História Deuses pela última vez - Capítulo 5


Escrita por:

Postado
Categorias The Maze Runner
Personagens Alby, Aris, Ben, Brenda, Chuck, Gally, Minho, Newt, Teresa, Thomas
Visualizações 16
Palavras 885
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ecchi, Ficção Adolescente, Hentai, Romance e Novela, Yaoi (Gay)
Avisos: Bissexualidade, Drogas, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Eu fiquei bastante tempo sem postar capítulos, mil perdões. Espero que gostem, e Boa leitura ♡

Capítulo 5 - Resolvendo tudo... Ou quase


Newt: Boa noite, Minho.

Não sei se foi uma surpresa. Mas quem teria passado meu número para ele? Ben? Não, certamente não. Brenda? É possível.

Jogo o celular da cômoda. Se eu ia responder? Até parece. Fico longos minutos olhando para o teto, até cair no sono. Não sonhei dessa vez, foi tranquilo.

Acordo com o despertador, e levanto sem enrolar muito, tentando me acostumar com a claridade. Coloco o uniforme - Que eu certamente odeio - e desço para a cozinha. Não escuto barulho nenhum, então vou ver o quarto de Ben. Camas arrumadas, sem roupas no chão. Dou de ombros. Ele deve ter passado a noite com o Newt. Esse é o tipo de pensamento que me provoca enjoos, então tento não imaginar a cena.

Volto para a cozinha, pego uma maçã e vou para a escola. No caminho começo a pensar um pouco no que ocorreu ontem, na festa. O Newt acha mesmo que tem chance comigo? Bem, acho que eu preciso dar um jeito nisso, até porque, o Ben é meu amigo, e namorado dele. Sou motivo de brigas no relacionamento dos dois.

Quando chego na escola, tento afastar todos esses pensamentos. Em vão. Não parava de pensar em tudo aquilo, mas, pelo menos, eu não tinha aula de Geografia com o Newt.

A aula estava mais tediante que o normal. Livros, questões, esse tipo de coisa, mas eu estava grato por não ser química, era uma matéria que eu particularmente odiava, sempre tirava notas ruins, não que em outras matérias eu não tirasse, mas Química realmente superava.

Eu precisava fazer alguma coisa, mesmo que fosse o errado. O sinal toca e eu saio da sala, primeiro que todos. Os corredores iam se enchendo, pouco a pouco. Vejo Ben, mas não me atrevo a ir até ele, e em vez disso, vou até Newt, seguro seu braço - Talvez um pouco forte demais - e quase de imediato, ele me lança um olhar confuso, mas um sorriso logo aparece em seus lábios, lábios que eu tento ignorar.

 Parece que mudou de ideia, quer ter o seu primeiro beijo homossexual?  Newt pisca para mim.

Não o respondo, até porque, a resposta é óbvia. Saio arrastando ele pelo corredor, e entro com ele, na pequena sala do zelador. Onde, ele guarda os produtos de limpeza, vassouras, e etc.

 Prefere um lugar reservado? Eu também.  Ele sorri para mim.

─ Não. Newt, precisamos conversar. ─ Fecho a porta para que ninguém de fora fique olhando.

 Sobre o que? ─ Newt suspira, percebendo logo que o assunto era sério.

─ O Ben é meu amigo, e seu namorado, você sabe disso né?

 Claro que sei, e qual é o problema?

─ O problema? Você fica me olhando TODA HORA e... ─ Antes que eu termine a frase, Newt me interrompe.

 Espera aí, quer dizer que eu não posso olhar para você?  Ele aponta para os seus próprios olhos.  Está vendo isso aqui? É, então, eu faço o que eu quiser com eles. Por que isso te deixa tão desconfortável?

 Porque Newt, eu sou Hétero.

─ Tem certeza?  Ele dá um passo em minha direção, ficando ainda mais próximo de mim. A porta se abre, e uma luz forte entra.

Para a minha sorte, quem estava lá era a Brenda. Nos olhando um pouco desconfiada.

 O que estão fazendo aqui? ─ É o que ela pergunta.

 Hum... Newt estava me perguntando o porquê de eu ter saído mais cedo e festa ontem. ─ Falo a primeira coisa que veio em minha cabeça.  Mas, por quê quer saber? ─ Sorrio para Brenda e levo meu polegar até a sua bochecha.

Por que eu fiz isso? Não sei, talvez parte de mim esteja querendo provocar Newt ao máximo. Não sei se ela entendeu isso, mas nesse momento, ela joga seu corpo contra o meu, e quebra toda a distância que havia entre nossos lábios. Passo meus braços em sua cintura, e corro meus lábios por seu pescoço, fazendo uma trilha de beijos, que chegava até o sua orelha, onde dou leves mordidas ao mesmo tempo em que aprecio Newt nos empurrando e indo até a porta, aparentemente desconfortável, o que me agradava bastante.

 Se eu tenho certeza que sou Hétero?  Sorrio e digo alto o bastante para ele escutar. ─ Acho que isso responde a sua pergunta.

Newt finalmente sai, e o que mais chama a minha atenção é o Ben parado observando a cena, observando Newt, com uma expressão furiosa.

Depois do intervalo tumultuado e das últimas aulas, guardo algumas coisas em meu armário e vou para a saída. A primeira coisa que vejo é Ben e Newt, a princípio não dou atenção, eles eram namorados então era comum ver os dois juntos, porém, noto que Ben estava estressado, com o rosto vermelho, ele leva a sua mão até seus cabelos, e, ao que parece, manda Newt ir embora.

Me perguntava se aquilo era, de alguma forma, culpa minha. Eu havia ido conversar com Newt justamente para resolver a história, embora eu tenha gostado de irritar Newt, e talvez, até mesmo ver o casal brigando.

Automaticamente me sinto mal por tais pensamentos e balanço a cabeça para afastar os mesmos. Ajeito a mochila em minhas costas e vou andando sozinho até minha casa. Ao menos não haveria brigas, e nem mensagens do Newt. Assim eu esperava.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...