1. Spirit Fanfics >
  2. Destiny - Vkook >
  3. Café da manhã pt.2: Momento Vergonha N2

História Destiny - Vkook - Capítulo 6


Escrita por:


Notas do Autor


Oie gente, acho que vou postar todos finais de semanas, me parece pratico (às vezes pode sair um extra na semana mas apenas quando eu não estiver muito ocupada)!

Adorei escrever esse capitulo !_!

Tô apaixonada por ele!!!!!!

Boa leitura!

Capítulo 6 - Café da manhã pt.2: Momento Vergonha N2


Fanfic / Fanfiction Destiny - Vkook - Capítulo 6 - Café da manhã pt.2: Momento Vergonha N2

Taehyung sorriu encarando o mesmo que ainda se mantinha firme em sua opinião, estava claro que para o Jungkook, o homem de ferro era o herói mais honrado. Tal fala do homem de madeixas azuis o deixou facilmente emburrado como uma criança infantil.

- Não é possível que você realmente acredite nisso, o homem de ferro não tem nenhum poder realmente, ele é apenas um homem que inventou as próprias armaduras. - Argumentou o mais velho com um sorriso nos lábios e Jungkook negou incrédulo enquanto o olhava com certo desconforto. –

 - O homem de ferro é um herói incrível exatamente por ser diferente dos outros! – Disse um pouco irritado e logo tomou um gole do café suspirando profundamente.-

 - Continue com essa ilusão.- Disse firme ainda sorrindo e logo voltou seu olhar para Jungkook que novamente parecia ironizar aquelas palavras sobre seu herói preferido.-

- Enfim, ja vi que você tem um péssimo gosto para escolher os melhores.- Disse o mais novo ainda incomodado, quem aquele cantorzinho pensava ser para criticar o Homem de Ferro.-

 - Bem, se eu ainda estou aqui tomando meu café da manhã...- Analisou com um certo chame irritante e Jungkook apenas sorriu ironicamente, pelo visto a convivência de ambos não seria tão boa assim.- Então, você assim como Jimin é de Busan, certo? – Perguntou calmo e Jungkook assentiu em silêncio ao se lembrar de sua cidade natal. - Vai sentir muita falta? – Perguntou interessado e Jungkook suspirou sem saber exatamente o que responder, afinal, apesar de estar feliz com o namorado, ainda assim, sua família fazia parte dele e gostaria de uma hora ou outra, voltar a viver próximo dos pais. Parando por um momento antes de responder o mesmo, Jungkook pensou bem na melhor resposta que poderia dar sem deixar de lado seu amor pelo namorado. –

 - Bem, eu vou sentir falta dos meus pais e do meu irmão também, é claro. – Disse o olhando e novamente desviou o olhar para a xicara de café com leite diante de si.- Mas eu não sei se realmente sinto falta da cidade ou apenas da minha família, quer dizer... um lugar é apenas um lugar. Além disso, não é como se eu nunca mais fosse voltar para lá. Sem falar que eu e Jimin temos planos para passar nossas férias lá sempre que der. – Jungkook concluiu seu raciocínio com um leve sorriso sonhador nos lábios, de certa voltariam para Busan brevemente quando ambos tivessem suas respectivas férias. Taehyung por sua vez tomou um pouco mais do café levantando ligeiramente as sobrancelhas com o olhar curioso. –

 

- Não leve a mal, mas por que você veio? – Perguntou sério e Jungkook o olhou ainda mais desconfortável, estava claro seus motivos para ter ido para Seul.  Ignorando  aquela pequena irritação, ele suspirou não querendo prolongar aquela conversa sobre sua ida pois não o conhecia bem o suficiente para uma discussão incabível.-

 - Vim por Jimin. – Respondeu o mais novo com o olhar calmo e Taehyung assentiu um pouco intrigado, porém não parecia querer perguntar mais sobre o assunto no momento. – Então... Por que você canta assim? – Jungkook perguntou tímido suspirando ao perceber que aquela pergunta havia soado extremamente ofensiva, de certa forma. Apesar de não ser sua intenção, ele sabia que havia tomado um caminho sem volta porém estava apenas curioso. Qual seria a razão pela qual ele se comportava de forma tão invasiva e sedutora no palco? – Não me leve a mal, você não precisa daquilo tudo para...- Se interrompeu ao ver o olhar dele extremamente calmo. –

- O que você quer dizer com isso? – Perguntou Taehyung sorrindo ladino enquanto olhava Jungkook com certa arrogância e a mesma sensualidade do dia anterior. Jungkook encolheu os ombros intimidado, seu canto certamente não era nada para questionar, afinal, a voz do mesmo era perfeita e condizia com sua personalidade.

O mais novo abaixou o olhar sem saber se o homem diante de si estava com raiva ou apenas incomodado com sua pergunta indiscreta. Aquela abordagem estava sendo um pouco complicada para o mesmo e pelo visto não estava causando uma boa impressão. 

Parando por um tempo seus pensamentos confusos, ele suspirou contando até cinco. Jungkook tomou um gole de seu café em silêncio na tentativa de pensar em algo para suavizar aquela possível “critica”. Sabendo que teria de explicar aquela pergunta embaraçosa o moreno começou a corar ligeiramente. –

-Não que você seja um mau cantor, longe disso, você é ótimo... Quer dizer... Você deve saber disso, né? - Disse voltando seu olhar para ele na esperança de encontrar alguma reação positiva, porém Taehyung se mantinha impassível. - Mas às vezes você era tão... sexual e provocante... Parecia mais estar querendo se vender...- Disse tímido encolhendo os ombros sentindo sua face tomar um tom ainda mais quente ao ouvir a risada dele.  

Apesar de não estar tentando parecer engraçado, havia acabado de dizer que o mesmo mais parecia um garoto de programa que um cantor? Céus, ele apenas estava piorando a própria situação.

Momento vergonha alheia Número 2 com Kim Taehyung, vulgo, o cantorzinho, modo ON! Se sentindo envergonhado ele olhou para a xicara diante de si novamente e suspirou nervoso, Taehyung sorriu compreensivo por fim recuperando a postura. –

- Desculpe, mas essa de “se vender” foi hilariante. Sinceramente, não foi o que eu pensei que você ia dizer. Eu imaginava qualquer coisa menos isso. - Jungkook suspirou pensando no que Taehyung esperava que ele dissesse desistindo por fim de tentar adivinhar, era obvio que nunca saberia.- Mas respondendo a sua pergunta, as pessoas geralmente gostam de atitudes do gênero.- O homem disse encolhendo os ombros um pouco desconfortável por alguns instantes. Jungkook teve a certeza de que aquele termo “ pessoas” queria dizer claramente mulheres interesseiras e homens soberbos. Sem dúvidas aquelas "pessoas" estavam dispostas a oferecer dinheiro ao mais velho apenas para alguns serviços extras. – Você se sente confortável com esse tipo de conversa? – Taehyung perguntou com um certo brilho no olhar e Jungkook revirou os olhos diante de tal questionamento. Estava claro que o mais velho agora tinha uma visão completamente distorcida dele. –

-Sim, sem problemas. -Disse sorrindo amigável apesar de sentir um certo incômodo. - Sabe, apenas me pareceu um pouco exagerado e talvez eu realmente tenha tido a impressão de que você se vendesse. - Brincou fazendo Taehyung sorrir novamente com o comentário que agora pareceu ter aceitado mais facilmente. - Além disso, você não precisa de usar esse poder todo de sensualidade... Suas músicas são ótimas! - Apesar de parecer um pouco surpreso, o homem sorriu agradecido olhando Jungkook fixamente. Seu olhar parecia distante chegando até a surpreender o mais novo.

Pela primeira vez o sorriso dele estava longe de ironias ou sarcasmos, era apenas um jovem, extremamente sedutor que esbanjava naturalmente charme e Jungkook havia entendido isso.

O coração do moreno disparou ao olhar os olhos castanhos em uma tonalidade quase âmbar e ele correspondeu seu sorriso involuntariamente. –

- Obrigado, vou tentar manter isso em mente. – Jungkook assentiu com o olhar calmo enquanto terminava o café em silêncio. O moreno olhou em volta logo em seguida pensativo, Jimin estava demorando um pouco. - Como você e Jimin se conheceram? – Taehyung perguntou sério olhando o mais novo com curiosidade. Jungkook sorriu com a vaga lembrança da imagem de Jimin correndo pela praia por alguns dias e logo após algumas semanas, veio falar com ele. –

- Foi literalmente na praia, porém voltamos a nos ver na escola algumas vezes. Sem falar que ele fez parte do clube de dança da nossa escola e eu fazia parte deste clube também, ajudava com algumas coisas. Jimin sempre foi brilhante nesse meio e extremamente dedicado. Era meu primeiro ano naquela nova escola e ele estudava lá há algum tempo. Quando vi ele dançar nos ensaios pensei que ele era a pessoa mais linda que eu já vi. – Disse a última parte em um sussurro baixo sentindo as faces corarem ao elogiar o namorado. Taehyung assentiu sorrindo pacificamente para o mais novo parecendo concordar internamente com ele. -  De qualquer forma, nos damos bem desde que nos conhecemos e estamos juntos desde então. - Jungkook disse com um sorriso alegre nos lábios após as diversas lembranças invadirem vagarosamente seus pensamentos. - E você? Como conheceu Jimin? – O moreno perguntou curioso, Jungkook era uma pessoa extremamente transparente e espontânea, suas reações tão naturais chegavam a surpreender o Kim. O homem de cabelos azuis brilhantes sorriu quadrado, uma de suas características mais fofas e suspirou pensativo. –

- Foi há algum tempo atrás, eu já morava aqui em Seul, porém ainda estava na casa dos meus pais. Jimin chegou e eu encontrei com ele em um dos hotéis que eu tinha ido, ele aparentava estar passando por um momento difícil então decidi ajudar ele.... E, bem, meus pais julgaram que seria boa ideia hospedar um amigo meu já que raramente eu os levava em casa. – Afirmou desviando o olhar pensativo e sorriu calmo. - Eu devo muito a ele.... - Taehyung sussurrou com voz baixa logo voltando seu olhar para Jungkook que o ouvia em silêncio, apesar do semblante um pouco triste, logo seu sorriso encantador estava de volta. - De qualquer forma, eu faria qualquer coisa por ele, então quando ele me ligou e disse precisar de um lugar para ficar, era o mínimo que eu poderia fazer. —

- Entendo. — Afirmou o Jeon em um sussurro baixo sentindo a curiosidade invadir todo seu corpo, porém não queria pressionar o homem que havia acabado de conhecer e sequer havia tido tempo de questionar o mesmo; Jimin já estava de volta com o olhar um pouco frustrado. –

 -Desculpa, tudo o que consegui encontrar foi isso. – Afirmou o loiro se sentando ao lado de Jungkook mostrando a pequena caixa de mochis que havia comprado para viagem e logo a abriu. Taehyung riu baixo ao ver Jungkook pegar um dos macios doces rosados enquanto ele sorria abertamente. –

- Você sabe que eu amo mochi, meu querido e doce mochi!- Jungkook disse sorrindo enquanto beijava a face do namorado que arqueou as sobrancelhas. O moreno pegou o doce começando a comer calmamente enquanto o Kim gargalhava achando aquela situação divertida. -

 

 

 


Notas Finais


Então até final de semana que vem!

Obrigado a todos que leram até aqui!

O que acharam?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...