1. Spirit Fanfics >
  2. Devaneios da Madrugada >
  3. Bônus - Maldita Aposta

História Devaneios da Madrugada - Capítulo 2


Escrita por: Ghost-Hunter

Notas do Autor


Yooo

Esse é da fanfic Maldita Aposta.

Lucius e Tom, espero que gostem.


Link da historia nas notas finais.
A historia é sobre Severus e os três Marotos, James, Sirius e Remus.

Capítulo 2 - Bônus - Maldita Aposta


Fanfic / Fanfiction Devaneios da Madrugada - Capítulo 2 - Bônus - Maldita Aposta

Lucius e Tom  

 

   Maldita Aposta 

 

 

 

- É só isso? - Tom perguntou, olhando os papeis, Lucius assentiu, enquanto juntava tudo, Tom se afastou um pouco, observando o mais novo arrumar minunciosamente os papeis na mesa, ele olhou o Malfoy dos pés à cabeça. - O que vai fazer agora, Malfoy? - Lucius olhou por cima do ombro.  

- Tenho um jantar com a família da Narcisa. - Falou acabando de arrumar os papeis e então se virou, Tom olhou em seus olhos. Ele baixou a cabeça.  

- É uma pena, pode ir, não quero te atrasar para um jantar importante com os... sogros. - Falou com desdém, Lucius olhou para ele, depois para baixo e então andou em direção a porta, os passos pareciam pesados e ele não queria realmente ir, sua mente e razão gritava para continuar, mas outra coisa, da qual ele tinha pouco conhecimento, gritava para ficar. 

 

 

  Lucius sentiu algo o segurar de uma forma quase surreal, parando alguns passos depois da porta, ele respirou fundo e se virou, dando de cara com o Lorde, Tom o olhava com curiosidade. Lucius não sabia o que falar, juntou palavras e mais palavras e nada saia, então abriu a boca e foi calado, ao ser prensado contra parede atrás dele, e seus lábios tomados pelo Lorde, por um beijo que ele anisava a tempos.  

   O beijo saiu de um tocar de lábios para algo mais profundo, as línguas se tocando, conhecendo e gravando um a boca do outro, Lucius apertou as roupas de Tom, puxando-o para mais perto, tentando aumentar o contato, enquanto Tom segurava o rosto entre as mãos, tentando aprofundar cada vez mais o beijo.  

  O Lorde soltou o roso, descendo as mãos para a bunda, apertando com vontade, ouvindo um baixo gemido entre os lábios do loiro. Tom sentiu o membro despertar, ficando dura ao ouvir o som entrecortado. Ele apertou com mais força e puxou Lucius para cima, fazendo o Malfoy passar as pernas em volta da sua cintura. Ele prensou mais o comensal, fazendo um som alto deixar os lábios dele, Tom deixou os lábios, descendo com vontade para o pescoço, a pele lisa e branquinha, parecia convidativa ao extremo para marcas.  

  Os dois foram interrompidos por passos, e se afastaram surpresos, ao olhar para o lado, não havia mais ninguém, mas o Lorde havia sentido a presença magica se afastando, reconhecendo quem era. 

 

- Lucius... - Tom chamou, mas o loiro saiu em passos apressados, parecendo desnorteado. O Lorde se encostou ao lado da porta, respirando pesado. Um sorriso cobriu seus lábios, enquanto olhava para onde o Malfoy foi.  

 

 

... 

 

    Lucius aparatou apressado para o restaurante, enquanto arrumava as vestes, ele entrou no local e foi em direção a aonde indicaram estar os Black, ele se aproximou e sentiu o olhar irritado de Narcisa assim que ela o viu, ele engoliu em seco. Se aproximou.  

 

- Sinto muito pela demora. - Falou se curvando. - Sr. Black, Sra. Black. - Falou e em seguida se sentou. Narcisa o olhava seria, ele tentou ignorar, enquanto se ajeitava.  

- Deve ter um bom motivo para isso, imagino. - Ela falou, ainda olhando desconfiada, para as roupas meio amassadas. Druella olhou surpresa para a filha. 

- Sim, eu estava ajudando o Lorde com alguns... treinamentos. - Falou e olhou para o Cygnus, que o olhava desconfiado ainda.  

- Esse... - Ele apontou para algo no pescoço do Malfoy, Lucius levou a mão, ele manteve o rosto sério, mas por dentro estava se amaldiçoando. Ele transfigurou um espelho rápido, olhando e se esforçou ao máximo para não deixar a vergonha o tomar, ele puxou a varinha.  

- Deve ser durante o... treinamento, deve ter pegado e não vi na hora que estava me curando. - Falou e passou a varinha por cima, fazendo sumir, depois pela roupa, fazendo voltar a perfeição. - Vamos fazer os pedidos.  

 

 

... 

 

 

- Milorde? Mandou chamar? - Lucius parou na porta, olhando para o Lorde que estava olhando algo na mesa, parecia concentrado, Lucius apreciou a visão, o Lorde estava em sua aparência normal, sem a falta de nariz e cabelos que pareciam extremamente macios.  

- Sim Lucius, entre e tranque a porta. - O Malfoy entrou e o fez, mas antes de se virar, sentiu a presença atrás dele, ele engoliu em seco, sentindo um arrepio descer por toda sua espinha. - Está fugindo de mim, Malfoy? - Tom sussurrou chegando mais perto, parando a centímetro do loiro, que fechou os olhos, sentindo o arrepio descer pelo pescoço.  

- Não... eu... só... 

- Shii... 

 

  Tom levou a mão para frente e segurou o pescoço dele, ele apertou de leve e mordeu o ombro do Malfoy, ouvindo-o arfar, Lucius mordeu o lábio, segurando o gemido que tentou escapar da garganta. Ele sentiu o Lorde segurar seu queixo e puxar seu rosto para o lado, deixando o pescoço livre. Tom passou a língua vagarosamente, causando arrepios na pele.  

 

- Quer que eu pare, Malfoy? - Lucius escorou na porta, ao sentir as pernas ficarem mais fracas. Tom deu um sorriso, segurando na cintura dele com a mão livre.  

- Milo... lorde... isso é errado...  

- É por isso que é gostoso. - Falou e mordeu, Lucius levou a mão a boca, impedindo o som alto de sair por seus lábios. Ele encostou a testa na porta, enquanto sentia o Lorde descer as mãos por dentro da roupa, ele mordeu a mão com força, ao sentir o Lorde apertar sua bunda. - Vamos Lucius, prometo que será divertido.  

- Me solta. - Pediu irritado e Tom se afastou, ele olhou confuso para ele, Lucius se arrumou, ele soltou um suspiro, se encostando na porta, ele fechou os olhos. - E sinto muito, Milorde, mas isso é errado, sabe muito bem que vou me casar dentro de algumas semanas.  

- Não é casado ainda. - Falou e deu um sorriso, e aproximando.  

- Eu não quero. - Lucius falou, Tom parou, olhando para ele surpreso, ele ficou sério e deu alguns passos para trás.  

- Ok, Malfoy, se é o que quer. - Falou e voltou para trás da mesa. - Mande uma carta para Severus por mim, convide ele para passar o feriado prolongado aqui.  

- Sim, Milorde. - Falou e saiu de lá, Lucius andou por um tempo, até parar e encostar na parede, ele respirou fundo, sentindo as pernas fracas ainda. - Droga! 

 

 


Notas Finais


Se gostarem, posto um Hot, digam.


...

Link

- https://www.spiritfanfiction.com/historia/maldita-aposta-21850040


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...