1. Spirit Fanfics >
  2. Destinos Cruzados (Alvitz) >
  3. Capítulo 13

História Destinos Cruzados (Alvitz) - Capítulo 13


Escrita por:


Notas do Autor


Vou postar e sair correndo rs, conforme prometido postando hoje e finalmente o encontro do casal. Queria ver eles juntos novamente, estava ruim á distância, leiam com todo o carinho devo voltar sexta-feira.

Capítulo 13 - Capítulo 13


Na manhã seguinte assim que Álvaro acordou analisava o sonho da noite anterior, seus próprios sentimentos no amor que sentiu por Itziar, encontrava-se no banheiro enquanto seus pensamentos fluíam e usava uma gilete para retirar a espuma que permanecia em seu rosto ao fazer sua barba.

- Bom dia cariño!

- Itz vejo que acordou linda, bem disposta!

- Álvaro deve ser seus olhos, eu penso que peguei você de surpresa ontem, não queria ter sido grossa ou ter ficado brava. Consegue entender que é saudades, viu que tive uma semana difícil e longe de você fico louca!

- Eu até fico feliz com as suas palavras, ainda quero ouvir um pedido de desculpas.

- Vou recompensá-lo!

- Recompense-me nesse momento conversando um pouco mais comigo.

- Álvaro acredito que dentro daqui a alguns dias eu precise chegar até Madrid e como você vai estar dentro de uns dez dias?

- Bem tranquilo do que estou agora, será ótimo te reencontrar, algo aconteceu que precise vim?

- Só rotina e farei uma visita para meus pais, talvez eu acabe ficando na casa deles por uns dois, quero sentir o movimento da cidade grande, agitação!

- Vejo que a sra minha namorada está alegre.

- Claro, vou até aí por um bom motivo irei reencontrar com meu namorado.

- E posso saber como ele é?

- Que curiosidade, pois explicarei: É um homem lindo, alto, com um olhar sedutor do jeito que eu sempre quis, já ia me esquecendo de um detalhe importante meu namorado sabe me acariciar e me dar muito carinho como ninguém!

- Quantas qualidades um senhor sedutor pode ter hein! Quero lhe oferecer de sobra muitos carinhos e muitas carícias!

Itziar e Álvaro encerram a conversa, se despediram, cada um seguiu sua rotina matinal Álvaro indo até a APA e Itziar foi dá baixa em alguns papeis, os dez dias seguiram um pouco mais monótonos para ambos, Álvaro já se encontrara com um aspecto melhor e o Spa seguindo com seus hóspedes em seu ritmo normal.

Conforme o combinado Itziar havia comunicado para Álvaro que passaria no consultório médico de manhã já o deixando tranquilizado que estava tudo bem e assim que saísse do consultório passaria na casa dos pais para almoçar com eles.

- Álvaro cariño a única coisa que quero te pedir é como trabalhamos muito e estamos praticamente a um mês sem nos vermos se consegue tirar a tarde toda livre?

- Itz cariño não vejo a hora de poder te ver, te abraçar, te beijar!

- Devo chegar na sua casa por volta de umas 14:30 acha que está bom?

- Perfeito!

 

 

No consultório

 

- Itz mocinha já estamos um bom tempo sem se ver.

- Sim Esther, amiga já tem um bom tempo.

- Pelo que estou vendo já passou bem tempo de você vim e fazer seus acompanhamentos. Mais o que devo a honra? Está tudo bem?

- Sim Esther só rotina mesmo.

- Agora vem a parte chata e sabe que vou te examinar. Já conhece o caminho pode ir atrás do biombo colocar o vestidinho rosa e se deitar.

- Já estou pronta.

- Vem deite-se na maca, ajeite-se ficando mais relaxada e confortável possível.

- Esther eu queria ver com você o prazo do meu DIU, vou ter que trocá-lo.

- Itz já entendi e pelo que vi na sua ficha eu ia até te ligar para agendar, vejo que você se adiantou, me conta e os namorados, sua vida? Desde a inauguração do Spa que não te vejo.

- Estou namorando sim, por isso o motivo deu estar aqui.

- Ahan vejamos, Itz e me diz a data da sua última menstruação?

- Esther até que tive sorte de estar bem hoje, sabe que desde aquela época da faculdade em que fazia medicina e eu contava tudo para você ainda continuo regulada e pontual!

- Ok, ok e durante as relações seu parceiro usou preservativo?

- Esther, conheço essa sua fala, está tudo bem?

- Itz é que acredito que você tenha expelido o DIU de alguma forma não sei se corpo rejeitou, ou o que ouve porque quando você veio a uns atrás estava tudo certo. Ainda não há motivos para preocupar, enjoo, os seios estão sensíveis?

- Por enquanto não, acredita o que, que eu possa estar grávida?

- Ainda é incerto dizer, mais acredito nessa possiblidade embora seu útero esteja limpo, vejo ele um pouco inchado, nada grave tudo bem, os seios estão normais, vou prescrever o restante dos exames, vista-se vamos conversar mais um pouco.

- O que eu preciso fazer?

- Esses exames e mais esse aqui se a sua menstruação não chegar até o fim de semana.

- Beta HCG quantitativo?

- Sim mocinha e nem assuste me perguntando assim, é o que você imagina mesmo! Assim que tiver os resultados pode me passar por e-mail e volte.

- Engraçadinha não voltar tão cedo!

- Já vi que seu humor está em alta, mais conte para sua amiga aqui o boy magia é bonitão?

- Você lembra dele não desgrudava do Pedro da engenharia, é o Álvaro da construtora APA ele estava no Spa no dia da inauguração.

- O que estava sempre com o seu ex surfista na praia, nos verões que íamos?

- Sim ele mesmo!

- Pena que não encontramos na inauguração, qualquer hora vou usufruir do seu estabelecimento e quem sabe o conheça!

Isso, bom agora já vou, meus pais estão me esperando.

 

Itziar havia saído do consultório dando risada da situação achando que a amiga estava louca em achar que pudesse estar grávida! Nunca que isso poderia acontecer se nem na época da primeira vez e em seus relacionamentos anteriores não havia se descuidado.

Quando chegou na casa dos pais ficaram todos alegres em se reencontrar afinal já tinham um tempo que não se viam.

- Itz minha filha me conte já que estou preocupada com você, o spa, seu relacionamento com esse moço Álvaro, muito frio nas montanhas?

- Filha sabe que não gosto que fique sozinha naquele lugar, você conseguiu se adaptar?

- Mãe, pai, calma! Eu estou do lado, não é tão longe assim, o spa está cheio de hóspedes desde a inauguração. Está tudo sobre controle, não precisam se preocupar tanto e Álvaro é um amor de pessoa sempre está cuidando bem de mim. Sabe que no dia dos namorados ele me fez uma grande surpresa, me levou para um hotel que mais parecia um castelo para ficarmos juntos, em breve vocês vão conhecê-lo!

- Filha o almoço já está pronto fiz aquele rocambole de carne que você adora, uma saladinha com molhos para acompanhar, você pode escolher!

- Nossa mãe, assim você me faz voltar para a sua casinha! Que golpe baixo me pegando pelo estômago.

- Sim querida precisa se alimentar bem! E a cozinha no seu chalé não vai mandar fazer? Quando ficamos hospedados, quero que entenda filha que não queremos ser chatos com você, só que sentimos um pouco desconfortável

- Mãe acredito que esteja certa, como eu estava sozinha, estava no projeto eu vi que não tinha necessidade e agora com Álvaro lá comigo nos fins de semana realmente eu preciso colocar uma geladeira, um fogão, outros utensílios e uma dispensa com alimentos.

- Ainda bem que você conseguiu ver que estamos certo, não discutiu.

- Mãe sabe que muitas vezes você tem razão e eu que acabo sendo cabeça dura, agora vou comer que já tenho que sair.

- Se é possível nem bem chegou e já vai, sei que já morava em seu cantinho mais podia vim com calma, passar uns dias comigo e o seu pai.

- Vou pensar na ideia mãe. Agora que almocei vou pegar minha mala passar algumas roupas e ir para o meu encontro!

- Nossa filha vai sair assim de executiva como era antes, está linda!

- Sim mamãe vou! Beijos

 

- Álvaro estou saindo da casa dos meus pais! Daqui uns vinte minutos chego!

- Aguardo ansioso!

Itziar chegara na casa de Álvaro vestindo um scarpin preto de salto fino, alto, uma saia um pouco acima do joelho preta, uma camisa vermelha com detalhes pretos no punho e no colarinho, por último um sobretudo preto por cima para lhe aquecer.

- Ohhh nem sei o que dizer! E quem te autorizou chegar aqui assim, nesse estado?

- Nunca viu antes?

- Claro algumas vezes!

Álvaro sentiu seus olhos brilharem no mesmo instante e sentiu sua boca salivar pedindo por um beijo urgente no exato momento!

- Vou ficar aqui na porta ou vai me convidar para entrar e finalmente conhecer seu apartamento?

- Pode entrar, desculpe impactei de vê-la assim linda, sensual! Foi na médica assim?

- Claro que não! Só saí da casa dos meus pais assim.

Assim que entraram Álvaro trancou a porta, nesse momento Itziar dara um passo ficando atrás de e deixando que as suas mãos subissem parando no peitoral do homem.

- Hoje eu posso te namorar de verdade?

Álvaro sentiu a pressão do corpo de Itziar o empurrar contra a parede e lhe roubar um beijo cinematográfico, o beijo demonstrava toda a falta que ela sentia dele fazendo com que a respiração falhasse, conseguiram respirar por poucos segundos, Itziar dominava Álvaro e fora lhe distribuindo beijos pelo pescoço, fazendo seu corpo tremer e sua espinha arrepiar!

As mãos foram tocando ambos os corpos da cintura até o pescoço, o casal seguiu rodopiando um ao outro sem descolarem as bocas da parede até o sofá, quando sentaram Álvaro podia sentir o seu rosto se queimar, olhou para Itziar ela estava do seu lado com as bochechas vermelhas de calor, tirando seu sobretudo.

- Vejo que está com calor!

- Com você eu não sinto frio sabe disso! Quero outros momentos com muitos beijos assim.

Nesse momento com o casaco na beira do sofá Itziar sentiu o braço de Álvaro vim em torno de sua direção e pausar em seu ombro, os beijos se intensificaram e Itziar deixou que sua mão apertasse a cintura de Álvaro, encontravam-se tão necessitados um pelo outro que ficaram próximos quase agarrados por um bom tempo.

As mãos foram guiadas seguindo um caminho em que os dedos os dedos de Itziar tomavam conta de abrir botão por botão da camisa azul marinho que Álvaro usava, estava com os lábios em seu pescoço, devagar roçava e cravejava os dentes por ali!

- Itz não, assim eu não aguento!

- Aguente firme, estou começando!

Itziar com todo seu carinho e as mãos delicadas conseguiu fazer com que Álvaro tirasse a camisa, tentou fazê-la deitar no sofá sem sucesso...

- Álvaro ainda não é a hora, quero aproveitar um pouquinho de você!

Álvaro nesse momento sentiu o botão de sua calça preta ser aberto e o zíper ser abaixado, os dedos passeavam dentro de sua cueca, sentindo-o ficar ereto. Deixou seu grito ecoar pela sala assim que um calafrio percorreu por seu corpo, a mão de Itziar seguravam firme em suas bolas.

Ao sentir a mão da amada pressionar seu órgão estava ficando enlouquecido, os gemidos saíam alto de sua boca, estava cada vez mais difícil se controlar e percebeu que a brincadeira estava apenas começando!

Os dedos de Itziar caminhavam por seu órgão em um movimento de sobe e desce até apoiar seu dedão na cabeça do pênis:

- Gosta?

- Muito! Só preciso g....

- Ainda é cedo cariño resiste mais um pouco, eu também quero.

- Itz estou ficando dolorido, preciso...

- Aliviar? Espere Álvaro, espere...

Itziar nesse momento retirou sua calcinha de renda azul marinho e jogara na cara de Álvaro, retirou a calça, a cueca, o deixando nu. Sentou em seu colo mandando que não a tocasse e deixasse suas mãos para trás.

- Isso bom menino, obediente!

Itziar torturava até onde podia, Álvaro a via desabotoar seus botões e retirar o sutiã da mesma cor da calcinha, passava o sutiã em seu rosto, fazendo Álvaro se movimentar.

- Álvaro está proibido, não movimente, se ainda não entendeu eu estou no comando! Vai fazer como eu quiser e mandar.

Álvaro via os seios de Itziar agarrados a sua camisa, tentou abri-la e ver um pouco mais, só observava o meio deles, foi quando a mulher pressionou seu corpo ao dele não o mandando olhar e sentir a sua intimidade molhada tocar na dele.

Cada movimento que Itziar fazia com o seu corpo o mesmo percorria pelo corpo de Álvaro em forma de desejo o excitando e o querendo para si, sua língua faminta usufruía dos lábios e da língua quente do amado até senti-lo entrar com a cabeça do membro rasgando sua pele.

- Álvaro pare, não disse que queria isso você foi malvado!

- Itz pare, não aguento mais, estou duro e dolorido!

Itziar fora cruel com Álvaro movimentando sua pélvis para fora do corpo do homem, sugou seu peitoral com toda a fome que tinha, o deixando com uma marca vermelha, foi descendo com sua língua feroz até o abdômen.

- Álvaro nada de olhar, quero que feche seus olhos, penda sua cabeça para trás e me sinta, por favor!

Após deixar uma marca registrada na pele de Álvaro, Itz seguiu com seu ritual até o fim onde queria chegar, fazendo com que Álvaro chegasse ao seu abismo de sensações tremendo seu corpo ao sentir a língua deslizar por seu pênis, os movimentos de Itziar se intensificaram.

- Porra Itz você é a minha perdição!

A língua e a boca habilidosa de Itziar dominavam o órgão, primeiro num movimento de vai e vem, em seguida assim que faltara a respiração e Álvaro estava sem voz, sem força para gemer Itziar saboreou a ponta da cabeça contornando-a em volta sentindo o prazer do gozo de Álvaro chegar em sua boca, o orgasmo de Álvaro que havia explodido em sua boca tinha um gosto agridoce fora despejado com toda intensidade fazendo com que ambos permanecessem em silêncio por alguns minutos.

Assim que Álvaro retornou em si com suas forças encostara as mãos nos ombros de Itziar a fazendo deitar pelo tapete branco da sala e Álvaro cair sobre seu corpo, retirou a única peça que faltava a saia, admirava o corpo nu de Itziar.

- Cariño o que você fez comigo, está cada vez melhor!

- Quer mais Álvaro?

- Agora eu que vou me divertir com você! Seus seios estão maiores, mais delicados!

- Álvaro sua mão está fria!

- Vou aquecer seu corpinho!

Nesse momento os braços de Álvaro seguravam os de Itziar levantando-os, as bocas se tocavam a todo momento até pararem para tomar um ar. A mulher sentiu um ar quente do lábio alheio invadir seus seios, a boca arranhava o fino bico causando-lhes um arrepio não só na região deixando-os sensíveis e arrebitados como no corpo todo!

A primeira impressão que Álvaro causou em Itziar ao sugar os dois mamilos alternando-os foi de fazê-la contorcer por segundos ali naquele chão, um desejava mais o outro a cada instante, sentia o corpo musculoso dominar seu corpo e ir descendo molhando-o com beijos.

O encaixe era perfeito e deixaram os olhos se cruzarem Álvaro penetrava Itziar e deixara a sua região molhada ouvindo o suplico que ela era dele, pertencia a ele, sentia contrações dentro de seu corpo até estar prestes a ter seu orgasmo, sentia ele a estocar com certa intensidade que a fazia reagir se remexendo.

- Itz quietinha!

Itziar sentia a barba de Álvaro roçar em seu corpo deixando-lhes com pequenas arranhadas chegando onde queria no seu sexo, ao ver o paraíso exposto aproximou a língua a sua virilha a fazendo contorcer e gritar alto pelo nome de Álvaro.

Álvaro aproveitou para aprofundar e chegar ao clitóris, chupava com uma voracidade para matar sua sede insaciável, chupou com mais força fazendo Itziar gritar mais uma vez e cravar as mãos em seu cabelo puxando-os!

Chupou mais uma vez e sentiu o líquido quente se derramar em sua boca deixando que os gemidos ecoassem pelo ambiente, um corpo caiu sobre o outro, as respirações estavam calmas e nada havia sido dito, ouviam nesse momento pequenos sussurros em que Itziar o provocava próximo a sua orelha movia fazendo o corpo subir e mordiscar a orelha do amado, puxava-a para si.

Álvaro alcançara um cobertor que estava por ali, puxou o corpo de Itziar para cair sobre o seu...

- Menina travessa, não faça mais isso comigo, me fez ficar louco!

- Álvaro só retribui as suas provocações, eu disse que te daria o troco!

- Vou fazer quantas vezes for necessário sei que você gosta e eu também!

- Aconchegue-se ao meu corpo, fica assim deitadinha sobre ele, daqui você não sai hoje!

 

Continua...


Notas Finais


Tentei fazer com todo o amor, carinho e deixar mais fofo possível, sei que muita gente não gosta de comentar mais podem comentar no privado me mandando msg, deixo aqui uma interrogação se acham que vai acontecer do casal ficar grávidos ou se querem outro rumo para mim encurtar e acabar.
Não é o que eu quero então deixo pra vocês decidirem optam por um teste de gravidez positivo ou negativo? Acho que já dei futuros spoliers rs já tinha algo bem em mente para a estória pretendo continuar com o fim que planejei! Bjs


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...