História Destino Incerto (Imagine Suga - BTS - Hot) - Capítulo 24


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jungkook (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais
Tags Bangtan Boys (BTS), Hentai Bts, Longfic Yoongi, Yoongi X Você
Visualizações 91
Palavras 2.770
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Ficção, Ficção Adolescente, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Ai meu rim!! Tamo pertinho de 200 favoritos. Eu to simplesmente enlouqueceeendoooo! o_O :-V Prometo que assim que bater 200 fav, eu posto uma one shot de algum dos meninos, qual vocês quiserem. Comentem ai, o boy que tiver mais "votações" eu faço. :) :)

Eae man, vocês tão bem? Espero que sim! Festa hoje eem. Aiai, quero nem ver...
Bom, bora pro cap. ;) :-V

Capítulo 24 - MINHA marrenta.


(5:15 pm > Jugkook)

O horário de trabalho já tinha acabado e eu estava voltando pra casa. Eu liguei pra Tauriel e disse que iria buscá-la assim que o primeiro convidado chegasse, o que seria lá pelas 7:10 pm. Chegando em casa me deparo com a S/n deitada no colo do Yoongi dormindo e ele assistindo TV.

Kook: Oi Hyung. -ele colocou o indicador na boca, em sinal pra que eu fizesse silêncio.- Desculpa. -disse baixo.

Fui pro meu quarto e entrei no banheiro, me despindo e indo tomar banho. Liguei o chuveiro. Entrei por inteiro debaixo, molhando meu cabelo e meu corpo todo. Dei um sorriso quando lembrei daquele dia que eu e Tauriel estávamos aqui embaixo do chuveiro, transando intensamente. Foi em um dia que a S/n dormiu na casa do Yoongi, faz umas 2 semanas. Olho pra baixo e vejo que meu membro está "acordando". Acho incrível como a Tauriel é; linda, marrenta, engraçada, gostosa, e simplesmente tudo que eu precisava. É, e eu achava que nunca encontraria alguém que me fizesse sentir o que sinto por ela. Já namorei uma vez, eu tinha 16 anos só, ela era mais velha, tinha 18. Mas, ela não gostava de mim de verdade, e quando ela terminou, eu sofri demais, achando que nunca mais ia achar alguém pra eu amar. Porque eu achava que amava ela, mas não. Não amava.  E descobri isso quando eu e a Tauriel passamos a ficar sério. Ela me causou um efeito, que dá mais brisa do que cocaína ou maconha. Ela é incrível. O amor da minha vida. Tenho certeza que todos vão se dar bem com ela. Ela é bem descontraída e o jeitinho que ela fala, vai fazer todos simpatizarem.

Acho que a única preocupação vai ser a S/n. A Tauriel é muito incrível, porém ela fuma maconha. Não sei qual vai ser a reação da S/n. Tauriel me disse que  pra ficar comigo, ela para de fumar pra minha irmã poder aceitar nosso namoro e quem sabe, futuro casamento. Mas a S/n tem que entender que não é isso que faz a personalidade dela e muito menos o caráter, portanto, ela vai ter que aceitar o amor que eu tenho pela Tauriel. Mas ela só tem medo que eu volte a fumar e fazer o que eu fazia antes. Não vou mentir, eu fumei um pouco com a Tauriel no dia que transamos a primeira vez, mas isso aconteceu depois que já estávamos ficando. Sei lá, além de tudo, ela foi a única que eu comecei a ficar primeiro pra depois transar, e acho que isso fez eu me apaixonar por ela. Mas a S/n não precisa se preocupar porque eu não vou voltar a usar drogas ou beber descontroladamente. No máximo um cigarro por ano. Sei que isso não faz bem a ninguém, mas isso acalma os ânimos, não que seja uma desculpa apenas pra fumar, jamais. Porém funciona. Enfim, vai dar tudo certo.

Respiro fundo. Saio dos meus devaneios assim que percebo que terminei meu banho. Me enrolo na toalha que ficava pendurada ao lado do box, e saio do banheiro indo pro closet do quarto me trocar. Abro a gaveta de cuecas e pego uma vermelha, boxer, escolho uma camiseta com uns desenhos abstratos da cor azul claro e uma calça jeans preta. Coloco a calça e depois a camiseta. Seco o cabelo com a toalha, e penduro novamente onde estava. Saio do quarto e vou pra sala. Sento no sofá pequeno (dois lugares), já que a S/n estava lá toda esticada no sofá grande.

Yoon: Quem é ela? -ele fazia um leve carinho no braço da minha irmã. O olhei confuso.

Kook: Quem?

Yoon: A garota que você vai trazer. Quem é ela? Vocês tão namorando!? 

Kook: Ahm... é... -ele me olhou com cara de "fala logo!", então falei.- Tauriel. Ela tem 19 anos, idade da S/n.

Yoon: Vocês estão namorando? -aff Hyung, mereço! Não queria falar agora, mas o Hyung me obriga com aquele olhar de doido pra cima de mim.

Kook: Tá. Estamos. -abaixo a cabeça.

Yoon: Qual é? Tá achando que vou ficar bravo? Deixa disso Jungkook. Se você goata dela, você está certo. Espero que ela seja bonita em. -deu uma piscadinha e riu.

Kook: E como é! -começo a sorrir ao lembrar daqueles olhos, sorriso, corpo... ai! Tô apaixonado!- Ela é tão perfeitinha, sabe Hyung?

Yoon: Sei sim. -olha pra S/n e dá um sorriso de bobo apaixonado. Tenho certeza que meu sorriso está assim.- Ela foi a coisa mais perfeita que me aconteceu. O sorriso mais lindo, o corpo mais perfeito e escultural, os olhos mais brilhantes... -fez um carinho no rosto da S/n.

Kook: É! Ela é tudo que eu sempre quis. Uma princesinha da quebrada, com olhos vermelhos e as bochechas rosadas. Mas tô preocupado. Com um certo medo e um frio na barriga.

Yoon: Mas por quê? O que tem de errado?

Kook: Ela fuma. -me olhou preocupado.- Tenho medo que a S/n não aceite. Tenho muito medo.

Yoon: Se precisar, eu falo com ela. Tento convencê-la de que isso não faz dela uma pessoa ruim. Se você gosta mesmo dela, você tem que seguir seu coração, e não o que as pessoas vão pensar sobre isso. A escolha é sua; ela é sua. Vai dar tudo certo Kook. -fiquei um pouco mais calmo com as palavras dele.

Alguns minutos depois a S/n acordou. E já eram 6:17 pm. Então ela foi se arrumar enquanto eu e o Yoongi  arrumávamos as coisas que faltavam pra festa. Escutamos a S/n correndo algumas vezes, mas não entendi o porque já que estávamos no horário. Ela terminou de se arrumar ja eram 7:00. Saiu com um cropped de frio preto e uma calça jeans clara. Um tenis branco com alguns detalhes em preto. S/n sempre foi de combinar cores na roupa, tenis da cor da calça ou da blusa e sempre assim; monocromática. Yoongi foi se arrumar. 

Assim que estávamos nós três arrumados, passou um tempo e ouvimos a campainha tocar. Eu agora estava com uma camisa rosa pastel de manga longa. Yoongi abriu a porta e revelou o Hoseok, com uma cara meio estranha.

Yoon: Pensei que não viesse.

Hoseok: Eu vim pela S/n, e pelo Jugkook. Não por você. -entrou e veio me cumprimentar, depois a S/n.

S/n: Senta no sofá, fica a vontade. -ele acenou com a cabeça positivamente.

Kook: Quer beber algo? -disse quebrando a tensão.

Hoseok: Algo forte de preferência.

S/n: Hoseok, vem comigo aí você escolhe o que quer. -ele se levantou e segiu S/n.

Kook: Hyung? -ele me olhou- Vocês precisam se resolver. Ele é seu irmão. Vocês se conhecem desde que nasceram. Vocês são melhores amigos, além de serem irmãos. Precisam se resolver. A Tauriel é nova por aqui, ela vai ficar mal, vendo que vocês não estão se dando bem. Na verdade Hyung, ninguém se sente bem com isso. Por favor.

Yoon: Tá, você tá certo. Vou falar com ele.

Eles voltaram da cozinha e Hoseok estava com um copo com líquido transparente. Era vodka. Isso não ia prestar. Me lembrei que tinha que buscar a Tauriel.

Kook: Ahm, eu vou buscar a pessoa que eu disse que ia trazer. Volto logo. -peguei a chave do carro e saí. Entrei no veículo e segui em direção a casa da garota. Chegando, desci do carro e fui em direção a porta, apertando a campainha. A mãe dela, Melissa, abriu a porta, ainda bem que já nos conhecíamos.

Mel: Jungkook! Que bom que veio. Ela está lá em cima, pode subir.

Kook: Obrigada Dona Mel. -era assim que eu a chamava. O pai da garota, Samuel, estava ali, sentado em sua poltrona.

Kook: Olá Samuel. -fiz reverência.

Samuel: Jungkook! Que bom te ver. Há tempos que não vem em casa. Tauriel está no quarto terminando de se arrumar, sabe como são as mulheres né!? -deu uma piscadinha. Dona Mel ralhou com ele, que riu, dizendo que a amava e ela sabia disso. Pedi licença e subi pro quarto da minha garota. Bati na porta.

Tauriel: Entra! -disse de lá de dentro.

Kook: Oi marrenta. -me aproximei dela e a beijei.

Tauriel: Oi bebê. -sorriu.

Kook: Você está maravilhosa. A coisa mais linda que eu já vi. -como sempre, a garota estava com um vestido curto, rodado, preto. O seu colar com uma pedra azul pendurada, e sua bota de cano baixo com um salto médio, de veludo.- Perfeita.

Tauriel: Aff Jungkook! Não começa com essas suas viadagens não. Não sou obrigada! Porém você também está lindo. -disse virando pro espelho gigante em sua parede, colocando seu alargador azul fechado, que tinha um desenho de uma flor de lótus. Eu adorava aquele alargador, era tão lindo e a representava tão bem.

Kook: Eu não estou lindo. -a olhei indgnado.- Eu sou lindo, marrenta. -beijei seu pescoço que estava exposto por ela ter jogado o cabelo pro lado. A garota ss arrepiou e deu um sorriso malicioso, se virando novamente pra mim.

Tauriel: Não faz isso bebê. Você sabe que eu não me aguento quando você beija meu pescoço desse jeito. Tá ligado, que se você continuar, a gente nem vai nessa festa. Porque eu vou tirar essa sua camisa, e beijar todo esse teu corpinho gostoso, até que a gente esteja em cima da cama, fodendo maravilhosamente. Como só você e eu sabemos fazer. -mordeu meu lábio inferior, me beijando em seguida. Aquele beijo excitante que ela tinha. Eu tava ficando duro já. Mas eu não queria transar agora. Ela ia esperar, porque eu estava diaposto a provocá-la, até ela implorar pra me ter dentro dela. Parei o beijo, soltando a cintura da garota.- Ah tá me tirando né? Não faz assim. -beijou meu pescoço, me arrepiando. Porém, continuei com as mãos levantadas, sem tocá-la.- Aff! Tá, já entendi. Você tá querendo me deixar com tesão, mas não quer transar agora. Pra ficar me provocando naquela festa né? Tô ligada na tua Jungkook!

Kook: Ai meu deus! Fui descoberto! -finjo que estou em pânico. Uma insenação horrível, mas válida.

Tauriel: Vai se foder! Vamos logo. -disse irritada pegando sua mochila e depois pegou na minha mão me puxando pra fora do quarto. Descemos a escada e Tauriel foi falar tchau pra seus pais.

Tauriel: Pai. Tô indo, demorou? Se precisar liga, pode pá?

Samuel: Demorou. Usa camisinha tá Tauriel? E vê se amanhã, não vem embora a noite. Vai na paz, filha. -deu um beijo na testa da garota. O jeito deles conversarem era incrível. Eu adorava, ainda bem que já estava acostumado, se não, os chamaria de malucos.

Tauriel: Tá pai. Fica suave em. Mãe? -a mãe dela saiu da cozinha e veio até ela.- Tô indo beleza? Fica suave. Te amo. -deu um beijo no rosto da mulher.

Mel: Tchau filha. Vai com deus. E vê se usa camisinha. Tá Jungkook? -concordei. Ela deu um beijo na testa da filha.

Kook: Tchau Samuel. Tchau Dona Mel.

Samuel: Tchau. Não esqueça do manual de instruções em Jungkook? -brincou.

Kook: Claro Samuel, pode deixar. -ri.

Saímos e fomos pra minha casa. Assim que chegamos, vi que tinham quatro carros a mais desde que havia saído. Todos já estavam ali. Desci do carro, e fui pro outro lado pra abrir a porta pra Tauriel.

Tauriel: Não! Nem pense nisso! Eu tenho mão. -disse abrindo a porta e saindo carro.

Kook: Minha marrenta. Eu te amo. -segurei em sua cintura e a beijei. Seus lábios tinham gosto de morango, mas seu batom é um tom de roxo escuro, não entendo essas coisas. É isso.- Marrenta? Preciso que saiba, que minha irmã provavelmente não vai aceitar de imediato, por conta de você fumar. Mas, isso não vai mudar o que sinto tá? Nunca! Você é minha e ela não vai tirar isso de mim.

Tauriel: Fica suave bebê. Eu já disse que faço o que for preciso pra te ter comigo. Agora vamos? -além de tudo, esqueci de dizer que ela é extremamente decida.

Kook: Tá, marrenta. -peguei em sua mão e seguimos pra porta. Abri e vi Yoongi e Hoseok se abraçando, o que era um ótimo sinal. Assim que entramos, todos nos olharam.- Ahm, gente. Essa é a Tauriel, minha namorada, marrenta. -ela me olhou barava.

Yoon: Ela é realmente bonita. Boa escolha Kook.

Jin: Gente? De onde você veio menina? Tu é de outro planeta? Que olhos são esses? Meu deus! Jungkook, se você não cuidar, eu cuido. -Tauriel riu.

Tauriel: Viu? Cuidado em bebê? -me olhou desafiando.

Kook: Ela é minha! Só minha! Pode tirar os olhos dela Seokjin Hyung. Eu vou cuidar muito bem da minha marrenta. -ela sorriu. Direcionei o olhar pra S/n. Esperando que ela falasse algo. Então ela se pronunciou.

S/n: Oi Tauriel. Eu sou a S/n, irmã do Kook. Você é realmente muito bonita. Você não é daqui né?

Tauriel: Não. Sou brasileira. Vim pra cá quando eu tinha quinze anos. Foi difícil acostumar tá ligada? Poucas ideias. Mas agora que conheci o Kook, tudo ta mais suave.

S/n: Você fala gíria? Adorei. Bom, pessoal, quero propor um brinde. -ela pegou duas taças que estavam na mesinha de centro e a garrafa de vinho que estava no baldinho com gelo. Encheu as duas taças e nos entregou.- À Tauriel, que agora, já está fazendo parte da família, e também... -olhou pro Yoongi anciosa. Aí vem uma notícia das grandes.

Yoon: Nós... vamos... ter um filho. -agora entendi a correria da S/n, ela tava passando mal.

Nam: Aaii meu deus! Eu vou ser tio? Não acredito. Quero que ele chame Victor. Acho esse nome lindo.

Jimin: O bebê nem cresceu direito Namjoon Hyung. Não sabemos o que é.

Tae: É um menino. Eu sei que é. Eu sinto!

Jin: É uma menina, deixa de ser idiota Taehyung!

Hoseok: E se forem gêmeos? Vocês não sabem. -disse convencido.

Kook: Eeita! Gêmeos não. Não quero duas miniaturas da S/n correndo pela casa! Deus me livre! -Tauriel riu.

Tauriel: Vocês estão assustando eles. O bebê vai vir ao mundo de qualquer jeito, sendo menina ou menino. 

S/n: Obrigada Tauriel. -ela sorriu- Já temos alguns nomes em mente e estávamos pensando: se for menino, chamará Castiel. Se for menina, chamará Leah (se fala "Lia").

Hoseok: Eu gostei. Vão ser gêmeos lindos! -disse rindo. Zoando com a cara do casal.

Yoon: Não me testa não Hoseok! Tá maluco? A S/n não pode ser tão fértil assim. Misericórdia! -riu e olhou pra S/n.- Eu te amo princesa. Se vierem cinco de uma vez, eu vou amar os cinco. Mas se deus quiser aí só tem um. -deu risada.

Tauriel: Olha aí! Ele chama ela de princesa. Por que que você não me chama assim? Fica me chamando de marrenta? 

Kook: Porque você é marrenta. -lhe dou um selinho. E ela me olha com aquela carinha de marrenta.

S/n: Então, saúde! -pusemos as taças pra cima e brindamos. Dizendo em uníssono um "Saúde!"

Depois que todos já estavam conversando e comendo Tauriel me deu um tapa no braço.

Tauriel: Tá me tirando mesmo né Jungkook? Aff mano. -revirou os olhos. Ela sabe que eu odeio quando ela revira os olhos. E sei que ela odeia que eu fale no ouvido dela.

Kook: Revira os olhos de novo, que você vai implorar pra eu te foder, e eu só vou torturar você hoje, garota. E você sabe que eu amo dominar. Se você não quiser ser torturada, você sossega. -sussurei e ela se arrepiou, mas revirou os olhos novamente.- Me aguarde. -sorriu maliciosa.

Todos estavam comendo, e bebendo um pouco mais. Tinha músicas bem agitadas tocando, deixando o ambiente gostoso de se estar. Algumas horas depois, todos foram embora e só ficamos nós quatro na casa.

Yoon: Vamos dormir princesa? Você precisa descansar. -S/n concordou.- Boa noite casal. -disse rindo e depois foi com a S/n pro quarto, fechando a porta.

Kook: Vamos pro quarto marrenta. -revirou os olhos. Essa menina tá me desafiando. Ela vai ver só. Fomos pro quarto e ela me lembrou que as roupas dela tinham ficado no carro, dentro da mochila. Fui lá pegar a bendita mochila. Travei o carro ativando o alarme e entrei em casa, trancando a porta. Cheguei no quarto e assim que fechei a porta, e tranquei; a marrenta da minha namorada desafiadora, sai de dentro do closet com uma camiseta minha. Sem absolutamente nada por baixo. Nada mesmo. Soltei a mochila no chão, e fingi que não tinha visto a garota seminua na minha frente. Ela tá fodida comigo hoje.

'CONTINUA...'







Notas Finais


Taque pariu! Tauriel é doida eem? Provocar o Jungkook é um negócio sério. O próximo cap vai ser um hotzão eem, já avisando já que Tauriel se fodeu, literalmente kkkkk. :') ;)
Esse foi o capitulo de hoje, espero que tenham gostado.
Beijos no coração, até o próximo capítulooo. :* <3 ;) :-V


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...