História Destino Incerto. - Capítulo 9


Escrita por:

Postado
Categorias Naruto
Personagens Anko Mitarashi, Ashura Ootsutsuki, Chiyo, Danzou Shimura, Gaara do Deserto (Sabaku no Gaara), Hinata Hyuuga, Hyuuga Hiashi, Indra Otsutsuki, Ino Yamanaka, Iruka Umino, Itachi Uchiha, Kaguya Ootsutsuki, Kakashi Hatake, Minato "Yondaime" Namikaze, Naruto Uzumaki, Personagens Originais, Sakura Haruno, Sasuke Uchiha, Shino Aburame, Shisui Uchiha, Toneri Otsutsuki, Tsunade Senju, Yamato
Tags Evoluçãonaruhina, Família, Hinata, Hyuuga, Italia, Medo, Naruhina, Naruto, Passado, Sasusaku, Uchiha, Uzumaki
Visualizações 32
Palavras 2.717
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Mistério, Policial, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Estupro, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 9 - Parte I- Capítulo 8


Fanfic / Fanfiction Destino Incerto. - Capítulo 9 - Parte I- Capítulo 8

Durante a semana, foi um movimento constante de pessoas na casa, organizando tudo para o sábado do anuncio do noivado, Anko não voltou, durante as tardes ia para o alto da colina com Atlas e por lá ficava.

Adina me procurava por todos os lados, Shino me acobertava dizendo que eu não tinha passado por ali, ele sabia que eu precisava de um tempo só para mim.

Eu ligava para Naruto todas as noites, riamos e nos lembrávamos de nossas brincadeiras pelo jardim, das tardes comendo torta de maçã e observando o lado Di Garda pela varanda do meu quarto.

Até na noite de sexta, minha última ligação para ele antes da noite do noivado.

- Eu estou com medo Naruto, se eu pudesse sumiria daqui agora mesmo- disse com a voz embargada pelo choro.

- Tente se acalmar Hina, isso vai levantar suspeitas e vai ser pior, não vou deixar nada te acontecer eu prometi não foi?

- Sim.

- Confia em mim?

- Confio a minha vida a você.

- Então me aguarde, independente do que acontecer daqui para frente, estarei por perto.

- Estará aqui amanhã? – perguntei mais calma.

- Sim, tentarei te ver antes do baile, não se preocupe.

Respirei fundo, e sorri.

- Tudo bem, precisamos descansar, vocês terão uma viagem um pouco longa amanhã.

- Sim, bom, boa noite princesa.

- Boa noite Naruto.

Desliguei com cuidado, quando ia me levantar vi uma luz por baixo da porta, corri para a outra poltrona perto dos livros e peguei um qualquer, a porta se abriu, era minha tia.

- Hinata? O que faz aqui tão tarde? – me perguntou com uma sobrancelha levantada.

- Bom eu, estava sem sono, meus livros estão repetidos e então vim procurar por outro.

- Shakespeare? Rei Lear? Desde quando se interessa por esse tipo de livro?

- Desde agora, oras, resolvi mudar meus gostos literários, bom eu vou subir e ler um pouco, boa noite tia, com licença.

- Claro, boa noite.

Sai da sala subindo as escadas correndo, entrei no quarto trancando a porta, tirei o papel com o número da manga do vestido o colocando dentro do livro que havia pego a sala.

- Shakespeare, não acredito que peguei justo o autor favorito dela.

Nem li, me deitei e adormeci.

Fui acordada na manhã seguinte com Adina me perturbando sobre mulheres estarem me esperando para começar a me preparar, eram 9 da manhã, tomei um banho, desci para o café e fui em direção ao jardim, para minha surpresa, a filha mais velha de Minato, Sakura, estava ali.

-Bom dia – cumprimentei com educação.

- Bom dia Senhorita, lembra de minha filha?

A moça se reverenciou.

- A por favor sem reverencias, eu não sou como a Agnes.

- Você chama sua tia pelo nome? – me perguntou incrédula.

- Sim, ela está acabando com a minha vida, não vejo o porquê de lhe chamar de tia – ela deu um sorriso de canto – Sakura, você é dama em alguma outra casa? Ou tem alguma ocupação?

- Não senhorita, cuido somente de casa.

- Bom, minha dama está, bem, um pouco velha demais, preciso de alguém nova como você para me acompanhar após minha mudança, isso se Minato não se importar.

- Sakura como dama de companhia de uma lady? Mas é claro que não, seria uma honra.

- Ótimo, irei me impor a Agnes, Sakura virá comigo para Inglaterra.

A moça acenou com um sorriso enorme no rosto, a mesma pediu licença e se retirou.

- Minato, Naruto virá essa noite certo?

- Sim, ele tem me informado sobre suas conversas durante a noite, só peço que tome cuidado Hinata, Naruto é cabeça dura, e você teimosa, não façam nada na loucura.

- Não se preocupe, ele está me ajudando mais do que poderia imaginar, bom preciso ir, com licença.

Fui em direção aos quartos, Agnes, ela estava experimentando seu vestido, era minha deixa, voltei ao meu quarto e peguei o ultimo vestido que Adina tinha acabado de lava-lo, ela era uma boa mulher, mas preciso de alguém que não seja cumplice de Agnes.

Rasguei alguns lugares do vestido, e o amassei, sorri e o levei para o quarto da minha tia.

- Tia – entrei no quarto – Essa é a segunda vez que Adina estraga um vestido meu, daqui uns dias não terei mais nenhum, fora que meu chá de manhã estava forte e minha roupa ao levantar não estava posta.

- Hinata, primeiramente bom dia, me dê aqui – ela estendeu a mão pegando o trapo – Acho que a Adina está ficando velha para trabalhar como uma dama.

- Que eu saiba, uma dama de companhia deveria ser jovem e atenta a detalhes.

- Não vou chamar Anko de volta, ela está como dama na França, terei de chamar outra.

- Pois então chame, se mais um vestido meu aparecer rasgado eu não respondo por mim.

Não me julguem mal, mas preciso de alguém com cabeça como a minha por perto, eu sei muito bem que Adina tem dito a Agnes que eu fujo durante a tarde para algum lugar e que eu ando querendo ir dormir rápido demais, por isso na noite anterior ela apareceu na sala de baixo.

Encontrei Sakura na cozinha com as moças fazendo doces, minha chance estava ali.

- Sakura, se não for incomodo, poderia me fazer um chá branco levar no meu quarto, eu não estou muito bem.

- Cla..claro Senhorita, vou levar sim.

- Obrigada – agradeci com um sorriso fraco, e assim que me virei de costas para a escada ele aumentou.

No quarto, me sentei na poltrona com o livro de Shakespeare em mãos, e vou admitir, ele era muito bom, ouvi batidas no quarto, e pedi para entrar, era Agnes.

- As cozinheiras me confirmaram que Adina está meio deslocada das suas coisas – deu certo, elas perceberam minha intenção com Sakura, mereciam um prêmio – E encontrei com uma moça na cozinha dizendo que estava fazendo um chá que você pediu, quem é ela?

- É a Sakura, ela é nova por aqui.

- Parece uma boa moça.

- Ela podia ser minha nova dama.

Assim que disse, Sakura pede licença e entra com uma bandeja em mãos com uma xicara de chá e um pão de milho junto.

- Trouxe seu chá senhorita, e as doceiras me disseram que esse é seu pão favorito, acabou de sair do forno.

- Obrigada Sakura, foi muito gentil da sua parte, essa é minha tia Agnes.

Sakura a reverenciou e Agnes retribuiu.

- Quantos anos tem senhorita? – perguntou.

- Tenho 25 Senhora.

‘’Então ela era 4 anos mais velha que Naruto’’ Pensei sozinha.

- Tem alguma ocupação externa?

- Não Senhora.

- Bom, estou vendo que você é atenta, avise seu responsável que virá para minha casa ser dama de Hinata e irá com ela para Inglaterra assim que ela se casar, mandarei Chiyo te preparar o antigo quarto de Anko.

- Muito obrigada Senhora por essa honra – agradeceu se curvando.

Minha tia acenou com a cabeça e saiu fechando a porta.

Coloquei a bandeja ao lado me levantando e dando pulinhos com um sorriso enorme no rosto.

- Ufa, Sakura você será minha cumplice em tudo está bem? Para você não se assustar, eu saio de noite do quarto para fazer algumas ligações na sala da Agnes, durante a tarde fico na colina com Atlas, você só precisa me acompanhar.

- Tudo bem, como conseguiu fazer sua tia demitir a Adina?

- Bom, longa história, agora vou pedir pro Luigi lhe fazer um vestido para hoje á noite, irá me acompanhar nesse baile de noivado, e fique atenta aos detalhes. Vou precisar que me ajude a me encontrar com seu irmão antes do baile, aconteça o que acontecer, não deixe Chiyo vir me chamar, peça para deixar que você venha ao meu encontro por eu estar muito irritada – eu dizia tudo e Sakura prestava atenção a cada detalhe.

- Naruto sabe sobre isso?

- Sim, falamos sobre isso ontem é noite, não deixe Chiyo subir, tentarei me arrumar o mais rápido possível, Naruto virá com a ajuda do Shino, espere por ele do lado de fora do meu quarto e fique de olho.

- Claro, ouvi dizer que a senhorita está tentando descobrir sobre o Lorde, ele me pareceu um homem bom.

Respirei fundo, e contei sobre ele ser o possível assassino de sua ex noiva, que por mais que seja loucura, estou me casando por conta disso, eu irei descobrir por mim mesma sobre isso, que ela e Naruto junto do irmão do mesmo irão me ajudar.

As mulheres que vieram me arrumar subiram ao quarto, começaram a me despir e fazer o mesmo que a minha festa de 17 anos.

Foi uma longa tarde, o início da noite vinha e com ele um frio na barriga de algo dar errado, eu estava arrumada, meus cabelos presos com algumas mechas caídas do lado para dar charme, o vestido de tecido zibeline creme me caiu bem, totalmente sem alça, com uma faixa dois tons mais escuros na cinturão marcando bem, uma coloração rubra nas maçãs do rosto, um salto de prata, brincos de pérolas, e para destacar, coloquei o colar de Naruto.

- Esse colar- Disse Sakura – Nossa mãe deu para ele antes de morrer, disse a ele dar alguém que ele ame de verdade, é um colar com muitos significados.

Eu não sabia sobre a história dele, sabia somente que ele era importante para ele.

- Eu não sabia disso.

- Se meu irmão te deu ele assim, significa que ele te ama verdadeiramente Hina, por favor não machuque meu irmão.

- Naruto é a última pessoa no mundo que eu quero machucar Sakura, ele é mais importante para mim do que a minha própria vida.

Ela sorriu, meus olhos brilhavam de tamanha saudade do meu melhor amigo.

- Você fica diferente quando fala dele, mais iluminada, mais feliz, vocês fazem bem um para o outro, e só o que eu desejo e a felicidade de ambos.

Sakura me deu um abraço apertado, que foi interrompido com batidas na porta.

Sakura a abriu para mim.

- Oi, vou deixa-los a sós.

Ela deu um abraço em alguém, que assim que entrou vi quem era, Naruto estava ali, e muito belo no traje que vestia, de cor azul marinho com botões dourados.

Sakura fechou a porta, e assim que fez corri para os braços de Naruto o assustando, envolvi meus braços envolta de seu pescoço, ele me abraçou me segurando pela cintura me apertando.

- É tão bom te ter assim Hina, perto de mim.

- Se eu pudesse nunca mais saia.

Nos afastamos um pouco mantendo nossas testas coladas, até ele ver o colar no meu pescoço, segurou o pingente na mão e com a outra acariciou meu rosto, me permitindo fechar os olhos e sentir aquele carinho.

- Pensei que ia jogar ele fora, ou esconde-lo.

- Nunca, eu levo para todos os lugares, com ele me sinto bem, como se você estivesse comigo.

Erguemos os olhos juntos os fazendo se encontrar, Naruto segurou meu rosto com as duas mãos passando o polegar na minha bochecha, sua respiração estava pesada, segurei em seus braços, estavam maiores, ele havia crescido mais, estava um verdadeiro homem.

- Eu ainda não acredito nessa loucura da Agnes de casar você com um homem que possivelmente matou a primeira noiva.

- Eu estou com medo, e se ele tentar fazer algo comigo?

- Se ele encostar um dedo em você, ele é um homem morto, não vou deixa-la sozinha Hina, eu prometi isso, assim que você for para a Inglaterra, tomarei o próximo navio e vou atrás, vou me virar por lá, mas ficarei por perto.

Uma lágrima não se intimidou a rolar, fechei meus olhos respirando fundo.

- Queria que tudo fosse diferente – disse o fazendo pegar em minhas mãos – Queria me casar por vontade própria, não por obrigação, estou com medo dele me machucar, de machucar você se descobrir sobre você, estou com nojo dele me tocar, ficar me olhando, dele querer me beijar, eu prefiro morrer ao conviver com ele.

- Ei – Naruto ergueu minha cabeça – Você irá por um bom motivo, ele não vai me matar, nem que estamos tentando descobrir o que houve com sua noiva, se ele tentar te violentar você faça de tudo para escapar, tentarei ficar o mais próximo possível de você, Sakura estará junto, Shino irá me indicar para alguns donos de equinos de lá, vai dar tudo certo, quando for a hora certa, iremos embora, juntos.

- Promete? Promete não me deixar sozinha lá? Que vai me socorrer?

- Nunca quebrei minhas promessas com você Hina, minha tia também está furiosa ao saber desse casamento forçado, me disse várias vezes para vir te buscar e fugir com você, mas expliquei que era preciso, disse sobre o plano e ela vai nos ajudar.

Respirei fundo, e voltei a abraçar Naruto, que me retribuiu apertado.

- Não vou te abandonar.

Ouvimos batidas na porta.

- Hina – era Sakura – Está na hora, vamos?

Acenei com a cabeça.

- Espere um segundo Saky – pediu Naruto erguendo um dedo, Sakura fechou a porta e esperou – Antes mesmo dele tentar algo contra você, quero que além do colar, leve isso contigo.

E pela primeira vez na minha vida, senti o que era amar e ser amada, Naruto segurou em meu rosto com delicadeza e colocou sua outra mão em minha cintura me puxando para mais perto, aproximou seu rosto do meu, e ali, naquela noite que seria o início do fim da minha vida, tudo mudou.

Ele selou seus lábios carnudos sobre os meus, um beijo delicado e cheio de saudade e desejo, seus lábios eram macios, seu hálito doce, o perfume impregnou dentro de mim, e me fez sentir cocegas no estomago, Naruto se afastou dando um beijo na minha testa.

- Vai ficar tudo bem.

Concordei com a cabeça, ele se retirou do quarto me deixando com meus pensamentos, sai sendo acompanhada por Sakura até o salão, Agnes me aguardava na entrada com o Lorde, ao longe, estava Naruto com um pequeno sorriso nos lábios e sua tia ao lado com o olhar de repugna direcionado a Agnes.

Me curvei a todos que responderam da mesma forma, e fomos direcionados ao centro do salão.

xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

Naruto

Não sei o que deu em mim, mas senti que precisava fazer aquilo, não ia admitir aquele velho ser o primeiro a dar um beijo em Hinata, eu passei a ama-la desde nossa tarde na colina, quando escrevi nossas iniciais no tronco de árvore, deixei meus sentimentos guardados para não atrapalhar nossa amizade, mas naquela noite, foi o ápice, ao beija-la, senti algo se aquecer dentro de mim, eu sabia que ela estava com medo desse casamento, mas eu estaria por perto e minha irmã também.

Ao descer para o salão, entrei pelos fundos para não levantar suspeitas, fiquei ao lado de minha tia com um sorriso enorme no rosto.

- Falou com ela querido? – perguntou minha tia.

- Sim, expliquei tudo para ela, prometi estar lá independentemente do que acontecer, eu não vou deixa-la sozinha tia, eu não posso.

Havia um nó na minha garganta, só de pensar minha Hime naquela casa me deixava enjoado.

- Fique calmo, irá dar tudo certo.

- Eu a beijei tia.

- Você o que? Céus Naruto, que perigo.

- E ela retribuiu, ela me ama tia, e eu a amo mais que tudo nessa vida, mesmo com esse casamento eu irei me certificar que ela ficará a salvo, serei seu anjo da guarda.

Minha tia acariciou meu rosto com delicadeza, e pude ver o brilho no seu olhar.

- Eu sei querido, e eu farei de tudo para ajudar.

Respirei fundo, olhamos para a entrada do salão e lá vinha ela sendo acompanhada por Saky, dei um sorriso de lado para ela que me devolveu no mesmo instante, meu sorriso morreu ao ver aquele homem segurar em sua mão a levando ao centro do salão.

‘’ Não deixarei você machuca-la, antes mesmo de você fazer isso, eu te mato.’’ Pensei comigo, não me importa o quão grande ele pode ser, terei Hinata comigo e ele estará pagando pelo o que fez com sua ex noiva.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...