História Devil's Voice (Jikook) - Capítulo 7


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jungkook (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais
Tags Anjos, Demonios, Deuses, Jikook, Jimin, Jungkook, Kookmin, Namjin (não Principal)
Visualizações 10
Palavras 1.406
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Drama (Tragédia), Fantasia, Lemon, LGBT, Mistério, Romance e Novela, Shonen-Ai, Sobrenatural, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Suicídio, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oiii^^ Trouxe mais um cap<3
Não me abandonem ksks

Capítulo 7 - Capítulo VII


Um garoto frio e reservado que quase não olhava nos olhos de outra pessoa. Conviveu vários anos com a solidão e aprendeu a ignorar e minimizar tudo ao seu redor. O pequeno garoto se tornou uma máquina que matava pela sua própria vida.

Ele nunca teria alguém para lhe dá amor, para lhe acariciar, para ficar do seu lado pois esse é o fardo que carrega desde seu nascimento.

Uma alma especial construída dentro do corpo de um mero humano pela vontade de algum ser foi a razão pelos acontecimentos terríveis em sua vida.

Muitas vezes ele se perguntou por que, entre tantas pessoas na terra, logo ele foi o escolhido para carregar uma alma valiosa consigo. Já preferiu não ter nascido mas essa escolha também não lhe foi dada.







Namjoom e Jimin se encaram como se provocassem um ao outro pelo olhar.

A arma foi sacada e um tiro foi desparado pegando no ombro do garoto de fios rosados.

-O que pensa que está fazendo?! -Jeon pulou na frente do caçador tentando impedi-lo de continuar com aquela loucura.

-Ele não é o que você pensa, Jungkook. -Jimin estava extremamente irritado, principalmente por não poder fazer nada, não na frente de Jeon.

-Que merda quer dizer?! O que você ganharia matando um garoto qualquer?! Enlouqueceu?! -Namjoom suspirou impaciente sem desfocar do menino a sua frente pois tinha plena certeza, que ele era muito perigoso.

-Esse assunto não é pra você, pequeno. Pare de me atrapalhar. -O mais velho se virou para Jungkook que se mantinha absurdamente confuso com toda a conturbada situação e bateu sua arma na cabeça do moreno o fazendo perder a consciência caindo no chão da sala.

-VOCÊ MACHUCOU O JEON! -O grito de Jimin foi tão alto que ecoou pelo local.

-Não se preocupe, o pequeno só está dormindo um pouco. -Namjoom pode ver a furia nos olhos do garoto que saltou com tudo em sua direção o jogando contra uma parede.

-EU NÃO VOU LHE PERDOAR! -Sua voz saiu potente, diferente de tudo que o caçador já ouvira.



Isso, com certeza, não é apenas um demônio.



O homen puxou uma faca enorme da cintura e partiu para cima do garoto, porém, ele era rápido demais para que seus movimentos o aceitassem.

No meio daquela briga corpo a corpo, Jimin cansou de brincar e agarrou o pescoço do homen com força o trazendo para perto de si.

-Você não encostará nem mais um dedo no Jungkook! Nunca mais o fará sofrer! -O menino apertava tanto o local que sentia que poderia quebra-lo a qualquer momento.

Namjoom tentava inutilmente se soltar de suas mãos e recuperar o ar mas em meio ao desespero pode ver algo surgindo atrás de Jimin ou melhor, diretamente das costas do garoto.

Aos poucos aquela figura foi tomando a forma de duas asas negras gigantescas e surreais.

-O-O que v-você é…? -Um pequeno sorriso se formou na expressão irritada do garoto de fios cor de rosa.

-Eu sou Park Jimin, a criatura que vai lhe mandar para o inferno. -Ele repetiu as palavras do caçador e estava prestes a quebrar seu pescoço quando Jungkook veio a sua mente, juntamente com todos os momentos fofos e engraçados que passara com o moreno.



Não, eu não sou esse monstro…



Pensou em como Jeon o julgaria, lhe chamaria de aberração e seu peito apertou. Não queria ouvir essas palavras do outro mesmo que fosse de se esperar tal reação.

-Eu só vou lhe deixar viver porque sei que no fundo o Jungkook gosta de você e ficaria triste se lhe visse morto no chão de seu apartamento. -O garoto de asas negras disse encarando os olhos do caçador antes de solta-lo.

Namjoom caiu no chão tossindo tentando recuperaro ar perdido enquanto observava a belíssima e sádica criatura andar lentamente até uma janela e logo sumir completamente de vista.


"O Anjo de asas negras
adentrou a escuridão
com sua alma corrompida
deixando um rastro de sangue no chão
"



Jungkook abriu os olhos lentamente e se viu deitado em sua cama com um dor de cabeça insuportável.

-Finalmente acordou, pensei que iria dormir o dia todo. -Namjoom disse adentrando o quarto e Jeon logo notou alguns hematomas pelo seu corpo.

-O que aconteceu? -O moreno se sentou com a cabeça latejando e fitou o outro curioso.

-Park Jimin é perigoso. Eu sei que não parece mas eu pude ver com meus próprios olhos.

-Por que eu acreditaria em você? -Tudo era confuso na mente de Jeon, era muita informação de vez para assimilar.

-Eu sei que errei com você, Jungkook mas eu nunca vi uma criatura como ele. Você precisa acreditar em mim, Jeon! Eu...

-Por que sumiu?! -O garoto interrompeu a fala do mais velho de forma ríspida.

Ele precisava mais que tudo saber porque o ele o abandonara sem nenhuma explicação antes de começar a processar a parte que ele, por algum motivo, menos queria aceitar.

-Bem...Eu te treinei desde bem pequeno, garoto mas quando chegou nos seus 16 anos eu vi que já não dependia mais de mim. Você já sabia se virar e conseguiria sobreviver por conta própria então decidi voltar a fazer a caçar demônios, como sempre foi minha obrigação comigo mesmo. -A resposta de seu hyung era coerente mas a mágoa e a saudade que sentiu o deixava totalmente sem poder de compreensão.

-Por que não me avisou?! Você mentiu dizendo que voltaria! Sabe por quanto tempo eu te esperei feito um idiota?! Eu sempre tive esperança que voltaria até que percebi o quão tolo eu fui por ter me deixando enganar por um caçador como você! -Namjoom ouvia tudo calado com uma expressão séria. Era direito do mais novo despejar tudo isso depois de cinco anos remoendo essas palavras.

-Mas eu voltei, eu não disse quanto tempo levaria hen? -Tentou usar de humor mas aquilo só deixou Jungkook ainda mais irritado. – Aish, Jeon. Eu já entendi. Não deveria ter ido embora sem dizer nada a você, me desculpe mas eu não sabia como falar para você ou me despedir. Me desculpe, pequeno. -Jungkook ficou em silêncio, sem saber como reagir a isso tudo.

-Eu sei que está chateado mas temos uma coisa mais importante pra discutir chamada Park Jimin. -Jeon soltou um suspiro pesado ao pensar que teria que lidar com aquela situação uma hora ou outra.

-Eu vou falar com ele, Namjoom.

-Está louco?! Ele é perigoso, Jungkook! -O mais novo se levantou mas foi impedido pelo outro que segurou seu pulso.

-Ele não vai me machucar, disso eu tenho certeza. -O moreno puxou seu braço e saiu da casa indo direto até a casa de Jimin.

Passou o caminho todo ser perguntando o que encontraria ou quem encontraria.

Jimin pode ter mentido pra ele, pode querer apenas sua alma assim como os demônios e isso deixava Jungkook perturbado.

Jimin não era quem ele pensava e isso o deixava apreensivo.

Jeon bateu na porta que não demorou muito para ser aberta pelo mais velho que provavelmente já esperava sua visita.

-Vamos conversar lá dentro, Jungkook. -O moreno apenas concordou em silêncio e adentrou a moradia já conhecida.

Jimin respirou fundo e foi até o outro que o fitava exigindo uma explicação em seu olhar

-Anda, Jimin. Está esperando o que? Afinal, quem ou o que você é? -O mais novo ficou observando cada detalhe do rosto dele, talvez aquela seria sua última vez com o garoto dependendo de sua resposta.

Jimin foi a primeira pessoa além daqueles que lhe criaram que ele sentiu tanto carinho, tanto afeto em tão pouco tempo. Era como se eles se conhecessem a anos e anos e saber que aquilo tudo podia ser apenas se dissipar tão rápido o deixava incomodado e aflito.

Park respirou fundo sabendo que aquele seria o momento em que provavelmente perderia o moreno pra sempre mas não havia mais como fugir daquilo. Reuniu toda a coragem que tinha e contou o ponto chave para o desenvolver de toda a triste e sanguinária história.

-Eu sou um anjo caído, Jeon.



“Como um anjo cruel,

garoto, torne-se uma lenda!

agora, o vento azul

golpeia as portas do meu coração.

Você apenas me observa

e sorri.

algo se estremece

enquanto procura o que almeja.

seus olhos são tão inocentes,

que nem sequer conhecem seu destino.

porém algum dia notará

o que leva em suas costas,

aquelas asas fortes

que te levam a um futuro distante.” -


Notas Finais


Iai? O q estão achando?
Compartilhem a fic♡


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...