História Differences make equalities - (Namjin, Vhope, Jikookmin) - Capítulo 13


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Black Pink, EXO, K.A.R.D
Personagens Baekhyun, J.Seph, Jeon Jeongguk (Jungkook), Jisoo, Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Lisa, Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais, Rosé, Sehun, Somin
Tags Bangtan Boys, Bts, Jikook, Namjin, Vhope, Yaoi, Yoonmin
Visualizações 100
Palavras 3.617
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Crossover, Ficção, Lemon, Luta, Magia, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yaoi (Gay)
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oieee eu aqui de novo. Tudo bom? 💙.
Estou aqui com mais um capítulo. Rápido que daqui a pouco preciso voltar pra aula 😂😂. Capítulo grande também porque amo vocês.
Espero que gostem desse capítulo!
Boa leitura!
~
I purple you 💜

Capítulo 13 - Um lugar especial


Você só irá perder seu tempo. 


Pov Seokjin on.

Guiei ele pelas ruas que tanto conhecia. Eu me sentia feliz em leva-lo lá. Era um lugar especial pra mim.

Mas....

Eu não pude deixar de notar os olhares para nós. Bem, não é novidade. Meu pai é dono da empresa mais famosa daqui. Então muitos conhecem meu pai e logo... Eu também. As pessoas me olham como se estivessem espantadas. Uns colocam a mão na boca, outros começam a cochichar, outros vem falar comigo, outros quase pulam em mim. Isso é insuportável. Será que eu não poderia ao menos andar na rua sem ser barrado por alguém?

- Hum... Você está atraindo a atenção de muita gente Jin - Namjoon cochicha em meu ouvido.

- Acredite. Eu sei muito bem o por quê.

Paro de andar ao ver aquele grupo de garotas. 

Ah não.

Aquele grupo não...!

Ao me verem elas dão um grito tão agudo que faz eu e o Nam tamparmos nossos ouvidos.

Porque eu sempre tenho que encontrar com elas? Não é possível.

- Kim Seokjiiiiiiiin - uma das meninas vem correndo até mim para me abraçar mas o Nam entra na frente.

- Ei! O que é isso? - ele pergunta "apartando" a menina.

- Sai da frente! Deixa eu falar com o MEU lindo.

A menina empurra o Nam bruscamente pro lado o qual olha surpreso pela tamanha força bruta da garota. Abro a boca pra reclamar, mas a menina praticamente pula em meus braços.

- Sun... - afasto ela gentilmente - Eu já falei que não sou seu. E eu não gosto de abraços.

- Ah! Que foi Seok? Qual é o problema? Não está feliz de encontrar a sua tão querida amiga da facul? Faz taaaanto tempo!

Ela faz uma pose pra mim e as outras garotas param do lado dela dando risadas baixas. Uma das garota fica pra trás e se aproxima lentamente. Essa garota eu não conhecia...

Essa menina me encara docemente. Bem diferente das outras. Prendo minha atenção nela.

- Então Seok? Gostou do look? - A Sun percebe e entra na minha frente.

Suspiro enojado voltando a atenção pra garota.

- Sun a gente se viu na semana retrasada. Nem faz tanto tempo assim.

- Oh! Oh! Eu lembro! Eu lembro! Eu te vi num restaurante. Com aquele seu amigo chato sem sal... Como é o nome dele mesmo...? - ela olha pra trás e suas amigas riem.

- Hoseok. E ele é uma pessoa maravilhosa. E você derrubou suco em cima dele.

- Foi sem querer eu não vi que tinha um copo com suco na mesa quando fui prestigiar meu querido amigo lindão.

- Prestigiar...? O que?

- Ora! Prestigiar nossa amizade! Hihihi...

Namjoon observava tudo atrás das garotas. Ele percebia que eu já estava começando a ficar irritado.

- E agora... - Ela olha pra trás na direção do Namjoon que faz uma cara confusa por ser de repente o foco da atenção - Já não basta aquele idiota do Hoseok pra ficar afastando você de mim... Agora é esse feioso aí?

Cerrei os punhos. O que... Ela... Falou?

- Sério Seokjin? Você não sabe mesmo escolher amigos não é? É claro! Eu sou sua unica amiga verdadeira! Você não precisa de companhias como essa! - ela aponta com o dedo indicador para Namjoon que apenas abaixa a cabeça - Você é o grande Seokjin. Filho da maior emp...

- SUN PARA - peguei em seu braço bruscamente fazendo a garota calar a boca - Você NÃO PODE falar dos meus amigos assim. Você NÃO TEM esse direito - solto o braço dela.

- Seokjin... - Ela coloca a mão no peito fazendo-se de ofendida.

- Todos os meus amigos são pessoas maravilhosas. Oh deixa eu ver você. Huum... Você não é maravilhosa. Ah verdade! Você nem é minha amiga não é mesmo? Sua cabeça ignorante não te faz perceber?!

Namjoon me encarou surpreso com minhas palavras cortantes. Ele nunca me viu assim, como o Hoseok que já viu várias vezes.

O que é engraçado, se fosse o Hoseok ali ele estaria rindo de tudo, mas Nam apenas se manteve calado o tempo todo.

- Tudo que você quer é apenas se aproveitar de minha riqueza. Mas eu não aceito isso. Cresça Sun hee. Talvez com isso você possa perceber a pessoa horrível que é.

Passo por ela e pego no braço de Namjoon.

- Vamos Nam - falo, mas ela me segura fincando suas unhas em meu braço.

- Ah... - reclamo por conta da dor

- Todos os garotos querem sair comigo! EU SOU A GAROTA MAIS BONITA DESSA CIDADE MEDÍOCRE. TODO MUNDO ME QUER. PORQUE VOCÊ NÃO? - Ela começa a gritar enquanto as amigas tentavam a acalmar sem sucesso. Ela deu um tapa na cara de uma e as outras se afastaram rapidamente ao ver a outrae cair no chão.

- Eu não gosto de garotas do tipo como você. Nunca irei gostar - falo sombrio.

- Você não presta Kim Seokjin. Só porque é filho de um cara ricão acha que pode ir me ofendendo assim?!

- Você ofendeu meu amigo! Quem que não presta aqui?!

- Eu não tenho culpa se falei a verdade senhor mimimi? Olhe pra ele. Ele é horroroso.

- Cale sua boca - solto meu braço das mãos delas, na parte que ela agarrou havia uma marca de unha quase roxa.

- O que você vai fazer ham? Vai me bater?! Ooh não, você é muito fraco e covarde pra fazer isso. AHAHAHAHA. VOCÊ É MUITO CEGO. HOSEOK É UM IMPRESTÁVEL QUE NÃO SABE NEM DEFENDER A SI PRÓPRIO. É COMO UMA BICHA - ela cuspia as palavras sem dó enquanto ria sinicamente. Suas amigas estavam apenas encarando, mas uma delas estava encolhida no canto encarando nós com uma cara de medo.

- E ESSE AI - ela olha pro Nam com uma cara de psicopata - TENHO CERTEZA QUE NENHUMA GAROTA QUIS ALGO COM ELE. DE TÃO FEIO QUE É.

- Sun... - a menina encolhida no canto começa a falar mas as outras levantam a mão como um "silêncio".

Eu. Vou. Matar. Essa. Sun Piranha Hee.

- Sorte sua que não bato em garotas - falo.

- Nem em homens você bate. Você não tem força. Você é um fraco. Um perdedoooor.

Olho pra ela explodindo de raiva minha respiração estava pesada e estava lutando contra meus punhos pra não bater naquela estúpida, mas sinto uma mão pegar em minha mão por trás e outra em minha cintura.

- Jin vamos embora.

A voz calma de Namjoon entrou em minha mente e conscientemente relaxei. Percebi então o que estava fazendo e falando. Virei-me de costa constrangido e puxei Namjoon querendo ir embora.

- Own. Que bonitinho o casal de gays fujões. HAHAHAHAHA. Vão mesmo. Fujam. Covardes. Nojentos.

Ouço um tapa atrás de nós viro a cabeça pra olhar. Uma das meninas havia dado um tapa na Sun mas eu não paro para olhar atentamente e continuo andando rápido querendo sair dali.

Apenas ouço um: "antes eu estava feliz de andar com uma pessoa bonita como você, agora só tenho nojo de andar com uma pessoa horrível como você".

Eu andava rapidamente afim de afastar rapidamente delas. Passamos por várias quadras. O outro apenas tentava me acompanhar ainda meio atordoado. Quando estávamos longe o suficiente eu parei.

- Eu não queria dizer tudo aquilo. Eu não queria. Não queria - coloquei as mãos na cara encostando no muro.

- Jin... - o outro se aproximou de mim - Você apenas se defendeu e defendeu seus amigos. Você não fez nada de errado.

- Eu não queria que aquela confusão toda tivesse acontecido. Nunca brigamos assim. Porque hoje isso aconteceu?

- Relaxa Jin. Tudo bem? - Nam se aproximou de mim e tirou minhas mãos de meu rosto. Encarei ele triste - Está tudo bem. Esqueça isso - ele colocou suas mãos um de cada lado do meu rosto e se aproximou beijando meu nariz e dai ele ficou com seu rosto encostado no meu.

Meu sentimentos estavam lentamente acalmando na medida que meu coração batia cada vez mais rápido. Depois de um minuto ele resolveu falar.

- Está melhor?

- Muito melhor - falo.

Estava completamente relaxado e com meu bom humor novamente.

- Que bom - e então ele se afastou, mas ao fazer isso percebemos que não estávamos sozinhos.

Uma das garotas estava lá. A que havia batido na Sun hee. Ela nos olhava com um sorriso amigável. Ela... Ela estava aqui a quanto tempo?

- Sinto muito por atrapalhar vocês. Eu só... Queria pedir desculpas por ela. Ela... Foi péssima...

A garota mexia o cabelo enquanto olhava pro lado timidamente.

- Oh... Tudo bem... Eu já sabia que isso um dia aconteceria... - falo.

- E você... - Ela olha pro Namjoon que estava corado - Não ligue para o que ela disse. Ela só estava com inveja de ver você andando com ele, você é muito bonito.

- Oh... A-Ah... Obrigado. Não é como se eu tivesse me importado com o comentário da outra. Eu já vi que não valia a pena escuta-lá.

- Eu sinto muito mesmo. Mas ela receberá o que merece. Os pais dela foram comunicados. Não se preocupem e... Quero que saibam... Que vocês fazem um casal bonito.

- Casal? - olho pro Namjoon - N-Não somos um casal!

- Oh... Não... São? Sério? - a garota parece impressionada - Eu jurava que eram... Oh! Sinto muito! Que vergonha...

- Tudo bem... - falo corado.

- Eu realmente achei... Tipo... Estavam tão pertos até agora pouco... Oh, o que estou dizendo? Sinto muito mesmo - A garota sai correndo dando mil desculpas.

- Esper-!

Mas já era tarde. Ela estava muito longe.

Apenas fiquei olhando ela ir embora. Como ela corria rápido...

- Nem perguntei o nome dela... - falei triste. Eu sinto que a conheço...

- Então... Hum... Ainda quer ir naquele lugar que queria ir? - Namjoon chamou minha atenção.

- Oh sim. Estamos perto digo apontando pro próximo quarteirão e começando a andar.

- O que é o lugar afinal...?

- É uma lanchonete que ia muito com Hoseok. Eu adoro a comida de lá.

- Oh... Hoseok é uma pessoa legal. Eu gostei dele.

Namjoon sorri pra mim e sorrio de volta.

- Hoseok é tão feliz e sorridente. Ele ri de tudo. Até nas horas dificies. Tipo naquela briga, ele provavelmente estaria rindo da cara da menina - falo.

E enfim paramos em frente a lanchonete. Eu já vou entrar quando Namjoon segura meu braço. Então eu paro, para olha-lo.

- Jin... Eu só queria dizer... É... Eu... Você não se importa de eu ser completamente o contrário de Hoseok né?

- Namjoon porque pergunta isso? É claro que não. Eu adoro o jeito como você é - acaricio sua mão que está segurando meu braço e ele me solta corando.

Abro a porta da lanchonete e já tenho a melhor recepção de toda. Lisa com seu vestido fofo e olheras de gato (que ela finge ser de mentira) correndo até mim com os braços abertos. Lisa digamos que é uma ótima amiga minha do outro mundo. Nos conhecemos na minha festa e descobri que ela trabalhava em uma lanchonete aqui no mundo humano, por sorte na mesma cidade que eu, então eu e Hoseok passamos a frequentar esse lugar, ela sempre me mantinha informado das coisas do outro mundo, mas depois daquele dia da ponte do Hoseok. Sehun não deixou eu ir mais nessa lanchonete. Então não pude ver ela até hoje.

- Jiiiin. Você está bem? Eu não acredito! - ela olha em direção ao Namjoon e logo pra sua mão em meu ombro - QUEM É ESSE CARA COM A MÃO EM SEU OMBRO. TIRE A MÃO DO OPPA - ela foi dando tapas no Namjoon.

- Lalisa não, não, ele é meu amigo!

- Ah? - ela para - Ooooh desculpe - ela disse acariciando os lugares que ela deu os tapas - Sinto muito é... - ela aponta pro outro querendo saber o nome dele.

- Kim Namjoon.

- Namjoon - ela diz sorrindo e se vira pra mim - Oppa já se passou quase duas semanas que não veio aqui, você me deixou preocupada.

- Digamos que... Eu tive... Problemas...

Olho pra ela fixamente e suas pupilas se dilatam.

- Você diz... - ela arregala os olhos - O casa...

Tampo a boca de Lisa.

- Vem Lisa. Vamos conversar num canto - digo puxando ela - Nam, pegue uma mesa que daqui a pouco eu me junto a você.

Namjoon faz uma cara curiosa mas aceita e então eu vou puxando Lisa até o canto da lanchonete.. Sorte que não tinha ninguém ainda já que estava muito cedo e a maioria das pessoas ainda não havia acordado. Daqui a pouco alguns adultos que precisam trabalhar irão chegar aqui mas enquanto isso aproveito do tempo pra escutar os gritos de Lisa sem sermos vistos como dois alienígenas.

- O-O casamento? Você diz o casamento? Esse casamento é seu Seokjin??? Eu fiquei sabendo de um casamento real mas não sabia nem de que reino ou quem iria se casar.

- Sim Lisa. É o meu casamento. Com meu futuro marido.

- Deixa eu adivinhar. Você não gosta de seu marido não é?

- Hã... Não. É um casamento arranjado.

- Ahá. Vou matar seu pai. Ele é um grande velho sacana. Eu odeio ele. Já não basta prender você. Ainda te obriga a casar com um homem que nem conhece??? AAAAA vou matar aquele desgraçado.

- Lisa acalma-se, eu sei que é mancada, mas... Ele está fazendo isso pelo nosso reino.

- Bobagem! Se ele quisesse a paz desde o princípio ele teria assinado aquele contrato. Mas ele só quer te foder.

Suspiro pesadamente. Lisa tem razão, meu pai poderia ter assinado o contrato de paz que os reinos propuseram há uns atrás. Mas ele não aceitou com medo de dividir suas terras. Então ele fico de fora e agora está ocorrendo essa droga de casamento.

- Ei - ela diz segurando meu braço. O que é isso?

Ela aponta pra marca roxa que a Sun hee tinha deixado.

- Sun hee - falei com raiva na voz.

- Aquela vaca? Acredita que ela veio aqui perguntando de você?

- Que idiota...

Lisa afirma e cruza os braços.

- Então... Você... Vai ser rei...?

Olho pra Lisa ela me olhava com uma cara triste.

- Sim...

- Quer dizer que vai ter que se afastar de Hoseok não é? Falando nele. Onde ele está? Você sempre traz Hoseok, mas hoje esta com esse garoto - ela aponta pra cabeça em direção ao Namjoon que ao longe nos olhava curiosamente - Quem é ele afinal...? E onde está Hoseok?

- Bem... É uma longa historia Lisa. Mas resumindo... Eu estou em perigo e meu pai me pediu pra esse humano cuidar de mim.

- Epa. Epa. Como assim está em perigo?

- Tem homens querendo me matar.

- O que?! Quem???

- Fale mais baixo! - disse a repreendendo - Não sabemos. Mas sei que meu pai confia nesse garoto.

- Jin. Seu pai é um tremendo filho da mãe. Tem certeza que esse garoto realmente é confiável?

- Claro que sim. Ele é ótimo e já me protegeu várias vezes... Ele é... Meu amigo... - digo olhando pro Namjoon o que o próprio desvia o olhar ao perceber que olhei pra ele.

- Ele é lindo não é? - Lisa pergunta de repente.

- Sim... Quer dizer, não! Q-Quer dizer... Ele é simpático...

Lisa então fica calada e então se aproxima de mim.

- O-O que? - pergunto estranhando.

A garota chega bem perto de mim e olha nos meus olhos.

- Seokjin... Você não me engana sabe?

- O que está dizendo?

- Eu conheço você a 5 cinco anos. Tempo suficiente para eu afirmar que você está afim desse garoto.

- Não sei de onde tirou isso.

- Tirei de seus olhos bobinho. Os olho entregaram tudo. Consegui ver até pontinhos dourados em seus olho enquanto falava desse garoto.

- É... Hum... Tá eu admito. Você está certa.

- Falei? Eu conheço o ser dentro de você ah, ah. Mas agora vá sentar com seu crush que vou preparar a melhor refeição de casal daqui.

- Lisa! Nem pense nisso!

- Relaxa oppa. Não sou doida, surpreeesa - ela pisca pra mim e manda um beijo no ar enquanto se dirigia a cozinha.

... Droga. Ela vai aprontar alguma.

Então eu vou até a mesa que Namjoon estava e me sento do seu lado.

- Vocês são amigos? - ele pergunta.

- Oh sim... - respondo pegando o cardápio- Já escolheu? - digo tentando mudar de assunto evitando falar de Lisa.

- Estou em dúvida entre muita coisas. Então... Escolha o que você mais gostar - Namjoon diz colocando o cardápio na mesa e olhando pra mim.

- E se meu gosto for diferente do seu?

- Não me importo ah, ah.

- Então... Lisa disse que ia ficar uma surpresa. Estou com medo mas... Vamos esperar.

Depois de algum tempo Lisa voltou com uma bandeja com um prato que eu e Hoseok adoramos. Panqueca.

- Lisa? O que está aprontando? - digo enquanto ela coloca o prato na mesa - Esse é prato que sempre peço com o Hoseok.

- Por isso! Faz tempo que você não come minha comida. Eu mesma preparei.

- Você colocou veneno aqui por acaso? - disse mexendo na panqueca com o garfo.

- Idiota - Ela da um soco em meu ombro rindo - Espero que você goste Kim Namjoon. É a primeira vez que vem aqui não é?

- Sim.

- Fique a vontade e espero que goste. Enquanto você oppa - ela olha pra mim docemente.

Lisa... O que você vai fazer?

- Eu espero que desfrute. Eu preparei com todo amor para você oppa. Espero que o casal goste - ela então se vira e começa a andar.

- Não somos um casal! - grito pra ela.

- É claro oppa. Você só tem olhos pra mim - ela me manda um beijo no ar - Não adianta esconder.

- Meu deus Lisa... - disse em sinal de reprovação e ela ri indo pra cozinha.

- Bem... A panqueca está ótima - Namjoon diz.

- Ei! Você nem me esperou! - disse reclamando.

- Sinto muito estou com fome. Olha só. Prova - Namjoon estende o garfo dele pra mim com um pedaço de panqueca.

Timidamente aceito.

- Hum... Huum... Bom.

Então começo a comer minha panqueca, mas por incrível que pareça a dele estava mais gostoso. Tipo... Literalmente.

Lisa... Droga.

Fiz uma cara brava e Namjoon notou.

- O que foi Jin?

- Lisa... Ela sabotou minha panqueca...

- O que? Deixa eu ver.

Ela corta um pedaço da minha e come.

- Oh realmente. Toma pega a minha - Ele troca nossos pratos.

- O que? De jeito nenhum! - tento pegar o prato novamente mas ele não deixa e coloca o prato do outro lado da mesa.

Então eu tento pegar o prato me estendendo na sua frente.

- Só come Jin - Ele beija discretamente minha bochecha e eu congelo.

Volto novamente pro meu lugar e fico ali parado congelado.

- Jin? - Namjoon estrala os dedos na minha frente.

- Oh... Desculpe... Ah... Obrigado.

Então eu como a panqueca dele enquanto sentia minha bochecha formigar.

...

Depois de um tempo nós acabamos e Namjoon conversava comigo animadamente sobre a panqueca que sua mãe fazia. Ele disse que era bem parecido com essa.

- Que legal - falo e sorriu pra ele.

Ele retribui meu sorriso e me olha.

- O-O que foi? - pergunto ao ver que ele estava me olhando muito.

- Você é muito bonito. Eu quero admirar você.

- Não fale isso - escondo meu rosto com as mãos.

- Você é lindo Kim Seokjin. O homem mais bonito que já vi - Ele me provoca enquanto tentava tirar minha mão de meu rosto.

- Nãããão.

Então ele para de tentar tirar minha mão e fica em silêncio por um tempo.

- Tire a mão Jin - ele pede.

- Não.

- Tire.

Abro um espaço entre os dedos e olhei seu rosto que me encarava com um sorriso.

- Eu não estou falando mentira sabe? Você é tão adorável.

Senti meu rosto queimar e meu coração bater mais rápido. Continuei o encarando através dos dedos e então abaixei a cabeça envergonhado.

Apenas senti seu braço em minha costa e logo ele me abraçando. O que ele esta fazendo comigo?

- Eu... Eu vou ao banheiro - me levanto da cadeira e vou andando rapidamente pro banheiro sem olhar pra trás. Entro lá e paro em frente ao espelho. Realmente estou muito vermelho.

Lavo o rosto e respiro fundo.

Nunca me senti assim na minha vida inteira. Eu sinto que vou explodir a qualquer momento. Saio do banheiro e observei de longe o Namjoon mexendo em seu celular.

- Hoseok sempre mexia em seu celular quando estavam aqui. Engraçado que esse garoto só mexe quando está ausente. Talvez porque ele prefira conversar com você?

Me assusto e viro pra trás. Lá estava a Lisa quando um sorriso vitorioso.

- Lisa. Você me deu um susto.

- Sinto muito oppa. Mas... Você não percebe?

- Percebo o que?

- Que ele gosta de você oras. O fato de ele ter dado a panqueca dele pra você. O beijo. O elogio. O olhar...

- Lisa, você estava nos espiando?

- Eu tenho meus dotes.

- Você... Você acha que ele gosta de mim?

- Dããã. Ele da vários sinais. Você é cego?

- Eu... Eu não sei.

- É. O amor deixa cego. Mas ele está mó afim de você. Não deixe essa chance passar.

- Lisa. Eu vou me casar eu não posso... Eu não tenho nenhuma chance...

Olho pra baixo. E então a menina entende o que eu queria dizer.

- Oh... Sinto muito oppa.

- Tudo bem... Nós... Nós já vamos... Nos vemos no meu casamento.

- O...K.

Dou o dinheiro pra ela e a mesma me abraça pedindo desculpas e vou até o Nam.

- Nam... Vamos?

- Oh... Sim - Ele se levanta e pega a carteira.

- Eu já paguei. Só vamos embora.

- Como assim já pagou?

- Nunca saberá. Vamos.

Saio da lanchonete e depois de alguns segundos ele sai.

- Está tudo bem?

- Oh sim. Estou muito bem. Vamos pro carro.

Não conversamos nada durante o caminho. Ele percebeu que eu estava um pouco afetado e triste, toda hora ele abria a boca pra falar, mas fechava no mesmo instante provavelmente buscando as palavras.

Quando chegamos em casa fui direto pro meu quarto quase correndo. Mas ele pega em minha mão e uma fala: "Jin precisamos conversar".


Notas Finais


Só issooo! Preciso sair correndo que preciso ir pra aula. Qualquer erro de ortografia me desculpem. Eu não revisei. Até o próximo capítulo!
Bye~
~ "Há vários mundos. Mas todos possuem o mesmo céu".
~
I purple you 💜


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...