História Destiny secret - Capítulo 21


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Drama, Ficção, Romance, Suspense
Visualizações 10
Palavras 1.051
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção, Ficção Adolescente, Magia, Mistério, Saga, Sobrenatural, Suspense, Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Olá!
Um pequeno bloqueio de criatividade me deu Oi kkkk
Mas estou de volta...
Boa leitura ❤️

Capítulo 21 - Onde você está?


**Quebra de tempo**

| Algumas semanas depois |

Autora on

- eu não sei onde ela está, eu juro - disse Dylan a Shai que estava furioso.

- como uma pessoa some por semanas e ninguém sabe de nada? Isso é impossível - Shai andava em círculos pelo quarto do seu mais novo amigo.

Shai, Dylan, Andy e Iam procuravam por Star que estava sumida, a última coisa que sabem sobre ela era o bilhete que havia deixado.

O diretor se recusava a dar qualquer informação, informando que era particular aquelas informações e que não era para haver preocupação a respeito.

O que não adiantava muito visto que estes estavam afoitos para encontrar a alfa, ela havia sumido, de uma hora para outra, qual o motivo? O que havia acontecido? 

Andy tentava olhar as câmeras do local aproveitando de sua facilidade com eletrônicos e tudo relacionado a hacker.

Já Iam era o mais sociável dali, o ômega de Dylan tentando saber se alguém havia a visto. Mas parecia que havia sumido sem deixar qualquer resquício, ou pista que pudessem os levar até a mesma.

O desespero nos olhos do melhor amigo de Star e de Shai era notável, eles ajudavam da forma que dava e continuavam o treinamento Durante este período, Shai havia melhorado consideravelmente. 

Possuía um aprendizado bem rápido, mas ainda não havia descoberto qual era seu poder. O que o deixava mais para baixo ainda, se sentindo inútil por não conseguir ajudar em nada.

Com o fim do dia, todos retornaram a seus quartos, combinando de se encontrarem novamente no dia seguinte.

Eles sabiam que ela ainda estava ali, será que ela precisava da ajuda deles?


Autora off


Shai on

Meus olhos marejavam, não haviam mais lágrimas para cair sentia o coração despedaçado. Sei que nós nunca seríamos mais do que colegas de quarto, mas de certa forma ainda havia esperança de que algo fosse acontecer.

Bom, algumas novidades que precisam saber:


- os jogos que aconteciam após o início das aulas iriam começar; 

O diretor avisou anteontem e todos estavam animados, nesses torneios teriam todos os tipos de competições, para iniciar o ano de forma animada.

Acho que o diretor pensava que seria melhor os alunos se animarem com os instintos de competição e entrarem com tudo com o treinamento pesado durante todo o ano.

- Haviam algumas regras novas;

Como lugares que não poderíamos ir, devido a algumas reformas que estavam ocorrendo.

Também agora haveria voltar o toque de recolher, não podendo haver alunos fora dos quartos depois das 21 horas.

- isso foi por causa do problema com o novato, aquela briga não deixou uma boa imagem para o diretor, que acabou sofrendo alguns puxões de orelha de seu superior-

E outras coisas bobas as quais não prestei atenção, aquela reunião para dar avisos já tinha dado pra mim. Sendo que eu vou ficar sabendo de tudo aos poucos, não estava com cabeça para aquilo.

Cheguei ao quarto e tomei um banho demorado a fim de tirar toda a tensão do corpo. Coloquei roupas confortáveis, meu corpo havia mudado bastante, após me tornar finalmente um ômega ganhei músculos e em conjunto com o treinamento fiquei bem forte. Não era mais magro como quando entrei aqui, podemos dizer que estava em forma. 

Agora não precisava dos meus antigos amigos para chamar atenção, conseguia atrair muitos olhares com a forma física que adquiri.

Os meus amigos se afastaram de mim após aquele ataque, o medo fez com que eles se tornassem normais e acabaram parando de provocar todos. A coragem passava bem longe deles, eu treinava para um dia encarar aquele cara, não queria deixar barato aquela agressão.

Deitei em minha cama, me deixando levar por pensamentos e lembranças. Sentia tanta falta da minha família, era difícil mas eu estava conseguindo me tornar aquilo que eles tanto almejaram. 

Ia fazer de tudo para voltar para casa, nem que tivesse que me tornar o melhor.

Acabei dormindo sendo vencido pelo cansaço, os dias haviam passado rápido e descansar era uma coisa que não estava muito em meus planos.

**

- Alguém? Oi? Aonde eu estou?

Pudia ouvir passos, e estavam cada vez mais próximos, olhava ao redor e não havia ninguém.

Senti uma força me empurrar, vai de joelhos em uma espécie de lama, a medida que tentava sair e me locomover acabava ficando mais submerso, não conseguia mais, não conseguia sair, pedia ajuda mais era em vão, não havia ninguém para me ajudar, não hoje, eu já estava desistindo, sim eu me entreguei a escuridão.


Sonho off **

Acordei ofegante, com medo olhei ao redor e estava sozinho como sempre. Aqueles pesadelos me atordoavam desde o dia que recebi a mensagem, aquela mensagem que dizia

**  Cuidado...não tem mais quem te proteja, agora é só um bebezinho indefeso. 

Não vá sair sozinho a noite, é essa hora que os bichos assombram, não quer dar sorte para o azar estou certo?

Ah...como é bom saber que está sozinho, seu quarto não é mais sua zona de proteção, que tal dormir de olhos abertos?

Att. M. **

Não descobri de quem era a mensagem, e não tive coragem de falar para qualquer pessoa. No início evitei sair e focar sozinho, não posso evitar, isso é assustador ainda não sou forte para enfrentar qualquer um.

E se fosse aquele doido tentando se vingar, com certeza ele faria isso. Mas porque só ameaçar, ele não parece ser do tipo que gosta de brincar com as presas. 

Por isso acabei prevenindo e deixando tudo bem trancado e me esforçando o máximo para ser forte. Mas como pode ver até os meus sonhos me pregam peças, sei que não estou sozinho, agora tenho amigos e sei que eles vão me ajudar seja no que for.

Me levantei da cama e fui ao banheiro tomar banho, fiz minhas higienes coloquei o uniforme as aulas haviam começado e não podia me atrasar para o café, agora tudo era dentro do horário. Já estava acostumado, visto que sempre acordo cedo para o treino, mas com as aulas as refeições tem o horário exato, se demorar é adeus comida e esperar até o próximo horário de lanche. 

Me direcionei ao refeitório e o que eu me deparei ao olhar para uma mesa, escondida bem ao canto me fez paralisar. Eu não conseguia andar, minhas pernas não me obedeciam. Percebi que não era o único nesta situação, Dylan e seu namorado estavam sentados a mesa e com a mesma cara que a minha. Não, não pode ser!



Notas Finais


Até o próximo capítulo 💕


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...