História Destino (IN)justo - Capítulo 8


Escrita por:

Postado
Categorias B.A.P, Bangtan Boys (BTS), Monsta X
Personagens Jeon Jeongguk (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Ki Hyun, Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais, Youngjae
Tags Bts, Jikook, Jimin, Jin, Jungkook, Namjin, Namjoon, Yaoi
Visualizações 16
Palavras 1.163
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, LGBT, Romance e Novela, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 8 - Capitulo 8


No dia seguinte,Jungkook havia acordado eufórico.Acabara de receber uma proposta de um novo emprego e não poderia perder por nada.Mas claro,Jimin,sempre estava ali para atrapalhar.

-Hyung,eu finalmente consegui um emprego,facilita!

-Não posso fazer nada. – o menor caminhava com algumas roupas no colo – Já havia lhe avisado com antecedência que hoje estaria ocupado e que não poderia ficar com Seulbi.

-Você nunca me disse isso..

-Eu disse sim,é que você tem o péssimo hábito de nunca escutar as pessoas que não transam com você. – debochou sem dar muita importância ao moreno – Estarei em casa às sete e meia.

-Jimin,é serio! – Jungkook  entrou em sua frente o bloqueando – Eu não posso leva-la pro trabalho.Tem ideia do quão importante esse novo emprego é pra mim?

-Você está falando em outra língua,não estou nem te ouvindo. – o menor procurava suas chaves – Estou planejando esse evento há meses,e não será você que irá me atrapalhar.Liga pro seu macho TaeTae,quem sabe ele não te ajuda? – fazendo uma voz enjoada Jimin deixa o local.O ultimo som que fora ouvido,apenas o barulho da porta se fechando com força.

Jungkook ligou para Taehyung,mas o mesmo recusou.Ninguém gostaria de assumir um compromisso de babá.

-Droga..- resmungou

Não teria jeito,Seulbi iria com ele.

Subiu as escadas correndo para se arrumar e arrumar a bebê,e assim que estavam prontos,pediu um taxi.Sem condições de dirigir uma moto com um bebê na garupa.

-Valeu mesmo,sempre que preciso você está à disposição. – Jungkook conversava com o antigo amigo taxista,e observava de canto de olho Seulbi dormindo em sua cadeirinha.

-Voce chamou,estou aqui.Boa sorte com seu novo emprego.

-Obrigada. Aqui está o dinheiro. – se apressou – Te pagarei um almoço assim que puder,mas por enquanto,mantenha o carro rodando,certo?

-Certo,vamos para algum outro lugar?

-Claro. –Jungkook desceu do carro – Mas não agora.

Andou o mais rápido que pode assim que começou ouvir os gritos do taxista,sobre a neném,mas ele conseguiu o alcançar.

-Voce..esqueceu,a bebê...- ofegante tentava se comunicar

-Olha,eu preciso de mais uma ajudinha sua..

-Não,não,não.Nem pensar. – o taxista negava desesperado – Voce está doido? Eu posso muito bem ser aquelas pessoas que sequestram e matam bebês.

-Fala sério.Conheço você há anos. – Jungkook segurou em seus ombros – Sei que posso confiar em você. Aliás,você já tem filhos e sabe muito bem como cuidar de um.

-Sabe por que? Porque são meus,eu odeio filho dos outros.

-Triplique o preço,tá legal? – Jungkook iniciava sua caminhada em direção à empresa – Voce vai se sair bem,qualquer coisa,me ligue.

Jungkook passou pela recepção da empresa,e foi indicado para o quinto andar,sendo assim,guiado até o elevador por uma das secretárias.

-Por aqui,senhor. – A morena que o acompanhava,o guiou assim que as portas do elevador se abriram.A empresa,se tratava desde,produtos de beleza femininos à cosméticos em gerais importados.- O senhor pode aguardar nessa sala de reuniões,que logo o chefe irá chegar.Aceita um café?

-Uma água,por favor.

-Certo,com licença.

Jungkook roía as unhas nervoso,e se assustou quando a porta fora aberta,era seu futuro chefe.Se levantou de súbito e se curvou rapidamente em respeito.

-Senhor Jeon,certo? – o homem a sua frente estendeu a mão –Excelente currículo.Sou Kim Namjoon.

-Obrigada,senhor.Obrigada pela oportunidade,aliás.

-Quando pode começar? – o homem agora mexia em alguns de seus papeis em sua mesa

-Quando preferir.

-Certo.Vou pedir para que minha secretária te ligue lhe informando sobre isso. - andou em minha direção - Vou deixar alguns papeis lá em baixo com Taeil,e peço para que pegue e volte aqui para que possamos conversar melhor.Teremos um contrato de um ano juntos,espero que não me desaponte.

-Não vou. – Me levanto,curvo e deixo a sala dando de cara com a mesma mulher de antes,que agora carregava uma bandeja em mãos.

-Desculpe a demora,senhor.Sua água.

Antes que pudesse se pronunciar,pediu um minuto,quando ouviu seu celular tocando.

-Jungkook,a neném acordou. – engoliu a agua de uma vez e sem mesmo agradecer a mulher,correu em direção ao elevador.

-Aguenta aí,já estou chegando.

Assim que chegou no térreo,correu até o carro do taxista e o encontrou do lado de fora do carro com Seulbi no colo chorando desesperada.

-O que houve? - Jungkook deixou sua pasta em cima do carro e pegou a neném no colo tentando acalmá-la 

-Eu não sei,desde que ela acordou,começou a chorar e não parou mais. - meu amigo suava frio - Eu preciso ir,agora.

-NAO. - o puxo de volta - Pelo amor de Deus hyung,ainda preciso voltar lá,me ajude.

-Não posso,eu tenho que trabalhar.

-De quanto você precisa? - o moreno começa a mexer em seu bolso mas é interrompido 

-Eu só preciso ir embora.

-LEVA MINHA CARTEIRA,TOMA! - Jungkook entrega Seulbi em sua mão e a carteira em outra.

Sem esperar por resposta,correu de volta para a entrada da empresa,pegou os papeis na recepção com Taeil,e voltou ao quinto andar para a sala de Kim,novamente.E para sua sorte,tudo havia dado certo,dessa vez.

Depois da manhã e a tarde cansativa na empresa,Jungkook carregou Seulbi para o quarto bocejando e coçando seus olhinhos.Se sentou na poltrona ao lado do berço,e cantou para a mesma na tentativa de faze-la dormir.

Jimin havia chegado poucos minutos depois,e a procura dos dois,entrou no quarto e encontrou a cena mais fofa - que claro,ele nunca admitiria.

-Como foi na empresa? - Jungkook estava quase dormindo quando ouviu a voz baixa de Jimin ecoar pelo quarto

-Deu tudo certo. E o evento?

-Normal. - Jimin deu de ombros se aproximando de Seulbi em seu colo. - Alguém cansou do passeio.

Jungkook se levantou e colocou a bebê no berço andando até Jimin.

-Jungkook,será que..

-SSHHH.. - Pediu silencio,por Seulbi.O moreno estava claramente irritado com o menor

-"shh" você! - Jimin sussurrou o seguindo pelo quarto - Será que dá pra melhorar essa cara aqui dentro?

-Eu vou ficar fingindo que estou feliz quando estou irritado?

-Eu não sou obrigado a aturar isso,Jungkook!

-Cala a boca.Voce não tem ideia do que é ter uma vida feliz.Eu era feliz antes,e me anulei por conta dela agora.

-Eu também era feliz Jungkook,voce não sabe de nada. - Jimin bufou enquanto saiam do quarto

-Eu curtia minha vida,hyung.Eu saia pra beber todo final de semana.Está vendo essa camisa? Eu transei com o cara que me vendeu essa camisa.

-Fala sério,voce é nojento. - o menor revirou os olhos se segurando no corrimão das escadas. - A vida se resume em transa pra você? Até Jin se sentia constrangido pelo galinha que você é mas nunca te disse nada,por ele ser muito mais homem que você.

-Quer saber? Você também precisa de sexo. - Jungkook se aproximou de Jimin quase ficando colados - Mas pra isso,precisa achar alguém que te aguente.

-Vai se foder.

-Vai se foder,voce! - Jungkook se afastou descendo as escadas com pressa procurando sua jaqueta 

-Vai sair? - Jimin o encarava no ultimo degrau - Está começando a chover,nao devia sair agora.Os pais da sua filha morreram em um acidente.

-ELA NAO É...A MINHA FILHA!!! - o moreno explodiu,nao aguentava mais 

-É filha de quem então? - Jimin sussurrou baixinho enquanto algumas lágrimas desciam de seus olhos.

 

 

 


Notas Finais


Desculpem a demora!
Bye,bitches! <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...