História Diabolik Lovers - A Hibrida - Capítulo 9


Escrita por:

Postado
Categorias Diabolik Lovers
Personagens Ayato Sakamaki, Azusa Mukami, Carla Tsukinami, Kanato Sakamaki, Kou Mukami, Laito Sakamaki, Reiji Sakamaki, Ruki Mukami, Shin Tsukinami, Shu Sakamaki, Subaru Sakamaki, Tougo Sakamaki "Karlheinz", Yui Komori, Yuma Mukami
Tags Bruxa, Híbrida, Lobisomem, Romance, Ruki, Vampiro
Visualizações 265
Palavras 2.732
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Ecchi, Fantasia, Ficção Adolescente, Harem, Hentai, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Spoilers, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Me desculpem por demorar de postar e que eu estava sem tempo, e também um pouco sem criatividade.
me perdoem.

Capítulo 9 - Capitulo 9 - Mais treta (ok)


Capitulo 9

Lua

Eu : Ruki, por que vc esta aqui ?

Ele veio para perto de mim, senta na minha cama.

Ruki : eu queria saber se vc esta bem ?

Eu : sim eu estou e mais uma vez obrigada, eu poderia matar alguém se eu não me controlar, eu teria problemas com Karl, ele me mandaria de volta para a casa dele.

Ruki : por que acontece isso com vc ?

Eu : é um dos "benefícios" de ser Hibrida, quando alguém que tira do serio demais, as partes sobrenatural ficam fora de controle.

Ruki : Mas quando vc brigou com o Laito não foi assim.

Eu : E o Laito é pervertido, ele é um idiota inato, não vou perde meu tempo se descontrolando por causa de suas gracinhas.

Ele se aproxima de mim, toca o meu rosto e coloca testa com testa, fecha os olhos. Ele parece um pouco preocupado.

Tum Tum meu coração. Uma batida amais.

Ruki : Lua me promete uma coisa ? – ele diz bem serio.

Ele se afasta e olha nos meus olhos.

Tum Tum de novo, que sentimento é esse. Vou ignorar.

Eu : depende do que é ?

Ruki : quando isso acontecer de novo....me procure ou use seus poderes para me avisar, por favor.

Ele esta agindo diferente de novo. Isso me surpreende muito.

Eu : ok,  tem um jeito mais fácil de vc saber se estou descontrolada.

Me levanto da cama e vou ate a cômoda do meu quarto, abro a gaveta.

Ruki : o que seria ?

Eu : quando eu era menor eu me descontrolava muito e matava os empregadas, e machucava os meus treinadores, o Karl me deu um anel que era idêntico ao que ele estava na mão, e disse para eu nunca tira-lo porque ele iria mostra a ele se eu ia me descontrolar ou não, então ele viria ate mim, já que era o único a conseguir me controlar.

Pego a caixa vermelha com os anéis e abro.

Eu : depois de eu crescer mais e conseguir me controlar melhor, ele tirou o anel e disse para eu guarda, que não precisava mais. Mas se começa se de novo, era para achar alguém de confiança e que consegui-se me controlar, para que desse o anel.

Aproximo-me do Ruki.

Eu : como aquelas coisinhas irritantes conseguem me tirar do serio, vc consegue me acalmar e quer me ajudar, é seu .

Eu entrego para ele o anel, eu coloco o meu e ele o dele.

Eu : quando ele estiver todo azul, eu vou estar normal. Mas se começar a aparecer manchas vermelhas no anel, é a hora de vc me procurar.

Ruki : eu entendi.

Ele se levantou e aproximou de mim, colocou a mão no meu rosto.

Ruki : obrigado por confiar em mim.

Ele beija a minha testa.

Ruki : Boa noite, Lua.

Tum  Tum  Tum agora mais rápido as batidas, só é o que me faltava ter esse sentimento por ele.

Ele sai do quarto, eu fiquei uns minutos parada para raciocinar o que ele acabou de fazer e o comportamento dele, ele beijou a minha testa! Pq? Será que ele me vê como uma irmã ou...Se lá o que, que estranho. Essa cara é mais bipolar que eu.

Volto para a minha cama e vou dormi pensando nisso.

 

Dormi... ZZZZZ

 

Outro dia

Acordo com o meu celular vibrando, pego o celular, olha e tem uma mensagem do Karl, desbloqueio o celular para ver.

Mensagem de Karl : Lua me avisaram que a tarde as suas coisas iram chegar.

Minha mensagem : ok.

Me levanto, vou para o banheiro fazer minha higiene. Termino o banho, volto para o quarto e coloco uma roupa, tênis, calça e uma blusa de manga.

Desço para tomar café já que não tem ninguém lá em baixo, faço um bolo de copo e pego o sangue da geladeira. Sento-me e como tudo, terminando. Saio da cozinha mas... bato em alguém, olho para cima em seus olhos é o Ruki, meu coração acelera.

Eu : Ah Bom dia Ruki, desculpa.

Ruki : Bom dia, não tem problema.

Saio da cozinha e volto para o meu quarto fazer algumas coisas, depois de um tempo vou para a cozinha de novo e decido fazer um bolo de chocolate para passar o tempo, e comer mais tarde. Terminado o bolo coloco na geladeira e vou para o meu quarto de novo.

Fica fazendo minhas coisas ate da a hora de almoçar.

Quando chega a hora nos almoçamos, saio do quarto e desço, foi como sempre,  terminamos e  fomos cada um para o seu canto da casa. Volto pra o meu quarto.

Eu ouço o Reiji falar com alguém lá em baixo, minhas coisas devem ter chegado, já que eu tinha pegado só básico para vim, desço para o hall.

Eu : Reiji

Reiji : são as suas coisas.

Eu : como são muitas coisas. Vou chamar os meninos para me ajudarem.

Eu : EU PRECISO DE AJUDA, DESÇAM AGORA!!!

Alguns segundos e eles já estavam no hall, quase todos desceram, e o Shu é preguiçou demais para sair da cama.

Quase todos : o que esta acontecendo ?

Eu : eu preciso de ajuda para colocar as minhas coisas no meu quarto, então me ajude.

Ayato : porque temos que te ajudar ?

Eu olho para ele com uma cara de se vai me retrucar mesmo.

Ayato : ok

Eu : e os outros vão me ajudar ?

Eles : claro – pelo jeito tem medo de mim.

Eu : ótimo agradeço.

Eu peço para as pessoas do caminhão com minhas coisas coloquem eles em casa, por que eu sei que os irmãos não podem ir no sol, depois que todas as coisas estavam na casa, eles me ajudaram a montar o meu quarto, levou quase a tarde toda.

Reiji : vejo que se interessa muito em livros, já que a tantos.

Ruki : tem vários livros interessantes

Eu : sim eu me interesso.

Kou : e  também muitos cadernos.

Eu : são de musicas e desenhos.

Tiro os livro que estava em suas mãos.

Kou : vc gosta de musica ?

Eu : sim.

Laito : lindas lingerie Lua. – ele esta com uma na mão.

 Kou : Assim me apaixono.

Eu : tire as patas daí.

Ruki vai ate ele e pega o conjunto que estava em sua mão, e me dá.

Eu : obrigada.

Azusa :  o que tem dentro dessa mala ?

Eu : adagas.

Azusa : vc gosta ?

Eu : sim, eu gosto de coleciona-las.

A carinha de surpreso dele foi fofo.

Azusa : eu também, depois eu posso te mostrar as minhas ?

Eu : claro. – afago a sua cabeça, ele é muito fofo.

Eu : agora chega de fazer perguntas e de bisbilhotar minhas coisas.

Quando estava tudo terminado.

Eu : obrigado garotos podem ir.

Todos eles saem com um carão de emburrados, pelo trabalho que dei a eles.

Eu :Ah esperem, para agradecer já que eu tinha feito um bolo de chocolate, podem comer se quiserem.

Só vejo o Kanato correndo para a cozinha e eu vou atrás dele.

Ele estava procurando o bolo. Viciado em doce

Eu : Kanato, procurando o bolo?

Kanato : sim

Tiro o bolo da geladeira, coloco na mesa, pego um prato e corto o bolo de dou para ele.

Ate que ele comendo doce é fofinho.

Eu : como esta ?

Kanato : esta muito bom.

Eu : obrigada.

O outros chegaram e viram o bolo.

Eu : podem pegar o bolo.

Kanato : Não!.

Eu : Kanato vc tem que aprender dividir. Eu faço outro bolo para vc.

Kanato : promete ?

Eu : prometo - parece uma criancinha.

Os outros : esta muito bom Lua.

Eu : obrigada podem comer o bolo, eu vou para o meu quarto.

Saio da cozinha, vou para a sala e subo as escadas, quando estava perto o meu quarto escuto eles brigando pelo os pedaços do bolo, crianças.

Fico arrumando as coisas pequenas minhas ate da a hora de ir para a escola.

Depois de muito tempo da a hora de eu me arrumar para a escola, vou para o banheiro tomar meu banho. Termino volto para o quarto e coloco o uniforme.

Desço para a sala e espero os outros quando todo mundo chega, nos vamos para a limusine, eu me sento perto o entre o Subaru e o Ruki.

Chegando perto da escola, já começa a escutar os gritos históricos das cadelas.

Saio do carro e vejo aquelas meninas de antes me olhando com raiva, mesmo eu fazendo elas se esquecerem do outro dia, elas continuaram com raiva de mim. Essas meninas estão me dando os nervos. Não sei porque eu tenho tanta raiva mais eu tenho.

Sinto uma mão segurando a minha, quando eu olho é o Ruki.

Ruki : se acalma.

Eu começo a me acalmar e vamos para fala e aula. Parece que algo mudou depois de ontem em nossa relação.

As aulas vão se passando e o intervalo toca vamos para o refeitorio, chegando na nossa mesa, me sento, olho para todos mas não acho a Yui.

Eu : onde esta a Yui ?

Ayato : ela foi no banheiro, mas esta demorando.

Eu : eu vou atrás dela.

Começo pelo o banheiro mais próximo das meninas, mais ela não estava lá. Vou para o banheiro perto da sala dela, mas também não a acho, onde será que ela está? Começo a procurar ela pelos corredores e salas, mas ela não estava em lugar nenhum, eu já estava muito preocupada. Até que ouço a sua voz, bem baixa.

Yui : o que vcs querem? Porque estou aqui ?

Menina 1 : porque nos queremos que vcs se afastem dos irmãos e vamos te dar uma lição por isso.

Menina 2 : em vc e aquela maluca de cabelos brancos. Por isso vamos começar com vc já que é a mais fraca e depois com outra, e nos chamamos uns amigos para ajudar.

A isso não vai acontecer. Uso a minha velocidade e chego ate os 4

Eu : vcs não vão encostar um dedo nela.

Garoto 1 : e é vc que vai nos impedir ? hahaha – ele esta segurando um taco.

Garoto 2 : ela acha que é a supergirl para salvar os indefesos.

Menina 2 : parece que a outra vadia chegou, agora podemos matar dois coelhos com um tacada só.

Todos os 4 riram.

Eu : meu querido que péssima comparação, eu vou completamente oposto de uma heroína que tal Hellgirl acho que combina mais comigo, e vcs não vão me machucar – sorri diabolicamente

Me viro para a Yui preocupada.

Eu : eles te machucarão ?

Eu toco dela para verificar

Yui : n não.

Eu senti cheiro de sangue e olho para o braço dela tinha uma mancha de sangue e um rasgo grande na sua blusa.

Eu : Yui não minta para mim e sinto o cheiro de sangue.

Eu olhei para eles

Eu : vcs vão se arrepender disto.

Menina 1 : nos somos 4 e vc ...

Me viro de novo para falar com a Yui sem prestar atenção no que ela fala, mas sou interrompida.

Menina 2 : olha para a gente sua filha da puta quando nos falamos com vc.

Garoto 1 : olha para Ca vadia.

Ele bate o taco na minha cabeça, mas isso não dói, o taco se quebrou todo, essa ação dele me irritou muito.

Eu : vcs xingaram minha mãe, vão desejar não ter NASCIDO.

Me viro para Yui. Me tentado controlar para não a machucar.

Eu : Yui me faz um favor corre o mais rápido que puder e encontre o Ruki ou os outros e diz onde eu estou.

Yui : mas ..

Eu : AGORA.

Ela sai correndo igual uma loca. Quando vejo que ela esta longe, me liberto.

Ruki

A Lua esta demorando demais, será que elas se encontraram e ficaram conversando ?

Azusa : Ruki..porque vc esta tão inquieto.

Ruki : nada Azusa é que as duas estão demorando demais.

Ayato : eu concordo.

Yuma : Ruki que anel legal o seu, ele muda de cor.

Ruki : O que ?

Olho para o anel, ele estava com manchas vermelhas, mas que merda.

Me levanto contudo da mesa para procurar a Lua, mais a Yui aparece ofegante na nossa frente.

Ayato : panqueca onde vc estava ?

Yui : Ruki a...Lua, dois meninos e... duas meninas estão.... eles... - ela não consegue falar direito por causa do cansaço.

Ruki : onde ?

Yui : no pátio.

Ruki : cuidem da Yui e não venham atrás de mim.

Eu uso a velocidade para achar ela. Quando eu a acho ela, estava com um homem em suas mãos e prestes a morder seu pescoço, uma raiva me consome por ela esta tocando nele, tiro ela de perto dele.

Lua

Eu : agora vamos tratar as nossos negócios pendentes.

Garoto 2 : como ? – diz todo se borrando nas calças.

Eu : eu avisei que vcs iam se arrepender.

Eles iam correr, mas eu paraliso todos eles.

Os quatro : não consigo me mexer.

Eu : claro, por que eu paralisei vcs. Vamos ver quem vai morrer primeiro. Será que devo fazer uni Duni te ?

Garoto 2 : o que vc é ? por favor não, me perdoe

Coloco o dedo no queixo pensando.

Eu : hummmm......não esta perdoado.

Menina 1 : seus olhos... estão de duas cores. – ela diz com medo.

Eu : eles são lindos né ? Agora vamos ver, o escolhido vai ser hummm.....vc, garoto que me certou, eu estou muito chateada com vc. – digo com uma cara triste, mas volto com um sorriso diabólico.

Eu : hahahaha mentira, devo te torturar primeiro ?Ah Que tal quebrar um braço ou um perna, ou os dois ? – meu sorriso aumenta.

Garoto 1 : por favor eu te imploro, me perdoe, eu fiz porque elas mandaram.

Eu : já que foi elas te mandaram, que tal escolhe uma delas para morrer e talvez te deixo livre ?

Garoto 1 : pode ser ela – ele olho para a menina.

Eu : nossa como um ser humano atrai o outro tão facilmente pelo sua própria vida, então ela vai ser a segunda a morre.

Garoto 1 : como assim ?

Eu : vc é o primeiro.

Garoto 1 : vc prometeu.

Eu : eu não prometi nada.

Peguei ele pelo pescoço, e me aproximo de seu pescoço para morde, mais sou parada, puxada pela cintura e colada a um corpo, e o menino foi jogado no chão para longe.

Eu : ME SOLTE SEU IDIOTA EU QUERO SANGUE DELE.

Ruki : Lua se acalma agora.

Ele colocou a sua mão no meu rosto e olhou no fundo dos meus olhos.

Eu volto um pouco da minha consciência

Eu : Ruki...faça algo. – eu digo tentando me controlar

Ruki :se controle mais um pouco, hipnotiza eles e os solta, eu te ele para outro lugar.

Eu fiz o que ele pediu, ele me pega no colo e me leva para a enfermaria, não tinha ninguém.

Sinto a raiva voltando e me consumindo aos poucos.

Eu : RUKI

Ruki : calma.

Ele se senta na cama, comigo no colo e começa a tirar o casaco e desabotoar a blusa.

Ruki : beba

Me aproximo de seu pescoço rápido e mordo, beber o sangue dele é excitante tanto para mim quanto para ele, coloco minhas pernas uma de calada lado dele. Aquele sentimento de antes esta voltado, mexo-me em seu colo. Isso o excita mais e a mim também.

Ruki : Lua...não faça... Isso. – eu paro se não vou acabar transando com ele e não é momento para isso, mesmo que eu queira.

Depois de uns minutos bebendo eu paro, estou muito mole, meus olhos pezão, ele me deita no seu colo, eu já esta dormindo quando sinto algo macio tocando nos meus lábios e eu ouço...

Ruki : não toque em outro homem,não beba sangue de outro homem se não for o meu.

Eu dei um pequeno sorriso antes de apagar.

Me desculpem demorar

Pfvr comentem para eu saber se estão gostando.

Obrigada pelos comentários

Obrigada por estarem seguindo a historia

Se alguém preferir eu também posto no Wattpad.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...