História Diário de uma assassina - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Danganronpa The Animation
Personagens Aoi Asahina, Byakuya Togami, Celestia Ludenberg, Chihiro Fujisaki, Junko Enoshima, Kyoko Kirigiri, Makoto Naegi, Personagens Originais, Sakura Ogami, Toko Fukawa
Visualizações 15
Palavras 848
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ecchi, Hentai, Romance e Novela, Sobrenatural, Survival, Suspense, Terror e Horror, Violência, Yuri (Lésbica)
Avisos: Insinuação de sexo, Mutilação, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Oiê povos!! Estou começando mais uma fic, dessa vez ela é sobre uma personagem que na minha opinião é incrível. Genocider Syo ( eu acho que dá pra notar que eu gosto muito dela ) enfim eu vou dar o meu melhor para reproduzir a mente dela como eu imagino que seja.😉
Bjs meus lindos😘😘
Favoritem e comentem, eu fico muito feliz 😉😉

Capítulo 1 - Duas pessoas em um só corpo, elas vão se matar


Fanfic / Fanfiction Diário de uma assassina - Capítulo 1 - Duas pessoas em um só corpo, elas vão se matar

7:00 AM : Fukawa

Estou na escola, sempre chego cedo, afinal eu sou a garota literária nível super colegial, tomo conta da biblioteca fora dos horários de aula,eu sempre gostei de ler, me faz bem, são poucas as pessoas que vem a biblioteca então tenho bastante tempo para ler.

Quebra de tempo. 8:30 AM.

Eu não tenho amigos, passo os intervalos na biblioteca.

A porta abre e eu tomo um susto.

Fukawa: s-seja b-b-bem v-vindo!

??? : Hum - quem será esse? - onde estão os livros sobre negócios?

Fukawa: t-terceira prateleira a d-direita.

??? : Tá - nossa, tão lindo, imagina esse corpo nu,ahhhhhh - que seja.

Ele vai até a prateleira é pega três livros, eu observo cada movimento do olhos azuis. Quando ele coloca os livros sobre a bancada soltou poeira e eu só lembro do espírito e de acordar na sala de aula.

8:40 AM.

Hihi. Parece que eu assumo daqui.

Syo: então a confusão na mente daquela puta é por sua culpa, ahh eu odeio aquela garota.

??? : Essa mudança não me surpreende - hum, interessante - genocider Syo - opa, agora ficou estranho - não se preocupe eu não vou contar - eu tô começando a gostar dele - mas não se anime, eu só quero provar minha capacidade como herdeiro da grande empresa Byakuya.

Syo: Byakuya Togami - Lambo os lábios ao pronunciar o nome dele - você só queria me desmascarar, mas que pena que não conseguirá informações com a tola e ingênua da Fukawa fora.

Togami: você vai me ajudar - seu jeito de pensar me excita - seu que vai me matar na primeira oportunidade - você vai morrer - e também sei que está excitada - vai morrer.

Sem pensar duas vezes pego minhas lindas tesouras e lanço na direção de Togami, ele rapidamente desvia e revida correndo, me agarrando por trás e jogando no chão.

Syo: mas assim tão rápido. Quer que eu tire a roupa primeiro?

Togami: isso foi um golpe sujo, Fukawa.

Syo: eu não sou a Fukawa, eu odeio esse nome, eu sou a Genocider Syo, a assassina nível super colegial.

O sinal toca.

Togami: na hora da saída eu quero a Fukawa aqui.

Ele vai morrer, ele me deixa excitada e eu tenho que mata-lo, ahhh, tenho que voltar pra sala, que merda, puta merda, tenho que trazer ela de volta, preciso que ele confie em mim para poder mata-lo.

9:40 AM

Eu estou desnorteada, o que será que aconteceu, espera, aconteceu a Genocider. Eu não aguento ela dentro de mim, eu odeio aquela vadia estúpida que faz questão de matar todos que eu apaixono, falando nisso, olhos azuis, será que ele está bem?

Depois das aulas fiz o de sempre, biblioteca.

Chegando lá, vi que ele estava me esperando. Fiquei pálida.

??? : Não fique assim baka-chan - ele está falando de mim - e vê se toma um banho porca. A propósito meu nome é Byakuya Togami.

Fukawa: ehh...

Togami: sem palavras baka-chan - ele diz isso de maneira tão fofa, será que gosta de mim? - preciso de você, ou melhor preciso dela.

Fukawa: sem querer parecer interesseira, mas o que ganho trazendo ela aqui?

Togami: posso lhe dar algo que quer de mim - ele consegue me entender, eu sei que estou sendo manipulada, mas não quero me livrar dele - agora ela por favor!

Forço um espirro com uma pena, ela chegou.

11:40 AM.

Hihi. Hora de matar.

Togami: então, bem vinda de volta.

Syo: pode enganar ela, mas não a mim - hum, que interessante - você andou fazendo propostas indecentes para a outra, por que não para mim? eu quero ouvir palavras erradas vindas de você, ora, vamos Togami, não que me chupar.

Togami: faça o serviço e veremos.

Syo: deixou mais interessante, pode falar.

Togami: preciso que mate uma pessoa, Aoi Asahina.

Syo: só isso. Agora mesmo

Togami: cuidado, ela pôde estar sob proteção do governo.

Syo: se não me pegaram até agora.

Togami: mas estamos falando de Kyoko e Makoto.

Syo: Kirigiri e Naegi, hum. Sabe como eu ficaria animada para esse trabalho?

Togami: eu sei, infelizmente eu sei.

Ele me pega pela cintura e me puxa pelas linhas prateleiras da biblioteca até onde não tinha janelas e lá ele começa me beijar, e sua mão vai por baixo de minha blusa, subindo até meus seios e devagar começou a massagear, eu gemia baixo, então ele tirou suas roupas e pude ver toda a extensão do seu corpo e o volume de seu membro, logo ele me despio e começou a beijar meu pescoço, ele foi descendo até passar pelos meus seios e descer até minha intimidade, ele colocou minhas pernas nos seus ombros e começou a chupar meu clitóris e eu comecei a geme baixo, os professores ainda estavam no colégio.

Paramos por aí não que eu não quisesse, ele tinha hora para chegar em casa.


Quebra de tempo. 15:00

O que ela fez dessa vez?

Como é possível não lembrar do que aconteceu comigo, aquela vadia vai me contar o que aconteceu, como eu não sei, mas as vezes eu penso que seria melhor manter as memorias dela longe das minhas. Eu tenho um pressentimento ruim de que se lembrarmos de tudo algo ruim acontece, como um desequilíbrio no espaço-tempo. Deve ser coisa da minha cabeça, ainda sim eu...


           Continua.





Notas Finais


Então gostaram? Deixem nos comentários se continuo ou não.
Bjs meus lindos😘😘😘😍😍😍😍😉


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...