História Destinos traçados, escolhas indefinidas - Capítulo 46


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Assassinatos, Colegial, Desafios
Visualizações 76
Palavras 1.320
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Festa, LGBT, Luta, Romance e Novela, Suspense, Violência, Yuri (Lésbica)
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Pansexualidade, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Mais um capítulo pronto estamos na reta final, espero que gostem desse capítulo e desculpa a demora eu estou sem tempo pra atualizar as minha fanfics pra quem lê meu mal meu bem a fanfic será atualizada a noite.

Capítulo 46 - Pessoa errada


***Maria Julia***

Eu e meu irmão sempre vivemos como gato e rato mas nunca o trai fiquei chateada e decepcionada com ele, minha vontade era o machuca muito mas a Adriana gritou pedindo pra mim para, se ela não gritasse com toda certeza.

— Não faz isso perto de mim por favor. —Pediu me abraçando com forte e chorando em meus braços. — Eu tô com medo. — Diz e meus olhos se fecharam automaticamente, minha preocupação com a Adriana era grande demais.

— Eu não vou deixa nada acontece com você! — Digo tocando em seu rosto e olhando em seus olhos.

— Ela quer se vingar de mim. — Diz olhando pra mim e eu limpo suas lágrimas.

— Ela não vai encosta em você, eu prometo. — Digo e ela me abraça desesperadamente.

                        DIAS DEPOIS...

Alguns dias se passaram e eu passei a discutir com a Adriana frequentemente por causa da teimosia dela.
Ela chegou do hospital entrou no quarto no momento em que eu havia acabado de fala com a mãe dela sobre nossa pequena fuga, ela olhou pra mim arrumou suas coisas mas não disse absolutamente nada.
Talvez ela esteje chateada com os acontecimentos mas não temos outra opção a não ser fugir, coloquei alguns amigos a parte do que anda acontecendo e um dos meus amigos irá me ajuda a descobrir aonde meu irmão se encontra com a filha da puta da Bianca.

—Adriana eu sei que vai se difícil pra você, mas precisamos fica fora até a poeira abaixar. — Digo e ela olha pra mim chorando.

— Eu não quero sair daqui, trancar a minha matrícula por causa da quela mulher. — Disse arrumando suas coisas em meio ao choro.

— Vou resolver as coisas do meu jeito, e quero você segura. — Digo olhando pra ela.
Arrumamos nossas coisas, pego nossas malas coloco no carro espero a Adriana se arruma e logo saímos de casa fechando todos os cômodos do mesmo.
Entramos no carro,colocamos o cinto de segurança e dirigir em alta velocidade até o sitio do meu pai.
O meu irmão não sabia a localidade desse sítio, meu pai sempre teve medo do meu irmão fazer do sítio um comércio de drogas.
                       (...)
Entrei no sítio com a copia da chave que eu tinha, tirei as malas do carro entramos na casa.
A Adriana mal entrou e disse que iria toma banho, e eu aproveitei pra fazer o mesmo junto com ela, fazia tempo que não tomávamos banho juntas.
Entrei no banheiro, tirei a roupa e entrei dentro do boxe ela me olhou de cima a baixo e tornou a molha seu corpo.

—  Sua barriga ainda não cresceu. — Disse de costa pra mim e eu olho pra minha barriga que de fato não havia crescido.

— É... o monstrinho come bem, mas não cresce. — Digo a segurando pela cintura. — Eu te amo. —Sussurro bem no seu ouvido e ela se vira pra mim me beijando, ela me beijou com força e muito desejo acho que por passa tempo demais sem sexo eu havia esquecido o quanto a pegada dela era gostosa. — Quer que eu te coma aonde? — Perguntei bem baixinho perto do seu ouvido ela arfou no momento em que mordi sua orelha.

— Quero fuder com você em todos os cômodos da casa. — Respondeu em um Sussurro enquanto eu beijava o seu pescoço. — Minha buceta já estava dando teia. — Disse pegando uma das minhas mãos e levando até sua intimidade. — Me fode  com todo desejo que você tem. —Disse em um sussurro e eu pego ela no colo e a preciono contra parede, beijo sua boa enquanto a água percorria em nossos corpos.
Coloquei ela no chão novamente segurei sua perna esquerda e pus a mesma na minha perna fazendo que as penas dela ficasse aberta, acariciei sua intimidade e ela arfou sorrindo olhando em meus olhos, coloquei dois dos meus dedos dentro dela que se movimentou encima dos mesmo.

— Estou curiosa pra saber como estar seu gosto. — Digo olhando pra ela enquanto rebolava em meus dedos, tirei os dedos de dentro dela e os chupei. Seu gosto era delicioso e estava ainda mais gosto, abaixei deslizando a mão em suas pernas seguro sua perna esquerda e dei uma lambida na sua intimidade e ela gemeu um pouco alto, fiz o mesmo processo consecutivamente até ela pedir pra para.

— Para... — Diz sem ar e me levantando do chão. — Quero tranzar com você na sala. — Disse me beijando e sentindo seu próprio gosto em minha boca.

Nós fomos pra sala de estar, ela jogou as malas no chão e me lançou encima do sofá, beijou meu pescoço segurando meus seios, e os chupando coloquei a mão em sua intimidade e brinquei com a mesma, aos pouco ela foi descendo até a minha intimidade beijando partes do meu corpo e chupou a minha buceta deixando a mesma vermelha na primeira chupada.

Meu celular começou a tocar, e ela me olhou na mesma hora querendo me mata.

— Agora não Maria Por favor. — Pediu no momento que eu vejo quem era.

—É Importante. — Digo e no mesmo momento ela levanta jogando uma almofada em mim e indo em direção ao banheiro.
A ligação era de fato importante, eu não podia deixar pra mais tarde o que eu posso resolve agora.

                        LIGAÇÃO ON

Rato: Tenho notícias do seu irmãozinho.

Eu: Diga.

Rato: Lembra da antiga casa dele, no segundo deposito de drogas que nele tem?
Então ele estar localizando a terceira casa depois do deposito, é uma casa pequena o número da casa é 21°.

Eu: Sei aonde fica! Vou mata a filha da puta da Namoradinha dele.

Rato:Vou te dar cobertura.

Eu: Estou indo pra ir, em uma hora eu chego.

Rato: Mandei alguns segurança pra vigiar a sua namorada.

Eu: Obrigada.

Rato: Não precisa agradecer somos parceiros e nada paga o que você fez pela minha filha e eu sou muito grato por isso! Te esperarei perto da sua casa, no demore.

Eu: Não vou demora.

                LIGAÇÃO OF

Finalizo a ligação, abro minha mala, retiro uma calcinha, sutiã,  calça cumprida e uma camiseta de dentro da mala, coloco no meu corpo, ponho um tênis e corro até o banheiro para pentea o cabelo, depois de ter penteado o mesmo eu o sequei com secador  e a Adriana não parava de me encara.

— Adriana o que você quer pergunta? — Perguntei e ela continuou tomando seu banheiro com a cara emburada. — Se você não fala eu nunca vou sabe. — Digo e ela grita.


—VOCÊ ESTAR DIFERENTE COMIGO. — Gritou olhado em meus olhos. — ESTAR TRANSANDO COM A NICOLE AINDA? —Perguntou e  eu não sabia da onde ela tirou essa idéia absurda.

— Adriana eu te amo muito ok? E  eu não estou transando com a Nicole da onde você tirou essa idéia? — Perguntei e ela sorriu ironicamente.

— Você atendeu a porra do telefone assim que tocou e com toda certeza era a Nicole. — Disse me fazendo revira os olhos. — E para de revira os olhos pra mim.

— Amo não era a Nicole, pode ficar tranquila... Mas eu preciso da uma saidinha prometo que vai ser rápido se cuida ok? — Digo e ela sai do boxe se enrolando no roupão. —Não era a Nicole...Eu te amo. — Afirmo me aproximando dela acariciando seu rosto. — Te amo... — Digo novamente selando nossos lábios e saio em seguida,pego as chaves do carro entro no mesmo confiro se a pistola estava recarregada e dou partida no meu carro vejo alguns dos amigos do meu parceiro no sítio pra proteger a Adriana e fico bastante aliviada em vê que ela não estar sozinha. Meu irmão e a namoradinha dele precisam sabe que eles mexeram com a mimada errada.


Notas Finais


Obrigada por lerem


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...