História Diário de uma bipolar e esquizofrênica - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Tags Bipolaridade, Depressão, Doença, Esquisitice, Esquizofrenia, Mania, Pessoas, Toc, Tristeza
Visualizações 84
Palavras 692
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Famí­lia, Misticismo, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Bom aí vai um dia "comum" para mim.

Capítulo 2 - Um dia típico


Fanfic / Fanfiction Diário de uma bipolar e esquizofrênica - Capítulo 2 - Um dia típico

Bom você já se perguntou por que você existe? Eu me pergunto isso pra caramba. Pra mim a vida é sempre confusa, eu perco o fio da meada direto. Estou escrevendo aqui e do nada já estou alí fazendo um sanduíche, ou mesmo resolvo ver um filme de terror durante a noite ao invés de dormir como a médica manda. Eu gosto muito de doces, já teve vez de eu comer potes inteiros de doces, mas como eu disse, eu mudo de opinião com facilidade, então tem dias que o cheiro de doces me enjoam pareço até uma grávida. Mas os salgados eu posso dizer que tenho um fraco pelo que tem queijo, nossa eu amo queijo.

Ah, os doces tem uma explicação racional, o açúcar segundo um médico que tratou de mim é um antidepressivo natural, pois libera endorfina no organismo e a sensação de prazer diminui a tristeza, o mesmo ocorre com o sexo e é por isso que bipolares tendem a ter uma vida sexual ativa.

Voltando a mim...eu gosto de dançar, é a minha paixão, na verdade todo tipo de arte eu gosto, escrever, dançar, pintar, cantar, criar peças e fazer trabalhos manuais. Enfim, eu sou toda natureba quanto aos lugares que gosto de frequentar, às vezes dizem que tenho espírito de rico, gosto de enormes jardins, teatros, museus, parques abertos, de casarões, amo antiguidade e tenho espírito de velho (rabugenta e com gostos antiquados). Eu gosto bastante de comer porcaria, pizza, hamburguer, sorvete, chocolate...mas não precisa ser só gordices não, eu gosto daquele sanduíche natural, um bom suco da fruta, aqueles docinhos caseiros...hummmm eu amo.

Eu sou um pouco louca, ontem foi um dia #SemJulgamentosDaTia kkkkk

Eu fiquei chateada porque meu esposo não quis passar o dia ao meu lado, ele é fã de jogos e animes, então passou a noite de sexta para sábado quase toda acordado jogando e me vigiando, então dormiu até bem tarde e quando acordou foi sentar-se comigo na sala, mas ele saiu bem rápido e foi para o computador, na hora eu nem liguei, mas ele já tinha se negado a ir comprar pão pra mim, mas eu sou toda neurótica, pra mim tem que ser tudo seguindo uma rotina, então eu precisava do meu café por mais que já fossem 15:00 horas e eu não saio muito de casa graças as minhas fobias e introspecção, mas blz, deixei quieto e vi meu filme de terror como sempre. Ele ficou muito tempo no computador e eu por minha vez fiquei no sofá, ele me pediu para lavar a louça enquanto ele comprava o pão (aceitei, eu queria meu pão), no fim tomei uma banho chateada por ele ter gritado comigo por eu ter gritado sem saber que ele estava perto de mim, desci fiz o café e até aí tudo bem, tomamos café juntos umas 18:00 horas ele saiu de perto de mim bem depois de comer e eu comecei a ficar triste, mais a noite eu perguntei se ele não ficaria comigo e ele disse que estava vendo o anime que sai todo sábado, fiquei com um ódio mortal e subi, depois de deitar e chorar eu entrei no chuveiro com a água gelada DE ROUPA e tudo e sentei no box. Quando a água me gelou inteira eu saí, tirei a roupa e me molhei com água morna, depois de me secar bem mal e enrolar os cabelos na toalha deitei nua enrolada em minha coberta (detalhe, não moramos sozinhos...), ele veio até a mim um pouco depois. Eu não queria me vestir, eu não queria levantar, eu não queria falar e eu não conseguia mais chorar. Ele me vestiu e me deixou deitada enquanto ele tomava um banho e por fim eu disse que estava com fome.

Agora olha o extremo...eu desci as escadas reclamando abeça por ter que descer, fiz ele me dar batata palha e do nada me peguei na cozinha pedindo pra fazer a janta sozinha e colocando a comida dele e a minha como se nada tivesse acontecido. Eu era uma pessoa normal de novo.

Bizarro? Não, só mais um dia de uma bipolar.


Notas Finais


Hey diz pra mim o que achou do primeiro relato...


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...