História Destino -Camren Camila G!P - Capítulo 7


Escrita por:

Postado
Categorias Ally Brooke, Camila Cabello, Demi Lovato, Dinah Jane, Fifth Harmony, Harry Styles, Lauren Jauregui, Louis Tomlinson, Normani
Personagens Ally Brooke, Camila Cabello, Demi Lovato, Dinah Jane Hansen, Harry Styles, Lauren Jauregui, Louis Tomlinson, Normani Hamilton, Personagens Originais
Tags Camila Cabello, Camren, Lauren Jauregui, Manuella Cabello
Visualizações 1.205
Palavras 933
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, LGBT, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência, Yuri (Lésbica)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Homossexualidade, Intersexualidade (G!P), Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 7 - Capítulo 7 Camila


Fanfic / Fanfiction Destino -Camren Camila G!P - Capítulo 7 - Capítulo 7 Camila

Eu queria matar a Lauren queria mesmo, mas ela não fez por mal, eu entendo ela, mas eu sou mãe e foi a minha filha que ela pegou, eu só pensava em duas coisa, 1: Em como eu iria matar ela e 2: No quão linda ela é, com aqueles olhos verdes, a pele branquinha e o sorriso lindo com seus dentinhos que parecem de coelhos. 



-Papa. -Ella me chama e eu sorrio olhando pra ela que estava nos braços de Lauren. -Tia Lolen tava dizenu que onde ela tabaia, ela salva um bucado de vida, deixa eu ve papa?

-An? -Pergunto perdida na conversa das duas.

-Eu sou cirurgiã Camila e eu estava contando a ela mais ou menos como funciona no hospital. -Fala e eu concordo. -Pequena você não pode ir la, você só pode se um dia tiver dodoi, muito dodoi mesmo.

-Mai Lolen puque voxe podi e eu naum? Voxe num ta dodoi muitão. -Fala irritada com um bico enorme.

-É porque eu trabalho princesa, entenda que a titia Lauren trabalha lá e é por isso que vou pra la todos os dias. -Fala tentando tirar aquele bico com cosegas.

-Desista, nem fazendo cosegas ela vai tirar esse bico. -Falo negando de braços cruzados. -Eu sei a filha que tenho e ela só vai tirar se você levar ela o que é impossível de acontecer.

-Mai papa. -Faz bico de braços cruzados e eu olho pra ela. -Eu quelo ir.

-Não. -Falo seria e Ella ia abrir o maior berreiro, mas Lauren não deixou.

-Eu te levo Ella, não precisa chorar ta? -Lauren fala e minha filha concorda.

-Não faça isso. -Falo negando andando na frente. -Eu sei que você não vai levar ela. Manu você sabe que quando a papa disser Não...

-É puque é naum e eu naum poxu recamar puque é pu meu bem. -Fala de cabeça baixa.

-Se anima meu amor, vamos ver a tia Demi. -Falo olhando para a lanchonete a minha frente. -Ela vai te apertar tanto bebê. 

-papa. -Ella me chama e eu olho pra ela. -To cum fome.

-Me diz o dia que você não esteja. -Falo rindo entrando na lanchonete junto das duas. -Demi.

-Karlão eu mandei você ir pra casa sua estrume. -Demi fala jogando o pano em mim. -Minha monstrinha. -Exclama feliz indo ate Lauren e praticamente arrancando a Ella dos braços dela. -Você achou ela, sua dinda é desnaturada eu não vou deixar você com ela ta?

-Tia Demi. -Ella fala rindo. 

-Com quem ela estava? -Demi pergunta e eu apontei para Lauren. -Você. -Exclama irritada e Lauren da passos pra trás. -Lauren sua vadia porquê fez isso?

-Calma Demi, eu não sabia que ela era sua sobrinha. -Lauren fala se rendendo e eu olho para as duas sem entender nada.

-Vocês se conhecem? -Pergunto perdida.

-Demi é namorada da minha melhor amiga. -Lauren fala e eu asseno positivo.

-Tia to com fome. -Manu fala e Demi concorda colocando ela no chão.

-Vai pra mesa que eu vou atender vocês. -Demi fala e eu concordo sentando na mesa ao lado de uma janela, Manu sentou ao meu lado e Lauren a minha frente.

-O de sempre minha pequena gafanhoto? -Demi pergunta para minha filha que concorda freneticamente.

-Panquecas com muitaum di xotolate. -Fala Ella Feliz.

-E com suco natural de maracujá com pouca açúcar ouviu Demétria. -Arqueio a sobrancelha e ela assente batendo continência. -Pra mim eu quero só café, eu comi em casa.

-Ok. -Demi anota e eu pego um guardanapo limpando o nariz de Ella que escorria.

-Demi o suco natural, Ella está ficando doente e eu não vou dar nada gelado a ela. -Falo e Demi concorda.

-Mai papa, o suco é geladu. -Faz biquinho.

-Só um pouquinho gelado Demi. -Falo e ela concorda e vai anotar o pedido de Lauren. -Amor assoa o nariz. -Peço e assim Ella faz e eu limpo.

-Eu quero o mesmo que Ella, deve ser gostoso e eu quero com muitão de chocolate também com suco de maracujá. -Lauren fala e Demi assente saindo. -Então..

-Estão...

-Tudo bem? -Lauren pergunta.

-Estou e você? -Pergunto de volta evitando olhar nos olhos dela.

-Sim. -E morreu ali, bom era o que eu achava. -Você é daqui?

-An?

-É que você parece não ser daqui, você tem traços latinos. -Fala e eu arqueio uma sobrancelha sorrindo. 

-Quer dizer que estava me observando? -Pergunto rindo de Lauren que corou na hora.

-An, não, quer dizer, sim, é.. -Se embola e eu rio do seu nervosismo.

-Eu não sou daqui, sou de cuba, sou cubada. -Falo ainda rindo. 

-E Ella? -Pergunta olhando pra minha filha com os olhos brilhando que estava jogando no meu celular.

-Ella nasceu aqui, mas tem sangue cubana. -Falo baguncando os cabelos ondulados da minha filha que resmunga.

-A mãe dela também é cubana? -Pergunta e eu arregalo os olhos olhando rapido pra minha filha que olhava pra mim.

-Eu tenhu mamãe papa? -Ella pergunta e eu me encontrava perdida olhando pra Lauren e pra Ella.

-Amor olha, papa conversa sobre isso depois ta? Olha a tia Demi com as panquecas. -Falo suspirando aliviada quando vejo Demi vindo ate nós.

-Olha as panquecas. -Demi fala colocando na mesa as panquecas, os sucos e meu café.

-Obrigada Demi. -Lauren fala e Demi assente saindo de la pra atender outras pessoas. -Camila desculpa, eu não sabia..

-Não, tudo bem Lauren, vamos comer? -Pergunto mudando de assunto e elas assentiram.






Elas começaram a comer e eu só fiquei no meu café ajudando minha filha a comer. Em meio a conversas e brincadeiras das duas crianças eu fiquei ali rindo das caretas da Lauren, das piadinhas que minha filha soltava. Esse café da manhã foi agradável pois eu tinha minha filha ao meu lado e uma nova, vamos dizer, amiga, isso amiga, Lauren é uma amiga.


Notas Finais


Gente vxs n estão comentando 😯 qual é? Comentem bastante gente, assim eu trago mais rápido os cap e vou saber se vxs estão gostando pra mim continuar com a fic, e favoritem plss


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...