História Diários de um Caçador:Sangue e Honra - Capítulo 5


Escrita por:

Postado
Categorias Bloodborne
Personagens Personagens Originais
Tags Assassinato, Bloodborne, Conspiração, Monstros, Sangue
Visualizações 2
Palavras 631
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Ficção, Romance e Novela, Sobrenatural, Suspense, Universo Alternativo
Avisos: Adultério, Álcool, Canibalismo, Linguagem Imprópria, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 5 - Chegando a Yharnam


Fanfic / Fanfiction Diários de um Caçador:Sangue e Honra - Capítulo 5 - Chegando a Yharnam

    Depois daquele episódio,cavalgamos mais rápido que o normal,dias e noites sem parar,essa velocidade nos ajudou a chegar mais perto de Yharnam.Em cima do último monte,avistamos a Cidade no horizonte,era muito sombria,mas era linda.Cavalgamos muito mais rápido,estávamos a mais ou menos quinhentos metros,excitados para chegar a cidade quando de repente nós caímos,eu tombei no chão e antes de desmaiar consegui ver meu cavalo caído,sem patas,se contorcendo ali perto,algo havia cortado suas patas,por fim eu fechei os meus olhos e desmaiei.

Eu fui acordado por um som estranho,eu estava em um quarto que eu não conhecia,ele era escuro mas haviam algumas lâmpadas no teto e em cima de uma mesa.Eu olhei para baixo e percebi que estava sem minhas roupas,mas não pelado e sim com outras.Tentei recobrar meus sentidos mas algo não deixava,me acalmei e tentei ver se se tinha alguém ali perto,quando de repente,uma poça de sangue começou a vazar do chão e dela saiu uma Besta feita de sangue,ela estava sem pele e tinha garras enormes,ela começou a levar a mão até meu rosto e no mesmo tempo minha espinha gelou,antes dela poder me agarrar minha cara uma labareda de fogo apareceu do nada e o animal foi incendiado até tombar e morrer.Depois disso eu respirei aliviado,mas nesse meio tempo um ser estranho começou a subir pelo lugar onde eu estava deitado,atrás dele veio mais um e mais um e outro e depois disso eu já estava coberto por eles,eu comecei a gritar "Saiam,saiam,saiaaaaammmmm".

-Olha só,vocês encontraram um caçador.-Disse uma voz doce e suave.

Eu dormi por não sei quanto tempo e acordei,não havia mais nada ali.Eu resolvi levantar da cama e sair do quarto,havia uma porta ali na frente que levava a um lance de escadas,eu desci elas e cheguei a algo que parecia uma sala que levava a um corredor,eu entrei nesse corredor e olhando para o chão,percebi sangue e resolvi agir com mais cautela,eu caminhei pouquíssimos metros antes de ouvir uma Besta,ela estava comendo algo é por incrível que pareça o animal estava na frente da minha única saída,eu então olhei para um pilar que tinha atrás da Besta e me escondi atrás deles tendo o máximo de cuidado para não fazer barulho,eu estava perto do final do corredor quando ouvi algo,a besta estava andando em minha direção,eu me preparei para a batalha mas sem armas eu não podia fazer nada,então eu me virei e corri em direção a porta a abri e fechei na cara do animal.Fora do lugar onde eu estava havia um pátio com duas saídas,eu resolvi ir na primeira,mas ela estava trancada por algo,fui na segunda e também estava trancada por algo,com isso a besta se libertou e começou a correr atrás de mim,eu corria dela mas ela era veloz,quando eu achei que ia conseguir fugir o animal me deu um tapa tão forte que eu voei na parede e quebrei a coluna,o animal chegou perto de mim,rasgou minha barriga e começou a comer minhas tripas,eu senti muita dor e aquilo perdurou por trinta segundos antes de eu adormecer.

Eu acordei em um lugar estranho,na minha frente havia uma lápide e mais ao lado havia um boneca,tinha também uma escada.Eu me levantei e subi as escadas,olhei para o chão e vi um corpo e com ele eu encontrei minha querida Foice,mais pra cima eu achei minha pistola mas nada de minhas roupas.Eu achei um portão enorme mas ele estava trancado,eu desci e por curiosidade resolvi ler de quem era o nome na Lápide,eu li e uma clarão me desmaiou.Mais tarde eu acordei misteriosamente no lugar em que eu havia ouvido a voz suave,eu fiz todo o caminho até a Besta e com um rápido golpe cortei sua cabeça fora.Eu saí para fora e me sentei,precisava fazer meus planos e achar aqueles arquivos e acima de tudo meus amigos.



Notas Finais


Sem uma arma o ser-humano e vulnerável a qualquer predador.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...