1. Spirit Fanfics >
  2. Dezesseis dias >
  3. Quinze dias

História Dezesseis dias - Capítulo 2


Escrita por:


Capítulo 2 - Quinze dias


Fanfic / Fanfiction Dezesseis dias - Capítulo 2 - Quinze dias

Eu voltei pra casa realmente decidido a fazer dos últimos dias de Jungkook os melhores,eu já vi muita gente passar seus últimos dias de forma monótona sem saber que morreriam em poucos dias e é por isso que eu não vou permitir que aquele garoto morra sem antes saber como a vida pode ser divertida.

--Bom dia filho - minha disse na manhã seguinte ela trabalhava em uma empresa de arquitetura.

12410 dias.

--Bom dia mãe - eu sorri e me sentei a mesa pegando um pão.

--Eu nem perguntei ontem mas,me diz como foi o primeiro dia de aula?

--Foi legal eu conheci muitas pessoas divertidas.

--Umhum - ela sorrio sugestiva.

--Não mãe sem malícia sério - eu me levantei - tô indo tchau.

Eu beijei sua testa e fui pro ponto de ônibus,assim que cheguei na escola eu vi os meninos me aproximei deles sorrindo.

--Oi Hobi hyung - o Tae sorrio abraçado ao Jin.

--Oi gente - eu sorri e logo depois eles engajaram em vários assuntos aleatórios e meio esquisitos,como por exemplo no dia que o Yoongi foi desafiado a ir vestido de menina pra escola o Jimin falou que foi nesse dia icônico que ele pedio o Min em namoro.

Depois de mais alguns minutos conversando eu vejo o Jungkook passar pelo portão de cabeça baixa e entrar no prédio sem olhar pros lados,eu me afastei dos meninos dizendo que precisava ir ao banheiro e fui atrás do Jungkook hoje eu descubro onde ele se "esconde" nos intervalos das aulas. Segui ele pelos corredores e o vi entrar na sala de música segui ele e entrei na enorme sala sem fazer barulho,aquela sala era realmente enorme tinha um piano de calda média no canto perto das enormes janelas de vidro,na parede ficavam algumas estantes onde livros contendo partituras de músicas descansavam e ao lado na parede oposta ficavam os violões e violinos tudo meticulosamente arrumado e limpo.

O Jungkook estava sentado ao piano e tocava uma melodia lenta mas que no meio da mesma eu reconheci como sendo uma do Clair D'lune,ele tocava com maestria seus dedos longos deslizavam pelas teclas do piano suavemente ele estava de olhos fechados o capuz estava sobe seus ombros seu rosto sereno sendo iluminado pela luz fraca da manhã que passava pelas janelas,Jungkook estava lindo eu me perdi naquela imagem eu gostaria de gravar ela e foi isso que eu fiz eu peguei meu celular e tirei uma foto dele. Eu gostaria de ter ficado mais tempo ali o observando mas daqui a dois minutos o cinal iria tocar e eu imagino que o Jungkook não vá gosta nada de abrir os olhos e se deparar comigo aqui sentado no chão o olhando feito um idiota,e com isso em mente eu cuidadosamente peguei meu celular e mochila e sai da sala quando estava no meio do corredor o cinal tocou me apressei em ir pra sala de aula.

Depois de alguns minutos o Jungkook chegou na sala se desculpou pelo atraso e veio se sentar ao meu lado,eu não sei por que mas isso me deixou tímido do nada está assim próximo a ele.

--Bom dia - eu disse e o olhei.

15 dias.

--Bom dia - ele disse frio olhando pra frente,ele só tem quinze dias eu tenho que me aproximar mais dele mas como eu vou fazer isso?

--Alunos - a professora chamou nossa atenção - hoje nós vamos passar o dia fora,na reserva tem um colégio interno onde eles cultivam muitas plantas medicinais dentre outras coisas então peguem seus cadernos e se juntem com seus parceiros de cadeira vamos fazer um pequeno trabalho em dupla quando chegarmos lá - a ta aí uma chance de eu me aproximar do Jungkook.

Obrigada universo.

--Bom parece que vamos passar o dia juntos - eu falei e sorri largo.

--Unhum - ele balbuciou e começou a guardar seus materiais.

Fomos pro pátio e esperamos o professor nos arrumar em dupla e falar as regras depois disso fomos pro ônibus e sentamos com nossos "parceiros".

--O que você tá ouvindo? - eu perguntei ao Jungkook que estava de olhos fechados e com fones - Yah - eu cutuquei seu braço.

--Que foi? - ele perguntou tirando um dos fones.

--O que você tá ouvindo?- Eu perguntei novamente.

--The 1975.

--Nunca ouvi - eu disse pensativo - divide o fone comigo? Eu quero conhecer essa banda é uma banda não é?

Ele ergueu uma sobrancelha e me encarou incrédulo.

--Por que você tá tão empenhado em conversar conversar comigo? - eu engoli em seco com sua pergunta,como eu vou dizer "a então é que eu tenho o poder de ver quantos dias de vida as pessoas têm e adivinha,você tem só quinze,por isso eu tô tentando tanto ser seu amigo e te fazer feliz nesses últimos dias".

--Você parece uma pessoa legal - eu sorri amarelo.

--Não pareço não eu sou mal encarado,introvertido, não tenho amigos e não quero ter e tenho certeza que seu grupinho falou que sou estranho e mandou você ficar longe - ele disse tudo aquilo sem expressão mas eu pude ver em seus olhos como aquilo o incomodava.

--Sim eles falaram mas eu quero ver com meus próprios olhos - ele ficou surpreso com minhas palavras - eu quero te conhecer,você parece uma pessoa agradável para se ter por perto.

--Você vai se descepcionar.

--Não vou não!

--Todos se decepcionam - ele falou em um sussurro.

-- Eu não sou todos eu sou Jung Hoseok - eu sorri - agora passa o fone e se eu não gosta eu falo.

Ele me encarou por uns segundos seus olhos transmitiam um misto de curiosidade e medo mas depois ele acabou cedendo e me passou um lado do fone eu encostei a cabeça no banco e fechei os olhos prestando atenção na letra e na melodia,a música é boa muito boa na verdade,no final dela eu abri os olhos e virei a cabeça eu estava animado para contar o que tinha achado da música mas tudo o que encontrei foi o Jungkook dormindo sereno com umas mechas de cabelo cobrindo seus olhos ele estava tão lindo daquele jeito,eu não o acordei só fiquei o resto da viajem olhando ele dormir e resmungar palavras desconexas deveria estar sonhado,espero que seja um bom sonho.


🥀



Continua



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...