História Diário de uma Ninfomaníaca - Capítulo 3


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Histórias Originais
Visualizações 266
Palavras 828
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ecchi, Ficção, Ficção Adolescente, Harem, Hentai, Lemon, Romance e Novela, Saga
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 3 - "Quem disse que primos não podem brincar?"


Fanfic / Fanfiction Diário de uma Ninfomaníaca - Capítulo 3 - "Quem disse que primos não podem brincar?"

Diário de uma Ninfomaníaca | Capítulo II

Quarta-Feira | 14hrs:30min

Ai ai a melhor coisa do mundo é faltar aula.

Sim, hoje não irei para o cursinho, meu pai vai me deixar na casa da minha tia. Ahh faz um tempo que não vou lá. Estou felizinha!

- Volto para te pegar às 19:00hrs, Amy. Tenho que ir trabalhar. Tchau. – Meu pai fala assim que abro a porta dianteira para sair.

Aperto a companhia e meu primo atende.

- Oi coisa chata, finalmente apareceu depois de um tempão hein. – Fala meu primo, Noah, me puxando para um abraço apertado.

- Oi coisa feia!

Assim que acabou o momento Boas Vindas nós fomos direto para a TV. Hora de maratonar Supernatural, né minha gente!

Depois de assistir alguns episódios Noah coloca na TV aberta, alegando estar cansado de assistir a mesma coisa.

- Ahh não, Noah! Coloca lá, estava tão bom. – Choramingo, balançando seu braço.

- Não, Amélia. Estava chato, já assistimos quatro episódios. – Aproveitei seu momento de distração para puxar o controle e mudar para Netflix de novo. Assim que ele percebe o que eu fiz, fica puto e eu começo a gargalhar da sua cara de incredulidade.

Noah vem para cima de mim e tenta puxar o controle das minhas mãos, mas eu agarro o mesmo como se minha vida dependesse disso. Eu deitei no sofá e Noah ficou entre minhas pernas tentando me tomar o controle. Então começamos uma guerra para ver quem ficava com o controle.

Eu tento chutar Noah, mas ele é mais forte do que eu. Segura minhas pernas e, novamente, fica no meio delas. Ele aproxima seu tórax cada vez mais de mim para tentar puxar o controle, com nossa lutinha consequentemente Noah se esfrega várias vezes em mim, e eu nele. Logo sinto algo duro me cutucando bem lá, na minha menina.

Noah se esfrega constantemente em mim, causando um atrito gostoso entre nossas intimidades. Daí então, percebo que ele nem se importa mais com o controle.

- Noah, pare. – O advirto – Somos primos, não podemos fazer isso.

- Quem disse que primos não podem brincar um pouco? Eu estou gostando muito,, Huun... – Fala enquanto continua com o atrito e geme. Seu membro cada vez mais duro e sua respiração já pesada.

- Noah, eu já disse: Pare com isso, AGORA! – Falo tentando, inutilmente, empurrá-lo para longe de meu corpo, mas é em vão.

Noah inclina seu tórax e me beija, não correspondo ao beijo e mordo seu lábio inferior com força.

- Ahh então minha priminha gosta de brutalidade, né!? – Afirma mais do que pergunta e vejo-o retirando sua bermuda. Ele já está sem cueca e seu membro extremamente duro pula para fora, se libertando.

Noah faz movimentos leves, de cima para baixo, em seu membro e logo após isso me penetra: Rápido, forte e duro. É impossível não gemer, seu pau me preenche até o meu íntimo e está tão gostoso.

- Ahh No-ah.. Nós.Não.Devíamos! – Concluo a frase com dificuldade.

- Shiu... – Fala e continua metendo seu pau gostoso em mim. Ahh como isso é bom. Como é o ditado mesmo? Ahh sim: “O proibido é mais gostoso”, e bota mais gostoso nisso!

Meu priminho mete seu pau descontroladamente e minha buceta e essa sensação: pele a pele, ai é uma delícia.

- Vai gostosa, geme para mim. Eu sei que você está gostando. – Noah fala e continua com seus movimentos fortes e profundos – Dá para perceber pela sua carinha de safada. - Não me controlo e começo a gemer.

- Awn, No-ah!

Noah continua com seus movimentos, traz seu corpo para mais junto do meu e beija meus peitos. Ele morde o biquinho e o chupa, me deixando mais excitada ainda. Ahh que se dane também, e daí que eu quero ser fodida pelo meu primo gostoso?

- Mais.Rápido.Noah.

- Ahh.Safada.Você é uma putinha safada. – Fala pausadamente.

Noah se senta e me coloca em seu colo.

- Quica aqui no papai, vai Amy.

Subo e desço, quicando rapidamente em seu membro. Puxo seus lábios para mim e o beijo fervorosamente enquanto ele me preenche.

- Só mais um pouco, Baby. Eu tô quase lá.. Ahh. – Noah me excita cada vez mais com seus gemidos sexys.

Enquanto ele mete fundo em mim eu gemo descontroladamente e me acabo. Gozo gostoso, logo depois Noah também goza. Ele olha para mim e sorri se aproxima e me dá um beijo na testa.

- Vamos tomar um banho, priminha. – Ele me pega no colo e eu me deito em seu peito.

Enquanto estamos no chuveiro eu me lavo e percebo várias marcas no meu corpo. Ahh acho que isso vai demorar um pouco a sair. Perdida em meus pensamentos o sabonete escorrega e eu abaixo-me para pegá-lo.

- Está tentando me provocar, baby? Já está pronta para um próximo round!? – Sinto suas mãos em minha cintura me puxando para perto de seu corpo, já posso sentir seu membro duro como uma rocha.

 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...