História Diário de Viagem - nossos bolinhos - Capítulo 79


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Big Bang, EXO, Got7
Personagens Baekhyun, BamBam, Chanyeol, Chen, D.O, D-Lite (Daesung), G-Dragon, Jackson, JB, J-hope, Jimin, Jin, Jinyoung, Jungkook, Kai, Kris Wu, Lay, Lu Han, Mark, Personagens Originais, Rap Monster, Sehun, Seungri, Suga, Suho, T.O.P, Taeyang, Tao, V, Xiumin, Youngjae, Yugyeom
Tags Baek, Bambam, Bigbang, Bts, Exo, Got7, Jackson, Jimin, Jungkook
Visualizações 34
Palavras 1.207
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Crossover, Ecchi, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 79 - Memória


Fanfic / Fanfiction Diário de Viagem - nossos bolinhos - Capítulo 79 - Memória

JUNGKOOK ON

Em questão de segundos minha garota se encontrava desmaiada no chão por causa do tapa forte que levou em seu rosto. Minha visão ficou turva, empurrei Danieli com tanta força que a mesma caiu no chão causando um barulho horrível, mas eu não me importo.

Parei ao lado de minha namorada e a peguei no colo caminhando com cautela até a escada, nós acabou de retornar do hospital, e puta que pariu ela ‘tá vestida de gatinha.

Rapidamente me dirigi até o carro e a deixei no banco do passageiro, antes de tudo corri rapidamente até seu quarto e peguei um vestido solto e fácil de vestir. Retornei ao carro e troquei suas roupas, caralho ela pode ‘tá morrendo e eu aqui trocando a roupa dela, porém se ela não estiver morrendo quem vai morrer sou eu por não ter trocado sua roupa, caralho.

Adentrei no carro e dei a partida para o hospital, durante o trajeto fiquei a olhando de canto me certificando que a mesma estava mesmo inconsciente. Meu coração estava acelerado só de pensar que algo pode ter acontecido.

  NAMJOON ON

Todos nós seis estávamos entediados e preocupados com a namorada do nosso maknae, claro que a preocupação também se direcionava ao Jiminie que estava numa depressão profunda. 

Resolvi adiantar toda essa nossa angústia e acabamos por voltar mais cedo do que planejado, sim, havíamos informado o Gukkie que viríamos ao final de semana, porém não nos aguentamos e cá estamos em nossa casa.

Ajeitamos nossas malas e fizemos um lanche, o primeiro a se manifestar para ir ao hospital foi Park, me surpreendi junto aos meninos pelo menos não ter ido direto na casa das garotas tentar ver a Danieli, mas parece que a preocupação de meu dongsaeng é com a namorada de seu amigo.

- Vamos direto ao hospital? - questionou Hoseok. - eu estou cansado, mas eu quero vê-la. 

- Jungkook disse que ela tinha recebido alta, lembra? - os informei. - melhor eu ligar para ele. - disse por fim me distanciando dos membros.

Entrei em meu quarto e peguei meu celular dentro de minha bolsa, disquei o número do maknae e nas duas primeiras tentativas o garoto não atendeu. Já estava prestes a desistir quando recebi uma ligação sua.

LIGAÇÃO ON

- Nós voltamos mais cedo, Jungkookie. Onde vocês estão? Na casa das meninas?

- Hospital. 

- Mas ela não recebeu alta?

- Quando vocês chegarem eu explico. 

 LIGAÇÃO OFF

Virei-me para os membros e os mesmos conseguiram ouvir o que o maknae tinha a dizer, todos pegaram seus pertences e saíram em disparada para a garagem. 

Sai juntos a eles, decidindo separar-mos em grupos para irmos em carros, em meu carro ficou eu — obviamente —, Jimin, Hobi e Suga. No outro carro onde Jin dirige ficou o restante, esses são Jin e Taehyung. 

- O que pode ter acontecido? - Jimin perguntou cabisbaixo. - parece que nossos problemas nunca acabam, não é mesmo? Sempre tem um empecilho.

- Tudo vai ficar bem, eu te garanto. Ainda mais que a Luiza é forte, ela só deve estar se recuperando.

- Assim esperamos. - respondi enquanto prestava atenção na estrada.

  JUNGKOOK ON

A levaram direto para uma sala de exames, fiquei durante alguns longos minutos sem quaisquer notícias de minha namorada. 

- Jeon? Namorado da paciente Luiza? 

- Sim, eu mesmo.

- Você já pode ir vê-la, o ocorrido foi, a cabeça dela estava muito sensível por causa do acontecimento, esse tapa causou uma perda de memória ou uma volta, ainda não sabemos. - o acompanhei enquanto o ouvia atentamente. - ela já se encontra acordada, porém você precisa verificar se ela está desmemoriada ou não.

- Sim, irei. - sorri fraco. - assim que fizer isso irei lhe chamar, doutor.

- Obrigado, Jeon. - o médico sorriu me deixando sozinho de frente para a porta do quarto particular.

Adentrei no cômodo já dando de cara com Luiza em pé e em seu rosto uma expressão enfurecida.

- COMO ELA TEVE CORAGEM EM ME BATER? - gritou. - oi meu amor.

- Oi, linda. - me aproximei da mesma. - como você está? 

- Bem, obrigada por vir me ver. Sei que tinha muito a fazer, e sei que fiquei muito brava com você por conta de você ter me ignorado.

- Hm? - perguntei confuso.

- Me lembro do que você disse, não recuperei totalmente a memória, eu acho. Mas isso já é um progresso, eu lembro da nossa primeira vez e de mais algumas. - minha menina sorriu como uma criança que acabou de receber um doce. 

- Pelo menos esse tapa valeu de algo. - ri fraco.

- Jungkook? - ouvi o bater da porta.

- Entrem. - ditei alto, ouvi a porta sendo aberta e seis pessoas entrarem.

- Como você está? - Jimin foi o primeiro a se pronunciar.

- Bem e vocês? - essa conversa será longa.

  LUIZA ON

Sai do banho e encontrei meu namorado ajeitando minha cama para que pudéssemos descansar. A conversa com os membros foi longa, mas eu ainda precisa falar com o Jimin e saber como ele está.

- Amor. - chamei a atenção de Jungkook. - eu vou ir falar com o Jimin.

- Eu sei, ele já está te esperando na sala. A Danieli adiantou a viagem dela e disse que uma tal de Ella está vindo pra cá.

- Ella? - gritei. - MEU DEUS! A ELLA! PELO MENOS ELA ME MANDOU ALGO DO BRASIL, A ELLA! - gritei eufórica. - VOCÊ VAI ADORAR ELA! SÉRIO AMOR! ELA É DEMAIS!

- Com essa sua animação deve ser mesmo. - riu. - vou te esperar aqui em cima, não vou interferir na sua conversa com o Jimin.

Assenti e sai do quarto em silêncio, enquanto descia os degraus da escada pude já ver Jimin sentado no sofá, sua expressão é de calmaria.

- Jiminie. - chamei sua atenção enquanto me sentava de frente para ele.

- Oi Lu, antes que você comece a me consolar. Eu quero dizer algo. - sorriu. - se ela me deixou, é porque não existe mais amor, e se pra ela não existe pra mim também não existe. Eu não vou ficar me lamentando por ela, não vou ficar sofrendo, eu vou seguir em frente. - sorriu. - eu sou maravilhoso, pode dizer, quem não quer me ter na cama? Sabe por que estou dizendo essas coisas? - neguei um tanto confusa. - porque eu passei a porra toda de uma turnê sofrendo e, de tanto sofrer eu acabei por superar, eu passei todos os dias daquela maldita turnê sofrendo, o momento de paz e felicidade que eu tinha era somente no palco, quando eu sentia todo o amor dos fãs sendo enviados por palavras para nós. Foi assim que percebi, eu não preciso de alguém para me deixar nesse estado deplorável quando tenho milhares de pessoas que me amam e demonstram isso por todos os lugares do mundo. Eu vou ficar e vou ser feliz por eles, porque eles sim merecem um Jimin feliz. Não estou dizendo que não irei me envolver com ninguém, eu sou homem, eu tenho minhas necessidades e pretendo continuar satisfazendo-as, porém agora sem compromisso.


Notas Finais


Danieli não irá aparecer mais ou, talvez eu faça uma parte mostrando como segue a vida dela no Brasil.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...