História Devolva minha cama, estranho! - Capítulo 4


Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jeongguk (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin)
Tags Jikook, Jimin, Jungkook, Kookmin, Namjin, Vhope
Visualizações 83
Palavras 1.295
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drabble, Drama (Tragédia), Fantasia, Festa, Ficção, Ficção Adolescente, Fluffy, Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yaoi (Gay)
Avisos: Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Olá meu bolinhos S2
Como vocês estão? Espero que bem *-*
Me desculpem por esse capítulo pequeno, mas espero que gostem.
Boa leitura *-*

Capítulo 4 - Capítulo 4


​         POV'S JUNGKOOK

 

Assim que o Jimin desceu da moto, eu fui estaciona-la e assim que fiz, procurei o Jimin com o olhar, mas eu não estava o achando, então decidi ir pegar alguma bebida para mim, pois estava com sede e depois eu iria procurar o Jimin novamente.

 

-Olá! Está curtindo a festa? – Perguntou um cara com um sorriso no rosto. Eu não fazia a mínima ideia de quem era, até porque não conhecia ninguém além do Jimin naquela festa.

-Na verdade, eu acabei de chegar. – Falei sorrindo olhando para o rapaz e tomei um gole do refrigerante que eu tinha pedido. Não iria beber nada com álcool hoje, pois eu estava de moto e não estava afim de colocar a vida do Jimin e nem a minha em risco, então apenas peguei um refrigerante.

-Ah! Eu nunca vi você por aqui, deve ser novo nessas redondezas. – Disse o moço sorrindo e sinceramente, eu não sei como ele não cansa de ficar o tempo todo sorrindo.

-Sim! Cheguei hoje na casa do meu primo. – Disse sorrindo e lembrei que tinha que procurar o Jimin, ele com certeza já deve estar pensando que alguém me sequestrou.

-Meu nome é Hoseok, sou o aniversariante. – Falou o Hoseok estendendo sua mão para mim. Espera... Ele é o namorado do amigo do Jimin, então ele pode me ajudar a achar o mesmo.

-Prazer! Eu sou o JungKook, primo do Jimin... Aliás, você poderia me ajudar a acha-lo? - Apertei a mão do Hoseok sorrindo e o mesmo logo me puxou para o meio daquelas pessoas.

-Claro que ajudo! Venha, irei leva-lo até o Jimin. – Falou o Hoseok sorrindo e me puxando para fora daquele local que tinha muitas pessoas.

 

Saímos daquele local que percebi que era a pista de dança e logo estávamos na área da piscina, me senti aliviado por finalmente ter saído daquela área, era tanta gente se pegando em tudo que era espaço, no sofá, nas escadas, em algum canto da parede, várias pessoas bêbadas, tinha tanta gente naquela casa que eu cheguei até me questionar se aquele cara conhecia aquele pessoal todo, mas logo cheguei a conclusão que era impossível conhecer esse pessoal todo.

Ficamos conversando sobre algumas coisas e ao longe vi o Jimin conversando com um cara, eu não gostei muito de ver isso, motivo? Não faço a mínima ideia, eu só não gostei.

-Meu Deus! JungKook, onde você estava garoto? Você quer me matar? Quer que eu tenha um infarto aqui seu idiota? – Falou o Jimin desesperando e me abraçando assim que cheguei perto dele.

-Eu fui pegar uma bebida, Jimin. – Falei seco olhando para o cara que o Jimin estava conversando segundos antes.

-Ah! Então você é o JungKook, o famoso ladrão de camas. – Falou o cara sorrindo e depois deu um selinho no Hoseok, o que fez eu olhar para os dois sem entender. – Prazer em conhece-lo! Eu sou o TaeHyung, o cara que falou com você no celular, namorado do Hoseok e melhor amigo do Jimin. – Continuou o TaeHyung estendendo sua mão, a qual eu logo apertei sorrindo aliviado por não ser nenhum namorado do Jimin.

-O prazer é todo meu. – Falei sorrindo e me afastei do Jimin, pois o mesmo ainda estava abraçado em mim.

-Hobi-hyung, feliz aniversário. – Falou o Jimin indo abraçar o Hoseok, o que fez o mesmo ficar na ponta do pé para abraça-lo, pois o Hoseok era bem mais alto. Uma cena até fofa para quem visse.

-Bom... Aproveitem a festa. Eu e o Hoseok vamos receber os outros convidados. – Falou o TaeHyung sorrindo e saindo de perto de mim e do Jimin junto com o Hoseok.

-Você não está bebendo alguma coisa com álcool não né? – Perguntou o Jimin olhando para mim e em seguida para o copo que estava em minha mão direita.

-Não. Eu vou dirigir uma moto Jimin e não quero colocar a sua vida em risco. – Falei de forma tranquila enquanto olhava todas aquelas pessoas bebendo e se pegando pelos cantos da casa, o que me fez soltar uma risadinha.

-Acho bom mesmo, não quero morrer agora. – Falou o Jimin passando sua mão esquerda em seus cabelos, os jogando para trás. – Do que esta rindo? – Perguntou o Jimin curioso.

-Daquelas pessoas ali se pegando. – Apontei com a cabeça para essas pessoas e tomei um gole do meu refrigerante.

-Deixe elas. – Falou o Jimin balançando a cabeça negativamente. – Com essa confusão toda de você ter sumido, eu nem peguei algo para beber. – Continuou o menor passando a língua em seus lábios, o que me fez automaticamente olhar para eles. Não me culpem... Os lábios do Jimin são tão cheinhos que todos teriam vontade de beija-los até não aguentarem mais e essa é a minha vontade nesse momento. – Para de olhar para a minha boca, idiota. – Falou o Jimin me tirando dos meus pensamentos e imediatamente fiz minha cara de tédio cruzando meus braços.

-E quem disse que eu estava olhando para sua boca? – Arqueei uma de minhas sobrancelhas o olhando.

-Você estava olhando para minha boca, JungKook. Não se faça de desentendido. – Falou o Jimin me olhando e novamente passou a língua em seus lábios.

-Você se acha demais garoto, vai logo pegar algo para você beber. – Virei meu rosto para o lado para não ver o Jimin passando a língua em seus lábios novamente e tomei outro gole do meu refrigerante. – Vou com você. – Segurei na mão dele e sai o puxando para dentro em direção ao bar.

-Por que veio comigo? – Perguntou o Jimin assim que chegamos no bar e eu revirei meus olhos.

-Meu refrigerante acabou. – Balancei meu copo na frente dele, o mostrando que meu refrigerante realmente já tinha acabado e falei para o cara que queria outro refrigerante assim que ele veio nos atender. – Você vai querer o que? – Perguntei para o Jimin.

-Soju. – Falou o Jimin sorrindo e quando o cara foi buscar nossas bebidas eu o parei lhe chamando.

-Traga outro refrigerante para ele. – Apontei para o Jimin e o cara foi buscar os dois refrigerantes.

-Ei, o que pensa que esta fazendo? – Perguntou o Jimin me olhando um pouco bravo.

-Você também não vai beber algo com álcool, não estou afim de cuidar de bêbado. – Agradeci ao cara assim que o mesmo me entregou os refrigerantes e estendi a outra latinha para o Jimin. – Então trate de ficar sóbrio. – Peguei na sua mão novamente e sai lhe puxando para o local que estávamos antes.

-Vamos dançar um pouco? – Perguntou o Jimin me puxando para a pisa de dança e logo começando a dançar.

-Tudo bem. – Me aproximei um pouco dele e comecei a dançar junto com ele, mas sempre mantendo uma distância razoável entre nós dois.

Parei de dançar minutos depois, só para observar o Jimin dançar. Eu não sei o que está acontecendo comigo, mas assim que cheguei na casa dele e o vi, senti algo estranho, algo que nunca senti por ninguém, e isso já estava me deixando um pouco incomodado, porque eu não sei o que é, mas tem algo nele que me atraí.

-Dança essa música comigo? É a minha música favorita. – Pediu o Jimin me olhando e percebi que suas bochechas estavam vermelhas, ele com certeza estava com vergonha.

-Venha. – Me aproximei dele novamente, só que dessa vez o puxei pela cintura, colando nossos corpos para dançar aquela música que tinha o ritmo lento.
 

Acho que não era necessário estarmos dessa forma, com minhas mãos em sua cintura e os braços dele em volta do meu pescoço, mas era uma sensação boa e eu não estava nem um pouco incomodado e pelo jeito, o Jimin também não estava, já que o mesmo estava fazendo um carinho bom em minha nunca e eu alisava levemente sua cintura.


Notas Finais


Obrigada por lerem e me desculpem se tiver algum erro. Eu escrevo pelo celular, dai tem alguns erros que passam despercebidos.
Obrigada pelos favoritos e por não desistirem da fic.
Amo vocês S2
Até o próximo capítulo S2
Beijinhos no coração de vocês S2


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...