1. Spirit Fanfics >
  2. Diário De Um Apaixonado (Romance Gay) >
  3. Descrevendo Minha Vida

História Diário De Um Apaixonado (Romance Gay) - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


Minha primeira história, espero que gostem :)

Capítulo 1 - Descrevendo Minha Vida


Meu nome é Justin Hayes, tenhos dezesseis anos e não sei o que estou da fazendo da minha vida atualmente.

Moro com o meu pai em Yotville, uma pequena cidade litorânea no sul da Califórnia.

Nos mudamos dois anos depois que eu nasci, na época minha mãe disse que não estava preparada para assumir a responsabilidade de uma família tão cedo, precisava explorar o mundo e entender um pouco mais sobre ela mesma, e então alguns dias depois desapareceu para sempre, sem deixar qualquer pista.

Eu e meu pai nos damos bem, temos um certo tipo de acordo não verbal de que falamos apenas o necessário, jantamos juntos e cada um lida com os seus próprios problemas da forma que achar melhor.

Me acostumei com esse tipo de vida, então basicamente resolvo todos os problemas e sofro sozinho quando passo pro problemas.

Estudo na escola do centro, a incrível e horrível Yotville High School, é aquela em que os professores fingem estar preocupados com os alunos, enquanto muita coisa acontece bem embaixo dos narizes deles, mas está tudo bem, todos sabem que não adianta fazer nada, a vida la é exatamente assim.

De alguns meses pra ca eu venho me sentindo um tanto sozinho, tenho apenas um único amigo, e o melhor que eu poderia ter, o incrível Duncan Conner, somos amigos desde a infância, mais precisamente nós conhecemos aos cinco anos de idade, estudamos juntos desde então.

Tudo estava perfeito até a dois anos atrás, quando Alexia Sherman entrou na nossa turma, ela era de Nova York, estava acostumada com um outro mundo, e agora na cidade pequena estava enfrentando problemas, fizemos amizade com ela e foi bem interessante durante algum tempo, mas depois de alguns meses Duncan e Alexia estavam namorando, e eu era a pessoa que ficava de vela.

No início eu não ligava para isso, afinal, eles estavam juntos e estava tudo bem, até o dia em que eu comecei a ficar de lado, eu entendia o lado deles, precisam de um tempo para se beijarem ou qualquer algo do tipo, só que agora nos vemos apenas na escola.

La se foran as tardes ao lado de Duncan jogando vídeo game, eu agora estava muito mais sozinho do que de costume.

Me olhei no espelho e arrumei mais uma.vez meus cabelos molhados, coloquei os fones de ouvido e estava pronto para iniciar mais um dia.

A música me ajuda a repensar a minha vida, e gosto de dizer que é a minha terapia diária.

A escola não era muito longe da minha casa, para ser mais específico, ficava a apenas quatro quarteirões depois, então nunca era uma longa viagem até la.

O sol começava a nascer quando saí de casa e comecei a andar em direção a escola, alguns alunos que eu conhecia apenas de vista andavam em grupos e estavam prontos para mais um dia.

Graças ao volume baixo da música, pude ouvir o som dos passarinhos cantando, o vento tocava a minha pele e isso até que fez eu me senti bem.

Ao chegar na escola olhei aqueles portões grandes e os grupos de alunos, o barulho era ainda pior do que eu me lembrava que eles poderiam fazer.

A escola era a maior que eu já havia estudado, talvez fosse assim para compensar o tamanho da própria cidade, com várias salas e corredores, era o local perfeito para ter uma vida até que emocionante, pelo menos era isso o que os funcionários diziam.

Entro no local pelo corredor principal, estava lotado com mais pessoas, a minha escola poderia facilmente ser confundida com um episódio de uma série de adolescente clichê, tinhan os garotos do time, os do punk, os nerds, as garotas da torcida, as das danças, era um verdeiro ninho de pessoas que eu não queria fazer amizade.

Andei para o meu armário e o abri, na porta estavam algumas fotos, do meu gato Peter, sim na época eu estava levamente viciado em filmes e HQs do Homem Aranha.

Haviam fotos minhas e de Duncan, outras com Alexia e apenas uma com o meu pai, era um armário bem triste na verdade.

Peguei os livros que iria precisar e fechei a porta novamente pronto para mais um dia de puro estresse e provavelmente traumático.

Antes de voltar a andar la estava ele parado na minha frente, os olhos azuis praticamente brilhando, os cabelos vem penteados como sempre, a calça jeans rasgada era o de sempre, uma camisa preta e por cima a xadrez de manga cumprida, que agora estavam dobradas.

Talvez eu tenha esquecido de mencionar um pequeno detalhe, eu não sabia quem era eu o do era capaz, estava ainda me descobrindo, mas de uma coisa eu tinha certeza desde os meus treze anos, eu era completamente apaixonado por Duncan, claro que nunca tive a coragem de dizer, ainda mais agora que ele estava namorando.

-Você não respondeu minhas mensagens- Ele cruzou os braços e parou diante de mim.

-Eu não to afim de sair hoje Duncan- Disse na mesma hora- Tenhos trabalhos pra fazer, e você tem a Alexia.

-Ela não vai, tem alguns trabalhos pra fazer com o grupo dela, então pensei que a gente pudesse sair pra comer algo, só nós dois, faz tempo que não fazemos isso.

Agora ele havia chegado em um ponto que me interessava.

-Onde quer ir?- Perguntei finalmente.

-Na mesma hamburgueria de sempre- Duncan sorriu.

Costumava chamar de a nossa incrível hamburgueria, meu pai nos levava para comer la desde que éramos pequenos, com o passar do tempo começamos a frequentar mais e logo se tornou uma rotina, mas quando Duncan começou a namorar ele levou Alexia em uma das vezes, não é que eu não goste dela ou não apoie o relacionamento, é claro que eu amo ele secretamente, mas nunca faria nada para separar eles, só queria que fossem felizes.

Mas essa hamburgueria era um lugar só nosso, e eu me senti mal e extremamente traído no dia em que ela estava la, é claro que isso provavelmente era apenas uma infantilidade minha, mas eu acho que toda pessoa deveria ter um lugar especial para frequentar com os seus melhores amigos sem a interferência de outras pessoas.

-Tudo bem, nos vemos depois da aula então- Eu disse por fim.

-Algo está te chateando Justin?- Ele perguntou, e de alguma forma acho que ele já sabia a resposta, mas eu não queria causar outra briga.

-Nada, só estou um pouco cansado com tudo isso da escola- Resolvi dizer.

Ao longo dos anos brigamos sim algumas vezes, ficamos até mesmo semanas sem nos falar, mas um precisava do outro, e isso era fato.

Mas agora ele tinha a Alexia, então se brigassemos poderia mesmo ser para sempre, e eu não poderia arriscar isso, era difícil viver sabendo que ele nunca me amaria, mas seria impossível continuar sem nem mesmo poder falar com ele.

-Tudo bem, sabe que se qualquer coisa estiver te incomodando pode falar comigo não é?

-Claro, é por isso que é o meu melhor amigo- Eu disse sorrindo.

-Exatamente por isso- Ele retribuiu o sorriso e o meu coração bateu mais forte, aquele sorriso era lindo, e parecia que me atingia de uma forma que eu nem mesmo sabia como explicar- Te vejo depois da aula então, temos todas elas separadas hoje.

Concordei e me afastei em direção a minha sala de aula logo depois.

A primeira aula de hoje era biologia, uma das poucas em que eu ficava completamente sozinho, todos já tinham as suas duplas formadas, a minha sempre era o Duncan, mas de segunda-feira não tínhamos aulas juntos, então eu simplesmente não tenho uma dupla.

Porém hoje era diferente, um garoto estava sentado ao lado do meu lugar, eu não conhecia ele, deveria ser novo.

Tinha os cabelos loiros caídos no rosto, os olhos pareciam com os de Duncan e até mesmo a forma de se vestirem.

Me aproximei e sentei no lugar de sempre.

-É novo aqui?- Perguntei.

-Sim- Ele respondeu e me olhou- Espero que não tenha uma dupla, as outras estão completas...

Olhei ao redor e percebi que sala estava cheia, e todos tinham a sua dupla.

-Não tenho uma pra essa aula, então fique a vontade- Respondi e recebi um sorriso como resposta.

-Prazer, meu nome é Andrew Baker.

Talvez isso fosse um pouco interessante, era difícil recebermos alunos novos, principalmente os garotos bonitos, então talvez eu tivesse tirado a sorte grande, pois finalmente poderia ter um novo amigo nesse vasto habitat de pessoas estranhas e que odeiam umas as outras, ou mais conhecida por todos com um nome um pouco mais simples, a escola.


Notas Finais


Os personagens são baseados nas pessoas no link abaixo, se quiserem podem acessar.

https://docs.google.com/document/d/1GH3wLmmJauy0QPweC4Nn_3HjGnvfCHwb34DVab3UdSk/edit?usp=drivesdk


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...