História Destiny secret - Capítulo 25


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Drama, Ficção, Romance, Suspense
Visualizações 7
Palavras 1.025
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção, Ficção Adolescente, Magia, Mistério, Saga, Sobrenatural, Suspense, Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Boa leitura ❤️
Ainda vou revisar todos os capítulos, me desculpem qualquer erro;

Capítulo 25 - Promete ?


 

Star on

-Vamos para o seu quarto, lá ninguém vai nos ouvir. - disse me levantando e recebendo os olhares daqueles que dividiam a mesa com Dylan.

Com o olhar Dylan fez sinal para que ninguém nos seguisse e rapidamente chegamos ao seu quarto sem pronunciar qualquer palavra durante o percurso.

Entramos e fez sinal para que eu sentasse na cama ao seu lado e começou.

- E então, acho que tenho muito para perguntar - riu soprado.

- Sabe, eu vou te contar tudo, mas antes precisa me prometer algo, tudo bem?

- Está me deixando assustado, eu prometo o que for.

- ninguém nunca vai poder ficar sabendo dessa conversa independente do que aconteça no futuro, promete? - estiquei o mindinho e sorri de lado.

- Claro, sabe que eu vou guardar como todoa os outros que temos um sobre o outro. - sorriu enquanto entrelaçava nossos dedos. - estou preparado pode começar.

Ri levemente, e me lembrei de tudo que aconteceu, mesmo ainda não estando pronta para falar no assunto era necessário e eu gosto de me abrir para meu amigo.

- lembro do dia que Shai apareceu com a marca - ele assentiu - de início achei que ele era um alfa, pois o cheiro estava confuso e a marca era diferente da que eu via em qualquer ômega, e era bem próximo a aparência da marca de um alfa. - suspirei - fiquei tão confusa que sai de lá, e fui andar um pouco, muitas coisas aconteceram e acabei por parar na porta do quarto mais tarde naquele dia, e no mesmo momento ele saiu do quarto, só que não me viu me escondi. 

- assim que entrei no quarto eu pensei no que iria fazer, não sabia se deveria ir atrás dele ou ir embora para sempre daqui, foi quando enfermeiros bateram na porta. - olhei para o chão a fim de aliviar o stress - sabe desde que eu completei 18, tenho que fazer exames para saber se meu cio estava próximo, porquê ainda não sabíamos como seria, se eu me transformaria em um lobo ou se ficaria agressiva o que causaria nos outros ômegas, se permaneceria normal. Eram questões que me interessavam, e de acordo com o exame, naquela noite eu entraria naquela fase e infelizmente era verdade.

- E o que fizeram com você. - disse tentando não parecer boquiaberto.

-no primeiro dia eu fiquei trancada em uma sala especial, que é impossível sair de lá por dentro, somente com a senha e pelo lado de fora que daria para sair de lá, fiquei com um telefone a fim de informar a todos o que estava acontecendo. - olhei em seus olhos - Ainda não sou uma aberração e continuei sendo uma humana, só que com muita dor, era insuportável o que acabou ocasionando o pior. Nas tentativas falhas de sair de lá, meus poderes aos poucos foram acordando, depois de anos adormecidos. E eu não podia controla-los o cio em si durou somente 1 dia, o que em si é bom, visto a dor que senti que quase me deixou louca. - encarei o teto - agora eu estava trancada por causa dos meus poderes, estavam descontrolados, eu naquele momento podia matar qualquer um que ousasse chegar perto, graças a sala resistente aos poucos eu consegui me conter.

- e após uma semana lá, já estava praticamente controlando tudo, mas não me sentia forte o bastante para sair de lá. Meu psicológico dizia que eu podia cometer um deslize e colocar tudo a perder, tudo que levei anos para conquistar. E na semana seguinte tudo piorou, o diretor queria mostrar aos pais que eu estava bem, era o troféu que mostrava que o centro de treinamento funcionava, e chamou minha mãe até aqui...- meus olhos encheram de lágrimas.

- Vem cá - Dylan me abraçou deitando minha cabeça em seu colo e fazendo carinho - continue quando estiver pronta.

- Meu pai morreu Dylan e eu nunca vou conhecê-lo, eu mal reconheci minha mãe, e o pior ela não estava sozinha, após um ano que meu pai morreu ela foi morar com seu novo namorado, e sabe quem é filho dele? 

- Espera, não né diga que...- permaneceu com a boca aberta, como se não saísse som algum dela independente de quanto forçasse.

- sim o pai de Shai, agora somos irmãos, depois que ele trouxe seu filho pra cá acabou se separando da mãe dele, e, quando soube que eu estava ajudando o filho dele e que estava dando certo foi agradecer a viúva. E como em um conto de fadas se apaixonaram, ver os dois na minha frente contando a história de amor deles me embrulhou o estômago, não imagina como, e sabe o que eu pude fazer? Desejar felicidades ao casal e dizer que cuidaria do meu mais novo irmãozinho. - revirei os olhos.

- está me falando que é por isso que não fala mais com a gente, por isso que se afastou?

- perguntar depois, prometo responder todas - pequei sei dedinho e entrelacei ao meu e sorrimos com o gesto- eles jogaram a bomba e foram embora, o diretor me prometeu que eu sairia daqui se conseguisse passar por um último teste. E já completava a segunda semana que eu estava lá, já confiante que conseguiria, o que eu preciso fazer e passar por todos esses jogos do início dos anos escolares como monitora e se conseguir me manter até o final, estou livre para ir com meus pais. Imagina agora como estou? A minha vida toda aqui dentro é essa oportunidade de sair, prometi a minha mãe que faria o máximo para levar Shai e ter a família toda junta. Eu prometi a ela, e vou cumprir, só que ele ainda não pode saber, preciso descobrir os poderes dele e fazer com que controle, só que quando tento usar meus recursos o que recebo é uma trava no subconsciente dele me dizendo que não tem nada lá. É tudo escuro na mente dele, e eu não consigo desvendar - puxei meus cabelos - porque é tão difícil. 

- eu tenho uma ideia pra te ajudar, mas só conto se me levar com vocês. H das perguntas? 


Notas Finais


Até o próximo capítulo 💕
Estamos chegando ao fim...
Será que teremos segunda parte? O que acham?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...