História Diabolik Lovers (Laito x OC) I'll show you silly admiration. - Capítulo 6


Escrita por:

Postado
Categorias Diabolik Lovers
Personagens Ayato Sakamaki, Laito Sakamaki, Personagens Originais, Reiji Sakamaki
Tags Ayato, Ayato Sakamaki, Diabolik Lovers, Dialovers, Laito, Laito Sakamaki, Reiji, Reiji Sakamaki
Visualizações 203
Palavras 807
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Fantasia, Ficção Adolescente, Hentai, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Violência
Avisos: Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sadomasoquismo, Sexo, Spoilers
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Oyasumi!
Desculpa a demora, é que esse cap ficou gigante e demorou pra eu escrever ;-; e tava falando com uma criaturinha enquanto escrevia ;3;
(MUITO OBRIGADA POR 100 VIZUS! 6 SÃO LINDOS MARAVILHOSOS <3 O especial era de 50 mas quando vi tava 100, então por isso o cap ficou mais longo <3 )
Bom, sem mais enrolação, bora pro cap e boa leitura!

Capítulo 6 - Memórias perdidas.


Fanfic / Fanfiction Diabolik Lovers (Laito x OC) I'll show you silly admiration. - Capítulo 6 - Memórias perdidas.

POV: Bitch-chan/ Aki-chan/ Akemi (só até esse cap, huehuebr.)

É muito ruim não conseguir lembrar... É como se eu não tivesse identidade, fosse alguém vazia.

"Mamãe! Brinca comigo!" Uma menina diz enquanto corre em volta da praça cheia de crianças, até que para de frente para um casal que aparentemente são seus pais.

"Não vê que estamos conversando? Vá brincar com as outras crianças!" O pai da menina diz e a mesma faz uma carinha triste. Ela parece ter uns 9 anos.

"Vamos minha vampirinha, daqui a pouco mamãe brinca com você." A mãe da menina diz com uma falsa calma. Isso é familiar... Tudo é. Parece que uma meia hora se passa, mas pra mim em segundos. Já estava ficando escuro e muitas crianças já tinham ido embora da praça, ficando só algumas com a menina que parece ter feito amizade com elas, 2 meninos e 3 meninas. Os pais da menina estavam discutindo feio, e a mesma não parecia nada feliz com isso. 

"Nós sabemos, é ruim né?" Um menino pergunta, devia ter uns 7 anos. A menina balança a cabeça que sim.

"Em casa é pior... Ele bate na gente e a mamãe coloca a culpa em mim.." Aiiin, tadinhaaaaa. Parece que as outras crianças são todos irmãos e irmãs.

"Quer vir com a gente? Nossos pais faziam a mesma coisa então nós fugimos e uma moça acolheu todos nós, também tem outras crianças lá, ela cuida de todos nós!" A que parece ser a mais velha do grupo sugere. A menina faz que sim com a cabeça e depois de uns 2 minutos conversando todos saem correndo dali. A mãe da menina percebe e fica desesperada e tenta correr atrás dela, mas as crianças são mais rápidas, e ela acaba perdendo todas de vista. Resolvo seguir as crianças e apareço ao lado delas, que estão na frente de uma casa enorme, muito bonita por sinal, simples mas bem bonita. Parece que alguns anos se passam no que parece ser um tempo paralelo ao que eu estou. Todas as crianças cresceram bastante, a menina já deve ter uns 13 anos. Um cara chega na casa e aponta a arma para todos ali presentes, assustando a garota, que não percebeu o mesmo chegar, e nem ele notou a presença dela no local.

"Ninguém se mexe." Ele percebe a garota e se aproxima dela.

"N-não encosta!" Ela diz dando um passo pra trás. Ele aponta novamente a arma pras crianças.

"Se mexe e eu atiro." Ele diz olhando pros outros.

"NÃO!" A garota grita correndo até ele e empurrando o mesmo.

"Ei!" O cara reclama enquanto a garota aproveita para pegar a arma dele, apontando a mesma para o homem.

"Sai daqui agora! Deixa minha família em paz!" A garota diz nervosa, já derramando algumas lágrimas e destravando a arma. Ele encara a mesma, como se ela não tivesse coragem de puxar o gatilho.

"A-GO-RA!" Ela grita posicionando seu dedo para puxar o gatilho da arma. O homem resolve não arriscar e sai correndo dali.

"Hm." A garota reclama e abaixa a arma, exugando suas lágrimas e suspirando.

"Onee-sama! Isso foi incrível!-" Um dos meninos diz.

"Incrivelmente irresponsável! Se ele não saísse o que você iria fazer? Atirar nele?" Uma mulher que parece ser a "mãe" de todos eles pergunta nervosa andando até a garota. 

"Óbvio. Se precisasse matar ele pra vocês ficarem seguros, mataria." Ela diz corajosa, e todos arregalam os olhos.

"Você ficou louca!" Todos dizem em juntos.

"De nada por proteger vocês. E isso aqui eu vou guardar." Ela diz ativando a segurança da arma e brinca com a mesma.

"Akemi-san." Ela entrega a arma para a mulher. Pera... Akemi..? Foi dela que eu lembrei? Olho atentamente para a menina e percebo que é idêntica a mim quando menor, só não usava óculos ainda..... Claro! Agora eu lembrei um pouco! Essa sou eu mais nova e as outras crianças eu considero meus irmãos! Como eu pude esquecer deles?! Tô me sentindo uma idiota... Desculpa gente... Do nada tudo ficou preto novamente. Eu fiquei parada um bom tempo, então resolvi andar, mas esse lugar preto não tem fim, nada acontece...

"Eu tenho que lembrar tudo! Merda!" Digo pro nada com raiva de mim mesma por ter esquecido de tudo.

"A hora irá chegar, e você vai se lembrar." Uma voz do além diz. Eu olho em volta mas não tem ninguém.

"O-oiii? Tem alguém aqui?" Nenhuma resposta. Eu vejo uma pequena luz branca voando em volta de mim, eu tento pegar, mas do nada eu acordo olhando pro teto, com a minha mão estendida.

"Ainda bem que acordou, achei que você ia morrer." Escuto a voz do Reiji.

"Eu lembrei... De algumas coisas, e acabei de lembrar o meu nome..."

"Hm, pois então diga logo." Ele me apressa.

"Nara... Esse é o meu nome."


Notas Finais


Issaí! Até amanhã com mais um cap, espero que tenham gostado!
(A menina da foto era a Nara quando menor, só que com cabelo castanho e olhos um pouco mais claros- e sem orelhinhas de neko ;-; )


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...