1. Spirit Fanfics >
  2. Diário do Azar (Jikook) >
  3. Prima Mexicana

História Diário do Azar (Jikook) - Capítulo 6


Escrita por: e Nihais


Notas do Autor


Deluded Girl : aaaaa gente eu tô tão boiola pelos comentários de vocês e todo o carinho (acreditem, a gente stalkeia vocês KKJHKKK). Somos 50 favoritos, obrigada.💖💖 Vamos de mais um capítulo com o rei do drama : Jungkook. Espero que estejam gostando, e desculpem qualquer erro! Vejo vocês nos comentários?

Nihais: oi gente! Como vocês estão? ( tive um surto hj cedo, O JIN TA RUIVO AAAA) e Aaaaa nós somos 50 favoritos💞💕❤ eu queria muito agradecer a vocês pelo carinho que estão dando a fic, muito obrigada mesmo💞💞 Bom acho que vocês perceberam mas eu e a Deduled Girl nos empolgamos um pouco com esse capítulo que eu ri demais (espero que vcs tbm), se tiverem algum problema com o tamanho nos avisem, que tentaremos mudar. Tenham uma boa leitura!💕💕 E vamos de mais surtos do Jk.

🎶MÚSICA DO CAPÍTULO : Ridin - Nct Dream ( https://youtu.be/vofjeJvRT9c )

Capítulo 6 - Prima Mexicana


Fanfic / Fanfiction Diário do Azar (Jikook) - Capítulo 6 - Prima Mexicana

Ainda é o meu primeiro dia nesse acampamento e eu já quero correr pelo mato até encontrar uma SAÍDA! Acho que não existe alguém que pagou tanto mico quanto eu em menos de 24 horas, já posso morrer né?

Esperei para ter certeza de que todos estavam dormindo e evitar que alguém veja o diário e cause mais vergonha que o necessário (realmente peguei trauma, fico nervoso só de pensar) e vim até o lado de fora do chalé porque eu precisava contar a loucura que aconteceu somente hoje, desde o início :

Eu estava muito nervoso por conta do acampamento, já estava desistindo, mas para evitar confusão decidi ir. Como era muita ansiedade, não consegui dormir direito e acordei em cima da hora, não estava tão atrasado mas mesmo assim me arrumei com pressa e peguei as coisas que  organizei na noite anterior.

Quando cheguei na sala minha mãe começou a me bombardear de perguntas e de como eu deveria tomar cuidado nessa viagem, beijei a testa dela para que ela ficasse tranquila e esquecesse o assunto, ela tem uns surtos às vezes, e gritei por meu pai que demorou MEIA HORA SÓ PRA COMER. Ao contrário da minha mãe, ele era tão calmo que me deixava irritado.

- Pelo amor de deus porque você é assim?  Era só um dia... Te pedi um dia sem se atrasar, não é uma coisa impossível. - Falo indignado já dentro do carro a caminho da casa a Taehyung, que tinha resolvido ir comigo para a escola.

- Calma filho, quanto exagero, você é dramático igual à sua mãe, chegaremos lá a tempo. - Ele falou na maior cara de pau, totalmente calmo como se estivesse tudo certo, NÃO É POSSÍVEL.

Durante o caminho, depois do Tae entrar no carro só se ouvia ele reclamando que não ia dar tempo enquando meu pai (com uma paz interior que não sei da onde vem) falava que estávamos sendo precipitados, nem falei nada, estava cansado demais.

Quando chegamos na escola, vimos um dos ônibus do colégio saindo, esqueceram da gente MEU DEUS... Está tudo dando errado!

- EITA PORRA! - Incrivelmente, quem disse isso foi meu pai que em questões de segundo acelerou o carro e começou a buzinar para que o ônibus parasse.

- Estávamos sendo precipitados né??- Taehyung disse irônico com um sorriso estampado na cara enquando eu entrava em pânico.

Não durou muito, com o barulho da buzina o ônibus parou, e então meu pai estacionou o mais próximo possível já que estavamos na rua. Quando sai do carro - morrendo de vergonha, claro - vi todos os alunos curiando pela janela, provavelmente achando que era um cara dirigindo bêbado, buzinando como se fosse um louco, enquanto a diretora saía para tentar entender o que tinha acontecido, quando ela nos viu nos repreendeu com olhar, e acenou para que nós se aproximassemos.

- TCHAU BEBÊ DO PAPAI, SE CUIDA MINHA GALINHA! - Eu juro que ele gritou bem alto, na frente de TODO MUNDO. Os risos explodiram de dentro do ônibus, praticamente todos os alunos.

- Por que você me odeia? - Falei choramingando, virando rapidamente para trás já ouvindo a risada escandalosa do Taehyung e depois disfarçando como se nada tivesse acontecido, sério, deus já pode me levar...

Depois de colocar nossas coisas no bagageiro e receber uma bela bronca, demos os pedidos de desculpas e entramos no ônibus, Taehyung foi caminhando na frente junto com a diretora, mas mesmo assim não pude evitar o constrangimento, estavam todos olhando para nós, menos uma pessoa, Park Jimin, que tentava a todo custo não olhar para a nossa direção, disfarçava fingindo estar entretido com algo que eu não conseguia ver, mas apesar disso estava muito bonito (como sempre, claro), vestia uma jaqueta que ficava maior que ele que parecia bem quentinha e um boné preto que tampava um pouco seu rosto.

Quando estávamos indo nos sentar nos bancos vagos que a diretora indicou, alguns alunos nos cumprimentaram de forma dramática, dando uns sorrisos disfarçados e se divertindo com a vergonha alheia, wow, grande derrota Jeon Jungkook!

Durante o caminho, depois de me xingar mentalmente umas mil vezes, eu resolvi que não iria ligar mais pra o que tinha acontecido, não foi impossível, até porque algo me tirou totalmente o foco.

"Pensei que não viria, seria uma pena,  já estava me preparando para te expor" - @anônimo.

Uma mensagem, por via e-mail, me impossibilitando de saber quem é a pessoa que parece gostar de me atormentar. Uns segundos depois virei exageradamente pra direção do Tae que estava DORMINDO, sério isso? Quem dorme tão rápido assim? Mas resolvi não acordá-lo e fiquei me atormentando sozinho, já que ele(a) percebeu que cheguei atrasado então a pessoa tinha que estar alí junto de todo mundo, perdi todo sono com essa teoria e comecei a observar todos que estavam no ônibus mas não cheguei a conclusão alguma.

Quando chegamos, cerca de duas horas depois, os alunos pegaram suas malas e saíram animados, esperei todos saírem para poder acordar o Tae.

- Taehyung-ssi acorda, já chegamos - Falei o chacoalhando, ele reclamou algo que não consegui entender mas sequer abriu os olhos - Oh caralho, acorda logo. - E depois de bater na testa dele algumas vezes ele levantou andando sem me esperar e me xingando.

- Cadê o respeito seu pau no cu? Vem, vamos logo que eu quero voltar a dormir.

- A madame ficou irritada foi??- Ri pegando minha bagagem e voltando a andar. - Você nem ouviu o que a diretora disse né? Não vai poder voltar a dormir agora, está muito cedo, só iremos deixar nossas coisas em qualquer cabana e em seguida vamos fazer um tour pelo acampamento e depois teremos uma gincana para decidir onde todos vão ficar e separar as equipes.

- MAS QUE PORRA! - Gritou irritado, fazendo drama porque não iria dormir, mas logo se aquietou quando olhares impressionados foram em em direção a ele - Desculpa diretora... Achei que tinha visto uma cobra!

- COBRA? AQUI TEM COBRAS? - Um dos meninos, se não me engano um dos jogadores de basquete, pergunta com os olhos quase saindo pra fora, fazendo algumas pessoas que estavam em volta ficarem com medo.

- Calma! Fiquem quietos! Aqui não tem cobras Hoseok. Taehyung deve ter se confundido né? - Olhou para ele, arqueando uma das sobrancelhas, esperando uma resposta que veio como um aceno, confirmando, e logo todos suspiraram de alívio e foram saindo esquecendo do assunto.

- Cínico. - Zoei o olhando quando ele me encarou sério, com cara de bravo, mas ele não aguentou e acabou caindo na risada me levando junto.

Quando deixamos nossas malas, não tínhamos muito o que fazer então fomos esperar o resto dos alunos parar o tour, e já do lado de fora,  eu reparo no local que até agora não tinha prestado muita atenção. O lugar em si era muito bonito, o matagal por todo canto mas tudo bem aparado, haviam várias cabanas por alí, cada um com uma bandeira de cores diferentes, no lado direito tinha uma cabana bem maior, parecia até uma casa investida de madeira, com uma plaquinha escrita "refeitório" ao lado, e do lado esquerdo tinha um córrego, com uma simples cachoeira. Olhei mais ao redor e pude ver alí espalhados os equipamentos que seriam usados para entretenimento, desde de tiro ao alvo, esgrima, escaladas e até a tirolesa, entre outros que não dei muita atenção.

Fui tirado dos pensamentos quando Tae bateu em minha cabeça pra irmos logo e andarmos já que todos tinham chegado e os professores estavam nos chamando.

Já na trilha os organizadores do acampamento foram mostrando as diversas coisas diferentes que tinham por alí, estava entediado, quando vi Naeyon - uma das líderes de torcida - se aproximar, toda simpática, muito suspeita aliás, até que começou a falar:

- Oi, Jungkook né? - disse sorrindo sem graça,  então mesmo estranhando essa aproximação, lhe ofereci um sorriso.

- Oi, sim, Jungkook! Naeyon né? Estudamos juntos. - Aquela situação era esquisita, nos viamos todos os dias mas nunca nos falamos.

- Isso, é que estava com minhas amigas e quis  te pergutar se está bem e se queria companhia, mas acabei de ver que você não está sozinho... Oi - Acenou para o Taehyung que a comprimentou e continuou observando uma borboleta, enquanto eu direcionava meu olhar a Sana, que estava escorada em Jimin,  e outras meninas conversando. - E dizer pra não se procupar, eu até achei fofo a forma como seu pai te chamou e eu queria te dizer algo...- Já estava quase evaporando de vergonha quando ela foi interrompida por um grito de Hoseok.

- QUE BARULHO FOI ESSE? - Falou em choque todo encolhido usando umas pessoas como escudo e focando seu olhar em um canto da mata.

- Calma gente, sem alarde! Não é nada...- Um dos organizadores tentou falar, mas pela movimentação ninguém escutou.

- É UMA COBRA! - Virei para o lado espantando pela falta de vergonha na cara, era Taehyung, colocando lenha na fogeira.

- NÓS VAMOS MORRER! - E depois do grito de uma menina todos começaram a gritar e a esperniar como se fosse o fim do mundo, principalmente Hoseok que ficou tão palido que pensei que ele iria morrer, ninguém vai ajudar o cara?

- Paciência gente, nós não vamos morrer!- A diretora tentou falar mas de nada adiantou - FAÇAM SILÊNCIO!! - Gritou tão alto que todos se calaram na hora, e imediatamente olharam para mata que fazia barulho novamente.

Acho que todos esperavam que saísse um monstro ou uma cobra, qualquer coisa, mas o que tinha assustado todo mundo foi :

- É UM COELHO! - Isso mesmo, um coelho - EU NÃO ACREDITO QUE VOCÊ ESTAVA ASSUSTADO POR ISSO! - O menino que estava sendo usado de escudo - Min Yoongi, acho - disse e apontou para o animal, que era todo pequenininho e fofinho, branco com umas manchas pretas e encarava a gente com aqueles olhinhos grandes.

Todos os alunos começaram a andar de volta pra trilha, acho que decepcionados com o desfecho do drama, mas Tae ficou chorando de rir, quase caindo no chão, todo escandaloso, enquanto Hoseok ia em direção ao coelho, fazendo carinho.

- Vamos logo otário - Dei um tapa no cabeçudo do Taehyung que logo começou a correr atrás de mim tentando revidar, quando vi já estávamos juntos com todos na trilha, e finalmente chegamos no pátio principal, ao redor de um lago.

- Um dos principais objetivos do nosso acampamento é dar a oportunidade de vocês conhecerem novas pessoas. Por isso, vocês vão fazer uma gincaca que vai determinar quem estará contigo no chalé.

Ótimo. Agora as chances de eu estar mais próximo do(a) anônimo são absurdamente maiores!

- Nesse campo, têm seis bandeiras de cada cor. Vocês têm dois minutos para encontrar e pegar uma bandeira. Começando agora! - E ele simplesmente soprou o apito e todos começaram a correr feito loucos, me empurrando.

- Anda logo, lerdo! - Alguma garota reclamou enquanto praticamente me atropelava! Esses b̶i̶c̶h̶o̶s̶ seres humanos não receberam educação? Sem entender nada, comecei a correr também sem rumo, e Taehyung me salvou, puxando-me para o canto. Ele tinha duas bandeiras amarelas em mãos, e me entregou uma.

- Você me trouxe aqui, então vai ter que me aguentar no mesmo chalé. - Disse sorrindo e o Senhor Formigão - um senhor que se apresentou como o dono do acampamento e eu realmente não vou opinar sobre o nome dele... - soprou o apito novamente, e todos se aproximaram segurando suas bandeiras. Foi quando eu finalmente entendi que os alunos que pegaram a mesma cor de bandeira, iriam ficar no mesmo chalé, e fiquei extremamente aliviado em saber que estarei no mesmo que Taehyung, mas meu alívio foi se transformando em DESESPERO puro quando eu vi Jimin, Jackson, Yoongi e Hoseok segurando bandeiras amarelas.

- Surpresa! - Taehyung sussurrou rindo da minha expressão de espanto.

- Você sabia, seu cretino? Por isso pegou a amarela de propósito?! - Sussurrei de volta incrédulo. Antes que eu pudesse espancar o Taehyung, as pessoas se silenciaram para escutar as informações.

- Formigas queridas, hoje foi o primeiro dia de vocês aqui então as atividades não se iniciarão ainda. Já terminamos o nosso tour pelo acampamento, e agora podem ir para o chalé da cor da bandeira que vocês tiraram, organizar as coisas de vocês e claro, conhecer seus novos colegas! Às 19:00 o sinal para jantar tocará. Se não lembrarem o caminho para o refeitório, sigam as placas! Vocês estão dispensados agora.

As meninas seguiram à direita para o alojamento femino, e nós seguimos à esquerda. Havia uma pequena ponte de madeira para atravessar, embaixo, o início de um córrego, cercado de árvores altas. Confesso que o lugar é lindo, mas não consigo pensar em coisas boas sabendo que o cara que se diz ser meu amigo, armou para mim ficar no mesmo ambiente que o menino que provavelmente me odeia depois do caso do vestiário : Park Jimin. Me sinto tão traído e injustiçado, que fui sozinho sem esperar por Taehyung. Havia uma fileira com vários chalés (vermelho, roxo, verde, entre outros) espalhados pelo alojamento masculino, e um campo vasto no centro, que dava acesso à floresta.

Fui rapidamente até o antigo chalé (que tristeza) e peguei minha mala, atravessando o campo e indo até o meu pesadelo... O chalé amarelo. Ao terminar de subir às escadas, escutei o som alto de uma animada conversa e com receio, abri a porta. Encontrei Taehyung, cheio de intimidade conversando com os meninos, todos em pé dentro do chalé pequeno, porém muito bonito e confortável : as paredes eram amarelas e branco, e no canto, havia um banheiro.

- Ah ele chegou! - Jackson exclamou entusiasmado, ou devo dizer, forçado?

- Oi... - Respondo sem rodeios e fecho a porta. Por que eu  aceitei a bandeira do Taehyung, por quê?!

- Não nos conhecemos ainda, eu sou Jung Hoseok. Mas meus amigos me chamam apenas de Hoseok. - Sorriu contagiante, e sinceramente, ele parece ser uma boa pessoa. - Esse é o Yoongi. - Apontou para o outro cara do time de basquete, com cara de sono e rabugento, que deu um sorriso curto para mim. Ambos eram muito bonitos, Yoongi tinha um sorriso gengival marcante e Hoseok covinhas no riso.

- Eu sou o Jungkook. - Me apresentei e notei que Jimin estava me ignorando completamente, mexendo no seu celular.

- Bom, acho que todos já nos conhecemos. - Jackson disse se aproximando e se apoiou em meu ombro, como se fossemos melhores amigos. - Vamos decidir as camas?

- A minha é no alto! - Taehyung disse extrovertido, atirando sua bolsa para a cama de cima de uma das beliches. Sem me pronunciar, sentei na cama de baixo. Yoongi e Hoseok se acomodaram na outra beliche também, e sobrou apenas a cama de casal, no lado esquerdo do quarto, para o Jackson e o Jimin... Muito esperto, Wang!

Fui até o banheiro guardar meus produtos de higiene pessoal, que estavam dentro de uma pochete e voltei para o quarto, esbarrando sem querer no Jimin, que estava prestes a entrar no banheiro.

- Ah... Foi mal. - Ele disse baixinho, e pela primeira vez na minha vida, eu pude olhar bem seus olhos castanhos, que estavam presos em mim. Nos encaramos intensamente, e eu não conseguia me mover ou falar algo, apenas olhar para ele... E isso pareceu durar uma eternidade!!

- Estou entrando! - A porta abriu de repente, e nos despertamos do transe, fazendo Jimin se afastar e ir até porta, para receber os outros dois meninos que entravam.

- Cara, eu não acredito que não ficamos na mesma cabana...- Um deles, reconheci ser o presidente do grêmio, Kim Namjoon.

Nos apresentarmos brevemente, e o outro se chamava Jin, também do grêmio estudantil. Ele basicamente só fazia piadas sem graças e os outros meninos - com exceção do Yoongi que se irritava - fingiam dar risada. Confesso que os populares não são chatos... Por enquanto, pelo menos.

Uma sirene alta soou, com o Senhor Formigão berrando "Venham jantar, formigas queridas!" e os meninos foram se retirando aos poucos do quarto, deixando apenas eu e Taehyung.

- Qual é a sua, Jungkook? Você está mais chato que o normal. Tudo isso por causa da bandeira? - Taehyung perguntou sério, ficando na frente da minha cama, onde eu estava deitado.

- Você viu como o Jimin me evitou quando eu cheguei? É óbvio que eu não sou bem-vindo aqui. - Confessei.

- Tá zoando né? Eu vi vocês se olhando até agora, na porta do banheiro. Ele está caídinho por você! 

- Até parece. - Ri em seco, é impossível isso.

- Eu estou falando sério Jungkook. - Ele se sentou ao meu lado na cama, como se estivesse consolando uma criança após um pesadelo. - Se você ficar aqui dentro isolado, ele não vai mesmo reparar em você. E você viu que os meninos são legais, dê uma chance... Esqueça um pouco isso de anônimo e suspeitas, o Jackson parece estar doido para ser o seu amigo.

Suspirei frustrado.

- Vem logo, eu vou morrer de fome por culpa sua! - Reclamou me puxando até eu cair da cama. - Você é o viado mais birrento que eu já conheci. - E só de raiva permaneci no chão, mas esse idiota literalmente ME CARREGOU em seus braços, como se eu fosse uma noiva, até o refeitório! Eu vou te matar Taehyung, que vergonha!

01:00 h - chalé.

 Nossas atividades começam cedinho, de acordo com os avisos que recebemos depois do jantar, então todos foram deitar ainda eram cerca de 22:00 horas. Mas eu me sentia tão ansioso, que acordei de madrugada suando, sem conseguir voltar a dormir. Sabe o que é olhar para o lado e avistar Park Jimin dormindo como um anjo, sem camisa? Não sei se isso é um presente ou um castigo para mim! Fiquei apenas apreciando esse monumento perfeito, com a pouca luz que infiltrava pela janela, do poste de luz do campo.

Para me distrair antes que eu surtasse de vez, pego o meu celular e vou assistir os episódios de uma novela mexicana que eu baixei antes de sair de casa, Que Te Perdone Dios. Coloquei meus fones de ouvido e me concentrei em assistir ; um dos meus maiores erros...

Com o decorrer da novela, os acontecimentos foram se intensificando (Fausto queria se casar com a Abigail, que gostava de outro homem, Mateo) e eu estava tão empolgado segurando meus berros de emoção, que não percebi quando eu, sem querer, desconectei o fone de ouvido do celular...

- AAAH MATEO, YO TE QUIERO! - O berro de Abigail preencheu o chalé silencioso, e eu escutei os meninos acordando assustados. Tentei colocar meu fone novamente, mas minhas mãos tremiam, e abafei o escândalo dela com meu travesseiro.

Jackson acendeu a luz e todos me encaravam confusos e com cara de sono. EU QUERO DESAPARECER, é tarde demais para isso?

- Que isso? Cara, você assiste pornô em espanhol? - Yoongi perguntou rindo e em questão de segundos todos os meninos estavam rindo de mim, principalmente Jimin, que chorava de rir.

- Jungkook, eu já te falei para colocar os fones quando você for assistir esses programas indecentes! - Taehyung me provocou gritando da cama de cima e eu chutei com força seu colchão.

- E-eu... Não é isso, a minha prima mexicana está me ligando... Por causa do fuso horário, e-e... - Levantei sem saber o que fazer, e tentei improvisar envergonhado. - Lo siento mucho, Abigail! Cómo estás? Sí, estoy bien. - E corri para fora do chalé, me sentando nas escadas e joguei meu celular no chão, suspirando. Por que comigo?? Espero que eles acreditem na história da prima mexicana...

A vergonha de encarar os meninos novamente era tanta, que fiquei do lado de fora tomando um ar até esperar meu rosto voltar a cor normal sem ser vermelho - vívido. Alguns minutos depois entrei silencioso, e encontrei eles dormindo - ainda bem - e rapidamente peguei meu diário, voltando para fora da cabana. E aqui estou escrevendo... Se meu primeiro dia já foi assim, imagine os outros! A sorte realmente não te acompanha Jungkook.

Calma... Estou escutando alguns barulhos de dentro da nossa cabana, não estavam todos dormindo?

Jackson Wang acabou da passar tão rápido por mim que nem me viu sentando aqui fora! Mas onde ele está indo de madrugada, escondido? Isso é MUITO suspeito. E a minha chance perfeita para te seguir e desmascarar Jackson, quer dizer, Anônimo?







Notas Finais


Estamos ansiosas para o próximo capítulo, até! 😚


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...