1. Spirit Fanfics >
  2. Details >
  3. New life.

História Details - Capítulo 30


Escrita por:


Notas do Autor


oieee
boa leitura

Capítulo 30 - New life.


Uma semana.

Uma semana que o Nash me deu pra eu pensar sobre a proposta de ir morar em Londres com ele. Eu estava me sentindo muito confusa em relação a isso, porque por mais que fosse mudar minha vida, eu estava receosa de me arrepender no futuro. Convenhamos, eu irei largar tudo o que eu tenho aqui pra morar num novo país. 

Inglaterra sempre foi meu sonho de visitar. Quando meus pais ainda eram vivos, nós tínhamos várias metas para serem cumpridas, e viajar pela Europa era uma delas. Prometi que iria realizar todos esses nossos sonhos, já que eles não conseguiram.

Respirei fundo e me levantei da cama. Hoje o tempo estava quente, então resolvi colocar meu biquíni e ir á piscina sozinha. Isso que dá você ter passado de ano já no meio do terceiro bimestre e suas amigas estarem estudando desesperadas pra passarem no quarto.

(...)

— Ok, agora só falta matemática pra saber se eu realmente passei de ano. — Camila falou andando de um lado para o outro.

— Para de roer as unhas. — falei enquanto a morena roía que nem uma desesperada. Quando ela percebeu o que estava fazendo, parou imediatamente. Camila bufou, meio incomodada e sentou na cama me encarando. — E aí? Já decidiu sobre Londres?

— Ainda não sei, Mila... 

— Eu juro que não sei o que você tá pensando ainda. Novo país, nova cultura, nova fase. Você é tão inteligente, Soph, vai conseguir tudo o que quer lá.

— Eu sei, mas... enquanto a vocês? E minha irmã?  

— Enquanto a nós, vamos estar aqui torcendo pra você e mantendo o contato como sempre. Nas férias você pode passar aqui com sua irmã e com a gente também. — ela disse e eu concordei.

Ouvimos uma batida na porta e logo Nash apareceu.

— Você bate na porta e entra? Não espera nenhum ''pode entrar''? — Camila perguntou arqueando as sobrancelhas e eu ri.

— Desculpa, achei que só a Sophie estivesse aqui. — Nash falou e me olhou dando um sorriso. 

É impressionante que esse sorriso e esse olhar sempre vão me sentir intimidada. Eu não sei o que tem no Nash, mas eu sinto necessidade de estar com ele o tempo todo. Eu me apaixono por ele todos os dias de uma forma diferente, ele vem me conquistando desde a primeira vez que nos vimos.

— Bom, to vendo que vocês estão se comendo pelos olhos. — Camila falou e eu saí do transei. — Eu vou dar uma volta, vê se o diretor não pega vocês no flagra. — rimos.

Camila saiu do quarto e Nash sentou na minha cama, de frente pra mim. Ele segurou minhas mãos e as beijou, me fazendo rir que nem uma boba.

— Tá tudo bem?

— Sim. — respondi. — E com você?

— Meio irritado resolvendo algumas coisas, mas... tá tudo bem sim. — ele disse ainda não largando minhas mãos.

— O que aconteceu?

— Ah, esses negócios de mudança. Meus pais compraram uma casa lá em Londres e estão resolvendo tudo por mim, mas EU queria resolver por mim. — ri.

— Eles estão animados com o fato de você ter conseguido entrar numa faculdade lá e querem te ajudar, ué. Deixa eles. — dei de ombros.

— Tá bom. — ele cedeu. Nash largou minha mão e colocou meu cabelo atrás da orelha. Ele deslizou seu dedo pelas minhas bochechas até segurar meu queixo. Seu olhar de apaixonado entregava totalmente. 

— O que foi? — perguntei tímida.

— Você é linda. — ele disse e eu sorri. — Eu nunca pensei que ia amar tanto alguém assim, Bradshaw. Eu quero ficar com você, ter uma vida e um futuro com você.

Ai, Deus. Estou começando a ficar nervosa.

— Nash...

— Não, deixa eu terminar. — ele cortou. — Eu vou apoiar qualquer decisão que você tomar. Se você não estiver pronta, tudo bem. Eu vou continuar te amando do mesmo jeito e iremos tentar de tudo pra nossa relação dar certo. Eu nunca senti algo tão forte assim, e eu quero insistir em você. Porque você é uma mulher forte, com personalidade, e acima de tudo, maravilhosa. 

Meus olhos estavam cheio de lágrimas. De fato, eu nunca me senti tão amada assim. Minha relação com o Nash é algo muito forte, nunca imaginaria que iríamos nos tornar isso. Que aquele garoto dos olhos azuis que eu tinha tanta raiva e tesão ao mesmo tempo, acabou se transformando no amor. 

— Nash, eu quero ir com você. Quero te uma vida nova com você. 

Uma semana depois

Despedida é a pior coisa do mundo. Após passar o final de semana com a Laura — o que foi perfeito, pois nos divertimos bastante — eu passei com as meninas. Além de ter tido só choradeira, também curtimos cada segundo. Tudo valeu a pena. Apesar de ter discutido um pouco com a minha tia, de início ela não concordou com a ideia, mas depois cedeu.

Enfim, foi os melhores últimos dias da minha vida aqui nos Estados Unidos. Agora, é seguir em frente e começar uma vida nova. Sem medo e sem arrependimentos. Estarei começando ao lado do amor da minha vida.

— Você está pronta? — Nash perguntou e eu afirmei com a cabeça, segura.

Estávamos no aeroporto e tinha muita gente conosco. Nash foi se despedir dos meninos, e eu fui me despedir das meninas, na qual estava com minha irmã também.

— Eu vou sentir muita saudade! — falei dando um abraço em grupo.

— Avisa quando chegar! — Madison falou.

— Queremos saber de tudo! — Camila comentou. — Por favor, não vamos perder o contato.

— Claro que não. Sempre fomos unidas e nada vai nos separar. — falei.

— Eu vou sentir sua falta! — Bella me abraçou de novo, ela estava chorando.

— Boa sorte, Soph. Você vai arrasar lá! — Lilly me abraçou também e voltamos com o abraço em grupo.

Após o abraço, vi minha irmã me encarando com um sorriso meio pra baixo. Me aproximei dela me segurando pra não chorar.

— Então você vai mesmo...

— Vou, mas eu vou sempre estar pensando em você e te ligando. — falei e percebi que ela ainda estava triste. — Me promete uma coisa? — ela voltou a me olhar. — Cuida bem da titia, tá? Ela é a única que temos na família. Eu sei que ela é meio complicada, mas ela nos ama e faz de tudo pela gente. — Laura assentiu.

— Eu te amo, Soph. — ela me abraçou e eu senti meus olhos marejarem. — Obrigada por tudo.

— Eu que agradeço, Laur. Também amo você. — beijei sua testa e sorri.

— Sophie? — escutei a voz do Nash e me virei. — Está na hora. — assenti com a cabeça.

Me despedi mais uma vez das meninas e logo fui em direção ao Nash. Pegamos nossas malas e andamos até a parte de aguardar o avião. Não gosto de olhar pra trás, e ver todo mundo nos olhando, isso seria muito clichê. Nash pegou minha mão, entrelaçando com as dele e eu pude respirar. Ok, estou nervosa.

Tchau, Estados Unidos. 


Notas Finais


e ai gente kkkkkkkk acham q ela fez a escolha dela? oq vai acontecer com eles la em londres hein?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...