1. Spirit Fanfics >
  2. Dia Ruim >
  3. Você gosta de mim?

História Dia Ruim - Capítulo 9


Escrita por:


Notas do Autor


Na fotenha, Xin de verde, Eliwa de vermelho

Capítulo 9 - Você gosta de mim?


Fanfic / Fanfiction Dia Ruim - Capítulo 9 - Você gosta de mim?

 

[BEE]

 

O que dizer sobre minha noite?

Ela foi maravilhosa, tão maravilhosa que nem dormir hehehe... Então... nós meio que passamos a noite inteira fazendo aquilo.. o que descumpria com o que a Tako falou, que eu não precisaria lembrar no dia seguinte.

T - meu deus, já é manhã.

- Pois é.

Sorrio secando meus cabelos enquanto ela se veste, fico admirando aquele corpo enquanto isso, claro que não era o que eu realmente queria estar vendo mas, era um belo corpo de alguém que me fez gemer bastante.

T - Não acredito que passamos a noite toda... entende?!

- Nada mal pra uma primeira vez né?

T - QUE?

- Shhhhhh.

Ela respira fundo, parecia assustada, se aproximou de mim e começou a sussurrar.

T - Como assim?

- Então... eu nunca tinha feito isso.

T - M-Mas você parecia bem experiente.

- Hehehe... muito Yuri, a gente aprende coisas... e vamos dizer que eu conheço bem meu corpo.

T - Eu entendi.

Ela fica corada e veste a blusa, me olha um tanto apreensiva.

T - se eu soubesse que era sua primeira vez, teria feito algo mais especial.

- Hahaha, não se preocupe... você foi incrivel.

T - Tô me sentindo tão cretina.

- Você não é... fica calma.

Vou até ela e a abraço, ela me abraça forte e suspira, sei lá, eu não sabia que ela iria surtar por ter sido minha primeira transa.

- Você foi muito bem.

T - Eu te machuquei?

"Ah, então é isso."

- Não, te garanto que não... relaxa.

Ela beija minha nuca e acaricia minha cintura.

T - Fome.

- Hahahaha...

T - Eu vou preparar o café da manhã.

Ela sorri e me solta, beija meu rosto e sai do quarto, eu continuo secando meus cabelos e pensando em tudo o que fizemos, sorrio boba lembrando de cada toque.

"Eu poderia tentar algo com ela se não fosse o fato dela começar uma vida adulta em breve."

Terminei e fui por a blusa dela apenas, a mesma voltou um tempo depois com nosso café da manhã e uma rosa, sorri quando ela me entregou.

T - Deu um trabalhão pra tirar ela.

Vejo cortes superficiais nas mãos delas e sorrio, pego a rosa e abraço ela.

- Obrigada.

É... eu poderia investir nela, Tako me faz bem, mas eu só a conheço de verdade há 1 dia e como ela mesma disse: "eu nem preciso lembrar."... então é melhor deixar como está.

Nós sentamos e tomamos café em silêncio, Diamond chegou e me entrou minha mochila e o celular da Tako, depois foi pro quarto e eu fui pro banheiro da Tako me arrumar... assim que terminei, sai e encontrei ela já pronta.

T - Já quer ir?

- Eu tenho que ir.

T - Então vamos.

Ela pega as chaves dela e a da moto, saimos juntas e descemos, a mãe da Diamond ficou nos olhando confusa mas não falou nada, passamos e ela foi buscar a moto enquanto eu esperava na calçada.

...

___________________________

________________________

[AKIRA]

Acordo no dia seguinte morrendo de ressaca, minha irmã veio me acordar pois a Jiaqi estava lá embaixo, dei um pulo da cama e fui tomar um banho e me arrumar, desci e vi ela na sala, fui até a mesma.

K - Aqui está seu pagamento 

- Então o trato está desfeito?

K - Sim... Minha irmã não quer te ver nem pintada de ouro.

- Já disse que ia dar um jeito nisso.

K -Melhor assim Akira.

Suspiro e pego a quantia, respiro fundo.

- Ficarei feliz em enfim corresponder a quem me ama.

K - Não faça isso.

- Nada mais me impede.

K - Você realmente não tem coração.

- Não Kiki, só acredito na lei do retorno, tinhamos um trato, vc age com trairagem pra cima de mim e eu pra cima de você.

K - Você fez besteira.

- Eu ia consertar.... agora se me dar licença, eu tenho  que ir pagar o ultimo mês de vida da minha melhor amiga.

Vou ate a porta e abro, ela sorri e vem até mim e me olha nos olhos.

K - Tudo o que acontece na sua vida é consequência de seus atos... se ela vai morrer é culpa sua, só sua.

Ela sai e eu bato a porta com força, Jiamin  (irmã dela) vem até mim e me abraça, choro no colo dela e minha irmã me leva até o sofá.

J - Calma, a gente vai dar um jeito mana.

- E-eu não sei mais o que fazer Jiamin.

J -  Vamos procurar um trabalho pra você de meio período, deve ter alguma coisa.

...

Entro no hospital e vou até a recepção, a mulher sorrir ao me ver mas logo se mostrou preocupada, já que hoje eu não estou sorrindo.

R- O que houve?

- A fonte secou... e-eu falhei com ela.

R - Oh meu deus, calma menina....

- Aqui... é o pagamento do mês que vem, avise a família que o doador infelizmente encerrou as doações.

R - Sim senhora.

Faço o pagamento do leito dela e recebo o canhoto, guardo e a enfermeira me dar o meu crachá, pego e coloco no pescoço, subo e entro no quarto dela, a mesma estava sendo medicada e sorrio quando me viu.

- Oi.

L - Oi... veio dar uma de doadora anônima de novo?

Me sento ao lado dela.

- É sobre isso que subi pra falar com você.

L - Sabe que o papá vai acabar descobrindo que é você.

- Eu perdi meu trabalho Lynn.

Logo o sorriso dela se desfez e a mesma pareceu perdida, depois respirou fundo e me olhou, era um olhar sereno.

L - Eu sinto muito Akira.

- Eu Falhei com você.

L - Tá tudo bem amiga... eu tenho fé que este mês vamos encontrar um doador.

- Eu ja paguei seu leito pro mês que vem.

L - Não deveria ter feito isso, como vai se manter?

- Jiamin está na cidade... ela voltou pra ficar.

L - Ah que bom, fico mais aliviada em saber que você não ta naquela casa sozinha... ela suspira... mas mesmo assim você deveria ter ficado com o dinheiro, afinal ele é seu.

- Eu já fiz... olha... e-eu vou sair pra encontrar trabalho todos os dias, incansavelmente...

L - AKIRA... 

Me assusto e olho pra ela.

L - Eu agradeço a sua preocupação, e entendo seu medo de perder sua melhor amiga mas.... ela respira fundo... Você tem que preparar... temos que nos conformar que... eu sei que é duro lidar com isso, mas é inevitável, a cada dia estão aumentando minhas dosagens de remédio e mês que vem vão me por em como induzido... temos que ser realista.

Começo a lacrimejar e me debruço, abraço ela.

- Não... eu não vou te perder, eu não aceito isso, você é tudo o que eu tenho.

L - Yue...

- Não Lin, eu vou cuidar de você,eu prometi isso... v-você vai ficar boa e e-eu vou te ajudar no colégio.

L - Yue aceita.

- NÃO....

Solto ela.

- Eu te proibo de falar nisso... v-você vai melhorar, vai voltar pra mim.

Saio de lá e encontro os pais dela no caminho, passo direto e vou até a recepção, entrego o crachá e vou pra casa de uber, pensando no que eu iria fazer.

_________________________________________

____________________________________________

2 MESES  DEPOIS.

[BEE]

Mais um ano letivo começava, como de costume eu cheguei no colégio e fui direto pro quadro de avisos, ver qual seria minha sala, porém este ano estava diferente, ao começar na portaria.

*- e aí Bee.

No corredor.

*- Bom dia Bee.

**- Hey Bee, vou dar uma festa, ta convidada.

No pátio.

*- Estamos na mesma sala, quer ser minha dupla?

"mas que bicho mordeu esse povo?"

E foi assim o resto do caminho até minha sala onde.

*- Como foram as férias Bee?

- boas

*-Hey Bee ce vai pra festa na casa da Yuqi?

- Eu ainda não sei.

*- Se for me avisa, te dou carona

"eu nem te conheço criatura."

- okay.

Me sento bastante confusa, vejo a Eliwa entrando na sala, ela parecia de mal humor, uma rodinha logo se formou ao redor dela e fiquei aliviada, levanto e saio da sala, vou no banheiro, assim que entro, vou lavar o rosto, alguém entra e quando olho, era a Akira.

A - Precisamos conersar.

- Precisamos?

A - Na verdade não é conversar, preciso fazer uma coisa.

"me matar?"

- o que?

Ela se aproxima e me pressiona contra a parede, como ela é atleta, é meio que inutil tentar afasta-la... a mesma segura meu rosto e se aproxima, nossas respirações se chocam e meu cu quase caiu.

"eu to sendo assediada pela crush, que sonho."

A - Eu só queria dizer que desde aquela festa a Eliwa se separou de mim, ou seja, faz 2 meses que tô solteira, então sem riscos de bactérias dela aqui.

- Hahahaha.

Ela roça nossos lábios e eu sinto um friozinho na barriga... fecho os olhos quando sinto a boca dela na minha e a lingua já invadindo minha boca, por um momento fiquei feliz e correspondi ao beijo intenso e sedutor, ela me carrega no colo e aperta minhas coxas, sinto um incomodo e ela pareceu perceber, pausamos o beijo e ficamos nos encarando.

A - não era;....

- ...exatamente o que eu esperava...

A ... eu não sou apaixonada por você...? eu não entendo.

-... eu tô mais chocada que você.

A - ... Oh meu deus, me perdoa, eu não queria brincar com seus sentimentos.

- Na verdade... e-eu também achei estranho, sei lá... o beijo foi incrivel mas...

A - Uma outra pessoa te completaria melhor?

- Isso, tirou as palavras da minha boca.

Ela sorri e me desce, ajeitamos nossas roupas.

A - Então... está tudo bem entre a gente?

- Está... enfim está.

Sorrio fofa e abraço ela, respiro aliviada, eu havia me curado dela e tava me sentindo tão bem.

- Agora vai lá reatar com a Eliwa.

A - Não posso... acabei de descobrir, algo que era nítido há muito tempo.

Solto ela e a olho.

- O que?

A - Eu amo uma outra pessoa que é impossivel pra mim... por isso tento recompensar esse sentimento.

- eu te entendo... agora vamos.

A - Pera um pouquinho.

Ela me pressiona contra e parede novamente e me beija, sorrio correspondendo e ela me carrega, entrelaço a cintura dela com minhas pernas e ela me leva pra um dos boxs e eu fecho a portinha, as coisas foram esquentando quando nós escutamos alguém entrando, sorrimos e ficamos quietinhas, ela senta no vaso e morde meu lábio, tiro a blusa dela e o resto vocês podem imaginar.

...

- Isso nunca aconteceu.

Falo vestindo minha calcinha enquanto ela ela vestia a blusa sorrindo sapeca... saimos do box e fomos pra pia, me ajeitei e sai enquanto ela escovava os dentes, vou pra sala feliz e saltitante, entro e sento no meu lugar como se nada tivesse acontecido, o professor entra e logo depois dele a Akira que senta ao lado da Eliwa, essa revira os olhos e volta a olhar pra porta, até que uma garota entra e a mesma abre um sorrisão, faz sinal e a garota sorrio largo e acenou pra ela.

Prof --  Senhorita Zhang Xin, seja bem-vinda.

A garota reverencia o professor e vai até Eliwa, a mesma tira o caderno da mesa ao lado da dela e a aluna nova senta.

"Namoradinha nova, tem cara de tarada."

________________________

_____________________________

[ TAKO ]

Estava limpando o chão da academia quando escutei a porta abrindo, suspiro impaciente, os clientes nunca respeitam a placa de FECHADO.

- Estamos fechados.

B - Que peninha, eu queria umas aulinhas particulares.

Sorrio me apoiando no esfregão, olho na direção e vejo a XiaoYin, deixo o esfregão no balde, tiro as luvas e vou até ela, a mesma corre na minha direção e pula no meu colo, a seguro sorrindo.

B - Será que eu posso te usar mais um pouquinho?

- Acho que sim, já faz dois meses que não sou usada...

Ela me beija com vontade e eu correspondo a altura, o beijo estava diferente, tinha uma certa necessidade ou eu tava com muita saudades dela.

B - Que tal eu te usar em tempo integral?

- Uhmmm ta me pedindo em namoro?

B - Vai dizer sim?

- Eu posso pensar?

B - Pode ser enquanto faz magicas com a sua boquinha?

- Pode, espera eu terminar?

B - Uhum... nós temos uma festa pra ir.

- Festa? 

B - Eu sou uma espécie de convidada "vip" de uma festa... na casa da MaoMao.

- Ah ta... eu já to acabando... vai dormir comigo?

B - Você está pensando em dormir?

- Hahahahahah, você entendeu.

_______________________________

_______________________________

[ AKIRA]

Chego em casa exausta do maldito petshop, chamo pela Jiamin mas ela não responde, então vou pra  cozinha e coloco meu jantar pra aquecer... depois de jantar vou pra cima, entro e acendo a luz, assim que viro pra fechar a porta levo um puta susto.

L - Buuh \o/... hehehehe

- LYNN?

Sorrio largo e abraço ela, mas com cuidado é claro... ela me afasta e faz cara de nojo.

L - Cê tá fedendo a cachorro molhado.

- É meu trabalho, eu dou banho em cachorros... o que ce ta fazendo aqui? fugiu do hospital?

L - Não, eu recebi alta... Akira faz 3 meses que você não pisa lá.

- Desculpa, é que o trabalho ta me ocupando demais e eu chego no modo zumbi.

L - Você odeia cachorros... fez tudo isso por mim?

- Uhum... eu queria que você ficasse boa logo.

L - Bem, eu ganhei um coração novo no ano novo, sai hoje e vim logo te ver, a Jiamin me deixou com as chaves dela... gostou do seu jantar?

- Sim... estava maravilhoso.

L - Akira... Ela suspira ... quase morrer me fez perceber que eu preciso aproveitar melhor minha vida... eu só preciso saber se minhas suspeitas sobre você estão certas.

- Sobre mim?

L - É... olha... eu conversei com a Jiamin, ela me falou que você não dormiu por 3 dias até ser chamada pra trabalhar... Yue, seja sincera... você gosta de mim?... como mulher?

 

FIM



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...