1. Spirit Fanfics >
  2. Destiny - Suga >
  3. Roller Coaster

História Destiny - Suga - Capítulo 17


Escrita por:


Capítulo 17 - Roller Coaster


RAY

- Se arrumem, os meninos concordaram de saírem e estão lá embaixo esperando. - Yoon entrou no apartamento e todas permanecemos paradas olhando pra ele sem entender.

- Oi? - Perguntei.

- Nós vamos a um parque de diversões, se não quiserem ir tudo bem. - deu de ombros.

- Que meninos? - Liz perguntou.

- Ué, os que eu disse ontem, quem mais seria? E aí? Vão ou não?

- Vamos, vamos sim, deixa só a gente tirar o pijama. - Falei empurrando as meninas pro quarto.

Nos arrumamos bem rapidinho e logo voltamos para a sala onde Yoon estava sentado mechendo no celular.

- Demoraram em...

Dei de ombros e segui ele até o lado de fora.

Óbvio que estávamos nervosas, e não julgue! Você também ficaria e aposto que muito mais! Estamos prestes a conhecer um grupo famoso assim do nada, qualquer um estaria surtando, mas até que estamos bem controladas.

Lia estava pálida, quase da cor da parede e não tinha muitas reações nem palavras, Liz mexia as mãos freneticamente fazendo um barulho chato pra caralho com suas pulseiras, Talia arrumava a roupa o tempo inteiro e Jas não calava a boca um segundo. Já eu, eu olhava pra Yoon esperando algum sinal de nervosismo mas nada, ele estava com uma expressão irritantemente feliz enquanto descíamos de elevador.

Assim que chegamos na calçada vimos uma van preta, e Yoon foi nós guiando direto até ela. Ele abriu a porta para nós e assim que entrei pude ver todos ali.

Jeon Jungkook estava no banco do motorista com Park Jimin do seu lado, na primeira fileira de banco estava Jung Hoseok e Kim Taehyung que deveriam estar num assunto muito animado, Kim Namjoon estava na fileira de trás e Kim Seokjin na quarta e última fileira.

Assim que eles nos viram eles pararam o que estavam fazendo e nos encararam, não fui capaz de ler a expressão do rosto deles.

- Galera, essas são: Ray, Lia, Jasmine, Talia e Liz. - Yoon nos apresentou enquanto entrávamos encolhidas na van e nos sentavamos. - Bom, meninas, eu acho que já sabem o nome dos meus amigos né...

Eles se curvaram de leve e sorriram para nós, ninguém sabia muito o que dizer ali estavamos todos um pouco sem graça e nos acostumando com a presença de novas pessoas.

Assim que todas já estavam em seus lugares Jungkook deu partida e nós seguimos em direção ao tal parque que Yoon tinha dito.

- Em que parque nós vamos? - perguntei.

- Disney, conhece? - Yoon sorriu ao ver meus olhos arregalados.

- Mas é muito caro! Eu conheço um mais baratinho, não podemos mudar os planos?

- Não, já compramos os ingressos, não se preocupe.

- Não! Eu não quero ficar abusando de vocês assim, você não pode sair pagando um ingresso que é quase três mil reais para todas nós! - protestei.

Yoon só virou os olhos sem tomar nenhuma providência. Então eu decidi fazer algo.

- Vocês realmente já compraram os ingressos? - Perguntei para Kim Namjoon para ter certeza.

- Não... pretendemos comprar lá.

E isso foi o suficiente para eu mudar os planos do passeio. Levantei do meu lugar na terceira fileira e fui andando até a primeira pra falar com o motorista, vulgo Jeon Jungkook.

- Ei, você tá seguindo algum aplicativo pra achar o caminho? - perguntei.

- Aham, porque?

- Me empresta o celular?

Jungkook me olhou confuso por um momento mas logo voltou-se para a estrada pedindo para Jimin me entregar o celular.

Mudei a rota no aplicativo para um parque de diversões na orla, e logo devolvi para ele.

- Ué, mas você mudou a rota!

- Sim, nós não vamos pra Disney, e sim para um lugar mais simples.

- Mas a gente quer ir para um parque! - Jimin protestou.

- E nós vamos, só que a Disney é o preço do meu rim e eu não tô afim de vender ele pra pagar. Confia em mim, o parque que nós vamos é divertido.

Os dois assentiram meio contrariado mas não falaram mais nenhuma palavra sobre o assunto. Eu de fato não gostava de viver as custas dos outros, se fosse pra me divertir eu mesma que pagaria.

Seguimos o caminho até o parque tranquilamente, eu na verdade achava que os meninos normalmente faziam a maior zona juntos, mas até que eles estavam bem quietinhos ali.

Chegando lá eu esperava uma reação de confusão, espanto, ou até decepção por não ser a Disney, mas assim que todos saíram da van eles admiraram o parque como uma criança olha pra uma casa de doce.

- Eu não disse que já tinha comprado os ingressos? - Yoon me repreendeu.

- É, mas eu não acreditei. - Dei de ombros. - Vamos, hoje eu pago pra todo mundo!

Saí correndo em direção à bilheteria e pedi doze bilhetes para o parque. Sim, isso não seria barato, mas seria menos que um dia na Disney, e eu acreditava que estava prestes a receber uma promoção no emprego então tá tudo ok.

Peguei as pulseirinhas que permitiam acesso a todos os brinquedos, paguei e logo saí distribuindo elas.

- Você pagou para todo mundo?! - Hoseok fez uma cara de espanto.

- Sim! - Sorri. - Com essas pulseiras vocês podem ir no brinquedo que quiserem! Vamos?

- Qual vamos primeiro? - Jungkook perguntou animado.

- Vamos naquele que vira pra baixo! - Tae falou e eu sorri de empolgação.

- Eu não vou nesse troço não! - Jin protestou.

Depois de alguns protestos por parte de Jin, Hoseok, Yoon, Jas e Lia, conseguimos convencer todo mundo de ir.

O brinquedo funcionava tipo um balanço, que ia la em cima, virava de cabeça pra baixo e caía. Realmente um pouco assustador, mas eu não podia esperar para ir e sentir aquela adrenalina e liberdade.

Sentamos nas cadeiras enfileiradas, colocamos o cinto e esperamos. Eu ainda ouvia alguns protestos de Lia e Jas por estarem ali, mas decidi ignorar. O brinquedo começou a balançar e meu sorriso foi aumentando, olhei para o lado e vi a cara de espanto de Yoon, ele tentou de tudo pra disfarçar seu medo mas tadinho, ele parecia um gatinho assustado.

O brinquedo começou a ir cada vez mais alto e cada vez mais eu sentia aquela sensação de liberdade. Yoon apertou minha mão com força e fechou os olhos. Eu até me preocuparia mas estava ocupada demais berrando e aproveitando a adrenalina.

Não demorou muito para o brinquedo parar, esse tipo de coisa realmente passa muito rápido, mas eu saí de lá animada o suficiente pra correr até o Brasil e voltar, ou só correr para mais um brinquedo.

- NUNCA MAIS ME FAÇA IR NUM TROÇO DESSE! - Lia berrou assim que pisamos em terra firme.

- MAS FOI FODA! - Gritei de volta.

- É! Fodasticamente péssimo!

Revirei os olhos pelo drama dela e logo fui ver como os outros estavam. E estavam todos meio atordoados, menos Jungkook que parecia pronto pra outra.

- Eu acho que eu e a Ray fomos os únicos que gostamos! - Kook sorriu.

- Pois é! - Falei. - Acho que você vai ser meu companheiro nós brinquedos hoje.

- Vamos escolher uma coisa mais calma agora. - Jin falou.

- Carrinho de bate-bate! - Jas se animou ao ver o brinquedo.

Todos gostaram da idéia então entramos na fila. O parque não estava muito cheio então não demorou muito para entrarmos na pista.

Tudo virou uma confusão quando os carrinhos foram destravados. O primeiro a bater em mim foi Jimin, e logo foi atingido por Jungkook. As meninas resolveram ficar numa guerra infinita entre elas enquanto eu tinha a sensação de que cada pessoa naquele lugar me via como um alvo.

No final estávamos todos rindo do resultado daquilo tudo, é incrível como um brinquedo bobo desses consegue deixar qualquer um feliz.

Nós continuamos andando pelo parque, parando sempre que eu e Kook queríamos ir em algum brinquedo. O resto resolveu ficar só na parte mais calminha mesmo curtindo a noite, eu de verdade me arrependi de ter comprado passe livre pra todo mundo se ninguém queria ir nos brinquedos.

Depois de ter ido em todos os brinquedos eu resolvi parar pra respirar, eu e Kook já tínhamos nos separado de nossos amigos já que eles não queriam ficar nos esperando, então estávamos só nós dois sentados no banco em frente a montanha russa tomando um ar.

- Essa última montanha russa foi a melhor de todas! - ele comentou animado.

- É a mais radical né... muitas curvas e muito rápido!

- Realmente. Pena que os meninos tem medo, a sensação é tão boa!

- Não é?! Eu não acredito que tem gente que não gosta de adrenalina, eu sempre me sinto mais viva assim.

Kook concordou com a cabeça e logo o assunto morreu, deixando nós dois ali juntos sem saber o que dizer.

- Ray... - Me chamou me fazendo virar pra ele. - Você... Você acha que gosta do Yoon?

Essa pergunta me deixou surpresa, óbvio que eu gosto dele, se não eu não estaria aqui né. Não existe motivos para alguém achar que eu não gosto dele.

- Gosto, ele é meu amigo agora, fico surpresa o jeito que foi rápido para eu me acostumar com a companhia dele e confiar nele.

- Não... - Sorriu. - Não como amigo, como uma paixão.

- Porque a pergunta?

- Eu não sei... Acho que vocês combinam, e o jeito que se olham é invejável.

- Ei! Invejável é o jeito que você e o Jimin se olham. - mudei de assunto surpreendendo ele. - Eu queria que alguém gostasse de mim assim do jeito que vocês se gostam.

- Ta... tá tão na cara assim que a gente se gosta?

- Ele te olha como se você fosse a coisa mais preciosa e complicada do mundo. E você olha pra ele como se ele fosse tudo que você precisa.

Jungkook parou de olhar pra mim e olhou pro nada refletindo um pouco sobre o que eu falei.

- É... mas é mais ou menos isso mesmo. Eu não sei o que seria sem ele comigo, e ele pra mim é a coisa mais preciosa e complicada do mundo. - Fez uma cara estranha e logo sorriu.

Um silêncio se instalou novamente entre nós, até que ele voltou a falar.

- Eu... eu tenho medo de o mundo nos odiar por estarmos juntos... sabe? Tenho medo que quem hoje está comigo se vire contra mim porque eu amo um garoto. Medo de perder armys e a fama...

Jungkook continuou olhando para o nada refletindo, quis dar espaço pra ele pensar, imagino que ele só esteja me falando isso pra desabafar. Mas eu não aguentei muito ver a confusão naquele garoto, tão novo e já sofrendo pelos preconceitos do mundo.

- Existem muitas pessoas que odeiam o amor, não aceitam que meninos podem amar meninos e meninas podem amar meninas. E existem muitas armys que realmente tem expectativa que você seja hetero, ou o amor da vida delas, ou que esteja com algum outro membro. Mas eu tenho que te falar: seja o que você é, não pense tanto assim em opiniões alheias, quem é sua fã de verdade vai te apoiar em tudo desde que você seja feliz, e quem te ama de verdade também. Coloque na cabeça que não tem como alguém conquistar todas as pessoas do mundo. É não adianta nada conquistar pessoas colocando uma máscara e se passando por um personagem só pra ser o que o mundo quer, conquiste sendo você, a sensação é muito melhor.

Kook não respondeu, nem me olhou pra falar a verdade, mas pude ver um sorriso fraco e uma lágrima escapando de seus olhos.

Eu não faço nem idéia de como deve ser ruim ter que pensar na própria imagem antes de fazer as coisas, de como é ter as pessoas comentando sua vida o tempo todo e achando que podem opinar sobre o que você gosta ou não. A falta de privacidade e autonomia de um idol é absurda e as pessoas não tem o mínimo de consideração.

Jungkook, um garoto tão novo e já está acostumado com um inferno desses. Desde sempre sendo o que as armys querem, desde sempre aturando pessoas falando o que ele deve ou não ser, desde sempre atuando em um personagem para agradar o mundo. E mesmo assim, nunca está bom o suficiente.

- Oi! Estamos pensado em comer alguma coisa, vamos? - Yoon chegou falando conosco nós tirando de nossos devaneios.

- Claro! - Kook sorriu e tentou disfarçar seus sentimentos, mas Yoon percebeu.

- Tá tudo bem cara?

- Sim, nós só estávamos refletindo sobre um assunto delicado. - Kook respondeu. - Pode ir na frente? Eu tenho mais uma coisa pra acertar com Ray.

- Ok! Nos encontramos na lanchonete do parque pode ser? Todo mundo já está lá.

Assentimos com a cabeça e logo Yoon se afastou.

- É... obrigado! Pelo que você disse. Isso me fez pensar, e bom, realmente me ajudou, ainda tenho muito que refletir mas você já me ajudou pra caramba.

- Não foi nada. - Sorri. - Sempre que precisar pode falar comigo, te juro que sou confiável.

Kook sorriu como agradecimento e eu pude ver nos olhos dele que ele confiava em mim, mesmo tento me conhecido a pouco.

- Eu... posso te dar um abraço? - Me perguntou para a minha surpresa.

Sorri como resposta e logo fui até ele que me abraçou como se eu fosse proteger ele de todo mal, e eu abracei ele como se realmente o pudesse proteger.

Nos afastamos o sorrimos um pro outro. Kook limpou as lágrimas no rosto, respirou fundo e logo nós seguimos juntos até a lanchonete.

Chegando lá me deparei com Lia conversando com Namjoon, os dois com sorrisos enormes no rosto. Jas, Talia, Jimin e Tae em uma conversa animadíssima e Liz, Yoon, Hoseok e Jin debatendo alguma coisa que parecia interessante. Finalmente todos começaram a se aproximar.

- Olha aí os únicos corajosos do bonde! - Lia falou assim que nós viu.

Nos sentamos ali com eles que já tinham pedido o lanche, inclusive para mim e Kook, e entramos aos poucos nos assuntos.

É... esses garotos são bem mais normais do que qualquer um pode imaginar.


Notas Finais


Oie, mil desculpas pela demora, espero que estejam gostando!

Não esqueçam de dar uma conferida na história do Hoseok!



https://t.co/khTF3JrzeZ

Beijinhos 💜


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...