História Destinos Cruzados - Imagine Oh SeHun - Capítulo 5


Escrita por:

Postado
Categorias EXO
Personagens Baekhyun, Chanyeol, Chen, Kai, Lay, Personagens Originais, Sehun, Suho, Xiumin
Tags Abo, Alfa, Beta, Exo, Híbrido, Imagine, Imagine Exo, Imagine Sehun, Lobisomen, Oh Sehun, Ômega, Sehun, Sexo, Universo Alternativo, Vampiro, Você
Visualizações 263
Palavras 1.166
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Festa, Ficção, Fluffy, Hentai, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Suspense, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Opaa, olha quem está chegando novamente? Eu mesma rs

Minha gente eu estou amando muito mesmo fazer essa nova reescrita e estou amando mais ainda receber o amor de todos vocês ❤🍓

》Passem pelas notas finais.

Boa leitura =

Capítulo 5 - Me desculpa Sehun.


Fanfic / Fanfiction Destinos Cruzados - Imagine Oh SeHun - Capítulo 5 - Me desculpa Sehun.

Se tinha uma coisa que eu não gostava na face da terra era fazer comida. Ora eu queimava ora ficava muito bom, era sempre desse jeito que a comida que preparava ficava. Mas enquanto ficava sozinha dentro de casa, teria que fazer tudo que minha mãe mandava. E se não ficar bom, ela me obriga a fazer tudo novamente. Mas um dia, eu sei que vou aprender a fazer uma comida boa e digna de vários elogios, só basta eu pegar prática com a cozinha.

As coisas até agora estavam indo bem, a comida boa não havia queimado e muito menos pregado no fundo da panela, talvez minha mãe goste do que eu fiz hoje é meu pai também. Se até eu estou gostando do cheiro, imagina eles quando chegarem. Irei receber um elogio pela primeira vez e com certeza vou ficar com isso na mente por pelo menos duas semanas caso acontecer. Assim que terminei o jantar, deixei tudo arrumado pela cozinha para não ter problemas depois.

Tinha acabado de entrar em meu quarto, terminei de arrumar a casa agora pela tarde também já que pela manhã eu fico no colégio. Abri a janela do quarto e na casa de Sehun vejo ele trocando de roupas novamente, como tinha sido a alguns dias atrás. Eu não sabia se ria do acontecimento ou se apenas admirava tudo outra vez. Sehun é tão lindo e gostoso, mas pensei em brincar com ele um pouco. Seria mais divertido…

— Mais uma vez deixando sua janela aberta? Olha, é por isso que eu fico te olhando as vezes. — eu rir e ele se virou para a frente, me olhou um pouco assustado e sorriu logo em seguida.

— _____ você… — não o escutei pois fechei a janela do quarto na hora. Seria mais interessante ficar brincando com ele no momento e foi o que eu fiz. Me deitei na cama e peguei meu celular que havia acabado de notificar mensagens. Abri a mesma e então prestei atenção que era Sehun a ter enviado.

[Sehun - 17:40]: Vai está ocupada a noite?


[Eu - 17:40]: Depende do que você vai querer de noite comigo.


[Sehun - 17:41]: Só queria ficar conversando com você mais um pouco. Se quiser é claro!


[Eu - 17:42]: Mas estamos conversando agora. Não pode ser por aqui?


[Sehun - 17:42]: Aishi, deixa pra lá…


[Eu - 17:43]: Espera, eu só estava brincando. Não entenda como se eu não quisesse.

[Eu - 17:44]: Se quiser pode ser agora, eu estou sem fazer nada no momento!


[Sehun - 17:45]: Tudo bem, estou indo para o mesmo lugar de sempre.

Sorrir de lado ao ver sua mensagem e desliguei o celular, deixei o aparelho em cima da cama e fui até o espelho para arrumar meus cabelo, deixei meu quarto em seguida e desci as escadas com pressa até chegar na porta de casa. Abri a mesma e dei de cara com Sehun na entrada, ele sorriu e caminhou até o banco de frente da minha casa.

— Você está bem? — ele perguntou mas não se sentou. Continuou em pé.

— Sim, e você Sehun? — apenas assentiu e olhou para o chão. Ele não estava bem e eu podia ver isso em seu rosto, ele estava triste com alguma coisa e estava querendo desabafar. — Ei, o que aconteceu, uh? — levantei seu rosto para encarar o meu.

— Não foi nada demais. Eu só estou cansado dessa vida… Eu não queria ter nascido dessa forma. Meus amigos que diziam ser me traíram, eu estou sozinho novamente! — suspirou.

— Por quê está dizendo essas coisas? Hey Sehun, eu estou aqui com você é sempre estarei. — ele baixou sua cabeça novamente mas eu levantei em seguida. — Olha pra mim. Eu nunca vou te abandonar, nunca!

— Eles também falaram a mesma coisa que você é agora me traíram.

— Eu sou diferente deles. Quando eu digo uma coisa, eu cumpro com minhas palavras. — me aproximei mais um pouco dele e o abracei bem forte. Ele estava precisando disso, tanto que retribuiu da mesma forma. — Pode contar comigo para tudo que precisar, está bem?

— Está bem. — afundou seu rosto em meu pescoço e eu fiz um leve carinho em seus cabelos. Mas acontece que ele rapidamente parou de me abraçar e virou de costas pra mim.

— O que foi Sehun? Aconteceu alguma coisa com você? — toquei seu ombro mas ele andou um pouco mais para a frente. — Sehun, está tudo bem com você?

— Seu perfume… É muito doce. — ele disse e eu não entendi. Isso é um problema pra ele? Será que tem alergia?

— Você tem alergia? — tentei me aproximar mas ele não parecia me querer por perto do mesmo.

— Não chega perto ______.

— Sehun… — escutei um barulho de algo caindo atrás de mim e quando me virei percebi que era apenas a vizinha colocando o lixo para fora. Me virei para onde ele estava mas não o encontrei mais no mesmo canto, ele simplesmente sumiu assim tão rápido de mim e sem fazer barulhos algum. Olhei sua casa, mas estava da mesma forma de antes, fechada e com apenas uma luz acesa. Resolvi caminhar até sua casa e saber o que estava acontecendo com ele, bati em sua porta uma vez mas nada dele aparecer, bati outra e nada. — Sehun eu sei que está aí. Abre a porta e vamos conversar. — silêncio… era só isso que tinha, o silêncio. — Sehun me responde.

— Vai embora _______, seu cheiro está me matando. — quando ele disse isso foi no momento em que eu me desesperei. Ele está passando mal por causa do meu perfume. — Eu sinto seu cheiro daqui e isso vai me enlouquecer. Sai agora _______. AGORA.

— Eu não vou sair daqui. — não tive outra oportunidade, eu abri sua porta e entrei na casa. Mas eu pensava que iria encontrar ele na sala já que sua voz estava perto, porém, não o achei aqui. — Sehun onde você está? Eu não vou te machucar. — caminhei até sua cozinha mas não o achei também, fui para a varanda, quartos de hóspedes e finalmente o seu quarto. E ele não estava em lugar algum da casa, simplesmente sumiu em um piscar de olhos. Eu estava preocupada com o garoto e até demais. É se tiver acontecido alguma coisa ele e se tiver passando mal por minha causa? Eu não vou me perdoar por isso nunca mais se alguma acontecer com Sehun.

Desci as escadas e caminhei para fora de sua casa, fechei sua porta e voltei para a minha. Mas antes de entrar dei uma última olhada na sua casa e fiquei triste por ele não querer me ajudar. Suspirei um pouco fundo e então fechei a porta e subi para meu quarto, abri minha janela e de lá fiquei observando sua casa na esperança de conseguir achá-lo pelo menos pela janela do seu quarto, mas nem isso eu consegui ver.

Me desculpa Sehun! — comentei baixinho olhando para sua casa.


Notas Finais


Eu fiquei triste por ambos nesse capítulo 😭
Não deixem de comentar ok? 😗😍

~ Divulgação marota ~
Imagine com Byun Baekhyun:

Baekhyun sabia que a vida não era fácil, ainda mais quando se tinha poderes sobrenaturais. Teve que presenciar mortes das pessoas que amava em todos esses anos. Mas teve uma que ele nunca conseguiu superar.

Até descobrir sobre ela novamente e lutar para tê-la de volta. Mesmo lidando com suas novas personalidades e cuidados, ele só queria estar mais uma vez ao lado da garota que sempre amou em torno de dois séculos.

Link: https://www.spiritfanfiction.com/historia/alem-da-vida--imagine-byun-baekhyun-12981917

Perfil: @Sweetback


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...