1. Spirit Fanfics >
  2. Diário de um desastrado - NamJin >
  3. Capítulo treze - Final

História Diário de um desastrado - NamJin - Capítulo 13


Escrita por:


Notas do Autor


Capítulo final :(
Bom lá vou eu com meus textinhos que sempre escrevo ao final de minhas "obras" (Várias aspas nessa palavra, pois são simples fanfics).
Bom eu amei de coração escrever esse enredo, amei cada comentário que me animou pakas, me fez ri. Muito obrigada a todos que acompanharam a tia aqui! De verdade, eu sinceramente (Como eu todas a minhas fanfics), nunca achei que essa estória daria certo... Pensei que desistiria, mas graças a vocês continue firme e forte...
Então chega de baboseira e vamos para o último capítulo dessa estória que amei tanto escrever! 💜

Boa leitura e não me matem <3

Capítulo 13 - Capítulo treze - Final


Fanfic / Fanfiction Diário de um desastrado - NamJin - Capítulo 13 - Capítulo treze - Final

04 de Janeiro de 2017 13:04 

Ok, perdoem por não escrever ontem, aconteceu, algumas coisas... E hoje essa página vai ser diferenciada, só para lhes contar tudo o que aconteceu ontem...

Flashback (Última vez que eu vou escrever T-T)

Eu acordei com Jinnie me balançando desesperado

-- Joonie, pelo o amor! - Ele fala desesperado, e com um murmúrio acordo

-- O que aconteceu Jinnie? - Pergunto, abro os olhos lentamente e vejo os olhos do mesmo cheio de lágrimas, me levanto rápidamente preocupado. Pisco várias vezes confuso

-- O T-Tae e-ele - Ele fala com a voz embargada e rapidamente.

-- Amor, calma, devagar, uhm?! - Eu falo, tentando o acalmar, o rapaz suspira

-- O Tae, sumiu... - Ele fala com a voz ainda embargada

-- O-O quê? - Eu pergunto confuso e tento assimilar - Jinnie, como assim ele sumiu? - Eu pergunto, agora eu sou o desesperado do ambiente

-- E-eu não sei... Ele simplesmente sumiu... - Ele fala gesticulando com a mãos talvez para se acalmar

-- O que está acontecendo? O que você fez Kim NamJoon? - A voz de YoonGi surge confusa, e de repente muda para brava, o rapaz se aproxima de mim e segura a gola de minha blusa

-- Ei, Yoongi, o solte! - Jinnie fala bravo

-- Ele te fez chorar, e quer que eu o solte? - YoonGi pergunta bravo

-- Ele não me fez chorar Min Yoongi! - Jinnie fala bravo e bagunça o cabelo

-- E por que está chorando? - YoonGi pergunta confuso

-- Será que você pode me soltar? - Pergunto para YoonGi em um fio de voz, o rapaz mais velho do ambiente me solta - Olha, o Tae sumiu, estamos todos confusos! - Eu falo respondendo a sua pergunta

-- Como assim o filho de vocês sumiu, belos pais, hein? - Ele fala sarcástico, olho para Jinnie e percebo que ele olhava para YoonGi com sangue nos olhos

-- YoonGi qual seu problema? - Jinnie pergunta bravo

-- Estou falando apenas verdades SeokJin! - De repente o celular de Jinnie começa a tocar, ele olha para a tela e depois me olha

-- Número desconhecido... - Jinnie fala apreensivo, concordo com a cabeça e o rapaz atende, desviando o olhad- A-alô? - Jinnie atende nervoso - Quanto você quer? - Ele pergunta ainda nervoso, o rapaz me olha - O quê? - Ele pergunta e me olha com os olhos marejados - Quan-quanto tempo temos ? - O rapaz fala com a voz embargada - O-Ok - Fala nervoso e solta o celular no sofá, bagunça o cabelo nervoso

-- O que aconteceu Jin, por que está nervoso? - YoonGi pergunta preocupado, Jinnie suspira

-- O sequestrador, digo a sequestradora, é a Yves... - Jinnie fala, percebo que YoonGi o olhava surpreso (Não duvido do que essa garota é capaz, nunca confiei nela, assumo)

-- Ah qual é SeokJin, por que está acusando minha namorada? A Yves não seria capaz de fazer isso! Não é porque eu não aprovo seu relacionamento com esse aí, que você tem que inverta mentiras! - YoonGi fala bravo e Jinnie o olha desacreditado

-- Você não a conhece YoonGi, ela é uma cobra! - Eu falo, como diabos ele prefere acreditar em uma garota que ele mal conhece, do que no próprio "irmão"?

-- E você, também não a conhece NamJoon! Não, deveria acusá-la por ter algo contra a ela! - YoonGi fala bravo e se aproxima de mim

-- Eu não tenho só algo contra a ele, eu tenho tudo contra! - Eu falo, ok, eu estava em meu limite. YoonGi acerta meu rosto, o olho bravo

-- Vocês dois parem! - Jinnie fala bravo - YoonGi , como você prefere acreditar em uma garota que você mal conhece, do que a seu irmão? - Jinnie pergunta bravo

-- Eu conheço mais ela do que você SeokJin! Você preferiu um traste desse do que a mim? - YoonGi aponta para mim

-- Min, não chame meu namorado de traste! Que merda, sai da minha casa! - Jinnie fala bravo, muito bravo

-- Para primeiro de conversa, essa casa não é sua, e sim minha! - YoonGi fala também bravo - Mas irei sair, porque se eu ficar mais um segundo aturando seus pits, eu surto! E você Kim! - Aponta para meu rosto - Trate de acalmar meu irmão! - Ele sai bravo, ok, não sei se fico com raiva, com medo ou outra emoca depois dessa frase (Ok, eu não expliquei o que YoonGi fazia ali, mas estávamos na casa de praia dele), me aproximo de Jinnie e lhe dou um abraço que é logo retribuído

-- Jinnie, vai ficar tudo bem, vamos conseguir achar o Tae de volta! - O rapaz me empurra levemente, e o olho confuso

-- Você está machucado, vamos cuidar de seus machucados enquanto te conto todas as informações! - Ele fala tentando se acalmar e concordo, vamos para o quarto de hóspedes, o rapaz pega o kit de primeiro socorros da bolsa e se aproxima de mim com a caixa - Então primeiramente, ela disse que para liberar Tae, eu teria que terminar com você e da a ela uma quantia de quatro mil reais... - Ele fala, e solta um suspiro, abro a boca para falar algo, o rapaz põe a água oxigenada em meu machucado, fazendo com que eu faça uma careta de dor- Antes de você falar algo temos um prazo de sete horas para eu terminar com você e arranjar o dinheiro... Eu iria pedir para o YoonGi emprestado, mas infelizmente acabamos de brigar. - Ele suspira novamente

-- Eu tive uma ideia! - Eu falo sorridente e ele me olha confuso

--Como assim? - Ele pergunta confuso, talvez porque eu já tinha planejado algo tão rápido

-- E se...

Eu quebrei o tempo (Não, não é brincadeira, eu vou deixá-los curiosos sobre o plano, que vocês só verão ao decorrer que eu for contando)

SeokJin estava a caminho do endereço que a Yves havia passado e eu estava infiltrado com os policiais, sim eu estava ajudando os policiais. Não se preocupem... 

Nós estávamos a espreita, quando Jnnie entra no local pelos fundos. Andamos sorrateiramente até a porta dos fundos também porém tinha um cara vigiando o local e a porta estava trancada com um cadeado para fora? Ok, não jugamos os ladrões... Um policial deu um soco no cara, fazendo ele desmaiar. Nos aproximamos da porta e obviamente estava trancada, procuro no bolso do cara se ele tinha a chave, mas ele não tinha, mais que merda? 

-- Merda como vamos abrir a porra do cadeado? - O policial, Lee, Lee Félix fala, toco no cadeado para pensar em um jeito que poderíamos abrir aquilo, o cadeado se quebra

-- Conseguimos? - Pergunto sorridente, olho para os policiais que me encaravam surpresos. Dou os ombros e abro a porta lentamente, ando pelo o local sorrateiramente, deixando os policiais para trás, onde será que Jinnie é Tae poderiam estar? 

-- Por favor! Eu lhe dei tudo o que você queria! - Jinnie fala alterado 

-- Nem tudo meu bem... - A voz de Yves soa alterada, de repente um dos capangas dela abre a porta me dando um chute em minha barriga fazendo eu cuspir sangue, não consigo revidar, pois o chute foi muito forte - Ah NamJoon oppa, veio salvar sua família? - Yves fala sorrindo maníaca 

-- O que você quer garota? - Pergunto em um fio de voz 

-- Você, oras! - Ela sorri e um dos seus capangas me pega, e me amarram em um cadeira - Querido SeokJin, se você ou essa mini praguinha derem um passo ele morre! - Yves fala tirando uma arma de sua calça 

-- Não! - Jinnie fala gritando - Solte ele! - Ele grita novamente - Por que irá matar alguém que você gosta? - Sua voz soa em uma pergunta, e percebo que está embargada 

-- Eu posso utilizá-lo de múltipla formas, querido! - Ela ri 

-- Não o chame assim! - Eu grito com ela e recebo outro chute em minha barriga, fazendo novamente eu cuspi sangue

-- E não grite comigo! - Ela fala encostando a arma em minha cabeça e engulo a seco

-- Você está presa! - O policial Lee fala aparecendo apontando uma arma para a mulher

-- Não antes de matá-lo! - Ela ri, a luz se apaga, escuto um disparo e tudo fica preto

-- Não! - Jinnie grita e escuto Tae me chamando 

Piiiii

Acordo desesperado, mais que merda esse pesadelo de novo? Eu suava e respirava rapidamente. 

-- Tae, Deus! Está bem? - A voz feminina surge preocupada, e concordo assustado, aliás onde eu estava? 

Fim...


Notas Finais


Então foi isso... Perdoem os erros e espero que tenham gostado...

-- Vai ter segunda temporada sim, mas não vai ser como vocês esperam hehe.
Sentirei saudades até lá! :(


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...