História Destiny - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Cameron Dallas
Visualizações 6
Palavras 1.204
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Festa, Romance e Novela

Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 1 - Party


Victoria pov

CHINO, Estados Unidos 

6:30, sexta feira 

Estava tudo muito bom até ouvir um barulho extremamente irritante de fundo e ficando cada vez mais alto me dando um susto. Acordo assustada e desligo meu despertador. 

E lá vou eu em mais um dia... levanto e vou ao banheiro tomar meu banho e fazer minhas necessidades ouvindo minha música animada pra ver se ajuda a melhorar meu dia. Em seguida preparo meu café e vou correr no parque e fazer meu treino 

Volto por cerca das 8:00 da manhã em casa e me arrumo pro trabalho. Faço meu caminho para o trabalho me esforçando o máximo pra chegar um pouco antes do horário porque meu chefe é totalmente louco, não importa se eu chegue na hora ele sempre grita e começa a fazer escândalo, ele é um homem horrível porém preciso do emprego pra atingir meu objetivo que é ser uma grande modelo. 

Chego no serviço e foi como sempre, gritos e mais gritos vindo do sr Alexandre, ou como eu chamo em minha mente, sr monstro. Vou ao meu armário e coloco meu avental e vou atender às mesas. 

Gosto do meu serviço, seria muito melhor sem meu chefe porém tenho amizade com uma cozinheira que infelizmente sofre como eu, as vezes acho que até mais pelo fato de serem casados, ela já até chegou machucada um dia mas disse que foi um acidente, não vejo a hora de poder ajudar a poder sair daqui mesmo ela recusando e se culpando.

Acaba meu turno e vou pra minha casa, moro em um apartamento simples mas confortável, meus pais ajudaram a pagar e ajudo o resto com meu salário que ganho na lanchonete. Chego em casa e recebo uma ligação da minha amiga Charlotte

- Alô - atendo 

- Amiga tenho planos para nós - charlotte logo diz 

- Sempre tem né - respondo rindo pois charlotte adora sair e me chama pra maioria porém com o serviço é difícil conseguir sair sempre 

- Sem desculpas dessa vez, sai de casa, vive um pouco da vida - charlotte diz animada como sempre 

- Tudo bem então me diz seu plano - respondo cedendo 

- Essa é minha garota, bom, tem um gatinho que conheci e o amigo dele vai dar uma festa hoje, parece que vai varios famosos e vai lotar de boy pra você - charlotte diz 

- Você sabe que to bem sem ninguém, me passa o endereço que me arrumo e te busco - falo rindo da situação 

- Combinado então me busca por volta das 20:00 - charlotte marca 

- combinado então maluca, até mais bitch- falo e dou risada desligando o telefone pra me arrumar 

Vou ao banho e começo meu processo de beleza, escolho um vestido preto bem justo e básico com alça fina e curto, marca bem meu corpo e me senti bem usando. Deixei o cabelo solto e bem liso, calcei meu salto favorito que é preto e aberto. Minha maquiagem deixei básica com um batom um pouco escuro. Passo meu perfume e pego minha bolsa que coloco meu celular, batom, carteira e um chiclete. 

Entro no meu new beetle amarelo e vou buscar a festeira da charlotte. Estaciono e buzino pra ela sair.

- AAAAAAAAAAA você tá linda demais- charlotte diz entrando no carro 

- Você também está um absurdo em, assim o seu “gatinho” vai surtar - digo indo em direção a festa 

- Essa é s intenção né baby, e ele é só mais um caso você sabe - charlotte diz rindo 

Depois de um tempo conversando e ouvindo música chegamos a uma mansão que estava um total caos, era carros por toda parte, pessoas usando drogas e se pegando, música extremamente alta, enfim, um verdadeiro caos, coisa que minha amiga não gostava 

- VAMOS CURTIIIIR! - grita charlotte entrando na bagunça e eu apenas sigo rindo da situação

Pegamos uma bebida no bar e fui falar com a charlotte mas ela já estava com o gatinho dela então resolvo dar uma volta, ando um pouco pela área da piscina que só dava gente pulando na piscina e jogada no gramado. Então subo as escadas e tinha muitos quartos onde entrava e saia casal ou até mesmo grupo o que já se da pra imaginar o que acontecia. Resolvo seguir até uma sacada afastada que tinha e por incrível que pareça estava vazia.

Fiquei um tempo olhando pro céu e para as pessoas que estavam bem loucas lá embaixo e dou risada por isso, ouço o barulho da porta e olho pra trás. Vejo que um moço entrou e só depois me viu 

- Ah, desculpa não sabia que tinha alguém aqui, se quiser ficar sozinha eu saio - ele diz apontando pra porta 

- não, não tudo bem só vim pensar um pouco - respondo e então ele senta no banco que tinha ali e inspira fundo olhando pro céu 

- parece que não sou o único que não gosta muito de bagunça - ele diz e solta uma risada nasal

- Ah, sim, gosto, as vezes - falo e ele ri da minha confusão 

- Vim por que é aniversário do meu amigo, mas tá demais lá embaixo - ele diz agora olhando pra mim 

- Eu vim pela minha amiga também - Falo respondendo seu olhar pra mim 

- aliás, me chamo Victoria- estendo a mão pra ele que olha pra minha mão e depois pro meu rosto meio confuso 

- Prazer, me chamo cameron - Ele diz esperando alguma reação minha talvez mas só dou um sorriso fraco 

- Sabe, Victoria, já parou pra pensar como somos pequenos perto do mundo? - cameron pergunta olhando pro céu ainda e fico sem entender com essa pergunta, até penso se ele estava alto e dou uma risada nasal fazendo ele me olhar de novo

-Não, cameron acho que nunca parei pra pensar - Respondo virando e olhando para as pessoas que ainda estavam loucas

- O que te trouxe a essa festa? - Cameron pergunta se aproximando da cerca onde estava parada 

- Minha amiga me chamou só que o interesse dela é um dos ficantes dela - Respondo e dou uma risada 

- Oh, entendo, não duvido que seja com meu amigo - Cameron fala se aproximando de mim 

- E o que te trouxe pra a sacada, Cameron? - pergunto e sinto ele me virar delicadamente pra olhar pra ele 

- Eu achava que precisava tomar um ar, agora parece que tinha um propósito - Cameron diz colocando a mão nas minhas costas e se aproximando bem devagar. Sinto seu rosto chegando cada vez mais perto do meu de uma forma devagar e seu hálito com um cheiro que conhecia e um perfume muito bom. Quanto seus lábios estavam prestes a tocar o meu por muito pouco, me afasto e sigo em direção a porta 

- Tenho que ir - Falo apenas isso deixando cameron provável com uma cara de quem não está entendendo 

- Mas eu nem sei o seu ... - Cameron fala mas já era tarde ela já tinha ido 

- Número  - ele termina a frase ainda olhando a porta que Victoria tinha acabado de passar  



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...