História Diário de uma princesa - Capítulo 13


Escrita por:

Postado
Categorias A Origem dos Guardiões, Como Treinar o seu Dragão, Enrolados, Frozen - Uma Aventura Congelante, Valente
Personagens Anna, Astrid, Elsa, Flynn Rider, Gothel, Hans, Jack Frost, Kristoff, Mérida, Personagens Originais, Rainha Elinor, Rapunzel, Rei Fergus, Soluço, Stoico, Valhallarama
Tags Enrolados, Flynpunzel
Visualizações 17
Palavras 1.386
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 12 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Crossover, Famí­lia, Musical (Songfic), Romance e Novela, Suspense, Violência
Avisos: Álcool, Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Oi gente!
Teremos o primeiro beijo Flynpunzel!Vivaaa!
Boa leitura!

Capítulo 13 - Sentimentos à tona


Fanfic / Fanfiction Diário de uma princesa - Capítulo 13 - Sentimentos à tona

Pov's Punzi

Senti minha cabeça rodando de tão tonta.

Gemi frustada,abrindo os olhos lentamente.Eu estava com meus pulsos amarrados com cordas.

Ergui meu olhar com dificuldade vendo que estava num tipo de armazém.

-Vossa Alteza-o tom de ironia me fez virar a cabeça.

Na minha frente,estava um homem alto e forte.Ele tinha cabelos castanhos,olhos verdes e um sorriso maldoso no rosto.

-Sou Heitor Wood-se apresentou.

-Quem é você?Porque me sequestrou?-questionei assustada-O que quer de mim?

Ele riu,se agachando na minha frente.

-A sua amiga,a princesa Heather...achou que ia escapar de mim facilmente-comentou me fazendo arregalar os olhos-Eu ataquei o reino dela,mas decidi que te pegando,seria melhor.

-O que foi que ela te fez?-perguntei incrédula.Heather não era mal,eu tinha certeza disso.

Ele endureceu o olhar.

-Ela partiu meu coração...e me trocou por outro-respondeu.

Ah claro,vingança de ex-namorado.Digno de novela mexicana.

-E você acha que ela vai se entregar assim?Por minha causa?-debochei.

Gemi de dor quando ele apertou meu maxilar com força.

-Você ainda nem viu o que eu posso fazer-afirmou me soltando.

Me curvei pra frente,tossindo para conseguir respirar.

Pov's Flynn

-Como assim a Rapunzel foi sequestrada!?!-exclamei incrédulo depois da declaração de Heather.

Depois que Punzi havia saído do salão,ninguém mais viu ela.Procuramos ela por todos os cantos,mas Heather achou um bilhete do seu ex-namorado,Heitor.Ele queria que ela se entregasse no lugar de Punzi,se não a mataria e continuaria a atacar seu reino.

-É tudo culpa minha...-murmurou Heather com o olhar perdido-Eu não devia ter chamado Punzi...o que vou dizer para os pais dela?

-Wow!Calma Heather!-pediu Seeylfe num tom incrédulo-O Heitor não passa de um idiota vingativo!Não é culpa sua!Nós vamos salvar Punzi!

Pov's Julie

Enxuguei as lágrimas de preocupação que haviam escorrido.

-Você está bem?-perguntou Dagur analisando meu rosto,preocupado.

-E-Estou sim-gaguejei fungando-Só estou preocupada com Punzi...ela é minha melhor amiga...na verdade...a única que eu tenho...

-Nunca teve amigos?-questionou num tom incrédulo e surpreso-Mas você é um pessoa tão doce e boa...

-Só tenho alguns colegas no palácio,mas nada sério como a amizade que tenho com Punzi-dei de ombros-Quem quer ser amiga de uma criada?

Me surpreendi quando Dagur segurou minha mão com força e me encarou profundamente com seus olhos verdes.

-Ninguém pode discriminar você pelo o que faz Julie,nunca mais permita,você é um ser humano também-afirmou fazendo minhas bochechas corarem levemente-Você é uma pessoa maravilhosa,não deixe ninguém dizer ao contrário.

Sorri timidamente.

-Obrigada Dagur-disse lhe dando um beijo delicado na bochecha,o que o fez sorrir envergonhado.

Pov's Flynn

-Já avisei os pais da Punzi,mas agora,o mundo todo tá sabendo sobre o desaparecimento dela-declarou Soluço se aproximando.

-E aí gênio?Qual é o plano?-questionou Seeylfe cruzando os braços.

-Seeylfe,eu não sou o único que tem cérebro aqui-rebateu seu irmão aborrecido-Me ajuda aí!

-É sério que vocês vão discutir agora?-perguntou Heather incrédula.

Me afastei de fininho e caminhei até a janela,para encarar as nuvens negras no céu.

Sonho-Khorus


Eu não conseguia parar de pensar em Punzi e no quanto ela podia estar sofrendo.Eu não consigo mais imaginar minha vida sem ela.

Espera...Não pode ser!

-FLASBACK ON-

-Princesa!?!-exclamei surpreso-O que faz aqui há essa hora?


Ela suspirou.


-Porque você tentou roubar minha coroa?-questionou-Isso não está me deixando dormir.


Desviei o olhar.


-Eu queria roubar as jóias da coroa e vender,pra ver se eu melhorava de vida-respondi envergonhado-Estava desesperado.


-Qual é o seu nome?-ouvi ela perguntar curiosa.


A encarei novamente.


-Flynn Ryder-declarei-Seu nome não precisa falar,quem é que não sabe?


Ela riu.


-Me chame de Punzi-pediu sorridente.


Dei um sorriso de canto.


-Que ironia...-comentei-Eu tentei roubar a princesa de Corona,ela vem e me faz uma visita de madrugada.Nossa,esse mundo é estranho mesmo.


Ela suspirou.


-Eu vou dar um jeito de tirar você daí-afirmou.


Levantei as sobrancelhas surpreso.


-Mas porque?-perguntei confuso.


-Você explicou seus motivos e eu acredito em você-expliquou-Boa noite Flynn.


Então,fechou a janelinha.


Franzi as sobrancelhas.Essa Punzi...Não me condenou...


(...)


-Oi!

Ergui o olhar e arregalei os olhos surpreso ao ver Punzi.

-Rapunzel!?!-eu disse ficando de pé-Como passou pelos os guardas?-questionei me aproximando.

Ela se afastou um pouco da porta,para me mostrar a frigideira na mão.

-Da mesma forma que lhe peguei-ela deu um sorrisinho e eu fiz uma careta-E já falei pra me chamar de Punzi.

Ela destrancou a porta e abriu.

-Presta atenção-pediu-A segurança do castelo está em nível máximo,então é impossível você sair daqui.Então,a única maneira de se esconder,é sendo criado.

Ela me estendeu a roupa de criado.

-Ficou maluca?Não vou ser criado!-rebati indignado.

Ela bufou impaciente.

-O seu crime não foi pequeno Flynn-afirmou-Você tentou roubar a minha coroa!Meu pai não vai te perdoar por isso!Você quer ficar preso aqui pelo o resto da vida?

Bufei,desviando o olhar.

Ouvi ela bater o várias vezes no chão.

Suspirei derrotado,pegando a bolsa com a roupa,enquanto ela sorria vitoriosa.

(...)

Ela soltou um som de surpresa quando eu a abracei.

-Obrigado Punzi...de verdade...-confessei em meu ouvido.

Senti meu estômago embrulhar e minha pele se arrepiar.Meu Deus,que cheiro bom essa garota tem...

-De nada-sua voz saiu num sussurro.

Me afastei,encarando seus lindos olhos verdes e então me virei,caminhando até Julie.

(...)

-Me sinto humilhada-confessou-Desde que descobri que eu era uma princesa,minha vida virou de cabeça pra baixo!A vida na realeza não é como eu imaginava!Primeiro as etiquetas,a coroa,as Hale,a mídia...tudo em cima de mim!Aquelas duas querem acabar com a minha raça só porque simplesmente tenho mais poder que elas,por ter nascido já para herdar o trono.Eu não pedi pra ser princesa!Não pedi para ter essa vida!Não pedi pra nascer!

Ela parou e ofegou várias vezes,enquanto eu a analisava.

Nos aproximamos da fonte de água e nos sentamos na beirada.

Uma lágrima silenciosa escorreu pelo o seu rosto.

-Punzi...-pousei a mão na sua bochecha,o que a fez erguer o olhar-Eu não sei o que está passando,já que nunca fui da realeza.Mas posso te dizer uma coisa:Ninguém pode lhe rebaixar,pois você é muito mais do que dizem.Você não é só uma princesa e acredite,vai enxergar isso logo.

Ela fechou os olhos quando eu enxuguei a lágrima que havia escorrido.

Ela abriu os olhos novamente.

-Obrigada Flynn-sorriu timidamente.

Retirei a mão e desviei o olhar.

-José...-murmurei.

-Como?-questionou.

A encarei outra vez.

-Meu nome verdadeiro é José Bezerra-respondi-É um nome tosco,por isso eu mudei.

Ela sorriu minimamente.

-Sabe...eu gosto muito mais de José Bezerra,do que de Flynn Ryder-afirmou me surpreendendo.

Sorri.

-Então você é a primeira-declarei me levantando-Eu tenho que ir,se não vão sentir minha falta-avisei lhe dando um beijo na testa e então,me afastei.

Quando entrei no castelo,ofeguei,levando a mão ao peito e pude sentir meu coração acelerado.

-FLASBACK OFF-

Não!Não é possível!Não posso gostar dela!Eu...

-FLYNN!ACABAMOS DE TER UMA IDÉIA!-chamou Seeylfe.

-A IDÉIA FOI MINHA!-ouvi Soluço afirmar.

-MAS TU É MUITO CHATO MEU IRMÃO!QUE MERDA!-gritou ela irritada

Não pude evitar a risada e me virei,caminhando até eles.

Pov's Punzi

Suspirei derrotada,me remexendo no chão.As cordas estavam machucando meus pulsos e o cansaço de estar na mesma posição era sufocante.

Quantas horas será que passaram?Sei lá.Estava isolada,sem saber o que estava havendo lá fora.

Além de Heitor,estava mais alguns homens armados.

A porta foi aberta e Heather adentrou o armazém.

-Heather!-exclamei assustada.

-Ah...então pensou na minha proposta?-questionou Heitor sorrindo malicioso.

A Skrill deu um sorriso de canto.

-MUITO-afirmou-ATAQUEM!

Arregalei os olhos quando apareceram vários soldados e começaram a trocar tiros com Heitor e seus capangas.

-PUNZI!

Virei minha cabeça e avistei Flynn escondido atrás de umas caixas grandes.Ele gesticulou com a mão para que eu fosse até ele.

Me pus de pé com dificuldade e corri até ele,me escondendo também.

Desci o olhar para a sua mão,que destravava um canivete e cortava as cordas,me libertando.

-Como me acharam?-perguntei massageando meus pulsos.

Ele me encarou por uns segundos antes de agarrar meus ombros e me beijar com tudo.

Arregalei os olhos chocada.

O Flynn estava me beijando!Meu Deus!!!!!

As batidas do meu coração aumentaram imediatamente enquanto eu sentia a língua de Flynn adentrar minha boca.Eu fechei os olhos e tentei levar meus braços ao seu pescoço,mas ele me segurava com muita força.Mesmo assim,retribuía o beijo.

Quando nos faltou fôlego,Flynn mordiscou meu lábio inferior e então,se afastou.Respirei ofegante,ainda de olhos fechados.

-Vamos embora daqui!-reconheci a voz de Seeylfe.

Abri meus olhos enquanto Flynn me arrastava.Eu não conseguia encará-lo,mas o meu coração não queria desacelerar. 


Notas Finais


Até!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...