História Did you Love me? - jikook - Capítulo 8


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jungkook (Jungkook), Park Jimin (Jimin)
Tags Bts, Jikook, Perda, Superação
Visualizações 92
Palavras 2.584
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fluffy, Lemon, LGBT, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yaoi (Gay)
Avisos: Cross-dresser, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oi
Estou de volta
E desculpe a demora, estou muito grata a todos.
Obrigada para quem não me bandonou Kkkkk e boa leitura mochis ✨❤❤

Capítulo 8 - Você sempre está ao meu lado


Fanfic / Fanfiction Did you Love me? - jikook - Capítulo 8 - Você sempre está ao meu lado

Os dias passaram de vagar, exatos 5 dias e para não deixar o pequeno Kang triste marcaram de ir ao parque aquático no sábado. A viagem fora marcada para o final do ano para as férias de dezembro, para que pudessem ver a neve em Nova Iorque. 

O Park e o Jeon entrarem para dentro de casa,senhora Kang já estava sentada no sofá com os dois netos no colo a abraçando , jimin a comprimentou e foi para a cozinha tratou logo de fazer o jantar, mais a cena de mais cedo o deixou sorrindo a toa e todo abobado. 

Nunca imaginou que em simples atos do mais velho faria seu coração bater tão rápido, tão feliz, completo, estava tão distraído que não ouviu quando a mais velha entrou e se apoiou na bancada da cozinha. 

- Que sorrisinho é esse em? - jimin se assustou e acabou que deixou o brócolis ainda cru cair no chão. 

- Que susto Srta. Kang! - suspirou, mais após isso sorriu arrancando uma risada da vó das crianças. 

- Está tão distraído que nem me viu entrar menino. 

- Desculpa. É só felicidade. - respondeu simples e juntou a verdura do chão levando até a pia para a lavar. 

Jungkook entrou na cozinha com interesse na conversa dos dois, se sentou ao lado da mais velha pegou uma maçã, e a comendo logo em seguida. 

- qual a graça dos dois?- Jeon perguntou os fitando com os olhos franzidos passando a língua pela parte interna da bochecha, comeu mais um pedaço da maçã e colocou os dois braços apoiados no balcão. 

- ah... Só estava dizendo que o chimchim estava sorrindo tão bonito e bem distraído hoje. 

- Senhora Kang Boo! - repreendeu a mais velha mais em seguida ficou corado. Não sabia se poderia contar da situação dos dois e nem se deveria citar o por que da felicidade. Mais estava louco pra sair por aí dizendo que estava ao lado de quem amava desde os tempos de escola. 

- e.. Ah... você já falou pra ela o por que dessa felicidade toda? - Jungkook estava sim nervoso, por não saber se a vó dos seus filhos reagiria bem ou não o deixava apreensivo. Mais seria melhor contar de uma vez e poupar brigas futuras e arrependimentos. 

- Humm!  Então tem um motivo?,  qual é?. Ou melhor, quem é?. 

Jimin estava tenso, será que contava ou não? Jeon continuava com atenção em si e Srta. Kang o fitava risonha esperando por sua resposta. O desespero se apossou do seu corpo pequeno e volumoso causando uma tremedeira terrível mais se a mais velha já tinha dado tantos concelhos de que deveria tentar algo com Jungkook então não custava nada contar logo de uma vez. E com a coragem - tirada não sabe de onde - suspirou e pôs-se a falar. 

- Bom... ah... A senhora sabe que eu sempre gostei do Jungkook e até já me deu conselhos sobre isso então... 

- Pera ai!  Ela sabi... 

- Deixa ele falar, não interrompa Jeon. 

O mais novo ali riu da fala da mulher e procurou no olhar de Jeon a confirmação que precisava, e teve ao ve-lo sorrir pra si 

- Então? 

- Tivemos meio que... uma discussão e eu contei que amo ele e... agora estamos juntos. 

- AHHHH EU PEDI TANTO PRA ISSO ACONTECER. 

Os dois se assustaram com a reação da senhora Boo e as crianças também pois Daniel veio da sala correndo seguido de Jeonghan que vinha atrás no disquinho, jimin pegou o pequeno de um ano que pedia colo e Dan sentou ao lado do pai. 

- o por que da gritaria appa kook? - o menino estava curioso mais preferiu sussurrar a pergunta ao lado do pai. Jeon o olhou e se questionou por um minuto, afinal nunca conversaram com o mais novo sobre ele querer outro pai ou mãe e por um momento pensou na reação do filho, a da Srta. Kang foi inesperada mais havia aceitação na resposta agora só esperava a do pequeno ser positiva. 

- o que você acha do jimin como seu outro pai? - Jeon também sussurrou como se fosse um segredo entre os dois. Continuou comendo a maçã mais agora fitava o filho, o mesmo que tinha os olhos brilhando. 

- como outro pai?  Tipo ele casar com appa kook? - o mais velho assentiu - Sério appa, você vai casar com appa Chim? 

Daniel abraçou seu pai, o que ele mais queria estava acontecendo,por mais que não tivesse falado para ninguém sobre o seu desejo de ter o baixinho mais do que tio, sim como pai.

- Agora sim, está completa nossa família. - falou baixinho pra si mesmo. 

Quebra de tempo... 

A noite estava esfriando, Jeon ao por os dois menores em suas camas, os cobriu com cobertores quentes e desligou a luz do quarto, deixando só o abajur ligado. Após um beijo em cada testa, saiu do quarto indo direto para o banheiro. Estranhou a luz ligada mais logo se tocou de que provavelmente era jimin. 

Se recostou no batente da porta, para apenas olhar o mais novo tirando a camisa jeans por cima da camiseta branca. 

- nunca te disseram que é feio ficar espiando. 

Jungkook cruzou os braços e abaixou a cabeça rindo soprado. 

- não há problema quando se é namorado, não é? 

- Humm!  Acho que você tem razão. - os dois riram mais logo foi se dissipando ficando só os sorrisos sinceros no rosto de cada um. 

- dormi comigo hoje? 

- posso hyung? 

Os olhos do mais novo se abriram imediatamente, era nítida a alegria de Jimin, e não perderia essa oportunidade por nada. 

- sim.

- Eu quero muito. Mais não vai ser estranho...  quer dizer, você nunca dormiu com outro homem... vai que... - Jeon o interrompeu o abraçando e selando seus lábios, automaticamente os dois fecharam os olhos, jeon aprofundou o beijo entrelaçando sua língua com a do mais baixo. Findou o ósculo puxando entre os dentes o lábio inferior do Park, os olhares se prenderam por segundos até Jungkook pousar as duas mãos na cintura do menor e o puxar para o box do banheiro. 

- Shii! Se pensa demais sabia. - antes de jimin raciocinar a fala proferida pra si, Jungkook ligou a ducha, molhando os dois com a água ainda fria. 

- O que... AH NÃO KOOKIE, TA GELADA.

Jeon gargalhou alto pela situação do mais baixo, parecia um filhote de coala preso ao seu tronco. Afastou minimamente o Park do seu corpo para tirar a sua camiseta, tirou a do outro também e o abraçou entrando debaixo da água, agora já quente, marcou bem cada expressão do rosto rechonchudo do seu baixinho. Com uma mão segurou a nuca do mais novo acariciando os fios curtos dali e com a outra puxou o cós da calça moletom molhada, até que ela estivesse presa abaixo da poupa das nádegas volumosas de Jimin. 

- Pabo. 

- O que?, wou, sua bunda ta maior ainda. - apalpou ainda meio receoso. Na verdade já tinha visto aquela parte do corpo de Jimin, mais o mais novo ainda tinha quinze anos e não sentiu absolutamente nada, mais ali, com o mais baixo grudado a si e podendo apertar aquele local farto, sentiu seu corpo esquentar e o baixo ventre fisgar com intensidade. 

- c-como?, q-que audácia é e-essa hyung? 

- nem eu sei mais... sério, me deu vontade de... apertar. 

Tomaram um banho rápido, sem olhar um para o corpo do outro, Jimin por se sentir envergonhado e Jeon pra não ter problema com uma ereção fora de hora. Saíram do box e o mais velho emprestou um pijama ao Park, que consistia em uma camiseta de manga comprida azul e um shorts preto curto. Jungkook apagou a luz do quarto enquanto o outro já se acomodava ao lado esquerdo da cama. 

- Esse é o meu lado da cama, sábia? - Jungkook questionou, mais recebeu um eye smile tão lindo que derreteu no mesmo instante, rendeu-se ao lado direito passando o braço por debaixo da cabeça do baixinho o acomodando em um abraço, Jimin só faltou ronrronar, mais não deixaria de alfinetar o seu hyung antes de se render ao sono. 

- agora não é maos, Kookie!. - selou os lábios de Jeon, esse que o olhava de cenho franzido mais não deixou de sorrir logo após.

- Engraçadinho você ehn! 

- Há Há. - estava achando graça mas  jimin logo obteve um semblante sério. - Eu queria perguntar algo. 

- Notei, você mudou de expressão do nada. Mais pode perguntar. 

- Nós podemos ir lá na minha omma amanhã?  Você sabe, ela não tá saindo mais e faz quase um mês que não a vejo. - o menor dizia tudo fazendo círculos imaginários no peito do mais velho. 

Sua mãe estava doente já algum tempo, após jimin sair de casa para morar sozinho no centro ela ficou sozinha e em um certo dia acabou por sentir fraqueza e desmaiar. Ao levár-la ao médico descobriram a leucemia, ainda no começo, mais mesmo assim a deixou abatida e não querer mais sair de casa. 

- vamos sim, quem sabe os meninos não a alegra um pouco. - disse acariciando a bochecha do Park, mais seu pensamento foi pra longe, em como contaria que em tão pouco tempo seus pensamentos de certo e errado mudaram tanto, e principalmente de como se adaptou tão bem a beijar um homem sendo que nunca havia feito algo do tipo antes. Mas estava gostando de como esse homem o fazia bem, fazia se sentir vivo novamente. 

Ainda tinha os pais de jungkook, que ele não fazia ideia de como reagiriam a notícia em que os dois estão juntos, sabia que seu pai não aceitaria muito bem pois os ensinamentos desde a Bíblia vinham dele, e com sua mãe haviam se desentendido a algum tempo mas não deixaria a felicidade que estava sentindo de novo acabar por preconceito atoa. E se acontecesse, lutaria bravamente por seu baixinho, mesmo que jungkook não demonstrasse direito o que sentia. 

- A vai ser tão bom, ver-la sorrir um pouco. Parece que ela cansou de mim. - jimin tinha um bico nos lábios após a segunda frase o que fez Jeon rir baixinho. 

- Claro, você demora um século pra ver ela. 

- Para Jungkook. - deu-lhe um tapinha fraco no peito mas logo riu junto ao mais velho. 

- Eu nunca pensei que seria feliz assim tão rápido. - o mais novo fitou o Jeon que mesmo não sabendo como por em palavras o que sentia, deixou seu coração o guiar. - As vezes eu achava que ficaria sozinho depois do que aconteceu, e antes mesmo da Hanny partir parece que eu sentia uma angústia antecipada. E sempre que algo acontecia aquele aperto tava ali pra me alertar de que tanta felicidade não duraria, eu nunca entendi o por que. Mais você sempre esteve comigo quando algo dava errado, quando você chegava, a sensação ia embora, tudo ficava bem assim que você falava que "tudo ia ficar bem".

Jimin ouvia tudo atentamente e com os olhos fixos nos do mais alto, seu coração estava acelerado, não conseguia desviar os olhos daquele a sua frente, tão negros e penetrantes e mesmo assim doces e acolhedores. Jeon se sentia mais confiante agora pra falar o que tanto queria. 

- Você está sempre comigo, sempre ao lado dos meninos e mesmo quando ela estava aqui você a ajudou com tudo com todo carinho, eu já te admirava jimin, muito, admirava sua força e vontade de deixar todos bem e confortáveis com sua presença que sem perceber eu já te amava, na minha cabeça era como um amor de irmão ou pai pra filho mais não era e eu sabia mais não queria admitir... 

- Jungkook... 

- Você tá sendo tudo pra min e mesmo com todos os obstáculos e poréns, você não desistiu de um dia ter sua felicidade. Não posso dizer que vai ser fácil daqui pra frente, por que você sabe como são meus pais, mas eu prometo, eu juro que sempre vou estar ao seu lado, assim como você sempre esteve do meu. - aos olhos do Park, aquela havia sido uma declaração pois se sentiu tão especial. Não poupou beijos estalados pelo rosto do mais velho e selos pela boca do mesmo. 

Golpe baixo para Jungkook foi quando jimin sentou em seu colo, conforme o baixinho se movimentava com os ataques de beijos, Jeon ficava mais "acordado", e aquilo já estava ficando quente e fora do controle do mais velho. Jimin parou de se mexer e fitou o mais velho ainda com um sorriso fofo nos lábios fartos, Jeon por sua vez passou as mais pelas penas do mais novo desde o joelho até parar nas coxas, aonde as massageou frequentemente pra cima e para baixo. 

-...- Jimin juntou seus lábios com os do mais velho, separou os lábios e deixou que a língua de Jeon o explora-se sua boca e chupa-se de leve e intensamente sua língua. Suas mãos apertavam suavemente os ombros largos do mais alto, esse último que agora apertava com um pouco de mais força as laterais das coxas fartas do Park, jungkook se separou dos lábios do baixinho indo em direção ao pescoço de Jimin que arfava e suspirava baixinho, fez uma trilha de beijos até a clavícula e ali sugou a pele com mais afinco deixando uma marca avermelhada que com certeza ficaria roxinha pela manhã. 

Jimin por sua vez gemeu em tom manhoso e passou a se mexer - com reboladas leves - no colo abaixo de si, mais um beijo foi deixado em seu ombro, um gemido mais alto, as mãos de Jeon já estavam inquietas subindo e passando por todo o corpo volumoso acima de si, até que entraram dentro da camisa de Jimin, o mais novo se sobre saltou e segurou as mãos do mais velho que parou imediatamente de o beijar o ombro e o fitou curioso e com certo medo de ter feito algo errado. 

- O que foi?  Fiz algo erra... - jimin o interrompeu imediatamente. 

- Não, não.  É-é que...  eu sou ah... eu não tenho um corpo bonito sabe e... 

- Ei, Ei, quem disse que não?, Não faremos nada hoje ok. - jimin franziu os lábios e concordou deixando as mãos de Jeon livres. O mais velho voltou com elas para a cintura do Park, só que por cima da camiseta listrada. - Não precisa ficar com vergonha!  Omo!  Eu que devia estar nervoso, não você mocinho. 

Jungkook disse para descontrair o clima estranho que tinha ficado no quarto, o que deu certo pois Ambos os dois riram e jimin deitou sobre o corpo do moreno e deixou um beijinho em seu pescoço.  

- Obrigado, kook. 

- Tudo bem meu baixinho. - Jeon ergueu seu queijo com o indicador e deixou um beijo demorado nos lábios do mais novo, jimin sorriu e o desejou boa noite e um bons sonhos. 

Jungkook apagou o abajur do seu lado no criado mudo, se aconchegou melhor no abraço do Park , ainda estava "animado" mas se o seu baixinho não estava preparado naquele momento não faria nada que ele não quisesse. 

Nem ele mesmo sabia o que faria, só deixaria rolar se fosse naquele momento, mas, não tinha jeito! Teria que pedir ajuda a Chanyeol. Deixou seus pensamentos irem para longe pra só então adormecer. 


Notas Finais


Ahhhh
E ae?
Bom sobre os Caps, vão ser mais dois ei acho e é isso.
Xau beijos 💋😘😘😘


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...