História Destiny- Jikook ABO - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jungkook (Jungkook), Park Jimin (Jimin)
Tags Abo, Jikook, Yaoi
Visualizações 10
Palavras 943
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: LGBT, Misticismo, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Gravidez Masculina (MPreg), Insinuação de sexo, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Boa leitura!

Capítulo 1 - Destiny


Fanfic / Fanfiction Destiny- Jikook ABO - Capítulo 1 - Destiny

Acordei aproximadamente às 9 da manhã lembrando que prometi ao meu pai que essa semana iria começar à ajudar o mais velho com as coisas da empresa dele. Isso é necessário pois logo eu que comandarei toda essa empresa mesmo eu não me sentindo tão bem com isso.


-Jimin? Já acordou? - me despertei de meus pensamentos com minha mãe- uma pessoa super doce- me chamando. - Seu pai está a sua espera para o café da manhã.


- Bom dia! - falei de um modo que parecesse que eu estava feliz com aquilo tudo, não quero decepcionar meus pais.


Minha mãe saiu do quarto provavelmente indo para a mesa junto a meu pai.
Eu apenas levantei indo direto ao banheiro e tomando um banho rápido apenas para despertar. Depois do que foi mais pra uma ducha, escolhi uma roupa mais formal, vulgo uma calça preta não muito apertada e uma camiseta social na cor azul e nos pés um sapato social preto, queria estar com uma roupa digna de um futuro diretor de uma empresa. Deixei meus cabelos - com um tom de rosa claro no momento - para o lado. Já pronto, desci as escadas indo direto a mesa para meu café do manhã.


- Bom dia! - disse me sentando. - Desculpa a demora.


Ambos os pais responderam juntos um "bom dia" até que animado e depois o café da amanhã seguiu tranquilamente, apenas com o meu pai explicando o que iria ocorrer durante o dia. Reuniões e alguns contratos para ler e no final do dia experimentar um novo vinho o qual em breve iria para o mercado.


Peguei carona com o meu pai com um carro obviamente de luxo dele e alguns minutos depois já estávamos na empresa.
Fomos recepcionados pelos funcionários e de modo educado fui cumprimentando todos.

Pegamos o elevador indo direto ao último andar onde ficava o escritório. Era um lugar grande e rústico, do jeitinho que meu pai gosta. Passei um bom tempo ajudando ele com os papéis e quantos já era 12:00 decidimos ir a um restaurante de comida italiana que ficava por ali. Já no local, escolhi um prato simples, assim como o senhor a que estava a minha frente, vulgo meu pai.


Já satisfeitos, voltamos a empresa e assim que chegamos no escritório ouvimos batidas na portal, meu pai educadamente mandou a pessoa entrar, tendo a visão da secretária de meu pai, uma beta um tanto quanto comportada, diferente da antiga secretária que era uma alfa que dava em cima de todos as pessoas importantes que vinham para a essa empresa.


- Senhor Park? O senhor Jeon da empresa de café está aqui. Posso o mandar entrar?


- Claro. - meu pai respondeu fazendo a beta se retirar do local. - Jimin, quero que participe desta reunião, é um tanto quanto importante essa parceria que pretendo fazer com essa empresa.


- Claro, Appa. - Falei apreensivo.


Mas por que apreensivo? Simples, ao ouvir o sobremesa Jeon me lembrei de um passado um tanto quanto que me machuca apesar de fazer 5 anos desde o acontecido. O que aconteceu para meus pais não passou de uma paixonite de adolescente mas eu diria que aquele foi o amor da minha vida. Eu tinha lá pelos 5 anos de idade quando dos conhecemos até que chegou um momento em que aquela amizade evoluiu e se tornou algo a mais, um amor o qual achei ser recíproco porém ele se afastou e simplesmente sumiu. Nunca mais soube dele, não ouvi seu nome, era como se ele tivesse morrido, mas tentava ao máximo não pensar nessa possibilidade. O nome dele? Ele era Jungkook, Jeon Jungkook, o meu coelhinho.

Me despertei de meu pensamentos quando o Senhor Jeon entrou na sala revelando ser realmente quem eu temia ser, temia pelo fato de todas as lembranças que me atormentaram durante anos e me fizeram entrar numa depressão me fazendo tomar remédio fortíssimos.

O Alfa entrou dando uma fungada provavelmente por sentir a presença de um ômega ali, no caso, eu. E ao olhar para mim senti um certo incomodo da parte dele, provavelmente ele não queria me ver.

[...]

A reunião ocorreu tudo bem, tentei prestar atenção ao máximo mas de ter a presença do pai de Jungkook minha cabeça só conseguia focar em meu ex- sim, chegamos a namorar-. Os dois alfas conversaram bastante e no final fecharam um contrato e se despediram com um aperto de mão, o qual recebi também de Jeon como forma de respeito.


- O que foi meu filho? Sei que algo te incomoda. - meu pai me acordou de meu transe assim que o outro Alfa saiu.

- Não se preocupe. Estou feliz por ter fechado esse acordo. - forcei um sorriso. - Podemos ir? - perguntei querendo apenas minha casa.

Meu pai apenas assentiu se levantando para ir embora. O que me chamou atenção foi o fato de que meu pai não o reconheceu, e se reconheceu ficou muito bem. Como pode?


[...]


Já se passavam das 9h da noite, eu estava em minha cama martelando em minha mente coisas sobre Jungkook. Desde aquela reunião meus pensamentos era apenas focados em uma pessoa.
Eu estava mal, muito mal, desacreditado que quando ele estava prestes a superar uma bomba dessa caiu em sua cabeça. O eu pensava, se o pai dele está na região com certeza ele também deve estar! Como eu nunca nem se quer fiz ideia de que a grande empresa que fabrica os melhores cafés, os donos eram simplesmente a família de Jungkook?
Mais uma vez pedido em meus pensamentos acabei adormecendo mesmo sendo cedo ainda.



Notas Finais


Se tiverem ideias para essa fanfic sintam-se a vontade para comentar.
Qualquer dica ou algo que não gostou aproveite os comentários para isso, para assim eu poder melhorar sempre. ^^


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...