História Destiny the night - Capítulo 6


Escrita por:

Postado
Categorias Diabolik Lovers
Personagens Ayato Sakamaki, Azusa Mukami, Carla Tsukinami, Kanato Sakamaki, Kou Mukami, Laito Sakamaki, Reiji Sakamaki, Ruki Mukami, Seiji Komori, Shin Tsukinami, Shu Sakamaki, Subaru Sakamaki, Tougo Sakamaki "Karlheinz", Yui Komori, Yuma Mukami
Tags Ayatoxyui, Romance
Visualizações 42
Palavras 594
Terminada Não
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Mais um estou me esforoçando bastante espero que gostem

Capítulo 6 - Descobertas


Fanfic / Fanfiction Destiny the night - Capítulo 6 - Descobertas

-vampiros.-Quando percebo isso pego meu rosário prata enfeitado com um rubi e aponto para eles.

-tomem isso!-Digo em pânico apontando meu rosário.

-francamente você realmente acredita naquele conto de fadas que diz que vampiros são sensíveis a luz do sol,cruzes e água benta?Isso só mostra o quão arrogantes são os seres humanos. 

Me levanto e saiu correndo por causa do medo.

-os modos dela são deploráveis.-Essa foi à  última coisa que ouvi Reiji-San dizer.Começo a correr sem rumo pela casa,passo por duas mesas cheias de doces uma ao lado da outra quando percebo vejo que Kanato-Kun também estava lá ele me encarou com um olhar psicopata.

-vou te quebrar.-É a única coisa que ele diz quando passo por ele,corri mais um pouco e finalmente encontro um telefone,tentei ligar mais o fiu estava cortado.

- Eu disse que você não precisaria de um telefone durante sua estadia aqui,agora para onde minha bitch-chan foi para?-Ouso a voz de Lauto e começo a andar para trás quando bati em alguém.-Te encontrei.-Era Laito sussurra em meu ouvido colocando sua mão em meu ombro então começo a correr de novo.Consigo chegar até a porta tentei abri-la mas estava trancada,comecei a bater nela pedindo para que a abricem.

-por favor!Abram!-Todo esse esforço foi inútil,vejo o braço de alguém aprendo na porta a minha direita me viro e era Ayato-Kun.

-aonde está tentando ir ? Chegou o tão aguardado momemto de você gritar, por favor entretenha-mi com seus gritos até acabar o ar de seus pulmões.-Ele diz impedindo-me de sair mas eu o enpurro e começo a correr novamente,passo por um depois começo a subir uma escada, encontro um quarto com a porta aberta e correntes junto com um cadeado jogados em sua frente. Entrei nele e fechei a porta, todos os móveis estavam cobertos por lençóis e tinha uma mesa cheia de joias, esbarro em uma estante de livros e deixo aguns caírem mais um me chama mais atenção era um diário aberto junto com uma foto.

-essa...sou eu?-Com certeza era eu aquele era o meu pai, é o diário era dele o pego e começo a ler.

"Yui me da felicidade o fato dela não ser minha de verdade não significa nada agora só estou agradecido por esta ótimo bensão que vivo todos os dias."

-o que isso quer dizer eu não sou filha do meu pai ? O que o diário do meu pai está fazendo aqui ?

-de todos os quartos você tinha que entrar justo nesse ?-Quando me dou conta todos já estavam lá.

-este é um quarto que lacrados para que ninguém pudesse entrar acho que vou ter que ajusta-lo com um novo cadeado.

-é verdade como consegui entrar aqui bitch-chan? 

-por favor fique aí você é minha presa.

-não sou presa de ninguém.-falo decidida.

-chega de desculpas!-Subaru diz batendo na estante fazendo mais livros caírem.

-ah você de novo não Subaru.

-cala a boca!

-é esse o olhar, que faz o meu sangue fluir.-Ayato-Kun diz virando meu rosto para ele apreciando minha expressão de medo.

-hum...talves eu participe também.-Laito-Kun fala se abaixando ao meu lado.

-eu também gostaria de esperimenta-la.

-á apenas um fato que você deve entender é que você não poderá escapar de nossas mãos.

-vá direto ao ponto e diga se ela tentar fugir ela morre!

-parem!- Eu digo tentando me soltar das mãos deles quando algo se quebra eles param de me atacar e olham para Shu-San.

-desculpe eu derrubei.-Ele apenas diz isso é volta a olhar para o nada.Fico o olhando quando Ayato-Kun me chama.

-ei panqueca. 

Ele coloca sua mão em meu pescoço  e  começa a me sufocar.

- você está pronta ?-Ele me olha com sorriso sádico mostrando suas presas.

-Por favor Deus !








 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...