1. Spirit Fanfics >
  2. Detroit - consequências >
  3. The ultimate discord

História Detroit - consequências - Capítulo 6


Escrita por:


Notas do Autor


Capa feita por akanezinha ✨

Capítulo 6 - The ultimate discord


Fanfic / Fanfiction Detroit - consequências - Capítulo 6 - The ultimate discord

Eu não entendia o que se passava, aquele barulho e luzes... 


- Duvido que seja obra daqueles monstros...


Inesperadamente, alguém derrubou os entulhos da janela, eu podia ver que alguém havia se pendurando em uma corda, e dado um chute naquele amontoado de coisas, eu fiquei muito surpreso com aquilo, era inacreditável, eu então, me senti emocionado, pensando que aquilo era a ajuda a caminho... Até que um cilindro foi arremessado pela janela.


- O QU-...?!


o cilindro começou a soltar fumaça, muita fumaça, então, eu comecei a tossir com aquela nuvem de gás me sufocando... Então a escuridão voltou... Eu novamente senti o mundo caindo junto comigo... E na escuridão da minha consciência, eu ainda não entendia... O que havia acontecido...?


-horas depois-


??? - hlmp... Que dorminhoco, ele inalou muito gás, já era pra ter acordado na verdade.


...


??? - eu vou perder o apetite olhando pra esse cara dormindo...


...


Eu começo a recuperar consciência... Lentamente... Minha cabeça doía e eu estava confuso... Quando acordei, havia um homem encima de mim, olhos claros, cabelos escuros, alto, corpo bonito...


??? - aaah, boa madrugada dorminhoco!


Kelvin - o que...?


??? - já são 4:00, hora do lanche da madrugada, você esqueceu sua bolsa, então sem suplementos durante tanto tempo deve estar desnutrido


Kelvin - . . .


Eu me assusto Com a proximidade dos nossos rostos, então percebo que eu estava em outro lugar.


Kelvin - que... Que? Que lugar é esse?


??? - sério? A primeira coisa que você vai fazer é perguntar o que diabos está acontecendo ao invés de partir pra cima de mim?


Kelvin - eu não tô entendendo...


??? - ah claro... Nem se lembrou de mim, acho que você não assistia peças de teatro e nem novelas, né?
Kelvin - eu... Não me lembro...


??? - OK, irei refrescar a sua memória... Meu nome é Kazuo Fuwa, um renomado ator. Isso te trás alguma lembrança?


Kelvin - u-uh... Não... Sinto muito...


Kazuo Fuwa - QUE BROXAAAAANTE!


Kelvin - ?!


Kazuo Fuwa - eu estava esperando toda a sua fúria e a sua raiva vindo pra cima de mim! Me bate! Me espanca! Reaja!


Kelvin - ...

 

Eu estava amarrado...


Kazuo Fuwa - ah... Claro... A ficha ainda não caiu...


Kazuo respira fundo, como se estivesse usando toda a sua paciência.


Kazuo Fuwa - eu sou kazuo Fuwa, o supremo discórdia. Melhorou?


Kelvin - você não era ator?


Kazuo Fuwa - produção, alguém me joga de um prédio?


Kelvin - espera, tem mais alguém aqui?


Kazuo Fuwa - se tem mais alguém "AQUI"? KyHehehehe, óbvio, chamei minha frota de tanques de guerra pra te transformar em picadinho caso faça algo contra mim.


Kelvin - ...


Kazuo Fuwa - aproveitando a situação, vou te pagar uma janta, ai a gente conversa. 


Kazuo parece sarcástico e poderoso, ele me desamarra, em minha frente tinha um enorme banquete, com muita comida, de todos os tipos.


Kazuo Fuwa - vamos comer, Se não vou te comer num sentido bem errado!


Kelvin - u-uh?


Isso foi inesperado...


Kazuo Fuwa - hehe, foi só uma brincadeira, não que eu não tivesse esse poder.


Em quanto isso, eu comecei a comer muito, eu estava com muita fome e sede, kazuo me observava com um olhar de interesse.


Kelvin - isso tá muito bom...


Falo quase com lágrimas nos olhos.


Kazuo - eu sei, hehe


Eu paro pra pensar... Ele não está comendo... É se estiver envenenada...?


Kelvin - isso não está envenenado... Está?


Kazuo - nah, isso seria muito sem graça.


Após isso, eu continuo a comer em silêncio, e logo me dou conta de algo... Estranho?


Kelvin - nós... Estamos na terra? Aquela paisagem lá fora está meio estranha...


Kazuo - uuuuh, demorou pra perceber, estamos em Marte, na minha base marciana.


Kelvin - ...


Kazuo - que foi? Quer dizer que você achava que eu era uma suprema discórdia sem uma base espacial em outro planeta?


Kelvin - suprema discórdia...


Kazuo - finalmente né?


Kelvin - mas... Mas...


Kazuo - não deixa isso mais broxante, termina de comer logo pra poder conversar direito.


Então eu continuo comendo, eu ainda estava com muita fome... Kazuo também para de me olhar e começa a comer, isso me alivia um pouco.


Algum tempo depois, acabamos de comer, então kazuo levantou.


Kazuo - ai ai, que comida boa...


Eu começo a olhar pra ele 


Kazuo - eu não sou muito cruel quando tô com vontade de comer algo.


Isso soa tão errado...


Kazuo - já estou tão cruel que posso colocar meu uniforme de suprema discórdia.


Kelvin - uniform-...?


Uma fumaça sai do chão, então, uma capa vermelha manchada de sangue e uma espécie de chapéu preto aparecem em kazuo instantaneamente.


Kelvin - !


Kazuo se dirige a um trono, de cada lado haviam um homem e uma mulher usando roupas transparentes, isso me deixou super desconfortável...


Kazuo - ai ai, que tédio, sabe kelvin, você é muito idiota, sabia?


Eu fico em silêncio.


Kazuo - você não pegou a bolsa nos destroços do lugar aonde você acordou... Que chato.


O homem ao lado de kazuo, era loiro, tinha um corpo forte, suas roupas transparentes eram constrangedoras... Ele começa a tremer enquanto olha para o kazuo...


Homem - M-MESTR-... 


Kazuo soca o rosto dele, ele cai no chão sem revidar, eu podia ver o rosto dele corar


Kazuo - escravos burros, eu mandei não falarem sem permissão, bastardos idiotas 


Kazuo então puxa os cabelos da mulher de roupas transparentes 


Kazuo - sua imbecil...


Eu me perguntava por que eles estavam corados, era como se estivessem sentindo prazer em serem humilhados 


Homem - mestre... Vem pra mim... A-ah... Mestre...


Kazuo - calado idiota


Kazuo pisa sobre os testículos dele, que ficaram imprensados contra o chão, aquele cara começa a gemer e corar cada vez mais, enquanto chamava kazuo de mestre.


Kazuo - seu escravo imprestável... Parece uma cachorra! 


Kazuo continua prensando-o cada vez mais forte contra o chão


Kelvin - para!


Kazuo - Hm? Vai defender o meu escravo de mim?


Eu olho para o homem, ele parecia estar amando aquela humilhação, mais eu não aguentava mais ver aquilo...


Kelvin - não... E por que... Você tinha que me explicar algo, né?


Kazuo - OK 


Ele para de pisar, o homem ainda fica no chão gemendo com a dor e corando, dava par ver que estava erecto 


Kazuo - hey bastarda, leve-o daqui. Tenho negócios a resolver, mais tarde irei puni-lo... Porque Hoje quero me divertir muito.


Mulher - farei o que me mandar, meu mestre~...


A mulher leva o homem, só restaram kazuo e eu na sala.


Kazuo - escravos inúteis...


Kelvin - eu...


Kazuo - faremos um seguinte, me pergunte o que quiser. Seja breve


Kelvin - o quem tem de errado com eles? Por que eles estavam com aquelas roupas e quem são?


Kazuo - bem... Eles são atores que já trabalharam comigo, eu fiz diversas peças, eles eram meus pares românticos, aliás, se você sabe da historia do último supremo discórdia, sabe que ele usou algo para controlar a mente das pessoas, se prestar atenção nos olhos de todas as pessoas, incluindo eu, poderá ver algo interessante.


Kazuo olha pra mim, pude ver através da nuvem negra que cobria seus olhos...


foi então que eu notei... O que tinha de errado com ele...
 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...