempo?

_ Bom... Às vezes eu subo no terraço e...

_ Vamos até lá então... Voltamos daqui a pouco, quando eu tiver certeza de que... - "De que eu não vou ficar pensando em tirar as suas roupas", pensou. - Certeza de que podemos fazer isso.

_ Ah... Tudo bem... - A Compositora estava bastante intrigada. - Vem comigo.

Ela pegou Yoongi pela mão, levando-o até o fundo do corredor, subindo as escadas. O lugar lá em cima oferecia uma bela vista, haviam dois bancos e algumas plantas. Assim que chegaram, Yoongi se encolheu de frio. Vendo que ele tremia, mesmo com o moletom, a Compositora tirou a sua jaqueta e colocou sobre os ombros dele. Quando fez isso, entretanto, acabou ficando quase abraçada a ele, bem próxima dele. Não houve sequer tempo para que Yoongi processasse a ideia. A puxou com um pouco mais de força do que pretendia, para junto dele. Ia beijá-la, quando percebeu que, com o corpo dela colado ao dele, ela podia sentir seu membro pressionando suas roupas de baixo.

Yoongi foi tomado pela timidez, mas o desejo falava mais alto. Quando viu que a Compositora não fez nenhum esforço para se soltar, ele, enfim, a beijou. O beijo começou romântico, como da última vez, porém ficou muito intenso antes mesmo que Yoongi percebesse. Sentiu suas bochechas queimarem, mas não conseguia parar. Enquanto tentava desesperadamente se controlar, acabou segurando a Compositora pela nuca, com os dedos entre os cabelos, e quando o fez, percebeu que ele ia passar dos limites. Conseguiu parar o beijo por um momento, se afastando e sentando em um dos bancos. Apesar do frio, agora ele sentia um calor intenso que parecia vir de dentro. O coração parecia tentar explodir. "Mas o que estou fazendo...?" Ele não conseguia olhar para a Compositora. A voz dela, porém, chamou a atenção dele.

_ Senhor Anônimo... - ela suspirou fundo. - O que você quer comigo?

_ É... Eu... - ele ficou ainda mais corado.

_ Vamos fazer logo isso ou não?

Yoongi assustou-se um pouco. Olhou para ela, que apesar da vergonha, estava ali, parada em frente a ele, o encarando, com os cabelos soltos sendo jogados pelo vento, a respiração acelerada. Foi demais para ele. Nem sequer conseguia responder a ela. Apenas a puxou com força para perto dele, beijando-a agora com muita intensidade. Colocou-a sentada sobre seu colo. Ele queria pedir desculpas por agir assim, como um pervertido. Queria dizer a ela que ele sentia mais do que apenas desejo por ela. Mas nada do que pensasse parecia estar de acordo com as suas atitudes.

Puxou a camiseta dela para cima, admirando seu corpo emoldurado pelo sutiã branco de renda. Não parava de beijá-la, nem sequer para respirar. Abriu o cinto e o botão da calça, empurrando-a para baixo. Segurou os quadris dela, pressionando-a sobre seu membro ereto. Ela teve que se levantar para tirar a calça de moletom que usava, Yoongi aproveitando para tirar a jaqueta dela de cima dos ombros. Voltou a puxá-la para seu colo antes mesmo que ela tivesse a chance de tirar a lingerie. Os beijos eram intensos, ininterruptos. Yoongi sentiu um arrepio intenso tomar conta de seu corpo quando ela abaixou um pouco a roupa íntima dele, deixando o membro exposto. Ele voltou a segurá-la pelo quadril, ainda tomado pela vergonha e pelo medo de que ela tivesse uma ideia errada sobre ele. Mesmo assim, seu corpo se recusava a ceder aos medos.

Com as mãos um pouco trêmulas pelo nervosismo, passou os dedos pela calcinha da Compositora, deixando o caminho livre. Percebeu quando ela sorriu maliciosamente quando seus dedos passaram sobre a intimidade dela. Aquilo só serviu para que ele agisse com ainda mais desejo. Arfou quando sentiu que a penetrava. O calor dela no seu membro quebrou as últimas esperanças que ele tinha de parar. Os pensamentos de que aquilo era errado sessaram. A segurou pelas coxas, enquanto sentia ela se mover. A cada movimento, ele ia se sentindo mais quente, com ainda mais desejo. Apoiou uma das mãos no banco para ter mais força, e enquanto a segurava pela cintura com a outra, começou a empurrá-la. A respiração era tão rápida, que agora ele arfava. Começou a estocá-la com ainda mais força e vontade. Ainda mais rápido. Enquanto ele a fodia com muito desejo e força, pode admirar quando ela deixou a cabeça tombar para trás, a luz do sol da tarde iluminando seus seios. Yoongi sentiu-se no ápice do prazer. Não pode conter os gemidos, altos, enquanto a apertava contra si. Um gemido alto e longo veio quando ele, enfim, estava chegando ao ápice. O suor molhando seu cabelo. Apenas tombou a cabeça para trás e parou de movimentar-se, deixando que ela conduzisse o final.

_ Por favor... Não... Pare... - A voz saia baixa devido a respiração ofegante.

Não conteve o gemido quando enfim gozou, enquanto respirava rápido, de boca aberta. Os olhos dos dois se cruzaram e então Yoongi percebeu que apesar de estar apaixonado, ele só conseguiu demonstrar o desejo. "Não é isso... Não é só isso que eu sinto... Então porque é só isso que consigo demonstrar?"

Abraçou-a, beijando-a romanticamente mesmo quando seu membro ainda estava dentro dela. Desejou que aquilo não terminasse. Desejou que pudessem fazer aquilo para sempre. Depois de algum tempo, ela se levantou, colocando as roupas. Estava começando a escurecer, e com a noite o frio piorava. Yoongi, porém, sentia-se quente, tanto internamente como externamente. Quando enfim estavam sentados no banco novamente, ele tomou coragem de iniciar a conversa.

_ Sabe... Eu... - Falava baixo e tímido, porém com um sorriso. - Isso foi... Muito bom... - o rosto dele ficou enrubescido.

_ É... Foi sim... - Ela também estava tímida, mas começou a rir.

_ O que foi? - Yoongi estava ainda com medo de que ela tivesse a ideia errada sobre ele.

_ Não é nada... É que... - ela parou.

_ É que...?

_ É que isso foi uma loucura... - ela sorria, encabulada.

_ Foi sim... - ele começou a rir.

Ambos desceram as escadas até o estúdio. Yoongi pegou as coisas dele, para ir embora. Sorria o tempo todo, sem motivos. Se despediram como sempre. Assim que Yoongi chegou, alguns dos meninos mais novos estavam na sala.

_ Eu, hyung! - a voz do mais novo era claramente de curiosidade. - O que aconteceu? Porque está sorrindo assim?

_ Porque...? - Yoongi parou frente a porta que dava acesso ao seu estúdio. - Porque hoje foi o melhor dia da minha vida.

Yoongi saiu, sem dizer mais nada, deixando Jungkook e os outros confusos. Assim que entrou no estúdio, olhou a foto do dia anterior que havia tirado da Compositora. Ficou muito tempo olhando, até que o alerta de nova mensagem chegou.

" Está me devendo, senhor Anônimo"

Yoongi ficou confuso.

"E o que eu devo?"

" Não praticamos piano, e você não escreveu uma música"

Yoongi sentou na cadeira em frente ao computador. "Tem razão... Mas eu não posso negar que iria até aí apenas para te ver. Voltaria agora se fosse para tê-la de novo nos meus braços, sorrindo, sendo minha" Enquanto pensava no que responder, uma ideia começou a formar em sua mente.

" Não se preocupe. Acho que amanhã estarei com uma música pronta"

"Porque diz isso?"

"Porque eu finalmente encontrei uma letra para sua melodia"

Yoongi sorria feito bobo. Continuou sentado na cadeira com o celular na mão, observando a foto dela enquanto aguardava a resposta da conversa. Estava tão distraído que não notou os mais novos o espiando pela porta. 

"Estou ansiosa para ouvir"

"Então... Te vejo amanhã?"

A resposta demorou para vir. Apesar de feliz, Yoongi ainda tinha a sensação de que havia passado a impressão errada. "Eu realmente gosto de você... Queria ter dito isso antes de te foder em um terraço". A reposta veio. Antes de conferir, Yoongi colocou a foto como plano de fundo do celular. "Deve pensar que eu sou..."

"Sim, no mesmo horário. Mas por favor, vamos evitar o terraço antes de terminarmos os trabalhos."

Yoongi sorriu, ficando um pouco envergonhado mesmo estando sozinho.

"Sem terraços então. Talvez depois de tocarmos?"

"Talvez..."





Notas Finais


Opiniões são bem vindas! Espero que tenham gostado. Até o próximo!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...