História Diamond - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias EXO
Personagens Baekhyun, Chanyeol, Chen, D.O, Kai, Kris Wu, Lay, Lu Han, Sehun, Suho, Tao, Xiumin
Tags Abo, Chanbaek, Hunhan, Kaisoo, Sulay, Taoris, Xiuchen
Visualizações 325
Palavras 1.009
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Famí­lia, Fantasia, Fluffy, Lemon, Romance e Novela, Yaoi (Gay)
Avisos: Cross-dresser, Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 2 - Dul


Kim Junmyeon

Ele estava mesmo na minha frente? Eu estaria sonhando?

Vocês não devem estar entendendo muita coisa, pois bem, irei explicar. Eu sou Kim Junmyeon, ômega, tenho meus recém completados 18 anos e sempre fui muito tímido para falar com alfas. Nunca gostei muito de sair, mas eu tinha um amigo que se interessava por dança e foi aí que acabei gostando também e me apaixonando pelo alfa chinês Zhang Yixing.

Para mim não existia pessoa mais bonita e carismática que ele. Seu sorriso de covinhas estava sempre lá, sua dança me emocionava e eu acabava por muitas vezes sonhar com o dia que o encontraria. Eu sabia que sua academia ficava na rua da frente e passei por lá algumas vezes apenas para tentar vê-lo, mesmo que de longe e nunca consegui, isso me deixava frustrado.

O pior para mim não era a vergonha, eu queria conhecê-lo, mas ao mesmo tempo não. Ele era tão perfeito e eu apenas mais um no meio da sociedade. Eu não me sentia um ômega tão bonito comparado à outros, não tinha nada de especial ou que pudesse me destacar no meio das pessoas.

-Olá? -Ele me olhava tanto que acabei ficando nervoso demais e senti minhas pernas fraquejarem até não ver mais nada.

***

Senti meu corpo quente, parecia que alguém estava me segurando. Senti um cheiro ótimo e me aconcheguei ali, era o melhor cheiro que eu pude sentir na vida.

-Acho que você está bem confortável não é? -Abri os olhos ao escutar aquela voz suave. Eu estava deitado em seu colo e ele me olhava todo carinhoso. Corei de vergonha ao ver essa situação. -Eu fiquei bem preocupado com o seu desmaio. Você não anda se alimentando?

-P-perdão. -Eu estava bem nervoso, comecei a me levantar mas ele me segurou.

-Não precisa sair, está confortável para você, e devo admitir que para mim também é uma honra. Eu ouvi dizer que você é meu fã e que também é muito tímido, fico feliz que tenha alguém para admirar meu trabalho. Muito obrigado pelo seu apoio, de verdade.

-D-de nada. -Estava mexendo os dedos, ele pareceu notar isso e segurou minha mão fazendo um leve carinho nela.

-Eu sou só um ser humano, mesmo que você goste bastante de mim eu não sei se sou merecedor de algo assim. Nunca fiz coisas grandiosas mas gostaria que você pudesse me assistir alguma vez. Preciso de incentivos e os dos meus amigos já estão um pouco velhos, quem sabe você não seja a minha nova sorte?

-E-eu? -Estava surpreso com sua atitude. Não sei se ele sentia pena de mim ou se estava sendo sincero.

-Sim. Eu quero tanto poder te conhecer melhor e você me parece muito incrível. Eu tenho que ir agora, mas prometo que virei te ver mais vezes, só não fuja ou desmaie tudo bem? Eu iria ficar bem nervoso novamente.

-T-tá bem. -Ele sorriu e eu me levantei de seu colo. Fiquei um pouco sem saber o que fazer mas logo ele me deu um abraço, senti seu cheiro de alfa que estava até bem forte. Acabei por retribuir e encaixar a cabeça em seu ombro, e ali parecia o melhor lugar no momento.

-Seu cheiro é tão bom e viciante. -Senti seu nariz em meu pescoço e acabei ficando arrepiado pois era uma parte bem sensível do meu corpo. -Eu não sei o que estou sentindo, só sei que é bom e que eu nunca senti nada igual com nenhum outro ômega. Até mais.

Ele se despediu e logo saiu da sala me deixando sozinho. Acabei sentando pois parecia tudo muito inacreditável, é como se eu estivesse sonhando e poderia acordar a qualquer momento. Nunca na vida que imaginei estar perto dele e me sentir tão confortável assim. Yixing era uma pessoa que eu só visualizava em meus sonhos, nunca achei que essas coisas tão incríveis pudessem acontecer logo comigo.

-Que sorriso bobo é esse? -Minseok hyung perguntou.

-Ele é tão gentil hyung. É um alfa incrível e eu nem sei como me sentir. Ele é tudo o que parece na TV e um pouco mais. Eu não sei se é como eu o enxergo por ser um fã ou se realmente ele é esse tipo de pessoa para os outros, mas só sei que ele foi perfeito.

-Ele me pareceu ser muito bom e também bastante educado. Pelo visto você ainda está nas alturas com esse encontro. Seu sorriso está tão radiante Myeon e é ótimo te ver assim cunhado.

-Sim. Obrigado por isso hyung, eu nem sei como consegui mas você me ajuda muito. Meu hyung tem tanta sorte por ter um ômega como você ao lado dele.

-E eu tenho mais sorte ainda de ter vocês dois comigo. Agora que você já o conhece tem que perder essa vergonha, pode ir visitar a academia sem essa timidez toda não é?

-Acho que sim. Eu vou tentar.

-Tentar? Meu querido, aquele alfa é um gostoso, amoroso, fofo, simpático, educado e você me diz que vai tentar? Tentar Kim Junmyeon? Tá brincando com a minha cara?

-Quem é gostoso? Não estou gostando disso Kim Minseok. -Jongdae entrou na sala fazendo bico e eu ri. Dae hyung nunca foi ciumento e ele tentando fazer cena era a coisa mais estranha e engraçada do mundo.

-Ah, para que tá feio. Você sabe que eu te amo e não te trocaria por ninguém no mundo ChenChen. -Min hyung falou e sorriu beijando seu alfa. Eu achava o amor dos dois muito bonito e particularmente queria viver um amor como esse. -Tem um alfa lá fora querendo falar com você Myeon.

-Comigo? Quem?

-Eu acho que é aquele que você é fã.

-Yixing? -Fui andando sem nem escutar a resposta e ele realmente estava me esperando do lado de fora. -O-oi de novo.

-Oi.

-Esqueceu alguma coisa?

-Eu só... Por favor não me bata. -Não deu tempo de questionar sobre o que ele estava falando já que senti seus lábios encostarem nos meus, arregalei os olhos por alguns instantes mas logo aproveitei o beijo que não demorou muito à encerrar. -Eu precisava fazer isso, me desculpe.

-Não peça desculpas, não quando eu também queria isso.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...