História Diferent Love - Capítulo 11


Escrita por:

Postado
Categorias Free!
Personagens Goro Sasabe, Gou Matsuoka, Haruka Nanase, Makoto Tachibana, Miho Amakata, Personagens Originais, Rin Matsuoka, Sousuke Yamazaki
Tags Haruka, Harumako, Makoharu, Makoto, Nagirei, Reigisa, Sereia, Shounen Ai, Tritão, Yaoi
Visualizações 110
Palavras 840
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Ficção, Ficção Adolescente, Fluffy, LGBT, Musical (Songfic), Romance e Novela, Shonen-Ai, Slash, Sobrenatural, Universo Alternativo, Yaoi (Gay)
Avisos: Heterossexualidade, Homossexualidade
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Espero que gostem.
A música referida neste capítulo é a abertura de H2O a ilha de Mako (mais conhecida como Mako Mermaids) na versão de português de Portugal.

Capítulo 11 - Apaixonado?


-E tu gostas dele?- Perguntou Ikuya curioso. Os seus olhos encontraram-se e Kirishima sorriu de lado.

-Eu não sei- Respondeu Haruka pensativo. Ele gostava de Makoto?

-Tu pensas muito nele? O teu coração acelera e a tua respiração fica descompassada? As tuas bochechas ficam coradas e a temperatura do teu corpo sobe? Ficas nervoso perto dele?- Perguntou Kirishima com a mão no queixo enquanto pensava nos sintomas de uma pessoa apaixonada.

-Sim- Respondeu Nanase impressionado pelo rapaz saber tudo aquilo sobre ele- Como sabes isso?- Perguntou curioso com a resposta.

-Porque isso são sintomas de alguém apaixonado- Respondeu Ikuya diretamente.

-Então, eu gosto do Makoto?- Perguntou com os olhos arregalados.

-Não- Disse o rapaz colocando a mão no ombro do azulado apertando-o levemente. Haruka ficou confuso com a resposta, mas ele tinha acabado de dizer indiretamente que ele gostava de Makoto, então porque agora disse que não?- Isso não é só gostar, isso é amar!

-Amar? Mas isso é ainda mais forte…-Comentou o menor pensativo e surpreso com a resposta, entendendo naquele momento o significado do anterior não.

-Sim- Respondeu Kirishima simplista- Acho melhor ires ter com Makoto e explicares o que se passou- Continuou o rapaz soltando o ombro do menor e levantando-se em seguida. Estendeu a mão para Haruka que logo a apertou e indicou-lhe o caminho para a porta.

-Tens razão- Respondeu o azulado colocando as muletas e levantando-se calmamente.

Haruka já se tinha despedido e ia em direção à porta da casa do rapaz quando foi interrompido.

-Podes dizer ao Makoto que não precisa de ter ciúmes de nós dois, eu namoro com um rapaz chamado Hiyori desde os meus catorze anos e eu tenho 24, então o nosso relacionamento está estável e eu amo-o muito.

-Certo, eu digo-lhe, até outro dia- Despediu-se Nanase novamente saindo em seguida da casa do rapaz e indo em direção ao elevador.

Ao descer até ao rés-do-chão saiu do apartamento e foi até ao carro que estava estacionado perto dali.

Ao chegar lá, abriu a porta do lugar ao lado do passageiro e sentou-se ao lado do esverdeado.

-Tenho um recado para ti- Disse o azulado encarando Tachibana com curiosidade a respeito da resposta que ele daria.

-O quê?- Perguntou o maior com um bico nos lábios e uma expressão amuada.

-O Ikuya disse para te dizer que não precisas de ter ciúmes porque ele namora com um rapaz há 10 anos e o relacionamento deles está estável- Disse o menor despejando as palavras desajeitadamente.

Makoto olhou para Haruka surpreso com as palavras dele e corou em seguida com a atitude infantil que ele teve.

-Desculpa, eu só estou confuso- Disse o esverdeado calmamente- Como eu posso ter ciúmes de um amigo meu?- Perguntou preocupado com a resposta.

-Eu posso ser mais do que teu amigo…- Respondeu Nanase num sussurro.

-O quê?- Perguntou Tachibana. Ele não tinha ouvido o que Haruka disse.

-Nada, vamos para casa- Disse colocando o cinto de segurança. O maior assentiu com a cabeça e ligou o carro, seguindo de volta para a casa do esverdeado.

O caminho estava a ser feito em silêncio, quando de repente Haruka começou a cantar com uma voz animada:

“Estamos sós, neste mundo
E a ilha onde moro p'ra mim é tudo
E o meu caminho neste mistério
Vou encontrar

Eu só quero estar, neste azul, a nadar
Tu e eu, neste mar
Para todo o sempre
Contigo posso ser
Tudo o que eu quiser
Como o destino quer
Para todo o sempre

Juntos, p'ra sempre
Bem juntos, a sentir o Sol
Juntos, p'ra sempre
Bem juntos, apenas eu e tu
Contigo quero estar”

Makoto observava a cena com um sorriso no rosto e ouvia a canção atentamente, Haru cantava muito bem.

Quando o azulado terminou de cantar, Tachibana comentou contente:

-Essa música tem tudo a ver contigo!

-É verdade mas ela é dedicada a ti- Respondeu o menor dando um sorriso pequeno.

-A mim?- Perguntou o esverdeado curioso com a razão da dedicação dessa música a ele.

-Sim porque quando puder voltar a transformar-me eu quero nadar contigo e quero que estejamos juntos!- Disse Nanase com entusiasmo.

Makoto arregalou os olhos com a declaração e logo sorriu.

Com a mão direita capturou a mão do menor que estava em cima da perna dele e segurou-a com força colocando-a em cima da sua. Haruka encarava-o surpreendido com a ação repentina do maior mas não se afastou.

O esverdeado só soltou a mão do amigo quando precisou de colocar uma mudança.

O azulado recolheu novamente a mão que estava quente e corou de imediato.

-Obrigado- Agradeceu Tachibana olhando de relance o azulado.

-Isso é maravilhoso de se ouvir vindo da pessoa que se ama- Pensou Makoto enquanto sorria abertamente.

Sim, o esverdeado amava Haruka, tinha tido a certeza naquele momento.

O restante do caminho foi feito em silêncio, Nanase, através do vidro, encarava a paisagem que passava rapidamente graças à velocidade a que o carro andava. Os seus pensamentos estavam voltados para o que Ikuya lhe dissera.

Ele amava mesmo Makoto? 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...