História Destiny - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Miraculous: Tales of Ladybug & Cat Noir (Miraculous Ladybug)
Personagens Adrien Agreste (Cat Noir), Marinette Dupain-Cheng (Ladybug)
Visualizações 25
Palavras 867
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Shoujo (Romântico), Universo Alternativo
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Essa One estava a quase um ano guarda no meu celular kkk

Capítulo 1 - Capítulo Único


Fanfic / Fanfiction Destiny - Capítulo 1 - Capítulo Único

       Acordo sentindo os raios de luz esquentando a minha bochecha direita, levanto cansado, as lembranças da noite anterior passam rapidamente em minha mente, como alguém tivesse rebobinando minhas lembranças em minha mente. Olho rapidamente para o outro lado de minha cama e vejo que está vazio. Uma ruga se forma em minha testa. 

         Levanto rapidamente de minha cama- olhando melhor para meu quarto, que normalmente se entrava impecável, porém agora parecia que Dionísio havia feito uma festa particular. Dando passos pela casa percebo a bagunça em cada canto. 

        Suspiro vendo a porta da entrada encostada, um claro sinal que a mulher havia saído em uma pressa considerável do lugar. Encosto a porta e me jogo no sofá, passo a mão pelo móvel a procura do controle da TV, mas ela acaba se encostara em um tecido estranho é diferente, quando vou ver com clareza, percebo que o objeto em si era um sutiã vermelho. Sinto minha face queimar de vergonha.

“Ela saiu com tanta pressa que se esqueceu disso” - comento vergonhoso. Não que eu nunca tivesse me deitado com outra mulher, na verdade já me deitei consideravelmente, mas nunca havia trazido nenhuma para minha casa, e nunca foi tão intenso.

 

 

 

 

      As luzes da boate brilhavam de maneira frenética sobre os corpos suados, aquele realmente não era meu lugar ideal, porém naquela noite em especial Nino havia me chamado para a inauguração da nova boate, ele trabalhava como DJ.

     Porém a ideia de ir para um lugar desse estilo sozinho não era muito interessante. Mas agora era tarde demais. Vou até o barman e peço uma bebida, o homem ruivo logo me atende e me entrega um copo com líquido colorido, quando fui me virar me trombei com uma pessoa.

“Me desculpe” - falo simultaneamente com a mulher a minha frente, levanto os olhos e vejo olhos azuis profundos como o oceano, pele pálida, o carmim sobre seus lábios chamativos, e os negros cabelos que brilhavam graças às iluminação do local como um negro-azulado, a mulher que roubou minha atenção usava um vestido negro que destacava o corpo curvilíneo e em seus delicado pés estava um salto prateado.

“Prazer me chamo Adrien” - falo em um estado de êxtase, nunca uma mulher havia me deixado nesse estado.

“Marinette” - ela responde com sua voz melodiosa.

 

 

       

 

Quando a TV liga em algum canal aleatório desvio o olhar do sutiã vermelho da dor da luxúria, passava um filme de romance e isso me de deixa agoniado. 

“Mas que droga! Por que eu estou assim?! “ - resmungo frustado.

     A lembrança de seu nome melodioso me deixa mais frustrado.

 

 

      

“Então o que uma dama tão linda faz sozinha nesse lugar?” - pergunto vendo ela morder o lábio inferior. Estávamos conversando a um bom tempo.

“Bem minha melhor amiga me obrigou a vir aqui, pois queria se encontrar com um peguete dela” - ela reponde cruzando suas pernas me desconcentrando por um momento - “E você Adrien?”

     Escutar ela falar meu nome foi um dos melhores prazeres que eu já havia sentido.

“Meu melhor amigo trabalha aqui e me deu uma entrada” - falo bebendo um gole de minha bebida - “Segundo ele estou preso demais ao meu trabalho”.

“É você está?” - ela pergunta de maneira provocante.

“Talvez”

“E você gostaria de relaxar um pouco?” - ela sopra a pergunta logo depois de me olhar intensamente.

“Com toda a certeza do mundo.”

 

 

     

      As próximas lembranças me deixa mais vermelho e nervoso, a noite foi animada e ele não pode negar.

 Céus não perdoamos nem a mesa da cozinha.  

      Mas agora seu rosto está apenas nas minhas lembranças, seus gosto ainda está na minha boca, seu cheiro em meu corpo, se tudo retorna quero vamos poder nos ver de novo?

       Não tenho mais nada que pode ligar a você, tenho apenas seu nome e o sutiã. 

        Ainda me pergunto por que ela se foi tão rapidamente, podia pelo menos ter ficado um pouco mais tarde, para quem sabe deixar seu número com ele.

“Eu estou ficando louco”.

[...]

 

         Minha cabeça está na lua hoje de manhã e não estou com disposição para trabalhar, minha mente está nas lembrava da noite passada. 

         Será que ainda a verei novamente? Que isso não seja coisa da minha cabeça.

        Entro no meu escritório no grande prédio da empresa de de moda a Agreste’s. Hoje é o dia que vai chegar uma funcionária nova, uma estagiária.

         Sento em minha cadeira e vejo que são apenas de horas da manhã, pelo telefone de minha mesa peço para a secretaria mandar a estagiária entrar. Eu precisava conversar com ela, ver seu modo de trabalho, pra ver se encaixava no perfil da empresa. Mas por seus trabalhos anteriores que eu já havia visto percebi que seria apenas formalidades, e minha cabeça não estava com ânimo para formalidades.

           A porta então se abriu e pude visualizar a nova estagiária, usava uma salto simples preto, uma saída plissada negra que chegava na altura de um palmo acima de seu joelho, uma camisa social branca, e por último sua expressão de surpresa.

           Quem estava ali não era ninguém mais que a mulher que estava me deixando louco da cabeça.

“Marinette”.

            


Notas Finais


Aí man eu escrevi essa história ano passado quando eu conheci o TUONO e eu amo essa música kkkk


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...