1. Spirit Fanfics >
  2. Destinos Cruzados >
  3. A Triste Notícia

História Destinos Cruzados - Capítulo 8


Escrita por:


Notas do Autor


Muitas coisas vão acontecer nesse capítulo.

Capítulo 8 - A Triste Notícia


Fanfic / Fanfiction Destinos Cruzados - Capítulo 8 - A Triste Notícia

Bianca  estava  no carro com o parte do corpo de fora do teto solar. Ela atirou contra um dos agressores. Um tiro no peito . o Sara se protegia atrás da parte frontal  da sua pickup e acertou salvo um tiro no ombro outro no joelho  e mais um ni ombro. .  Protegidos do lado traseiro  do carro Nat e Alan acertaram seus alvos na cabeça.  

- Bianca  me de cobertura  . Nat , Alan vigiem o outro lado! Sara se aproximou  do agressor caído.  Foi quando  duas motos se aproximaram pra outro lado e começaram  a atitar . Alan caiu.  Nat Foi atingida  por varios estilhaços  de vidro quando  o carro foi atingido. Mas seguiu atirando  atingindo  mais um alvo. Sara foi atingida  no ombro  mas mesmo caida acertou mais um dessa vez  no peito.   Bianca  se virou foi atingida  dr raspão  no ombro  mas consehuiu acertar  os dois últimos alvos. O homem  caído já havia  largado a arma. Bianca  saiu pelo teto e foi até ele.   Jogou a arma dele  longe e mantou guarda em cima dele.  Foi quando  doid helicópteros chegaram e quarto  homens  fardados  e fortemente  armadod desceram ppr cordas de cada um deles. O grupo logo reconheceu  Tina.  Ela correu primero até  Alan.  Ela o examinou e percebeu  que ele havia  sido  atingido de raspão  na cabeça. 

- Alan você  consegue  me ouvir ? 

- Sim.

- Em que ano estamos?  

- 2020 . 

- Qual o nome do Presidente?  

- Lucio Alves.

- Tenente  Lemos, cuide dele. Lopes faça  um curativo  nela    . A médica  correu ate Sara. 

- atende aquele  desgraçado  primero  . Precisamos  dele vivo. 

- Precione isso contra o ferimento.  

 

Enquanto isso

- O que você quer de mim Katiane?  

- Eu só quero conversar eu mudei...Tato viu que eka usava um distintivo da Polícia  Federal  e estava  armada. 

- Eu não tenho nada pra conversar com você  . Sai da minha frente que eu preciso  trabalhar.  Ele tentou passar e ela segurou o braço dele.  

- Katiene me solta.  Tato respirou fundo.  Sua ex violenta  estava dr volta e ela carregava uma arma.  Ele so queria sair de perto dela. 

- So me escuta por favor.... Foi quando  o celular dela tocou . 

- Eu preciso atender  isso . Eu vou de deixar rm paz ppr hoje  mas eu ainda quero conversar com você. 

 

Pouco tempo depois Alan , Sara , Bianca e Nat  Eles  já estavam  no hospital  da Aeronáutica.  Nat e Bianca  já  haviam recebido  alta já  que so precisaram  de pontos e Bianca  de uma tipoia. Sara e Alan ficaram no mesmo quarto. Ele precisava  ficar algumas  horas em observação devido a uma concussão  e ela precisou receber  sangue. Foi quando  Tina entrou ni quarto.  

- Vocês  dois vão precisar passar a noite aqui por precaução.  Capitão  Menezes  uma semana de repouso. Brigadeiro a senhora  vai precisar de dois meses até se recuperar  totalmete. Eas Capitãs vão estar  liberadas  quando os pontos cairem. As famílias de vocês  já estão  a caminho. 

- E aquele  desgraçado?  Sobreviveu  ?

- Sim ele está fora de perigo. 

- Ótimo.  Eu quero você  supervisionando interrogatório dele por questões médicas.  

- Sim senhora.  Agora trate de descansar. Recomendou a médica  antes de sair.

- Mãe  a senhora  pode me dizer o que está acontecendo? 

- O Tom e o Lobão  estavam  tentando  me matar.  Mas não  se preocupe  que agora eles vão ser obrigados a me deixar  em paz . Agora  vem cá  e me da um abraço 

 - Eu te amo mãe. 

- Também  te amo princesa. Fala com o Alan.  Eu sei qur você ficou apavorada em.ver ele  machucado. Bia vem  cá. Bianca  se detou do lado da tia.  Nat se aproximou  de Alan. 

- Nat me perdoa... Ela  o interrompeu  com um beijo. 

- Eu achei que ia te perder. Eu tive  tanto  medo.... Eu te amo muito Alan e eu te perdoo. 

- Eu também  te amo demais Nat. Vai ficar com a sua  mãe que eu sei que você  precisa.  Ela foi e Bianca  foi pra perto da cama de Alan.  

Pouco tempo  depois  Duca , Jade e Renê  entram  no quarto aflitos  . Bianca  que já havia  se levantado  correu pra abraçar  o namorado  . Jade e Renê correrm para cama de Sara abraçam duas. .

- Du fica com o seu irmão que eu vou ver a minha família.  Eu to bem.  Eu juro. 

- Eu te amo  tanto  Bi 

- Eu também te amo muito. Ela se despediu e saiu.  

Duca foi para o lado do irmão e o abraçou.  

- Descupa por aquele  dia...

- Não  importa...O mais novo chorava. 

- Ta tudo bem mano . Eu to bem.   

Do outro lado do quarto. 

- Vem cá  princesa. Disse Sara para Jade  . E ela se deitou ao lado da madrasta e a abraçou.  A família  ficou ali abraçada por um tempo. 

- Nat leva a sua irmã  pra casa quando do sei tio  o Alan tiver alta. O seu pai fica aqui comigo.   

Na sala de espera.  Assim que Bianca  foi avistada  pela família ela foi abraçada  primeiro por Karina.  Em seguida  por João  e depois pelos pais.  

- Gente eu to bem.  Foram so alguns  pontos.  

- Filha você  tomou um tiro...

- Pai eu servi  4 anos.  Passei seis meses nima guerra em Angola não iam ser uns petroleiros que iam me derrubar. Agora fiquem calmos e vamos pra casa. 

Mais tarde

Samantha  e Lica estavam abraçadas no sofá. 

- A Tina ta convocando um almoço  das Five. Meu Deus tentatam matar a Sara , a Bia o Alan e a Nat estavam com eles teve um tiroteio.  

- Ta todo mundo bem ?

- Eles se machucaram mais não foi nada grave.  As meninas falaram para levarmos nossos pares. 

- Então já sei que vai ser no Perfeitão . Toma banho comigo ?

- Claro Sammy. Respondeu Lica pegando a mão da noiva. Ela percebeu qie Samantha estava ainda  mais carinhosa que o de costume. 

Depois que  tomaram banho e se trocaram as duas entraram no carro de Samantha.  

Enquanto  isso Tato estava tenso desde o encontro com K2 . 

- Tato essa pia tá  com problema.  Olha o suflê que está no forno que eu vou arrunar. Disse Lincon pegando  uma chave de grifo. Ele olhou para o objeto e foi jogado em uma lembrança. 

Flash back on . 

Tato havia acabado de concertar  a pia da casa de K2 . Estava  sentado  no chão da cozinha quando a namorada entrou no cômodo já gritando .

- Tato você  acha que eu sou trouxa! Ta cheio de vagabunda  curtindo suas fotos Inclisve  a vadia da Keyla ! 

- Não fala assim dela ! 

- Porquê  você  ta defendendo  aquela lá?  Tá dormindo  com ela?  K2 pegou a chave de grifo que estava  em cima  da pia e o acertou na cabeça.   Ele ficou tonto e protegeu o o rosto com os braços  então  ela passou  a golpea-lo no corpo . Ele finalmente conseguiu tirar o objeto das mãos dela e empurrou-a para longe dele.  

Flash back off. 

- Tato ! Tira o Suflê  do forno! Parece que ta no mundo da lua!  Tato foi até  o forno  tremendo  e pegou a travessa. Logo sentiu a mão queimar.

- Menino a luva! . Lincon  pegou a luva e tirou a travessa das mãos dele. 

- Menino você  não ta bem . Va tã i tomar um ar e deixa que eu me viro aqui.  Tato saiu da cozinha agitado.  Keylq chegou  no Perfeitão e se surpreendeu  com o estado do marido. 

- Meu amor, ta tudo  bem?  Tato não falou nada  apenas abraçou  a esposa. Keyla notou que ele tremia  e sua respiração estava acelerada. Eles se separaram do abraçose ela tentou  pegar em sua mão mas ele a tirou.  Então ela  percebeu a queimadura .

- Amor deixa a Tina olhar isso.  Ela pegou a outra mão dele  e o guiou a mesa onde as fives e seus pares estavam. 

- Tina o Tato queimou  a mão  você  pode dar uma olhada? 

- Claro  .

- Melhor  vocês  fazerem  isso lá  em casa. Venham . Disse Lica. Os quatro foram para casa da família Ramos.  

Tina começou  a examinar  o amigo. Ela no momento estava  mais preocupada  com a sua respiração acelerada do que com a queimadura.  

- A pressão  ta um pouco alta e o coração  ta um pouco acelerado. Acho melhor ir pro hospital  fazer uns exames. 

- Não  precisa. Eu só to um pouco nervoso  a K2 apareceu e eu lembrei  de algumas coisas.  

- Nesse caso eu vou te dar um calmante  . 

- Amor aquela mulher fez alguma coisa com você?  

- Não  Key . Ela pediu pra conversar comigo.  Ai o celular  dela tocou e ela foi embora. 

- Eu vou atrás dela.

- Não amor ela é da polícia agora.  Eu não quero que você  arrume confusão.  Depois de sar o calmante para Tato e fazer um curativo em sua mão  ela libertou. 

- Descansa  por hoje e se se sentir mal me liga. 

- Key deixa que eu e a Sammy buscamos  o Tônico na escola. A gente fica com ele hoje.  

- Obrigada  cunhadinha.  Logo eles desceram. 

- Amor leva  o meu carro e busca o Tônico que eu vou levar a Key e o Tato em casa. 

- Sam não  precisa...

- Keyla não discute comigo  você  ta nervosa e eu  não quero  você dirigindo  assim.  Keyla sorriu com a superproteção da irmã e a entregou a chave do carro .  

Na casa de Keyla. 

- Amor eu vou tomar um banho.   

- Tá  bom meu amor. Eu já  te encontro no quarto. Disse ela dando um beijo no marido.  Logo que ele saiu Samantha começou  

- Keyla eu não  quero você  atrás de confusão com a K2 .

- Mas Sam olha o estado  que essa mulher  deixou o meu marido! 

- Key ela é  da polícia, ela anda armada , então se ela vie atrás  do Tato deixa que eu cuido disso.  Samantha havia servido  o exército  por  3 anos .  

- Samantha eu já  sou adulta , mãe, casada...

- Mas você ainda é  minha irmãzinha.  Eu só quero te proteger.  Keyla abraçou a irmã. 

- Eu tenho tanto medo de alguma coisa te acontecer.  

- Eu prometo  que não vou fazer nenhuma besteira.  

- Eu te amo muito maninha.

- Eu também te amo muito Sam . 

Depois de conversar com a irmã  Sam foi para  o seu apartamento  e encontrou  Lica brincando com Tônico.  Ela sorriu com a cena. Tônico  saiu para ir no banho. 

- Eu adoro te ver com criança.  Fico  te imaginado  com o nosso filho.  Lica abraçou a noiva. 

- Eu quero tanto um filho com você.  Assim que a gente se casar nois cuidamos disso.

- Eu quero carregar  um filho seu. Disse  Samantha . 

- Você  tem certeza. .

- Tenho sim.  Disse ela abraçando  a noiva.  

Na casa Duarte.  Nat estava  deitada na cama de Karina  com Jade enquanto Bianca  estava deitada em sua cama com Karina . João  estava sentado  ao lado das irmãs.   

- Bi só de pensar que eu podia ter te perdido.  

- Minha pequena  eu sei que você ficou com medo mas ta tudo bem agora . 

- Eu preciso de você  Bi. 

- Nos dois  precisamos.  Completou João.  

-Eu vou estar com vocês sempre.  

- So tenta  não se envolver  em nenhum  tiroteio . Você  também  Nat. Disse  Karina. .

- A K tá  certa. Sem Sal você sabe que mesmo você sendo uma sonsa eu te amo.  E Nat você e minha irmã eu não  quero nunca  ter viver sem você.  

- Princesa você  não  vai se livrar de mim tão cedo não se preocupa  . 

- Eu também  te amo Jade mesmo você sendo uma chata e sem noção.  Disse  Bianca.  Foi quando  Cobra , Pedro , Duca e Alan chegaram.  

- Alan  o que você  tá fazendo  fora da cama ?

- Eu precisava  te ver. 

- Karina , João  vamos  deixar  os casais  a sós.  

- Eu so queria ver com  os meus próprios olhos que vocês  duas malucas estavam inteiras.   Ele deu um beijo  no rosto de cada uma das amigas.

- Vou voltar  pro meu cafofo.  

Cobra saiu e Jade foi atrás dele.  

- Cobra espera. ..

- Jade eu já deixei as coisas bem claras. .

- Sabe Vagabundo  eu pensei muito sobre a gente...Outro dia tava no shopping e eu vi uma coisa que me fez lembrar você.... Ela entegou uma pequena  caixa de presente pra ele. 

- Jade você  não  vai me comprar com um presente ! Eu não sou garoto de programa.

- Deixa de ser burro eu não  estou  tentando  te comprar ! Abre logo isso antes de me julgar.  Ele abriu  e encontrou  um par de aliança.  O lutador ficou  em choque 

- Cobra  eu sei que eu fui covarde , e que eu te machuquei  mas eu errei por medo. Faz tempo que o que a gente tem é  muito mais que uma troca de favores e eu cansei de fingir  de lutar contra o que eu sinto.  Cobra  eu tinha medo de me machucar  mas quando  eu te vi sofrendo  por minha culpa  isso doeu mais  do que qualquer outra coisa. Me fez perceber  o quanto  você  é  importante pra mim.  Eu não  quero nunca  mais ser o motivo da sua dor. Eu quero ser o que você merece.  Eu quero seu sua e quero que você seja meu.  Eu te amo muito Cobra.  Você  aceita  ser meu namorado.   Cobra não falou nada apenas beijou  Jade . Eles se soltaram  do beijo  e trocaram as alianças. 

 

Duca e Alan estavam deitados com as suas respectivas namoradas.   Alan e Nat logo aconteceram abraçados. 

- Du eu to morrendo de fome.

- Deixa que eu ajeito alguma coisa pra você  minha linda.

- Ta mas eu vou com você  pra cozinha  não aguento  mais ficar deitada  

- Ta mas você vai ficar sentada  no sofá.  Bianca e Duca estavam  passando  pela porta do quatro de Gael e Dandara  quando  ouviram uma conversa :

- Gael  eu também não queria preocupar a Bianca  mas não vai dar pra esconder isdo dela por muito tempo. Nem dela nem  da Karina  

- Eu sei morena. Mas a Bianca  acabou de tomar um tiro  não quero ela passado nervoso. Se ela souber que o Lobão pode ser o pai  da Karina  e que ele e a Ana querem a guarda da Karina  é  capaz dela infartar ! Bianca ficou chocada ao ouvir aquilo.  Duca a levou até o sofá da sala e a abraçou.  

- Calma meu . Você  não  pode ficar nervosa  desse jeito! 

- Eles vão  tirar a Karina  da gente.  Ele nunca quis saber do João  mas ele vai querer  colocar a minha irmã  naquelas  rinhas  pra ganhar dinheiro  

- Linda talvez  ele nem seja pai dela  

- Ele  é sim.  Eu sempre desconfiei . Aí  eu fiz um teste entre ela e o João e adivinha  eles são  meio irmãos.  Duca não falou nada apenas abraçou a namorada. 

- Meu amor eu entendo  o seu medo mas eu juro que vou fazer de tudo pea te ajudar a proteger a Ka. Só  me promete que não vai fazer nenhuma  besteira. Eu te amo tanto e eu não  posso te perder  

- Eu também  te amo muito Du mas eu não posso prometer isso. Eu vou fazer o que tiver que fazer pra proteger  a K. 

- Então  eu vou  fazer tudo isso junto com você.   

- Du...

- Bi eu te amo e eu vou até  o inferno com você se for preciso.  Disse ele antes de beijar ela.

Pedro e Karina estavam  andando na praça quando  ela encontrou  um colega de escola. 

- Oi Lucas. 

- Oi Ka . Eu vi na TV da sua tia e sua irmã  elas tão  bem?  

- Estão  sim . Mas o susto foi grande. 

- Eu imagino. A gente  tem fazer aquele trabalho em dupla. Pode ser amanhã na minha casa?  

- Pode sim. 

- Até amanhã  então.  Disse ele saindo.  

- Que putaria é  essa Karina  ? Namorada minha  não fica indo na casa de macho! 

- Deixa de ser louco Pedro . Eu só vou fazer um trabalho! 

- E porque  não  pode ser na sua casa?  

- Porquê  mimja minha irmã  e minha  prima  acabaram  de tomar  um tiro e precisam de paz ? 

- Karina...

- Quer saber  Pedro eu não sou obrigada  a ouvir  suas maluquices  eu vou pra minha casa  Pedro tentou segurar Karina  mas ela o derrubou  e saiu de lá. 

No Hospital  da Aeronáutica . 

- Amor você  tem certeza que você  ta segura?  Mandaram  oito pessoas prq te matar! 

- E sete deles estão  mortos não  acho que  ninguém  mais  vai  aceitar o serviço.  E logo o sobrevivente abre o bico.  Não  se preocupa.  Agora deita aqui comigo e me abraça que tudo que eu preciso agora e estar nos seus braços. . Renê  fez o que Sara pediu.

- Eu te amo tanto meu amor. 

- Eu também  te amo Renê.  

Na casa de Keyla e Tato. 

O casal estava  deitado na cama. Tato deitado  com a cabeça  no peito da esposa. 

- Aquela  vez  que eu vi ela te agredir não  foi a única  né? 

- Não.  Eu queria terminar  com ela quando  a K1 me contou da falsa gravidez mas eu tinha medo dela.  Eu sei que é  patético...

- A única  coisa  patética  é  o jeito que ela te tratou.  Você não  fez nada de errado Tato . A única culpada nessa história  é  ela.  

- Você que me salvou dela. Que nem você  me salvou do meu pai  . No fundo você  sempre me protegeu, cuidou me mim mesmo quando a gente  não  tava junto.  

- Eu fiz isso porque  eu sempre te amei.  

- Quando  você  percebeu  que tava apaixonada  por mim? 

- Quando  eu te beijei pela  primeira  vez.  E depois  que eu engravidei eu tentei te afastar maa tem uma força que me prende a você.  Eu nunca consegui me afastar  por muito  tempo.  

- Eu não quero que você  se afaste de mim nunca mais. 

- Eu não  vou pra lugar nenhum.  Eu te prometi  isso no dia que eu te pedi em casamento e eu vou  cumprir.  

- Eu te amo tanto Key.

- Eu também te amo muito.  

Os dias se passaram . Tina estava em sua  sala quando Lica  entou.  .

- Oi Tina . Desculpa aparecer assim. 

- Eu precisava  falar  com você  de qualquer  jeito. O atirador  ele confessou  que quem mandou ele foi o Tom ex marido da Sara . Já estão  todos atrás dele . Depois que acharem ele talvez ele fale algo sobre o sumiço  da Clara .   A essa altura as duas estavam  chorando. 

- Lica você  podia contar  alguma história  dela . De antes de eu começar  a namorar ela. 

Flash back on 

Lica chegou  no apartamento  que Samantha vivia em São Paulo  enquanto  resolvia  a questão  de levar  Keyla para o Rio. Depois se um mês  ela conseguiu  direito  de ver a irmã  .. Ela se sentou ao lado da irmã no sofá e a abraçou. 

- A Malu te machucou  alguma  vez ?

- Uma vez só  mas não foi nada demais. 

- Deixa  eu ver.  Clara virou  de costas  e levantou a blusa mostrando alguns hematomas.  

- Não se preocupa  a Sam cuidou disso. 

- E você se machucou alguma  vez ?

- Não  . Quando  eu tenho vontade  eu ligo  pra Sam e ela le ajuda . 

- Que bom  que ela te ajuda. Acho que você  nem  precisa  mais de mim.   Clara  abraçou a irmã  encostando a cabeça   seu ombro. 

- Claro que eu preciso   . Você  não  ta pensando  em destir  de mim ? 

- Nunca.  Eu só  fiquei  com um pouco de ciúme.   

- Não  precisa  se preocupar a Sam não  faz meu tipo. 

- Não  to falando desse tipo de ciúmes  sua boba.  Tem ciúmes  dela estar roubando minha irmã    . De onde  você  tirou isso ?

- Lica  eu te conheço.  Eu vi o jeito  que você  olha pra ela.  

- Você  não  ia se importar  se eu ficasse com uma garota. 

- Eu so quero que você seja feliz.  Você  é  minha irmã  e nada  vai mudar o meu amor  por você.  

- É  tão bom ouvir isso de você  Clarinha.  Disse  Lica emocionada  abraçando  a irmã  ainda mais forte  

- Eu sei que  tá sendo  difícil  pra você  ficar sozinha  com a Malu mas eu prometo que eu vou te tirar de lá  e que depois disso eu não vou deixar mais nenhum mal te acontecer.

Flashback off

- E eu quebrei  tantas vezes minha  promessa...

- Lica não  fala assim. Sua irmã  te adora. E ela é  muito grata  por tudo que você  fez ppr ela. Você  errou sim mas você  era só  uma menina.  Você  também  perdeu tudo e eu te garanto que ela não  guarda nenhuma  mágoa de você .  Inclusive  eu tenho  certeza que a primeira  coisa que ela vai querer quando  encontramos ela vai ser o seu abraço.

- Obrigada  por me dizer isso Tina . Disse ela abraçando  a amiga.  

Foi quando o celular  de Tina tocou. 

- É  a Sara. Eles encontraram  o Tom . Ele tá numa casa cercado.  Ela está  lá.  

- Vamos...

- Lica você  vai pra casa . Reúne  a Keyla e a Bene  , a sua família  , todo mundo.  Eu vou pra lá  , a Ellen  também .  Eu prometo que vou ligar assim que tiver  notícias. 

Tina chegou  numa  casa grande e luxuosa em Itaipu açú . A casa estava  cercada  pela Polícia  Federal e a Polícia  da Aeronáutica.  Sara estava  uniformizada diante  da casa e Tom algemado  logo K2 saiu de dentro da casa. .

- Está tudo limpo Brigadeiro  a casa está segura  

- Obrigada  delegada. Ellen , Tina venham comigo e procurem qualquer  sinal  da Clara.  Elas iniciaram as buscas.  Logo Tina entrou em um quartinho  e achou  um colar. Ela pegou a joia e logo reconheceu  a peça.  

- Isso é da Clara.  A Lica deu pra ela.  Disse Tina entre lágrimas entregando  a peça pra Sara 

 - Você  tem alguma foto dela ? Tina abriu uma foto de Clara  no celular e entregou  o aparelho para Sara. A Brigadeiro  foi até o carro da polícia  onde Tom estava 

- Esse colar  pertence  a Capitã  Clara  Gutiérrez.  Eu sei que ela estave aqui. O que você fez com ela?  Disse ele mostrando a foto a ela.

- Eu matei  ela. Enterrei o corpo na mata.  Posso te levar até lá.  

- Delegada  arrasta  esse lixo.  Ela foi até  Ellen e Tina. 

- Ele disse que matou ela e que vai nos levar até o corpo mas ele pode estar mentindo . Eu sonto muito.  Ellen  abraçou  Tina.  Entre lágrimas as duas seguiram Tom acompanhadas pela Brigadeiro.  Eles chegam  numa clareira  na mata e is policias  começaram  a cavar.  Logo encontram uma ossada coberta por uma jaqueta  de couro azul. Tina reconheceu  a peça  e se descontrolou  . Ela foi pra cima de Tom o derrubando  e começou a soca-lo. Ellen juntamente  com dois policias  a tiraram de cima delee Ellen abraçou amiga  que chorava  descaradamente.  

Elas viajaram em silêncio de volta para o Rio de Janeiro.  Chegam  na casa da família Ramos  inde Pedro, Delma, Marcelo  , Tomtom , Tato, Keyla  , Guto , Bene, Lica  e Samantha  estavam reunidos.  Ao ver o estado de Tina todos imediatamente souberam o que havia  acontecido. 

- O Tom afirmou que matou a Clara nos achamos um corpo. Vestindo  uma jaqueta  dela. Lica eu vou precisar do seu DNA para fazer a confirmação  mas tudo indica que é  o corpo dela. Eu sinto  muito.  Disse  Sara  lutando  contra  as  lágrimas.  Lica desmoronou nos braços de Samantha.  Ela  nunca havia  sentido  uma dor tão grande  nem mesmo quando perdeu os país. Ela não sabia se ia sobreviver aquilo. 


Notas Finais


Ei ai o que acharam? Será que vai demorar pra verdade vir a tona? Aliás qual é a verdade ? XOXO


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...