1. Spirit Fanfics >
  2. Detetive Particular >
  3. Bônus parte 2

História Detetive Particular - Capítulo 3


Escrita por: e TylerKiim


Notas do Autor


Aqui está a parte final! Do bônus! Tá curtinha mas enfim!

Recadinhos...

Pode conter erros ortográficos

Não copie inspire-se

Boa leitura

Capítulo 3 - Bônus parte 2


Olho incrédula pro meu pai, que estava na entrada da igreja.

 

— Esse casamento não pode se realizar! - diz meu pai. — Não dei minha benção a essa união! - ele me pega pelo braço — Você venha comigo.

 

— Não! - Yoongi fala em tom sério — O senhor abdicou de qualquer autoridade quando a expulsou de casa! Não vou deixá-lo me afastar dela ou do nosso filho!

 

— Não vou permitir que minha filha se case com um Zé Ninguém como você! Ela está prometida alguém muito melhor! - diz me puxando pra longe do meu noivo.

 

— Solte-me! - brado.

 

— Pare de lutar! - meu pai me pega pelos braços.

 

— Não! Não vou parar! A cada minuto do resto da minha vida eu vou lutar! Eu nunca desisti de tentar voltar pros braços dele! Mas vou com você sem reclamar se prometer que não fará nada de mal a ele! - digo.

 

— Jagiya! Não! - Yoongi estende a mão a mim.

 

— Ele sairá ileso desde que nunca mais voltem a se encontrar! - foi enfático.

 

— Está bem! - falo e estendo a mão ao Yoonsu.

 

— Você não levará esse bastardo! 

 

— Mas… - meus olhos se enchem de lágrimas.

 

— Vamos seu futuro esposo lhe aguarda! 

 

Yoongi tentou impedir que meu pai me levasse, mas foi inútil, os capangas do Kim o imobilizaram. Não olhei pra trás, pois sabia que não me manteria firme se o fizesse!

 

Meu pai me levou até a suíte de um hotel, não sei qual era a não me importava, estava no automático, andava por andar, respirava por respirar! 

 

Algumas moças me ajudaram a trocar de roupa, e ficar apresentável para o jantar, durante o jantar continuei na mesma, falava só quando solicitada e era sucinta nas minhas respostas.

 

— Então querida, como foi passar um tempo nos EUA? - pergunta meu "noivo".

 

— Foi bom! - respondo seca.

 

— Quais lugares você visitou? - ele pergunta interessado!

 

— Quer saber a verdade? - sussurro a ele que afirma — Meu pai o está enganando! Nunca sequer sai desse país! E a pouco estava prestes a me casar! 

 

— Não acredito em você! Sei que seria capaz de dizer qualquer coisa pra que eu desista de me casar com você! Mas já aviso que isso nunca vai acontecer! Você será minha por bem ou por mal! - ele sorri, um arrepio percorre a minha espinha.

 

Após o jantar, sou guiada de volta ao quarto, durante esse tempo fico pensando em formas de escapar! Aquele homem não iria tocar em mim!

 

Fico trancada naquele quarto pra esperar o dia do casamento, fui avisada que esse fato aconteceria em duas semanas, e que o mesmo salvaria os negócios do meu pai.

 

"Então foi por isso que ele me aceitou de volta!"

 

Durante os dias penso em diversas maneiras de escapar, mas no fim eles iriam me encontrar de todo jeito.

 

"É arriscado, mas não me custa tentar!" - penso ao ter uma idéia bem arriscada, roubo o celular de uma das empregadas.

 

Meu amor! Não acredite em nenhuma notícia que sair ao meu respeito a partir de agora! Principalmente se for ruim!

 

Ass: Your Baby!

 

Envio a mensagem e então procuro pelas chaves do meu carro, assim que as encontro despisto os seguranças e sigo sem rumo pela estrada. Sabia que logo ele viriam atrás de mim, então algo chama minha atenção.

 

Dirijo até o fim da estrada ficando de frente pro penhasco, ligo o carro e o lanço penhasco a baixo, e quando o mesmo chega ao chão explode.

 

"Isso!" - sorrio seguindo por uma estrada de volta à cidade.

 

Depois que meu pai havia me expulsado de casa, cheguei a pensar em providenciar uma nova identidade mesmo que falsa, e agora seria a hora perfeita para isso.

 

Não sei quantas horas andei até encontrar um hotel de beira de estrada, peço pra usar o telefone e ligo pra Tyler, ela estava desesperada a notícia do meu desaparecimento estava em todos os noticiários, depois que ela se acalma lhe passo o endereço e digo a ela pra que peça a Yoongi que leve Yoonsu até a casa em Daegu iria me encontrar com eles logo depois.

 

Fico aflita com a demora de Tyler em aparecer, mas minha preocupação era em vão, depois de um forte abraço ela me leva até meu destino.

 

— Jagiya!!!! - Yoongi sorri e me abraça apertado assim que saio do carro. — Saranghae! - diz enchendo meu rosto de beijos. — Nunca mais me assuste dessa maneira!

 

— Não vou sarang! Eu juro! - lhe dou um beijo.

 

Depois de mais alguns preparativos nos acomodamos na casa que ele havia herdado de sua família.

 

"Agora nada irá nos separar!"

 


Notas Finais


Espero q tenham gostado!

Bjs estalados

E até a próxima!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...