História Destiny... (BaixaThentic) - Capítulo 10


Postado
Categorias Andrei Soares "Spok" Alves, Cauê "BaixaMemoria" Bueno, Malena "Malena0202" Nunes, Marco Tulio "AuthenticGames", TazerCraft
Personagens Andrei Soares "Spok" Alves, Cauê Bueno, Malena0202, Marco Tulio "AuthenticGames", Mike, Pac, Personagens Originais
Tags Authentic, Authenticmemória, Baixa, Baixathentic, Casal, Caûe, Destino, Drama, Gay, Marco, Orfanato, Romance
Visualizações 108
Palavras 1.152
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Ficção, Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo, Yaoi (Gay)
Avisos: Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Olha só quem chegou!!!
A ATRASADA
DONA MARIANA

Chegay, to aki com o cap YEYYY

BOA LEITURAAAA

Capítulo 10 - Capítulo 10


P.O.V Marco Túlio

Após todo esse episódio com as aranhas, finalmente descanso, me deitando na cama. Estava em paz até que Cauê brota de Nárnia falando que era pra mim ajudá-lo a se arrumar para uma entrevista de emprego...

- Assim Cauê... Você sabe se vestir sozinho...

- Eu não sei combinar roupa. E se eu ir feio?

- Você é lindo de qualquer jeito, sossega okay?

- Eu lindo? Quer um óculos?

- Larga de ser besta, você é muito fofinho. - Digo penteando o cabelo do menor para trás.

- Fofinho, tá bom...

- Se você não é fofo pode me bater então! - O menor começa a me dar um monte de tapa nas coxas. Passo meus braços em volta de teu corpo, o puxando para o meu peito, enquanto ouvia tua risada que me alegrava de um tanto. - Meu neném...

- Seu? Tenho dono agora?

- Não, mais tem um mozão

- Convencido você ein, estamos apenas ficando.

- Mas você me ama... Você me ama não é?

- Talvez... Te amaria mais se parasse de mentir pra mim.

- E quando menti? - O encaro olhando para aqueles olhos castanhos que tanto me hipnotizavam, aquele maldito olhar que me prendia, fazendo com que eu sentisse necessidade de ter ele por perto. Cuidando, abraçando, protegendo. Dando todo o amor pra ele que ninguém nunca me deu.

- Me chamando de lindo... Eu não sou lindo...

- E por que você acha isso?

- Porque ninguém nunca falou isso pra mim...

- Mas eu estou dizendo agora uai... - Ele chega a abrir a boca, mas a fecha sem resposta. Apenas me abraça de lado e sussurra um "Eu te amo" bem baixinho, quase inaudível. Dou um beijo em sua testa e o ajudo a escolher uma roupa agradável...

Q.D.T

Era Pôr-do-Sol. Eu estava na rua com o Cauê, tinha acompanhado ele na entrevista... Digamos que meu atraso aquele dia me trouxe certas consequências...

- Então quer dizer que você foi demitido por minha culpa? Que maravilha, agora você leva bronca por causa do babaca aqui... - O menor começa a andar rápido, revirando seus olhos. Corro um pouco, apressando o passo para acompanhá-lo e o abraço de lado, tentando confortá-lo.

- Olha aqui, você para de se culpar viu? O único culpado aqui sou eu que não prestei atenção no horário, entendeu?

- Por que tava destraído comigo...

- Ninguém manda você ficar me cativando com esse sorriso...

- Para Marco - Um sorriso meigo e envergonhado se forma no rosto do menor que estava um pouco enrubecido - Eu sou só mais um garoto aí, logo você esquece de mim.

- Como? Como não querer te abraçar depois de ver você fazendo carinha fofa? - Solto-o, descendo minha mão até a cintura do mesmo, o deixando colado comigo.

- Todos esquecem... Eu não vou fazer diferença nenhuma na tua vida, espera só alguma garota linda aparecer... A Laryssa mesmo, ela é linda, por que não fica com ela?

- Talvez é porque eu goste de você? - Ele fica quieto e eu resolvo levá-lo para um lugar especial. Uma pista de Skate que fica virada para uma estrada aqui da cidade. Um pouco longe, mas caminhar faz bem. Lá geralmente eu ia quando queria esquecer alguma tormenta do passado ou algo do gênero que me deixasse para baixo. A paz de lá era extremamente incrível. Poucas pessoas iam para lá, pelo fato de existir pistas de skates mais novas e modernas por toda a cidade, que não é aquelas coisas pequenas.

Me afasto um pouco, para tomar impulso, e saio correndo, chegando assim em cima da rampa. Cauê faz os mesmo movimentos mas não consegue impulso o suficiente. Pego em tua mão e consigo puxá-lo para mim, o abraçando.

- Por que me trouxe aqui? - Se aproximando da borda ele pergunta. Suas pernas balançavam para lá e para cá, como se fossem balanços onde crianças geralmente iam com seus pais... Quando eles os amavam. Hoje são apenas brinquedos vazios, que já foram ocupados por uma criança que sonhava, por uma criança que era feliz e não sabia...

- Precisamos fugir da rotina de vez em quando. - Me sento ao teu lado, deixando meus pés pendurados, balançando para lá e para cá, se cruzando várias vezes com os dele.

- Sabe... As vezes sinto como se talvez não era nem para mim ter nascido... Meu pai me odeia e nem mãe tenho mais... Abandonado totalmente em um orfanato.

- Talvez fosse melhor assim... - Minha palma da mão esquerda fica apoiada no concreto gelado. Levo meus dedos até em cima dos dele, em uma tentativa de fazê-lo perceber que não está só - Com teu pai você nunca seria feliz. Talvez no orfanato você seja. Nós te amamos Cauê... Tenta esquecer o passado...

- Eu o amo demais para isso...

- Você não deveria amar o que te machucou...

- Então por que você ainda relembra do teu? - Em um movimento rápido tiro minha mão de cima da dele, à apoiando em cima da calça preta que eu usava. A brisa que soprava do sereno da noite me fazia refletir sobre tudo.

- Por que o meu acabou deixando marcas na minha alma, me fazendo me sentir imundo... - Brinco com meus dedos respirando cada vez mais fundo para evitar lembranças... Mas era difícil...

- Eu... Não queria te deixar triste... Me desculpa, eu fui grosso... - Ele tenta se aproximar mas não rela em mim, fica com receio ou algo do gênero.

- Não é nada - Sorrio, mas assim que olho nos olhos de Cauê minhas lágrimas começam a descer descontroladamente... - Me perdoa - Limpo minhas lágrimas mas elas não param de rolar. - Me perdoa, me perdoa E-eu não... - Tento descer mas Cauê me abraça.

- Não se culpa pelo acidente com teus pais...

- Ah... O acidente... Cauê você não sabe nem de metade das coisas que aconteceram...

- Me conta...

- Não... Ninguém sabe, eu prefiro assim...

- Tetê... Confia em mim... - Cauê passa sua mãozinha nos meus cabelos, tentando me acalmar, me acalmar como a noite estrelada em que estávamos sob.

- Eu... Não consigo Cauê, me perdoa por tudo... - Desvio o olhar mas o branquinho coloca suas mãos sobre minhas maçãs do rosto, fazendo-me olhar para ele.

- Você não fez nada tá bom? - Seu polegar passeava por debaixo de meus olhos, enxugando todas as dores que escorriam por forma de simples lágrimas. - Eu estou aqui para tudo, assim como você está aí para tudo o que eu precisar... Tá bom? - Seus lábios encostam os meus, fazendo com que meu coração pulsasse de forma acelerada. Teu cheiro, toque e carinho naquele momento, era o que me acalmava naquele turbilhão de sentimentos. Ele era a calmaria naquele momento, pessoas assim deveriam ser levadas para a vida toda, e assim espero que seja...

Separo com um sorriso formado em meus lábios. Cauê encosta nossas testas e repete a frase "Vai ficar tudo bem" repetidas vezes, até que meus soluços vão parando aos poucos...

Continua...


Notas Finais


Espero que tenham gostado
Se gostou, favorita a fic (OBG PELOS FAV, CES SAO FODA)
Desculpa qualquer coisa
Amo vcs
Bjs da Mary e fui! Tchau!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...