História Destiny Warriors - Capítulo 9


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Visualizações 1
Palavras 3.524
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Crossover, Fantasia, Ficção, Luta, Magia, Misticismo, Romance e Novela, Saga, Shounen
Avisos: Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Nono capítulo de Destiny Warriors

Capítulo 9 - Inesperado


Fanfic / Fanfiction Destiny Warriors - Capítulo 9 - Inesperado

Mike então grita:

Mike: Comecem !!

Priscilla então parte pra cima de Brendam em alta velocidade e tenta golpear-lo, mas erra todos os golpes, e então, carrega uma pequena esfera de energia e atira ela em direção á Brendam, que com uma mão, a rebate, e após isso, ele cria uma bola de fogo com uma mão, e então atira em direção de Priscilla, que desvia, porém, essa bola de fogo causa uma tremenda explosão e atinge Priscilla, que cai no chão.

Brendam: Muito bem, você é rápida. Sem querer ofender, mas você não é muito forte não.

Priscilla: Eu sei, mas, foi só pra analisar seu poder comparado a mim sem usar o meu. MIKE !!! Jogue uma rajada de luz aqui em mim, por favor !

Mike: Ah? Eu? Mas a luta é entre você e o Brendam, eu estou aqui só de espectador.

Priscilla: Vamos, joga aqui, pode ser fraquinha mesmo, por favorzinho.

Mike: OK, mas saiba que em uma luta séria, não espere ter algum aliado do seu lado pra te dar energia.

Mike então atira uma rajada em Priscilla, que a contem com as mãos, e então, a absorve. Após isso, Priscilla começa a ter seu corpo transformado em energia luminosa.

Priscilla: Ai sim. Meu poder é poder assimilar o poder dos outros. Não quis absorver o seu, por que eu sabia que seria inútil devido á sua resistência absurda á fogo, e talvez a poderes psíquicos. Eu trouxe o Mike aqui pra isso, pra poder te combater com condições um pouco mais favoráveis!

Brendam: Olha, gostei disso. Vamos começar de fato o combate agora!

Priscilla avança pra cima de Brendam num piscar de olhos e começa a atacar ele diversas vezes, causando bem mais danos, devido á velocidade gigantesca. Priscilla toma distancia e atira uma rajada de luz bem concentrada, cuja mesma é defendida por Brendam ás mãos nuas. Priscilla aproveita isso e começa a atacar Brendam de diversas direções, e ao ficar bem cima dele, carrega uma bola gigante de luz e atira em Brendam, causando uma explosão que cobriu toda a área de combate da arena. Brendam parte pra cima de Priscilla sem que ela percebesse, mas Brendam atravessa o corpo de Priscilla sem causar quaisquer danos. Priscilla havia se tornado intangível, já que seu corpo era feito de luz.

Priscilla: Vamos ver como você se sai contra alguém que você não pode tocar, e contra alguém que possui a velocidade da luz!

Brendam: Incrível, você pode assumir o elemento que for jogado contra você. Se for usado de maneira correta, este poderá ser um poder pra dar trabalho pra qualquer um, mas, não fique ser achando.

Priscilla então tenta golpear-lo novamente, mas Brendam desvia de todos os golpes. Priscilla fica assustada, ao ver que Brendam sem utilizar o Ghouken, possui uma velocidade de reação acima da velocidade da luz. Brendam então começa a emanar uma aura de seus olhos, e Priscilla que tinha partido pra cima dele, para no meio do caminho com as mãos na cabeça, caindo de dor.

Brendam: Você é muito poderosa, e realmente, se tornou imune a ataques físicos, mas fique sabendo, que sua mente ainda é a de um humano comum, assim, qualquer ataque mental já acaba com você.

Priscilla: Não! Eu não vou me render assim tão fácil!

Priscilla começa a expelir muita luz ao redor de seu corpo, se recuperando, e parte da cima de Brendam acertando um soco no rosto dele, conseguindo tirar um pouco de sangue dele.

Brendam: GHOUKEN! Acabou pra você, Priscilla. CHOQUE MENTAL !!

Priscilla toma um curto circuito em seu cérebro e desmaia instantaneamente.

Mike desce na arena pra socorrer-la, mas Brendam diz que não é necessário, e que ele conteu muito seu ataque para não causar seqüelas mentais ou danos nela.

Brendam: Eu nem precisava do Ghouken, apenas quis mostrar a nossa diferença de nível. Foi bom fazer isso por que ela ficará mais motivada á treinar seu físico, e talvez, ela possa desenvolver sua essência mística em pouco tempo.

Mike: Entendo, mas bem, você irá treinar-la sozinha. Ela apenas me chamou para pegar o meu poder. Eu vou voltar lá pro dormitório e jogar videogame. Acabei de voltar dos mortos, quero aproveitar mais um pouco aqui.

Brendam: Entendo, eu também não vou demorar, talvez fique vindo aqui com ela durante alguns dias.

Dois dias se passam após isso, e todos estão fazendo praticamente as mesmas coisas, treinando ou se divertindo, curtindo a folga que obtiveram. Rin deixou Kenta, o irmãozinho de Keita, com sua turma, já que eles teriam um passeio com os professores, até um museu, enquanto ela decide jogar junto com Joe, Hidenori e Jin. Keita decidiu sair de seu treinamento para ir pra uma fonte termal, relaxar sozinha, e Koude, decidiu ir passear pela cidade, para conhecer-la com calma, sem abusar de sua velocidade, enquanto o resto, estavam fazendo as mesmas coisas. Todos estavam tranquilos, porém, ás 19H desse mesmo dia, que era um sábado, surge um homem, encapuzado, nos arredores da cidade, no oposto da arena, e então, ele joga uma pedra azul no chão, e diz as seguintes palavras:

???: Surgimento!

E desta pedra, surge uma luz intensa que joga para o céu, que estava chovendo durante esse dia. E então, dessa luz, uma cratera enorme é feita no chão, mas com um buraco azul no centro, e dele.

Esse homem, então, parte para dois cantos da cidade próximos a este, e faz a mesma coisa, um por um, totalizando três crateras, cujos buracos azuis eram enormes. Então, ele salta pra cima de uma arvore gigante, e cria um selo de magia em uma de suas mãos, a então, ele diz:

???: Invocação das feras!

E então, uma quantidade enorme de monstros e outras criaturas saem dessas crateras, e então, ele cria um selo amarelo em usa de suas mãos, e diz:

???: Causem o caos para esta cidade!

Então, todas essas criaturas se movem aos montes de todas essas direções para a cidade. Passando-se 10 minutos, alguns guardas de vigia que estavam numa pequena base, vigiando as redondezas da cidade, detectam no radar uma quantidade enorme de movimentação vindas do leste, sendo estas, movimentações de seres com intenções hostis. Então, eles avistam alguns monstros vindo na direção deles, mas antes mesmo que eles se preparassem para o combate e se armassem, um dragão negro passa por cima da base deles e joga uma rajada de fogo roxo nela, explodindo-a. Todos ficaram vivos, mas a explosão foi muito grande, sendo que era possível avistar a fumaça de longe, e então, vários monstros e dragões surgem e os atacam, enquanto a maioria vai para a cidade. As pessoas que viram a explosão ficaram assustadas, e então, do nada, vários dragões surgem por cima das casas e começam á soltar fogo pelas ruas, queimando casas, veículos e matando algumas pessoas. Um dos guardas que estava lá, mesmo ferido, usa um aparelho de telepatia e comunica a um dos governantes da cidade sobre o ataque, e então, no meio da conversa, ele é morto. Logo, algumas pessoas da polícia da região avisam sobre a confirmação do ataque, e então, os governantes acionam o chamado telepático de emergência, cujo eles usam de um aparelho que utiliza tanto de magia quanto tecnologia, que faz com que o usuário possa se comunicar com um numero imensurável de pessoas ao mesmo tempo utilizando telepatia, cuja comunicação, era pra todos ficarem sabendo que a cidade estava sobre um ataque sério.

Governante: TODAS AS PESSOAS DA CIDADE, ME ESCUTEM!! WIZAST ESTÁ SOBRE UM ATAQUE, TENTEM PEGAR SUAS FAMÍLIAS E CORRAM PARA O LADO OESTE DA CIDADE, PARA O REFÚGIO GERAL!!! NÃO SE PREOCUPEM COM SEUS OBJETOS PESSOAIS E BENS MATERIAIS, ELES PODEM SER RECONSTITUÍDOS POR NOSSOS MAGOS UTILIZANDO MAGIA, APENAS SE CONCENTREM EM FUGIR, E DEIXAR A CIDADE LIVRE PARA QUE NOSSOS COMBATENTES POSSAM USUFRUIR DE TODOS OS SEUS PODERES, PARA PROTEGER WIZAST DE SUA DESTRUIÇÃO !!!!

Após este comunicado, todas as pessoas começam á ir em direção para a parte oeste, cujo abrigo que existia lá, era extremamente seguro, cuja estrada ficava ao pé de uma grande montanha, e o abrigo se localizava no subterrâneo, onde era capaz de abrigar o triplo da população de Wizast, que passava da casa dos 10 milhões de habitantes.

Governante: TODOS AQUELES QUE SÃO COMBATENTES OU JÁ FORAM ALGUM DIA, OU QUE POSSUEM CONDIÇÕES DE LUTAR, EU PEÇO POR FAVOR, QUE LUTEM CONTRA ESSES MONSTROS !! PROTEJAM AQUELES QUE ESTÃO CORRENDO EM DIREÇÃO PARA O ABRIGO, E LUTEM COM TODAS AS SUAS FORÇAS !! USEM SEUS PODERES COM TODAS AS SUAS FORÇAS APENAS QUANDO TIVEREM CERTEZA DE NÃO TER NENHUM CIVIL PERTO DE VOCÊS !!! Eu não estou obrigando ninguém á lutar, mas.... caso vocês lutem, vocês estão garantindo a sobrevivência da população !! Eu peço...não, eu imploro, por favor...PROTEJAM TODOS!!!

Então, este governante, desliga a telepatia, e então, se direciona para o abrigo. Todos os combatentes da cidade se preparam para o combate, com armaduras, espadas, ou até mesmo com as mãos nuas, já que os monstros se espalharam muito rápido pela cidade, sendo que os voadores já tomaram 50% dos céus da cidade, e os terrestres, 20%, tudo em tão pouco tempo, fazendo com que certas pessoas nem consigam se prepararem para lutar, e indo lutar da maneira que estão.

Mesmo todos os combatentes relativamente experientes ou até mesmo alunos de turma que já treinaram a magia, tendo um poder pra arrasar quarteirões, metade ou até mesmo a cidade inteira, podendo até mesmo passar disso, os monstros resistem aos seus golpes, que mesmo não causando destruição em volta, estão concentrados para causar danos apenas a uma pequena área, tendo um poder concentrado com o mesmo potencial normal deles. Os monstros começam a atacar pessoas e os combatentes, que saem com vantagens de poder, mas perdem em numérica, afinal, são mais ou menos, três monstros pra cada pessoa no mínimo. Keita, que estava numa fonte termal, rapidamente se seca e se verte rapidamente, porém, sem sua espada que estava na recepção, e antes de chegar lá, um rinoceronte gigante com um martelo de lado ao invés do chifre, ataca o local, mas mesmo assim, ela decide ir no físico contra ele, e o derrota sem muitas dificuldades, e depois de pegar sua espada, ela corre em direção ao dormitório de Jin e Rin, já que seu irmão estava lá, e ela queria ver se ele estava bem.

Gate e Koude, que estavam nos arredores da cidade, recebem o sinal telepático e partem para ajudar, junto de Ayusha e Kaito, que decidem cobrir o lado leste dela. Jin e Rin foram se juntar com os outros Techs, para bolarem mais planos e cobrirem a parte aérea da cidade. Hidenori, Joe e Mike foram cobrir a parte Sul, sendo que mesmo indo para essa região, eles decidiram se separar. Yukiu, Jake e Mia decidem cobrir o norte, sendo que Mia decide mais é fazer uma cobertura para os civis. Brendam e Priscilla ainda estavam na arena, e recebem ataques lá também, mas Brendam acaba com todos eles facilmente, e então, ele e Priscilla partem para o sul da cidade. Todos se organizam bem nos grupos. Dorvan que estava em sua casa tranqüilo, decide partir pro combate, mas diferente dos outros, ele vai para a região que esta a entrada do abrigo, para proteger-la caso algum monstro se aproxime dela, cuja estava cercada de barricadas medianas e com canhões, Mechas e guerreiros rondando o local, toda protegida, tanto no chão quanto na parte de cima, com canhões presos á montanha também. Todos começam então a entrar num violento combate, com um numero incontável de monstros atacando centenas de milhares de combatentes num instante, e então, toda a cidade de Wizast se torna um caos total. Os monstros, que iam desde dragões, serpentes gigantes, escorpiões gigantes, esqueletos armados, zumbis, entre outros, seres mágicos, a até robôs gigantes assassinos que pareciam serem controlados por instinto, sem piloto. Todos matavam pessoas combatentes e civis sem piedade, de formas até “normais”, como perfuração, esmagamento, impacto de força ou rajadas de fogo, a até formas brutais, como decapitações, devorando, desintegração e dilaceração. Muitos dos que combatiam os monstros começaram a ficar horrorizados com tamanha brutalidade, sendo que uns continuavam o combate com mais medo, outros com mais determinação para defender a cidade, e uns até decidiram se esconder, mas pra qualquer lugar que se ia, tinha monstros e pessoas lutando. Muitos civis sequer se arriscavam a sair de casa com medo de serem mortas, e por causa disso, muitos dos combatentes decidiram deixar a luta um pouco de lado para procurar civis escondidos para levar-los para o abrigo, que até então, estava completamente seguro. Os Techs estavam combatendo na região aérea da cidade, com seus dispositivos de vôo e naves, eles combatiam dragões, grifos, e até seres ainda quase que desconhecidos, mas por sorte, eles não possuíam muitas baixas, sendo que os que ficavam voando na parte mais alta ficavam lutando á todo momento, os que ficavam voando num intermediário de muito alto para mais próximo do chão, estavam dando cobertura para os que voavam na parte mais baixa, que guiavam os civis que estavam fugindo e davam cobertura aérea para aqueles que lutavam em terra. Gate e Koude decidem ajudar os civis que estavam escondidos, porém, eles vêem um robô gigante destruir uma casa, e após ela desmoronar, eles vêem que nesta mesma casa, tinha um homem, que acabou morrendo com o impacto. Koude fica muito furioso e ataca o robô, o destruindo facilmente, porém, surgem outros robôs que começam a atirar rajadas de lazer neles, cujas Gate se defende, e então, ele começa a atacar-los. Koude aproveita que Gate ficou cuidando deles e parte para uma região diferente, ele parte para a região do abrigo, que mesmo após 2 horas de combate, ainda não tinha monstros perto. No caminho de lá, ele avista Mia e Jake ajudando um esquadrão, e acaba vendo o poder que Mia possuía no momento, que era muito grande, utilizando de vários ataques do elemento neve, e de sua essência mística, que tinha uma cor branca. Ela mata vários insetos gigantes de uma só vez, e com auxilio das outras pessoas do esquadrão, eles conseguem limpar a área dos monstros. Koude para ali para receber informações de Jake e Mia, para ver se eles sabiam o local que ficava a entrada do abrigo, e após saber do local, ele utiliza de sua enorme velocidade e corre em direção ao abrigo, chegando lá em menos de 10 segundos. Ao chegar lá, ele utiliza uma das habilidades que ele dominou completamente enquanto treinava com Gate e Ayusha: o portal espacial. Ele com isso é capaz de criar portais em locais que ele vê, ou deixar portais espalhados por locais para se locomover com mais facilidade e para nunca se perder. Ele então, deixa um portal lá, e parte em procura de civis, mas antes de sair, ele vê que tinham mais pessoas combatentes que sabiam utilizar portais. Ayusha estava lutando contra uma serpente gigante, e com uma espada de pedra aplicada á mana, ela corta a serpente ao meio, e após vencer-la,

Ela decide se esconder dentro de uma casa para descansar um pouco, já que estava exausta após matar dezenas de monstros e de lutar incansavelmente sem parar. Sentando no sofá, ela olha para o relógio e vê que se passaram 2 horas após o inicio do ataque, e que mesmo assim, a freqüência de monstros que surgem na cidade não para, e começa a ficar intrigada.

Ayusha: Da onde que estão surgindo tantos monstros? Não é possível que isso seja apenas coincidência, deve haver algum ser, que esta comandando todos eles, mas quem?

Um pouco antes disso, Keita chega na escola, mas não encontra Kenta nem em seu dormitório nem no de Jin e Rin, e então, ela começa a entrar em desespero e corre pela cidade procurando-os, em busca de saber o local que Kenta estava. Correndo por ai, ela avista Kaito, que estava junto com dois outros guerreiros, lutando contra um dragão vermelho, e decide perguntar á ele se ele viu Jin, Rin, Joe e Hidenori. Kaito que estava lutando segura uma patada do dragão, que tem suas pernas traseiras cortadas pelo martelo de um dos guerreiros que estava com ele, e o outro atravessa o peito do dragão com um soco.

Keita: Kaito! Você viu Jin, Rin, Joe ou Hidenori? Pelo amor de Deus, eu preciso muito saber a onde eles estão!

Kaito: Putz, eu infelizmente não vi nenhum deles, mas, Jin e Rin devem estar nos céus, ajudando os outros Techs, mas seria muito difícil acha-los ai. Agora, Joe e Hidenori, eu não faço a mínima idéia do local que eles estão, eu sinto muito.

Keita: Meu Deus, eu preciso achar eles pra saber aonde o meu maninho esta, eu não tenho certeza se eles o levaram pro abrigo.

Kaito: Não se preocupe, eu te ajudo a achar-lo !!

Keita: Muito obrigada! Não temos tempo á perder, VAMOS LÁ !!

Brendam correu para a torre mais alta da cidade, para ter uma visão mais detalhada do que estava acontecendo. Esta torre, por sorte, era muito firme e rígida, sendo que muitos combatentes tinham dominado ela, e usando-a como ponto de abastecimento de recursos. Ela ficava na região central da cidade, que era a que tinha a maior concentração de combatentes. Ao chegar lá, ele decide parar pra comer um pouco, e então, ele decide subir um pouco na torre para observar a batalha mais atentamente. Ele vê o terror que essa batalha estava causando, o que o deixa espantado. Toda a cidade estava em chamas, com muitos monstros e explosões acontecendo tudo simultaneamente, com corpos de pessoas, tanto de combatentes quanto de civis, todos mortos no chão ou sendo mortos naquele momento. Brendam fica furioso e preocupado, se perguntando o porque disso tudo, já que a cidade nunca foi alvo de monstros devido aos selos mágicos que afastam criaturas e ás pessoas enviada para proteger os arredores da cidade de vez em quando. Brendam fica horrorizado, e então, decide voltar para o segundo andar para descansar um pouco se acalmar.

 Só se tinha passado 3H de ataque, quase 4H, e já tinha pessoas combatentes em depressão, com medo de morrer, e horrorizados ao verem seus amigos e companheiros morrerem na frente de seus olhos. Brendam tenta acalmar uma garota que estava sentada no seu lado, mas ela estava tão tensa, que acabou desmaiando bem na hora que ele colocou a mão sobre ela. Logo após isso, Hidenori aparece bem na frente de Brendam, e diz que ficou feliz ao ver que Brendam estava vivo.

Hidenori: Caramba, que alivio ver que você esta vivo. Mas era de se esperar de um dos mais poderosos de Wizast.

Brendam: Também fico feliz ao ver que você esta bem, e ainda mais sorrindo em meio á esse caos todo.

Hidonori: Me desculpe, mas esse sorriso é só ilusão. Eu na real, estou bem tenso. Eu estava junto com essa garota que desmaiou no seu colo. Nós estávamos lutando com dificuldades, até que um monstro árvore viva soltou uma rajada de ácido em nós. Eu lógico que resisti, afinal, controlo ácido também, e essa garota desviou e o cortou ao meio, porem, ela viu todos os outros que estavam conosco derem derretidos até a morte, sendo que eles eram da mesma turma dela. Eu tenho certeza que isso não aconteceu apenas com ela, e sim, com vários daqui desta torre podem ser um dos últimos ou os últimos de suas turmas vivos. Eu temo que isso aconteça isso conosco, e não só isso, mas que, que diferente da guerra que aconteceu contra o Brine, essa batalha aqui, nós não ganhemos.

Brendam fica cabisbaixo, e então, ele sobe mais acima da torre, onde esta com mais chances de ser destruída. Ele vê através dos vidros encantados com magia para não quebrarem, o caos todo, onde mesmo chovendo bastante, o fogo na cidade não para nunca, e que o céu esta tomado por batalhas violentas, com inúmeras naves, mechas e Techs lutando contra monstros voadores, em sua maioria, dragões. Mas os céus estão sobre o domínio dos Techs, que não possuem apenas eles voando, mas sim, guerreiros de Wizast montados em dragões domados, lutando contra outros dragões, e mostrando sim uma superioridade em combate. Ao ver isso, Brendam fica com um sentimento de esperança em seu peito, ao ver que eles possuem sim chances de vencer. Ao chegar no topo, ele corre com cuidado para a parte sem teto e tenta avistar uma área que esta com muitos problemas, porém, seu sentimento de alívio para por ai. Ele vê que diferente dos céus, o chão esta em constante combate, e com uma parte da região centro-oeste da cidade, completamente tomada pro monstros, com civis e combatentes mortos de formas brutais. Ele fica assustado e com raiva, mas decide não ir ainda, e então, ele volta para a parte com teto do topo e decide se equipar melhor, com uma armadura e armas. 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...