História Detention - Kim Jongin - Capítulo 3


Escrita por:

Postado
Categorias Blackpink, EXO
Personagens Jennie, Kim Jong-in (Kai)
Tags Baekhyun, Blackpink, Blackpink Fanfic, Chanyeol, Chen, Exo, Exo Fanfic, Exopink, Fanfic, Jenkai, Jennie, Jennie Kim, Kai, Kim Jongin, Kyungsoo, Lay, Romance, Sehun, Suho, Xiumin
Visualizações 17
Palavras 1.052
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ficção Adolescente, Fluffy, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Heterossexualidade, Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


boa leitura, comenta e deixa o fav ❤


fanfic também sendo postada no wattpad

Capítulo 3 - Three


      Mesmo após serem castigados pela briga, Kai não pediu desculpas ou, desmentiu o que havia inventado. Jennie sentia que era inútil esperar que ele fosse fazer isso.

     Jongin era um babaca.

      No outro dia, logo que chegara na escola obteve todos os olhares em si, podia ouvir os burburinhos por onde passava. Caminhava em direção ao prédio onde ficavam as salas e, viu que Kai e seus amigos estavam sentados na escadaria, como o habitual. Fingiu não o ver, sabia que ele devia estar com ódio dela, pelo que havia feito com ele no dia anterior.

      Após o deixar encharcado com a água que deveriam usar para limpar os vidros, Jennie fora embora rápido, não deixando brecha para presenciar o surto que o garoto provavelmente teria.

       Soube também que, o orientador voltou para verificar se eles estavam limpando corretamente e, ao se deparar com um Jongin ensopado, o repreendeu e, o fez limpar as portas sozinho.

       — Ei, Jen Jen! – Kai a chamou, ela já sabia que ele o faria. O ignorou sentindo seu estômago embrulhar por ouvi-lo a chamando pelo apelido. — Ya, você não vai me ignorar, vai? – O garoto desceu as escadas rapidamente e, se colocou na frente da garota. Seus braços estavam pra trás, como se estivesse escondendo algo de Jennie.

     — O que você quer garoto? – Perguntou de forma rude vendo que, não teria como se livrar dele naquele momento. Olhou para ele vendo que, havia um hematoma na sua maçã do rosto. Kim gargalhou internamente.

     — Eu queria te dar um presente – Kai colocou os braços para frente, segurava uma pelúcia de urso panda. — Na verdade, é para o bebê. – Ele esticou os braços, levando a pelúcia pra perto de Jennie e, estampando um sorriso debochado na face.

        Jennie por sua vez, bufou, nervosa. Sua vontade era lhe acertar com outro soco mas, não faria, não queria receber outra punição.

       Kai colocou o urso em seus braços, fazendo com que ela não tivesse outra escolha a não ser segura-lo. Jennie respirou fundo e, sorriu falsamente para Kai, pegando o ursinho em mãos e o olhando.

         — Oh, você é tão gentil, Nini. – Seu "Nini" soou tão falso quanto o "Jen Jen" de Jongin.

        Baekhyun e Kyungsoo encaravam tudo da escadaria e, aguardavam que Jennie batesse no amigo outra vez. Se decepcionaram ao ver que isso não aconteceria.

        — Você gostou? Espero que, ele ou ela goste também. – Kai foi falso outra vez, sua atuação era magnífica.

        Os alunos ao redor, tiravam fotos e, comentavam sobre o quanto era fofo que o bad boy popular que ninguém ousa desafiar, estava sendo tão solícito com uma colega que até o agrediu.

        Tão iludidos.

         — Eu tenho certeza que vai amar, porque é um presente seu. – Jennie estava se deixando levar pela falsidade do outro, sabia que gritar e rebater que não estava grávida não adiantaria nada. Aguentaria ser o centro das atenções enquanto arrumava um jeito de dar o troco em Jongin. — Eu preciso ir, obrigada novamente, Nini. – A garota fez uma curta reverência e desviou do rapaz, deixando o local.

         Ao que se afastou de todos, respirou fundo e, soltou o ar de maneira brusca. Queria colocar fogo naquela pelúcia – por mais fofa que fosse – e em Jongin junto.

• • •

      Após horas aguentando os professores de coreano e matemática, o intervalo finalmente chegou. Jennie tinha decidido infernizar Jongin da mesma forma que ele, embora sabia que se tornaria tão infantil quanto, não se importava.

      Deixou a sala e, depois o prédio, seguiu rumo a escadaria onde sabia que encontraria Jongin. Ele conversava com algumas garotas, na companhia dos dois – apelidados por Jennie –  lacaios dele.

       Jennie subiu as escadas rapidamente, logo que a viram, não fizeram outra coisa que não fosse; olhar pra ela. Então ela se aproximou, ficando de pé na frente de Kai.

        — Nini oppa, você não quer sentir o nosso bebê chutar? – Jennie se forçou para ser o mais falsa possível, além de o chamar de oppa, ainda deu ênfase ao "nosso bebê", fazendo com que as garotas ao redor se entreolhassem, o mesmo ocorreu entre Baek e Kyungsoo.

        — O que?! – Kai questionou surpreso, suas sobrancelhas estavam erguidas.

       — Oh, deixa eu explicar pra vocês meninas. –  Jennie voltou a atuar. — O Nini postou aquilo no site da escola sobre eu não saber quem era o pai do bebê, porque estava bravo comigo, nós brigamos e eu acabei mentindo e dizendo que a criança não era dele mas, como vocês viram no início da aula, já fizemos as pazes e, tá tudo bem agora. Vocês poderiam me fazer um favor? – As garotas encaravam Jennie perplexas. — Se por acaso virem alguém falando sobre esse assunto, exponha a verdade por favor, diga que o bebê é filho do Jongin e que, foi tudo um mal entendido. – Jennie sorriu e se virou pra Kim novamente. — Não é, amor? – A garota sorriu e pousou a mão sobre a barriga.

       — T-Tá bom. – Uma delas respondeu, ainda perplexa.

      — Não, pera ai. – Jongin se levantou pronto pra refutar o que Jennie havia dito mas, as garotas sequer perderam tempo e, deixaram o local rapidamente. Kim já sabia do poder da fofoca naquela escola e, que havia conseguido atingir Kai. — Garota, você enlouqueceu? Como pode me colocar no meio disso?  – O garoto ficara irado.

      — Ué, Nini. Da mesma forma que você me colocou nisso. – Jennie mantinha um tom completamente debochado.

      — Você enlouqueceu. – Se sentou novamente bufando, encarou Jennie novamente. — Tudo bem Jennie, você me colocou nisso mas, não pense que as coisas acabaram por aqui. – Disse em tom ameaçador.

      Ele sabia que, não era bom ter seu nome envolvido dessa maneira com Jennie, pois, temia perder o respeito que tinha naquela escola. Não queria que pensassem que, ele tinha mudado e, não era o Jongin ameaçador de sempre. Não podia ser ligado à uma garota metida a valentona que, colocava os babacas da escola na linha. Contudo, uma vez que a merda já havia sido feita, era bom que Jennie Kim se preparasse. Sabia que ela não seria uma oponente fácil mas, não deixaria que ela o vencesse de nenhuma forma.

      — E quem tá pensando isso? As coisas acabaram de começar, Nini. – Então não jogue comigo, garoto.

»»»»



Notas Finais


oi oi babies, como estão?

espero que bem!

Jennie e Jongin declararam guerra!

o que acharam da att? comentem!

já deixaram o fav? não? então favoritem mores, comentem também. quem fizer isso, ganha beijinho 😋💞


por hoje é isso, obrigada por ler, vejo vocês na próxima atualização. XOXO 🌸


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...