História Diário de Naur - Capítulo 3


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Ação, Drama, Guerra, Monstros, Romance
Visualizações 1
Palavras 1.687
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Romance e Novela, Survival, Violência
Avisos: Álcool, Estupro, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Mutilação, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 3 - 6 de março de 2018


Fanfic / Fanfiction Diário de Naur - Capítulo 3 - 6 de março de 2018

Saímos com o sol nos olhos por causa da janela, nos arrumamos com as roupas secas que eu peguei na lavanderia antes de dormir, chegando na escola, fomos até uma sala com seis pessoas, 4 garotas e 2 caras, sentamos no fundo, o professor chegou e já foi copiando no quadro.

- Meu nome é Rony, tenho 30 anos e vou ser professor de vocês, vou ensinar como podem sobreviver lá fora com a ajuda um do outro, não quero preconceito ou vão se arrepender, bom, quem sabe me dizer como acabar com uma besta de forma eficiente?

- Cortando a cabeça – ele tinha cabelos cacheados pretos, magro e alto.

- Boa tentativa Jefferson, mas não, quem mais?

- Sol ou água professor – uma garota baixinha, cabelos lisos pretos.

- Isso, obrigado Angélica, Bestas odeiam luz solar e água por isso só atacam de noite e longe dos rios e oceanos mas alguém pode me dizer o porquê?

- A água queima e o sol derrete – uma garota alta com cabelo curto castanho.

- Vocês tão espertos mesmo, sim Vitória, por isso sempre é bom ter fogo e água por perto, eu vou ensinar a vocês a fazer fogo com materiais básicos.

Contando o meu time, tinha o time de Jefferson com, Iasmim, uma garota franzina com cabelo curto cacheado e Henrique, um cara forte com cabelo castanho claro; e o time de Angélica com, Eduarda, uma garota de cabelo liso preto, alta e Sarah, cabelo ondulado e ondulado.

A aula foi corrida, todos anotando o que o professor falava, fomos comer no intervalo e mais coisa sobre “como vocês iram encontrar água” ou “como vocês encontram comida nos bairros abandonados”, nada que vocês precisem saber agora, acabando a aula a diretora Marta entrou na sala, uma gorducha pequena mas enfezada.

- Eu vou informar como tudo vai acontecer aqui na nossa escola, vocês terão treinamento em campo e missões que caso queiram aceitar lhe renderam pontos e dinheiro, essas missões vão de vários rankings e as pessoas que pedem, nós só rankiamos e deixamos como forma de vocês se alto sustentarem, o lar de vocês se manterá com uma cota de dinheiro que vocês devem arrecadar até o final do ano, os alunos que não quiserem podem se mudar e procurar outro lugar, alguma pergunta? Sim, Evelyn.

- Receberemos auxilio da escola com o material ou com apoio de reforços da escola?

- Os matérias vão ficar por vocês, e para que não tenha nenhum risco da escola ser responsabilizada caso aconteça um acidente, vocês devem cumprir um nível certo de missões pra subir de nível, vocês estão no ranking D, vou passar uma tabela com o necessário para evoluir.

Ranking S / Ranking A / Ranking B / Ranking C / Ranking D

Quantas quiser / 10    /          50    /       100      /     200

- Diretora, porque tem esse símbolo no Ranking S?

- Porque não tem mais depois disso, essas missões são pra liderar equipes de ranking S ou A contra colmeias.

Espera, podemos enfrentar colmeias só fazendo essas missões? Será mais fácil do que imaginei.

- Se pegarmos uma missão e faltarmos a aula?

- Vocês têm até 30 dias para voltar, caso contrário serão dados como mortos.

Beleza, vou pegar missões até o ranking S antes do final desse ano, nossa turma foi liberada e podíamos pegar as missões.

- O que vocês acham, vamos pegar uma missão?

- Não sei se estamos prontos.

- São ranking D, vai ser fácil, todo dia vamos fazer 5 cada, aí terminamos rápido e aprimoramos nossas habilidades.

- Tá mas o que fazemos com o dinheiro?

- Venham pra minha casa, fica a 15 minutos da escola, economizamos o dinheiro e podemos comprar armaduras, cristais entre outras coisas.

- Não acho que duas garotas vão ser bem visto na sua casa Naur.

- Todo mundo na rua me conhece, e além do mais, lá tem muito espaço, ou pelo menos, mais do que aqui e comida.

- Eu acho uma boa ideia Eve.

-Tudo bem, vamos.

Fomos pra minha casa, nem deu tempo de sentir saudade, passamos por minha casa quando morava com Carlos, já tinha pessoas lá.

- Tudo bem Naur?

- Sim, vamos – chegando na minha casa.

- Bom, é simples, mas em aconchegante.

- Vivian morou aqui?

- Lógico, é... era dela, podem ficar com o quarto, eu durmo no sofá hahaha.

Fui pra cozinha, deixei minha mochila na sala, coloquei uns biscoitos com achocolatado pras duas e fui guardar minha roupa no armário.

- Naur.

- Fala Lili.

- Foi legal você tomar as rédeas da situação, e ter oferecido a casa, aliás eu adorei.

- Sem problema, somos amigos e assim podemos treinar juntos e economizar o dinheiro.

- Têm lugar pra treinarmos aqui?

- Sim, lá no quintal têm um bom espaço e no porão dá pra treinar no escuro.

- Você parece ter treinado bastante com espadas, essas marcas no seu braço são do treinamento?

- Hã?

- Seu braço direito, têm vários cortes.

- A, Vivian gostava de perfeição, treinamentos duros hahah.

- Ela...

- Não, foi tudo sem querer, as vezes ficava intenso, nunca doeu muito, era melhor ela me machucar do que essas coisas.

- Acho que sim.

- E você? Porque o machado?

- Isso? Sempre gostei, dão um ar de poder e força não acha?

- Acho que você pode me matar se eu pisar no seu pé hahaha

- Talvez eu faça isso.

- Mostra pra Eve o quintal, fica atrás da cozinha, podem treinar com uns bonecos de feno.

- Tá e você?

- Vou guardar as coisas de vocês no armário e vou pegar umas missões.

- Quer que vamos juntas com você?

- Não precisa se preocupar, não vou morrer tão fácil.

Passei a mão na sua cabeça, tentando fazer um carinho, acho que ela gostou, ela saiu e eu fui guardando suas roupas no armário, deu espaço, sobrou até, agora vamos deixar a comida pronta e pegar umas missões na escola.

Acabando de fazer o jantar e observar elas treinando juntas, sincronia zero, Lili atacava bem mas deixava muito a guarda aberta e Eve nem se fala, parecia que tinha medo de acertar o boneco, várias vezes eu ri quando as duas atacavam e Eve acertava com o cabo a Lili, sai antes do sol se por, fui até a escola que no saguão tinha um mural com várias missões, lotado, acho que muitas pessoas pegavam, mas as ranking S não tinha muitas e as recompensas, nossa, era o sêxtuplo das minhas, peguei umas 15 de ranking D, cuidar de Bebê por um tempo, achar gato, passear com cachorro, coisas básicas mas que juntas davam pra ter um mês sem problema, se fizesse umas 100 por semana dava pra viver muito bem até, mas, meu objetivo agora é terminar com as missões D desse mês e ir logo pro próximo ranking, será que elas vão ligar de eu chegar tarde?

Nossa, é quase meia noite, não sabia que cuidar de bebê dava tanto trabalho, pelo menos a família me agradeceu com a recompensa, essa semana vamos comer como reis, será que Vivian parou de fazer essas missões pra cuidar de mim? Melhor não pensar nisso agora, vou chegar em casa e...

- Porque chegou tarde?

- Estava ocupado cuidando de um bebê, os pais foram jantar.

- Podia ter avisado.

- Calma, eu falei que ia voltar tarde, deixei jantar pronto e trouxe dinheiro suficiente pra semana.

- Quantas missões você pegou?

- Uma ou duas relaxa – risada – vou tomar um banho e dormir, estou sem fome depois daquele bebê vomitar no berçário.

Fui tomar banho e enquanto isso Lili pegou no bolso da minha camisa uns papeis, quando terminamos o dia, temos que ir na secretária da escola pra eles darem baixa nas missões e computarem nas nossas fichas, me dei a liberdade de pegar as nossas três fichas, tomei um susto quando Lili abriu a porta do banheiro e eu estava ainda no banho.

- O que é isso?

- O que?

- Você fez missão por nós três.

- Vocês estavam treinando, então pra não perder o dia fiz algumas a mais.

- Mas elas não estão na sua ficha, têm cinco em cada, e eu não lembro de ter explicado a matéria da escola pra um garoto.

- Tudo bem, deixa eu me arrumar que conversamos.

- Vai logo.

Sai do banho, me arrumei e sentei no sofá com as três.

- Lili, pega leve, ele só está tentando ser legal com a gente.

- Eu sei Eve, mas ele tem que saber que nós também podemos ajudar, eu sou a líder e tenho que ter pulso firme com meus companheiros.

- Lili, somos uma equipe, eu sei mas eu preferi deixar vocês se conhecerem e conseguirem mais entrosamento e enquanto isso eu garantia nossa semana financeiramente e estamos mais pertos de alcançar o ranking C.

- Tudo bem, hoje eu vou deixar passar, mas amanhã eu vou treinar com você, eu tenho que saber suas fraquezas e forças.

- Tudo bem, boa noite Fire, Boa noite Eve.

- Boa noite Naur.

Eu fui pegar meu cobertor no armário e fui pro sofá, não pensei que podia perder a cabeça por chegar tarde, nem Vivian reclamava, só quando passava de duas da manhã.

- Naur.

- Fala Eve.

- Não fica bravo com Lili, ela gosta de você só não quer perder um amigo.

- Eu sei, pode relaxar, eu não vou abandonar vocês.

- Tá bom, boa noite.

Eu vi ela meio cabisbaixa, abracei ela, ela se assustou, mas se acomodou no meu abraço e foi mais leve pra cama do que ontem.

Amanhã ainda vou ter que acordar cedo, ir pra escola, treinar, fazer missão, caramba, será que amanhã não é férias não? Acordar tarde, como seria bom acordar tarde, tomara que Lili não me rasgue no meio ou Eve me acerte com o cabo da lança dela, não sei como vai ser amanhã, só sei que eu não vou acordar 13:00 horas.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...