1. Spirit Fanfics >
  2. Details >
  3. The beginning.

História Details - Capítulo 31


Escrita por:


Notas do Autor


OLAAAA AMORES QUEM É VIVO SEMPRE APARECE NE? KKKKKKK
o motivo é: coronavirus
mds gente estou num tedio absurdo pq to de quarentena entao resolvi voltar com a fic, e essa parte é a minha preferida, estava doida pra começar ela!!! agr assim a treta toda começa(aquelaskkkk) enfim espero que gostem. boa leitura bjs

Capítulo 31 - The beginning.


Dois meses que eu e Nash nos mudamos para Londres e eu não poderia estar mais realizada. Inclusive, hoje seria meu primeiro dia na escola. Finalmente estaria no último ano e começando a me preparar para o curso que eu sempre sonhei. Psicologia.

Era de manhã, Nash estava no cozinha fritando ovos com bacon enquanto eu ainda estava somente com sua blusa e com a cara amassada.

— Primeiro dia de aula e já vai se atrasar? —  ele perguntou e deu uma risada.

—  Não, dá tempo de eu me arrumar ainda. —  falei dando um selinho nele e sentei em cima do balcão.

—  E aí? Tem falado com as meninas? Sua irmã? —  ele desligou o fogo e colocou a comida no prato. 

— Sim, falei com todas elas antes de dormir. Elas estão bem. — dei de ombros.

Nash fez meu pão, colocou suco de laranja pra mim e assim fez o dele também.

—  Obrigada. —  falei sorrindo. —  Tá uma delícia!

—  Masterchef, né? — ele falou se gabando, me fazendo rir. Nash olhou para o relógio pendurado na parede e comeu o pão de pressa. —  Estou atrasado, preciso ir. —  dessa vez ele engoliu o pão, bebeu o suco de uma vez só e pegou seu casaco em cima da cadeira. —  Te busco na escola?

—  Sim, pode ser. —  respondi.

—  Ótimo, mais tarde a gente se vê. —  ele se aproximou de mim e me deu um beijo demorado. —  Eu te amo!

—  Também te amo. —  falei sorrindo que nem uma boba. Nash sorriu também e em seguida saiu de casa.

Respirei fundo e desci do balcão, terminei meu café da manhã e lavei a louça. Caminhei para o banheiro, tirei minha roupa e entrei no box. Liguei o  chuveiro, fazendo a água morna cair em mim, fazendo minha pele arrepiar. Depois do banho, voltei pro meu quarto e coloquei uma roupa bem simples; uma calça preta rasgada no joelho, uma blusa branca e um vans preto. Borrifei perfume pelo meu corpo, passei um rímel e peguei minha mochila.

Saí de casa e logo senti um vento frio fazendo me arrepiar inteira. Eu não ia me acostumar nem tão cedo o quanto Londres é frio, e o pior é que estava com preguiça de subir pra pegar meu casaco. Dei de ombros e continuei andando. Não demorou vinte minutos até chegar na escola, logo me dando um choque de realidade.

Não vai ser como antes. Eu não teria minhas amigas do meu lado, eu não dormiria na escola e também não teria o Nash comigo o dia todo. 

Respirei fundo, totalmente nervosa com a situação e segui em frente. Assim que entrei na escola, recebi alguns olhares em mim e aquilo me incomodava muito. Odeio ser observada, ainda mais por esses adolescentes estranhos. Apenas me dirigi até ao balcão, onde tinha uma recepcionista atendendo alguns alunos.

— Oi, bom dia. —  falei e ela retribuiu o ''bom dia'' de volta. —  Pode me dizer onde fica... —  peguei o papel da minha sala e horários. —  A sala 312?

—  Segue até o final do corredor, sobe as escadas e quando chegar no terceiro andar, vira a direita.

—  Ok, obrigada! — falei sorrindo e guardei o papel no bolso. 

Fiz todo o caminho que ela mandou e assim que cheguei na sala, vi que todo mundo já estava na sala e o professor também.

Ótimo, começando a aula atrasada. Nash tinha razão.

Bati duas vezes na porta e abri a mesma, o olhar direcionado á mim era vergonhoso. O professor apenas sorriu pra mim. Agradeci á Deus mentalmente por isso, porque geralmente os professores são escrotos e acabam fazendo alguma piadinha.

Sentei no único lugar que tinha —  no fundão —  e peguei meu caderno, colocando-o em cima da mesa. O professor ainda estava se apresentando e explicando como seriam as aulas dele, o método que ele ensina e blá blá blá. 

—  Inclusive, percebi que tem alguns alunos novos por aqui... —  ele disse e eu comecei a rezar pra ele não pedir pra gente se apresentar. —  Espero que sejam bem-vindos, vocês vão adorar isso aqui. Farei de tudo para ajudá-los na minha matéria. 

Ufa.

(...)

Depois do professor ter dado dois tempos, eu fui guardar minhas coisas no meu armário e segui para o refeitório, já que minha barriga estava começando a roncar. Como sempre, primeiro dia de aula, estava cheio. Fiquei esperando na fila, e conforme andava, eu ia pegando hambúrguer e batata frita. Assim que ia pegar o bolo de chocolate, uma voz feminina do meu lado me interrompeu.

—  Se eu fosse você, não pegaria o bolo. —  ela respondeu e eu franzi o cenho. —  Todo mundo que come, passa mal depois. Não sei porque ainda fazem se ninguém come. —  ela deu de ombros e realmente, o bolo estava inteiro ainda.

—  Obrigada pela dica. —  falei rindo.

—  Eu sou a Hailee,  e você? 

—  Sophie.

—  Prazer, Sophie. Você é nova aqui né?

—  Sim, primeiro dia.

—  Que legal! Quer sentar comigo? 

—  Sim, claro.

Pegamos nossos lanches e fomos procurar lugar pra sentar. Assim que achamos, sentamos rapidamente.

—  E aí? Tá gostando daqui? 

—  Na verdade, eu só tive dois tempos de aula ainda. Mas estou gostando sim! —  respondi. —  Você é de que ano?

—  Segundo, e você? —  ela disse enquanto comia banana.

—  Terceiro.

—  Da mesma sala que meu irmão... —  ela respondeu. —  Enfim, você vai gostar daqui, as pessoas são bem legais. Todo final de semana tem festa, inclusive hoje vai ter uma na minha casa. Vai querer ir?

—  Hoje eu tenho um compromisso. — menti fazendo cara de triste. 

Sabe aquele momento que você sente que tem alguém te encarando? Você fica procurando e não acha, mas sente um olhar sobre você. Continuei observando as pessoas naquele lugar e quando olhei pra um menino, vi que ele estava me encarando firmemente. Me senti até intimidade, e isso nunca aconteceu com ninguém, somente com Nash.

— E aquele é o idiota do Shawn, meu irmão. —  ela disse revirando os olhos e deu dedo do meio para o garoto.

Sorri sem graça e voltei a conversar com ela, mas não pude parar de ficar olhando pra ele. Estávamos trocando olhares e aquilo estava me deixando nervosa. Por que ele estava me olhando assim?

 


Notas Finais


HAILEE = HAILEE STEINFELD
pfv me digam oq acharam e se estão gostando da história!!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...