História Dias sombrios - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Naruto
Personagens Araya, Asuma Sarutobi, Boruto Uzumaki, Chouchou Akimichi, Chouji Akimichi, Chouza Akimichi, Danzou Shimura, Darui, Fugaku Uchiha, Gaara do Deserto (Sabaku no Gaara), Haku, Hanabi Hyuuga, Hashirama Senju, Himawari Uzumaki, Hinata Hyuuga, Hiruzen Sarutobi, Hyuuga Hiashi, Ino Yamanaka, Inojin Yamanaka, Iruka Umino, Itachi Uchiha, Izuna Uchiha, Jiraiya, Juugo, Kabuto, Kakashi Hatake, Karin, Karui, Kawaki, Kiba Inuzuka, Kisame Hoshigaki, Konan, Konohamaru, Kurenai Yuuhi, Kushina Uzumaki, Madara Uchiha, Maito Gai, Metal Lee, Mikoto Uchiha, Minato "Yondaime" Namikaze, Mirai Sarutobi, Mitsuki, Nagato, Naruto Uzumaki, Neji Hyuuga, Obito Uchiha (Tobi), Omoi, Orochimaru, Rin Nohara, Rock Lee, Sai, Sakura Haruno, Sarada Uchiha, Sasuke Uchiha, Shikadai Nara, Shikamaru Nara, Shin Uchiha, Shinki, Shino Aburame, Shisui Uchiha, Shizune, Suigetsu Hozuki, Temari, TenTen Mitsashi, Tobirama Senju, Tsunade Senju, Yahiko, Yamato, Yodo, Zabuza Momochi
Tags Ação, Álcool, Aventura, Chouchou, Chouji, Drama, Gaara, hashirama, Ino, Inochi, Inoji, Itachi, Izuna, Kakashi, Luta, Madara, Mistério, Mitsuki, Naruto, Policial, Sakura, Shikadai, Shikamaru, Shin Uchiha, Shisui, Suspense, Temari, Tenten, Tsunade, Yamato
Visualizações 7
Palavras 1.430
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Festa, Luta, Mistério, Policial, Romance e Novela, Saga, Suspense, Terror e Horror, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Estupro, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


bom esse vai ser um projeto no qual é pra mostrar algumas coisas que podem tar acontecendo e a gente nem sequer imagina que isso esteja acontecendo também vai ser para ajudar que tiver precisando boa leitura

Capítulo 1 - A rotina do fracassado


Fanfic / Fanfiction Dias sombrios - Capítulo 1 - A rotina do fracassado

inútil lixo apenas uma merda entre pessoas mais úteis que você o sentimento de se sentir solitário um merda um inútil incapaz de fazer alguma coisa e que sempre tenta fazer algo só faz merda então porque continua porque parece que eu ainda não tenho essa resposta e nem sei se algum dia a terei

terça feira 08:00 

o dia tava fechado logo de manhã já tava caindo a chuva pela cidade e a chuva caia sobre a janela de um morador de um apartamento que agora mesmo já tava acordado vendo a chuva cair pela sua janela deitado na cama apenas olhando observando enquanto decidia se levantava ou não

pensamento de boruto on

pra que eu iria levantar o clima tá bom desse jeito que eu tô só vendo a chuva cair parecendo meu coração chorando nessa vida

pensamento de boruto of

- para que eu iria levantar vai ver que até eu não consiga fazer isso? - ele só olhava a chuva cair e ficava fazendo aquilo já fazia isso a mais de cinco horas

era toda vez nisso que querer se levantar ou não para ele não fazia diferença alguma para ele já que tudo que ele fazia não era Bom o suficiente sempre aparecia alguma para reclamar do que ele fazia e se não aparecesse alguém quando ele levantasse já ia ser a 155 vez que alguém falava do que ele fazia algo e alguém falava isso

o celular tocava ao seu lado e ele olha para o lado e vê o telefone tocar e pega ele olha para a porta e depois volta com a cabeça na almofada

- fazer o que já fizeram isso muitas vezes que nem seria surpresa se alguém aparecesse do nada - ele pega o telefone e vê que era ligação da sarada sua amiga e ele coloca a cara na almofada e atende - alô

- alô boruto eu liguei pensando que você não iria tar acordado mais acontece que acabou sendo diferente do que pensei - sarada falou e ele percebe que era só coisa para puxar assunto

- Oi sarada o que você que para tee ligado a essa hora? - ele perguntou apenas ouvido o som de respiração dela

- bom vou direto ao ponto quando você tiver um tempo livre você pode passar aqui na minha casa? - perguntou ela notando a voz de sono dele

- e porque aconteceu algo que eu não tô sabendo porque se for isso nem vai ser novidade? - perguntou de volta ele vendo as horas e era 08:10 e coloca novamente o celular na orelha

- alguns problemas um pouco serios mais só quando você tiver tempo porque vai que você tem um problema agora e eu não quero atrapalhar em nada pode ser ou não? - perguntava ela na esperança de um sim 

- não se preocupa problema é o que eu tenho de sobra mais respondendo sua pergunta eu faço isso sim - respondeu ele se sentando na cama

- obrigada tô te esperando em casa tchau espero que eu não tenha tomado seu tempo - ela ficou feliz com a resposta mais lógico ele não iria conseguir saber como ela tá por causa de estarem distantes

- tá bom então tchau - desliga o celular e se levanta da cama e vai andando no corredor de sua casa mais com o rosto ainda fechado de antes

ele vai até a sala e vê que ninguém tinha acordado a não ser ele mesmo e vai até a geladeira e a abre e pega algumas coisas dela e faz uma mesa de café da manhã improvisado e ele fica lá tomando café da manhã com só ele na mesa

- acho que pelo menos nisso eu sou útil em fazer silêncio absoluto - dizia ele tomando chá e vê que ainda tava chovendo 

ao terminar de comer ele vai até o banheiro e liga a torneira e passa água no rosto e sua visão volta e escova os dentes coisa normal até agora que todas as pessoas faziam quando acordava e ele pegava uma brusa de frio e ia até a porta

ao tocar na machaneta escuta a voz de sua irmã atrás dele e solta a machaneta e olha para trás e vê que era ela mesmo

- mano já tá acordado? - perguntou sua irmã passando a mão no olho direito dela ao ter acordado agora

- porque você tá acordada pode acabar acordando os pais? - perguntou ele indo até ela

- acho que já entrei naqueles dias e isso ficou me incomodando agora de manhã - respondeu ela Buchecha de sono e vê tinha algumas coisas na pia

- de qualquer jeito tenta não acordar os nossos pais eles merecem dormir - ele lembrava que eles sempre ajudaram ele quando pequeno e agora com dezoito anos perto de fazer dezenove devia fazer o mesmo

- pelo menos uma coisa boa você agora tá responsável - ela sorri para ele e ele sorri um pouquinho e se vira indo até a porta 

pensamento de boruto on

é verdade eu antes não tinha responsabilidade direito agora que cresci pode até ser não mude nada mais agora eu preciso ter isso já que eu tenho que resolver meus próprios problemas mais para mim antes dos dezoito anos para mim esse coisa de os pais ter que resolver meus problemas só era uma desculpa para não mostra que eu era um inútil e ainda não consegui resolver metade dos meus problemas que ficaram no passado

pensamento de boruto of

- que você vai sair nessa? - perguntou ela falando um pouco alto

- digamos que é rotina para mim se os pais perguntarem só falar que eu sai um pouco - respondeu ele destravando a porta com a cheve dele e sai e fecha a porta 

ele vai andando pelos corredores do apartamento e vai e chama elevador para boruto chamar o elevador é a mesma coisa quando você chama alguém para ajudar a resolver os seus problemas quando você se sente incapaz de conseguir resolver seus problemas lógico que não tem nada de ruim pedir ajuda mais era isso para boruto

o elevador chega e ele entra  e aperta para descer até a portaria e fica lá esperando chegar e fica mexendo no celular e entra no zap e começa a manda uma mensagem para sarada

- você tá acordada? - visualizada

- to sim - visualizada

- você vai poder vir para cá? - visualizada

- não sei direito se vou ou não - visualizada

- dependendo da resposta tudo bem eu vou aceitar - visualizada

chega o elevador e ele guarda o celular no bolso e sai do apartamento e vai andando pela cidade de Tokyo ele andava sem um destino então andava por cada lugar 

ele para e senta num banco do parque enquanto passava algumas pessoas mais o que chamou sua atenção foi um senhor que tava jogando pedaço de pão para os patos tentou evitar aquilo mais logo se inclina direito e vira para ele

- ei senhor uma pergunta o que te faz vir aqui todos os dias jogar pão para os patos sem querer me intrometer? - perguntou ele e já tinha acabado o pão e o senhor guarda o saco em seu bolso

- eu gosto de vir para cá jogar pão para os patos por mais que esses pequenos animais não precisem da minha ajuda  eu gosto mesmo assim de fazer isso sabe sinto que eles precisam de ajuda - respondeu o senhor que aparentava ser já velho e não ligava para a chuva caindo sobre seu corpo

- sobre o que você falou o que você quer dizer com sinto que eles precisam de ajuda ? - perguntou curioso

- que todos precisam de ajuda tem pessoas que nuncam vão poder resolver seus problemas sem algum tipo de ajuda - respondeu o senhor e ao se levanta ele cai de volta no banco - parece que eu já tô velho demais acho que já pronto para ir

dez minutos depois 

boruto saia de lá pensando que realmente era verdade que na verdade aquilo se aplica a ele por causa que ele até hoje nunca conseguiu resolver seus problemas do passado e fica lá parado pensativo quando vê uma ambulância passando correndo de onde o senhor estava e ele da meia volta e pega o celular dele no caso de boruto era diferente sentia que mesmo com a ajuda de todos nunca encontraria a resposta

- sarada tô indo - mensagem enviada

boruto guarda o celular no bolso e não vê o que tava escrito no final e desliga o celular e atravessa a rua com agora sim com um lugar definido que era o apartamento de sarada




Notas Finais


bom essa história eu pensei em fazer por causa que enquanto você esteja sentado uma pessoa possa tar passando por isso e por vários outros motivos e etc. bom tchau

estou aberto caso alguém queira conversar se sentir que vai tar bem


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...