1. Spirit Fanfics >
  2. Diário de Violet >
  3. O Tempo

História Diário de Violet - Capítulo 10


Escrita por:


Notas do Autor


Espero que gostem ><

Capítulo 10 - O Tempo


Fanfic / Fanfiction Diário de Violet - Capítulo 10 - O Tempo

Violet levantou procurando sua blusa pela terceira vez.

- Sério, Tate. Agora precisamos conversar.

Ele sorria com deboche. Mas, logo ficou com uma expressão séria relembrando da realidade.

- Certo. – Disse sentando na beirada da cama perto da janela. Não dava para saber se era início da manhã ou final da tarde. Aquele tempo nublado, e cheio de neblina. Somente cinza. Apesar de ser triste, Tate sentiu reciprocidade com o tempo, pois ele refletia sua alma. Sua ansiedade diminuiu uns cinco por cento.

- A gente está preso em um espaço tempo nessa casa. Eu não sei como essas coisas funcionam, mas é como se esse lugar fosse uma máquina do tempo. Eu consegui encontrar pessoas de muito tempo atrás. Sei que você já encontrou também, e que parece não fazer sentido porque todos estamos aqui agora.

- Só que eu morri muito antes que você.

- Exatamente, e se você é quem liga aos outros tempo.

- Por que seria eu? Você que voltou no tempo.

- Sei que parece não fazer sentido, mas é porque estou com você e isso deve ter alguma ligação com sentimento.

- Entendo, será que podemos fugir então?

- Não sei.

Violet desceu as escadas pronta para conversar com Ben, ela não sabia se era uma boa ideia contar sobre isso. Passava tanta coisa na cabeça dela, que ela tinha medo que culpassem Tate, ou que achassem ela louca.

Após ela contar detalhadamente sobre o que aconteceu enquanto esteve fora nesses dias e sua ideia de ter algo relacionado ao tempo.

- Não é uma ideia ruim. – Ben disse com toda sinceridade, e surgiu um brilho de esperança em seus olhos.

- Mesmo que não seja sobre o Tate, faz sentido ser uma máquina do tempo. Como se ela estivesse quebrado e ao invés de voltar deixou nossas almas presas. – Disse Vivien olhando para Michael e Jeffrey que estavam em cima do sofá parecendo ter uns cinco anos de diferença apesar de ambos ter a mesma idade.

Tate chegou na sala já pronto para dar meia voltar e fazer de conta que nunca quis participar da reunião mas Ben o avistou de imediato.

- Quando você morreu você lembra o que você sentiu? Precisamos de ideia de quem pode ser a nossa chave. – Disse Ben encarando Tate como se ele fosse o fruto proibido.

- Bom, considerando que sou louco; acho que senti prazer. – Tate encarava o chão pois não queria saber a expressão de Violet.

- Bom e o resto aqui acho que não sentiu isso, isso seria a chave? – Ben olhava para Violet agora.

- Talvez a gente fique cego se pensarmos só em encontrar uma chave e não consiga ver o real sentido de tudo isso.

Vivien riu tão alto que logo Heyden apareceu.

- Olha só se não é uma família linda reunida. – Sorria com deboche. Somente Travis sentiu um pouco de inveja.

- Essa família aqui acha que encontramos a chave para sair daqui. – Vivien disse empolgada.

- Como? – disse Travis.

- Tate – disse Ben, Vivien e Violet em uma sintonia harmônica.

Heyden por uma leve fração de segundo sentiu vontade de rir, mas ela fez uma reflexão rápida que parecia fazer sentido, apesar de não ter entendido.

 

 

Violet estava na varanda, um pouco cansada pois teve que contar os acontecimentos e suas ideias novamente e parecia que quanto mais ela pensasse sobre o assunto menos fazia sentido e ela antes estava tão certa antes.  

- Violet, sei que não é uma boa hora. Mas, o que eu devo fazer com Michael?

- Fazer o que? Deixa ele aqui.

- Matar ele então?

- Não seja assim, vamos esperar e ver no que vai dar.

- Pelo menos parecemos unidos e normais agora – disse Tate acessando para dentro da sala com sua cabeça para que Violet olhasse.

Por essa visão e esse tempo Violet se sentiu feliz, olhando sua família e não se sentiu incomodada olhando Heyden e Travis. Todos estavam no mesmo barco, e talvez fosse ela a última pessoa a se sentir e feliz e talvez esse fosse também o último momento. Tate conseguiu sentir esse pensamento de Violet e concordou mesmo sem entender apenas sentiu e assentiu, pois nele já não havia mais felicidade. 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...