1. Spirit Fanfics >
  2. Destiny - Yoonkook >
  3. Capítulo 5

História Destiny - Yoonkook - Capítulo 5


Escrita por:


Capítulo 5 - Capítulo 5



Yoongi


Mais um dia se inicia. E o cançaso já me arrebata de manhã cedo. Essa noite mal consegui dormir, minha cabeça só rondava em Jeon JungKook e a nossa quase transa. Eu não sei onde eu estava com a cabeça quando o deixei me beijar, mas não me arrependo.

Pode parecer loucura,mas, mesmo a gente se conhecem a tão, tão pouco tempo... Ele me faz sentir coisas que eu nunca senti por ninguém. Nem pelo meu ex namorado que foi um puta de um babaca comigo. Só de lembrar dos seus lábios juntos ao meu, de duas mãos grandes passeando pelo meu corpo e pelo... Aí chega! Eu não posso me apaixonar por JungKook. Ele é meu chefe e eu sou apenas um estagiário.


[...]


Cheguei um pouco mais cedo na faculdade hoje. Tenho que terminar uma pesquisa super importante e ainda estudar o caso de uma paciente lá do hospital. Vou direto para a biblioteca, fico lá até a hora das minhas aulas começarem. Confesso que não estou nem um pouco preparado para encarar JungKook hoje no hospital. Espero não trombar com ele. 

Imagina o quão vergonhoso seria e o pior com que cara irei olhar para seu amigo que nos pegou no flagra. Me senti um adolescente sendo flagrado pela mãe. E o pior foi ter que aguentar Yoona no meu ouvido por ter chegado tarde em casa e pelo meu descuido com as marcas no meu pescoço que ela acabou vendo.


[...]


Me encontro no refeitório em uma mesa mais afastada de todas estudando os históricos de pacientes que irei cuidar junto de Jin. São tantos casos, tantos nomes, pessoas de idades e nacionalidade diferentes que me sinto até meio tonto de tanta informação. Jin é um excelente profissional e faz tudo com muita dedicação e amor. Ele diz que temos que tratar os pacientes como se fossem parte da nossa família com muito amor e carinho e o mais um importante respeito.

Namjoon iria se dar muito bem com ele. Quem sabe um dia eu não os apresento?! 

— Yoongi! Onde você tava?! Te procurei pela faculdade interia ante do começo das aulas e não te encontrei! - só foi eu fala no embuste.

— Eu tava na biblioteca terminando uma pesquisa! - digo ainda olhada paras os inúmeros históricos a minha frente. — Se você realmente tivesse procurado na faculdade toda, você me acharia lá. - digo e ele bufa se sentando.

— Então, como foi seu primeiro dia?! - perguntou super animado e com sorrindo fazendo suas fofas covinhas aparecem.

— Foi incrível! O hospital é enorme, tudo bem preparado, organizado e higienizado. As máquinas são de última geração e tudo bem equipado. A ala de fisioterapia... Nossa é o paraíso! Namjoon você tem que ver o berçário é a coisa mais encantadora do mundo! - digo tão entusiasmado que nem tive tempo de respirar.

— Calma Yoonie! - diz dando uma risadinha. — Respira! Belo visto foi incrível mesmo! - diz.

— Sim! O Jin deixou eu lhe ajudar com alguns pacientes. Ahh Joonie, você não faz idéia de tão gostoso e fazer as coisas na prática! - digo com um sorriso gigante e Namjoon retribui.

— Eu imagino! Mas quem é Jin?! - perguntou comendo um pedaço de sua torta.

— Kim SeokJin é o fisioterapeuta do hospital e meu tutor. Ele é incrível juro,se você conhecê-lo vai o amar de primeira! - digo.

— Humm... Se você diz! - diz dando de ombro. — Vê se não me troca pelo senhor incrível. - diz me fazendo gargalhar.

Ficamos em um silêncio bom, mas eu reparei e senti o olhar de Namjoon sobre mim. Como se ele tivesse procurado algo ou esperando eu dizer algo.

— Yoongi?! 

— Sim?! - perguntou meio apriencivo.

— Tem algo para me contar?! - perguntou me fitando com aquele seu olhar calculista demais.

— Não! - afirmo.

— Tem certeza?! - ele rebate.

— T-tenho! - droga gaguejei.

— Não é isso que o seu pescoço roxo diz! - fala como ninguém quer nada e eu engulo em seco. 

Tento cobri o máximo com minha blusa gola alta e depois ficamos nos fitando. 

— Ok! Com quem foi?! - perguntou.

— Jeon JungKook! - digo e ele se engasga com a sua coca que estava tomando.

— V-você transou com J-Jeon JungKook?! - perguntou se recuperando do seu quase falecimento.

— Não! E fala baixo! - peço. — Ontem depois do estágio, tava chovendo muito e ele me ofereceu carona e aí ficamos presos em uma avenida por conta da chuva, aí eu acabei dormindo no carro dele e quando acordei estava na casa dele vestindo as roupas dele, aí ele apareceu sem camisa , fomos pra cozinha porque estávamos com fome e ele ia cozinhar pra gente e ele me pediu pra sentar na bancada e eu não consegui , aí ele me pegou pela cintura , me colocou sentado na bancada e nisso ele me puxou e me beijou e a gente quase transou na bancada na cozinha dele. Foi isso! - digo tudo de uma vez e Namjoon me olha meio abismado?!

— Ok! E vocês não transaram por quê?! 

— Porque o amigo que ele divide o apartamento chegou bem na hora. - digo e Namjoon solta uma risadinha.

— Sempre tem um empata foda. - diz rindo.

— Para! Não tem graça! Foi até bom ele ter chegado. Eu e JungKook somos só colegas de trabalho. Ele é meu chefe e eu sou seu estagiário só isso! - digo e Namjoon da de ombros.

— Se você diz! 


[...]


Acabei de chegar no hospital e já dou de cara com quem eu menos queria. Jeon JungKook. Eu tava tão distraído que nem o vir vindo na minha direção. O mais vergonhoso não foi nem olhar para ele e sim para as marcas que eu deixei em seu pescoço. Tem coisa mais vergonhosa que essa ?! Acho que não!

— Então, onde está o Jin?! Cheguei aqui e não vi nenhum de vocês dois. - perguntou.

— O Jin me ligou mais cedo dizendo pra mim vir em um horário mais tarde, porque ele tinha que atender uma paciente que está em um estado mais crítico. - digo e ele acena com a cabeça.

Ficamos nos encarando por um bom tempo, não sei ao certo quanto tempo foi mas eu sei que foi longo. Só desviamos olhar quando aquela amigo do JungKook, o Jimin o chamou para um cirurgia de última hora e dali não vi mais o cirurgião pelo o período da manhã.

Entrei na sala e já pus meu jaleco e peguei minha prancheta. Estou cuidando de uma paciente junto de SeokJin. O nome dela é Stella. Ela tem 6 anos e perdeu o movimento das suas pernas em um acidente de ônibus. SeokJin disse que com o passar do tempo ela vai melhorando cada vez mais e isso é muito e muito gratificante.

Vou até seu quarto e a vejo com sua mãe e seu pai. A pequena está tomando seu café e vendo seus desenhos favoritos na companhia de seus progenitores.

— Bom dia família! - digo sorrindo.

— Bom dia Yoonie! - diz toda sorridente mesmo faltando 2 dentinhos.

— Bom dia doutor Min! - diz seu pai.

— Então, pronta pra começar seus exercícios diários?! - perguntei e ela assentiu.

Com a ajuda de seus pais a pequena menina vai até a barra de ferro que utilizamos para ajudar a se manter em pé e retomar o equilíbrio do corpo. Peço para ela ir até o final da barra e tentar alcançar a mini florzinha que está na mão de sua mãe. Mesmo caindo, sentido um pouco de dor e parando para descansar a baixinha não desiste e chega até sua mãe com sucesso.

— Eu consegui! Mamãe,papai eu consegui! - diz toda contante e deixando suas lágrimas rolarem livremente pelo seu belo rosto.

— Eu falei que você ia conseguir meu amor! - disse o pai da criança.

— Muito obrigada Yoonie! - agradece e me abraça.

— Eu não fiz nada! Você fez tudo sozinha! - digo com lágrima nos olhos. — A única coisa que eu fiz foi te levantar quando você caiu e vou continuar a levantar até você está correndo por esse hospital! - digo e todos solta uma risada.

— Agora, descanse e depois titio Jinie vai vim ver a senhorita! - digo e saio do quarto realizado.


[...]


Hora do almoço e eu estou na sala de SeokJin fazendo alguns deveres da faculdade. Yoona fez uma marmita para mim, então aproveitei a sala vazia e comecei a estudar. Estava tão concentrado que nem vi a porta sendo aberta.

— Toc,Toc! - diz Jimin.

— A-ahh! O-oi! - digo envergonhado.

— Atrapalho? - perguntou meio sem jeito e com as bochechas meio rosadas.


Que fofo!


— Não! Eu só tava dando uma pequena estudada! - digo sem graça. — Posso te ajudar com alguma coisa? - perguntei.

— B-bom! Na verdade eu queria pedir desculpas pelo forma como eu agi e falei com você ontem! - diz meio tímido. 

— Não! Tudo bem! - digo e lhe dou um sorriso tímido.

— Olha não é nada pessoal, é só que né...- diz fazendo gestos engraçados com a mão me fazendo rir. — Nosso hospital não recebe gente nova a alguns anos e eu fiquei meio assim, mas já vou deixando claro que eu gostei de você sabe!? - diz dando um sorrisinho fazendo seus olhos virarem dois riscos fofos.

— Também gostei de você! - falei sentindo meu rosto esquentar. — Apesar de que nosso primeiro encontro não foi tão agradável assim. Você me parece ser um cara legal! - digo.

— Então... Colegas?! - perguntou estendendo a mão pra mim.

— Colegas! - aperto sua mão e sorrio.

— Bom... Já que tudo foi esclarecido, vou voltar pra minha sala. - diz se virando pra porta mas quando sua mão toca na masaneta ele se vira novamente. — A propósito meu nome é Park Jimin. 

— Prazer em conhecê-lo Park Jimin! - digo sorrindo abertamente.

— O prazer é todo meu! - sorri e some me deixando pensativo.











Quem será Park Jimin?




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...